Denúncia de desmatamento nos municípios de Buriti e Chapadinha, MA

    Os municípios de Buriti, Mata Roma, Chapadinha e Afonso Cunha se localizam na bacia do Médio Rio Munim, rio que corta e abastece vários povoados e municípios do norte e centro-norte maranhense. O rio Munim tem suas nascentes principais no município de Aldeias Altas, região dos Cocais, onde sofre impacto pela produção de cana-de-açúcar, e no município de Codó, onde sofre impactos pela criação de gado. No final dos anos 90, a

Denúncia: Barragens de Rejeitos que Matam em Silêncio – Kinross, Paracatu – MG

    por Márcio José dos Santos A mina Morro do Ouro, em Paracatu – MG, é única pelo gigantismo: é a maior mina de ouro a céu aberto no mundo e a maior em produção de ouro no Brasil. Estas características causam admiração àqueles que são ofuscados pelo vil metal, porque esta mina é também gigante nos danos provocados à natureza e aos seres humanos. Ela começou a operar em 1987, ao lado da

Denúncia de desmatamentos do Cerrado, no Maranhão

    As comunidades de Pau Serrado, Rio Grande dos Lopes, Capão se fizeram presentes na comunidade de Cabeceira da Tabatinga, município de Santa Quiteria, para discutirem e denunciarem os desmatamentos do Cerrado que são verificados em boa parte da Fazenda Tabatinga. As informações prestadas pelos moradores da Cabeceira e pelos participantes dão conta que espécies do Cerrado como Bacuri e Pequi quase não existem mais em alguns trechos da Chapada e que

Denúncia: Pistoleiros aterrorizam grupo de famílias sem-terra no município de São João do Araguaia (PA)

    No final da tarde da última sexta-feira, 4, pistoleiros fortemente armados promoveram uma sessão de violência contra um grupo de 10 famílias que estavam acampadas às margens do Rio Araguaia, no município de São João do Araguaia, no Pará. Os pistoleiros estavam todos encapuzados e portavam escopetas, pistolas e revólveres. Eles chegaram ao local onde as famílias estavam acampadas em duas caminhonetes. Além dos adultos, estavam no acampamento 11 crianças, entre

Após denunciar ameaças, três trabalhadores rurais sem terra desaparecem no Amazonas

    ABr Parentes e agentes de segurança do Amazonas e de Rondônia investigam o sumiço de três trabalhadores rurais sem terra dados como desaparecidos desde o último dia 14, em Canutama (AM), a cerca de 620 quilômetros de Manaus e a pouco mais de 50 quilômetros de Porto Velho (RO). Segundo a Polícia Civil do Amazonas, testemunhas dizem que Flávio Lima de Souza; Marinalva Silva de Souza e Jairo Feitoza Pereira desapareceram enquanto

Denúncia: Tanques de piscicultura poluem rio em São Raimundo das Mangabeiras (MA)

    Por Mayron Régis Da pista apenas se enxerga alguns tanques de peixes e um pivô irrigando 76 hectares de soja. A fazenda se vale para suas atividades econômicas das águas do Riachão, tributário do rio Balsas que por sua vez desagua no rio Parnaíba. A soja, pelas bandas de São Raimundo das Mangabeiras, é um fenômeno antigo, por mais que sua área seja menor comparada com a área de soja em

Denúncia: Floresta Estadual do Uaimií e Parque Estadual de Itacolomi, em Ouro Preto (MG), sofrem depredação

    Amda Vandalismo é uma das consequências do descaso do IEF e da MGS com a contratação de funcionários para as unidades de conservação A Floresta Estadual do Uaimií, localizada em Ouro Preto, foi alvo de depredação e vandalismo. O fato ocorreu em 26 de março deste ano, quando a unidade de conservação contava com apenas três funcionários em função do encerramento dos contratos entre o Estado e empresas terceirizadas responsáveis pelos guardas-parques

Denúncia: Indígenas, Missionários e Servidores da Saúde são atacados por piratas no rio Japurá, AM

    O indígena José Sales de Oliveira, do povo Mayoruna, juntamente com outros três ocupantes de uma pequena embarcação, foram atacados e espancados por seis homens fortemente armados. José Sales é morador da aldeia Marajaí, do município de Alvarães (AM), distante 531 quilômetros de Manaus. O fato aconteceu na última sexta-feira, 12/05, no rio Japurá, região do Médio Solimões no Estado do Amazonas. Um barco com motor de 15HP foi tomado no

Denúncia: O desastre nuclear na Bahia e a tragédia de Mariana em Minas Gerais

O desastre nuclear na Bahia e a tragédia de Mariana em Minas Gerais Por Zoraide Vilasboas Articulação Antinuclear Brasileira/MPJ   O vazamento ocorreu no tambor circulado. As setas indicam que o DUA (concentrado  de urânio), por sua densidade, assentou no piso e nos roletes.   O Instituto do Meio Ambiente (IBAMA) e a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) estiveram na mineração de urânio, em Caetité (Bahia), onde foram “conferir” as proporções da tragédia que está

Quilombolas pedem apoio na proteção de seus territórios ameaçados pela mineração

denúncia

  O vídeo lançado pela Comissão Pró-Índio de São Paulo alerta: o avanço da mineração ameaça o futuro dos quilombolas em Oriximiná, no interior do Pará. Em 2013, o Ibama autorizou a extração de bauxita em terras quilombolas. E novas licenças podem ser expedidas. O caso envolve a maior produtora de bauxita do Brasil, a Mineração Rio do Norte, que tem como acionistas a Vale, South32, Rio Tinto Alcan, Alcoa, Hydro e Companhia

Índio pataxó hãhãhãe denuncia invasão a terras demarcadas na Bahia

denúncia

    O índio pataxó hãhãhãe, Tawary Titiah, da etnia Bainã, denunciou ontem (11) na Casa de Trocas, da organização não governamental (ONG) Engajamundo, que a área de mata pertencente à sua aldeia, localizada no sul da Bahia, no município de Pau Brasil, está sendo invadida há pelo menos duas semanas. O primeiro sinal foi dado por um agricultor familiar que ouviu barulho de motosserra na região e avisou a um grupo

Denúncia: Empreendimentos licenciados em Camaçari, BA, ameaçam APA Lagoas de Guarajuba

  O Gambá entrou com Ação Civil Pública para suspender a construção de um condomínio na praia de Itacimirim e conseguiu, desde março, decisão liminar paralisando as obras do Punta Cana Lodge. Apesar do empreendimento ter alvará concedido pela prefeitura de Camaçari, não foi realizado licenciamento ambiental e, entre outros impactos, ele deve prejudicar a desova de tartarugas realizada na praia. Segundo a diretora de Conservação e Pesquisa do Projeto Tamar, Neca

Top