Exposição a produtos químicos ambientais é um fator de risco importante para o câncer de mama

    A revisão completa dos estudos humanos dos últimos 10 anos revela força de evidência Por Alexandra Goho*, SILENT SPRING INSTITUTE A exposição a produtos químicos ambientais, especialmente no início da vida, é um importante fator contribuinte no desenvolvimento do câncer de mama, de acordo com a revisão mais abrangente dos estudos em humanos até o momento. As descobertas podem ajudar a informar estratégias de prevenção destinadas a reduzir a incidência da doença,

As agonias dos rios Mudo e Guajiru, RN, artigo de Carlos Augusto de Medeiros Filho

    [EcoDebate] A histórica Lagoa de Extremoz tem cerca de 4 quilômetros quadrados de extensão e participa com 70% da água necessária para o abastecimento da região Norte de Natal. A complementação restante da água é obtida através de poços. A Lagoa de Extremoz recebe contribuições de águas subterrâneas do aquífero Barreiras e, especialmente, de águas superficiais dos rios do Mudo e Guajiru. Essas correntes, ao longo de seus 25 km de

Convenção de Minamata: Brasil ainda não tem levantamento sobre fontes e emissões de mercúrio

    Até hoje (29), representantes dos países signatários participam da 1ª Conferência das Partes da Convenção de Minamata sobre Mercúrio (COP1), em Genebra, na Suíça. O tratado entrou em vigor em 16 de agosto e, apesar de ter participado da elaboração do texto da convenção, o Brasil ainda não tem um levantamento das fontes e emissões de mercúrio. A substância é extremamente tóxica e a Convenção de Minamata visa a reduzir as

Inseticidas Domésticos, Parte 1/3, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] CASTRO e ROZEMBERG (2015) fazem análise e discutem sobre as estratégias adotadas pelas propagandas de inseticidas para uso no ambiente doméstico, e suas implicações para a saúde pública. Analisam peças publicitárias de inseticidas veiculadas na mídia televisiva no período de 2008 a 2010. O método utilizado foi a análise de conteúdo. As categorias geradas pela análise foram apelo ao “status” do usuário, ocultação e minimização dos riscos, símbolos de modernidade

Exposição a resíduos químicos pode ser maior causa de mortes no mundo, diz ONU

  Da ONU News / ABr   O relator especial das Nações Unidas sobre gestão e eliminação racional de substâncias e resíduos perigosos, Baskut Tuncak, alertou na quinta-feira (14), em Genebra, que a exposição aos resíduos químicos pode ser a maior causa de doenças e mortes em todo o mundo. Ele declarou que os efeitos da exposição à poluição no ar, na água e nos alimentos têm maior impacto nos grupos vulneráveis. A

Microplásticos ameaçam centenas de espécies da fauna marinha em todo o mundo

  Da Agência EFE / ABr     Centenas de espécies da fauna marinha, como peixes, moluscos e outras, estão sendo ameaças pela ingestão do lixo que se acumula no mar em forma de microplásticos, sem que até o momento se saiba a fundo suas causas e consequências. Os últimos estudos apontam que até 529 espécies selvagens já foram afetadas pelos resíduos, um risco mortal que se soma aos outros já enfrentados por dezenas

Estudo aponta altos níveis de mercúrio no sangue de moradores de Santarém, PA

  Por Marcia Wonghon, da Radioagência Nacional Pesquisadores da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) identificaram, em estudo, altos níveis de mercúrio no sangue de moradores de Santarém, que têm hábito de consumir de peixes. A suspeita é que os peixes da região estejam contaminados pela substância, por conta de desmatamentos, queimadas e construção de usinas hidrelétricas. A bióloga Heloísa, de Moura Meneses, responsável pelo estudo com 144 pessoas, residentes na zona

Na Bahia, na cidade de Cândido Sales, Ibama e PF combatem ação de curtumes que jogam resíduos em rio

    ABr A Polícia Federal na Bahia deflagrou ontem (16) a Operação Dark Water, para combater a prática de crimes ambientais na cidade de Cândido Sales, a cerca de 600 quilômetros de Salvador. A operação foi feita em conjunto com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Segundo as investigações, a atividade econômica de curtição de couro (curtumes) era feita sem autorização dos órgãos ambientais e isso gerou

Resíduos sólidos de serviços saúde, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Maria Auxiliadora Gomes de Mello Brito aborda a situação dos resíduos sólidos de serviços de saúde (RSSS) e aborda a coleta seletiva de resíduos como uma alternativa para a redução do volume de resíduos enviados para disposição em aterros. BRITO (2000) lança uma discussão a respeito dos resíduos, e insere os RSSS nesse contexto. Mudanças de atitudes resultarão em combate ao desperdício e diminuição da geração dos diferentes tipos de

Substituindo peixes nos oceanos por plástico; análise de Luiz Marques (IFCH/Unicamp)

  Jornal da UNICAMP Uma economia ecoeficiente, com generalização da engenharia reversa, reciclagem, reutilização e refabricação, permitiria reduzir tendencialmente a zero a extração de novos recursos naturais e o descarte. Tal é o sonho do capitalismo “sustentável”, do qual a figura 1 brutalmente nos desperta. Fonte: Daniel Hoornweg, Perinaz Bhada-Tata, Chris Kennedy, “Environment: Waste production must peak this century”. Nature, 30/X/2013; Joseph Stromberg, “When will we hit peak garbage?”. Smithsonian.com 30/X/2013 http://www.smithsonianmag.com/science-nature/when-will-we-hit-peak-garbage-7074398/ O lixo

Triclosan: El desinfectante más común es tóxico para los ecosistemas acuáticos

  Las algas son susceptibles a cualquier cambio en sus ecosistemas acuáticos, y los contaminantes pueden suponer desequilibrar sus poblaciones. Científicos de la Universidad Autónoma de Madrid y la de A Coruña han analizado los efectos tóxicos de un compuesto antimicrobiano presente en muchos productos cosméticos de uso diario. Los resultados demuestran cómo este desinfectante afecta significativamente a las algas. Servicio de Información y Noticias Científicas (SINC) Las algas son organismos fundamentales en

Concentração de metais na foz do Rio Doce aumentou após tragédia de Mariana, aponta estudo

  ABr Pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) fizeram um estudo para comparar a situação ambiental da foz do Rio Doce antes e depois da tragédia de Mariana (MG). De acordo com resultados apresentados, foi constatada a presença do dobro de ferro, quatro vezes mais de alumínio e três vezes mais manganês do que havia no local antes da chegada da lama de rejeitos. A tragédia de Mariana ocorreu em novembro

Top