Edulcorantes artificiais nas águas subterrâneas são indicadores da contaminação por sistemas sépticos

  University of Waterloo* A presença de adoçantes artificiais nas águas subterrâneas rurais mostra evidências de contaminação por águas residuais locais do sistema séptico, disseram pesquisadores da Universidade de Waterloo.     O estudo, publicado no Journal of Environmental Quality , descreve como os pesquisadores testaram poços de águas subterrâneas privadas e rurais na Bacia do rio Nottawasaga, para quatro adoçantes artificiais, como forma de detectar a água subterrânea impactada pelas águas residuais humanas sendo

Tragédia de Mariana: Dois anos depois, água do Rio Doce continua imprópria para consumo

  ABr   As águas da bacia do Rio Doce estão impróprias para consumo humano e pesca, irrigação e produção de alimentos em todos os pontos analisados pela Fundação SOS Mata Atlântica, ao longo de 733 quilômetros, por onde correu o rastro de lama, resultado da maior tragédia ambiental do país, ocorrida há dois anos, no município mineiro de Mariana. Além disso, a qualidade da água dos rios que compõem a bacia do

Água contaminada e doenças na área da mineração de urânio, na Bahia

  Por Zoraide Vilasboas     A análise de oito amostras de água, coletadas na área de influência da mineração de urânio, nos municípios de Caetité, Livramento e Lagoa Real (Bahia) apresentou alta concentração de urânio e de outros elementos tóxicos, indicando um processo de contaminação, que exige monitoramento contínuo e urgentes providências, informou a antropóloga Cláudia d’Arede em debate sobre “Saúde e Mineração” ocorrido em Salvador, durante o Congresso de Pesquisa, Ensino e

Contaminantes Emergentes: Uma ameaça real na água usada para consumo humano, por Marco Antonio Ferreira Gomes e Lauro Charlet Pereira

    [EcoDebate] A partir de 2012 os estudos sobre contaminantes emergentes (CE) se tornaram mais comuns no país, motivados pelo número crescente de geração desses produtos, com o consequente descarte ou eliminação dos mesmos no meio ambiente, principalmente nos cursos d’água. O CE é uma alusão aos produtos tóxicos que não são removidos ou eliminados pelos processos tradicionais de tratamento de água para consumo humano. Entre esses produtos estão os hormônios

Desregulador endócrino, Bisfenol-A (BPA) pode alterar a regulação dos hormônios tireoidianos mesmo em dose baixa

  Por Karina Toledo, da Agência FAPESP A ideia de que um dos conceitos-chave da toxicologia, “a dose faz o veneno”, pode não valer no caso dos desreguladores endócrinos foi reforçada por uma pesquisa feita na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Presentes na água, no ar, nos plásticos, alimentos, cosméticos, remédios e em muitos outros lugares, esses compostos químicos interferem no funcionamento dos hormônios humanos e de animais, prejudicando funções importantes para

Antidepressivos na água do oceano é uma possível ameaça para a vida marinha, revela estudo

  Por John Kirkland*, Portland State University Os caranguejos da costa de Oregon exibem comportamentos de risco quando expostos ao antidepressivo Prozac, tornando mais fácil para os predadores pegá-los, de acordo com um novo estudo da Universidade Estadual de Portland (PSU).     O estudo, publicado na revista Ecology and Evolution, ilustra como as concentrações de produtos farmacêuticos encontrados no meio ambiente podem representar um risco para a sobrevivência animal. Durante anos, testes de água do

Contaminações dos lençóis freáticos, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Lençóis de águas podem ser freáticos ou superficiais quando controlados pela topografia e assentados em controles topográficos ou de solos e subterrâneos quando a água é armazenada em rochas e não depende de situação geomórfica local. Além das atividades do homem, poluindo o meio ambiente, causas naturais afetam as águas subterrâneas, como a presença de teores de elementos químicos nocivos, oriundos de solos ou rochas armazenadoras chamadas aquíferos. A despoluição

Exposição a produtos químicos ambientais é um fator de risco importante para o câncer de mama

    A revisão completa dos estudos humanos dos últimos 10 anos revela força de evidência Por Alexandra Goho*, SILENT SPRING INSTITUTE A exposição a produtos químicos ambientais, especialmente no início da vida, é um importante fator contribuinte no desenvolvimento do câncer de mama, de acordo com a revisão mais abrangente dos estudos em humanos até o momento. As descobertas podem ajudar a informar estratégias de prevenção destinadas a reduzir a incidência da doença,

As agonias dos rios Mudo e Guajiru, RN, artigo de Carlos Augusto de Medeiros Filho

    [EcoDebate] A histórica Lagoa de Extremoz tem cerca de 4 quilômetros quadrados de extensão e participa com 70% da água necessária para o abastecimento da região Norte de Natal. A complementação restante da água é obtida através de poços. A Lagoa de Extremoz recebe contribuições de águas subterrâneas do aquífero Barreiras e, especialmente, de águas superficiais dos rios do Mudo e Guajiru. Essas correntes, ao longo de seus 25 km de

Convenção de Minamata: Brasil ainda não tem levantamento sobre fontes e emissões de mercúrio

    Até hoje (29), representantes dos países signatários participam da 1ª Conferência das Partes da Convenção de Minamata sobre Mercúrio (COP1), em Genebra, na Suíça. O tratado entrou em vigor em 16 de agosto e, apesar de ter participado da elaboração do texto da convenção, o Brasil ainda não tem um levantamento das fontes e emissões de mercúrio. A substância é extremamente tóxica e a Convenção de Minamata visa a reduzir as

Inseticidas Domésticos, Parte 1/3, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] CASTRO e ROZEMBERG (2015) fazem análise e discutem sobre as estratégias adotadas pelas propagandas de inseticidas para uso no ambiente doméstico, e suas implicações para a saúde pública. Analisam peças publicitárias de inseticidas veiculadas na mídia televisiva no período de 2008 a 2010. O método utilizado foi a análise de conteúdo. As categorias geradas pela análise foram apelo ao “status” do usuário, ocultação e minimização dos riscos, símbolos de modernidade

Exposição a resíduos químicos pode ser maior causa de mortes no mundo, diz ONU

  Da ONU News / ABr   O relator especial das Nações Unidas sobre gestão e eliminação racional de substâncias e resíduos perigosos, Baskut Tuncak, alertou na quinta-feira (14), em Genebra, que a exposição aos resíduos químicos pode ser a maior causa de doenças e mortes em todo o mundo. Ele declarou que os efeitos da exposição à poluição no ar, na água e nos alimentos têm maior impacto nos grupos vulneráveis. A

Top