Cerca de um terço dos solos do mundo está degradado devido a problemas de manejo, diz a FAO

  FAO: poluição contribui para perdas de bilhões de toneladas de solos por ano Um terço dos solos está degradado devido a problemas de manejo; agência da ONU destaca que resolver problema da poluição dos solos é essencial para combater mudança climática.   Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque. A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, está chamando a atenção para o problema da poluição dos solos. A agência organizou

La Agencia Europea de Sustancias Químicas (ECHA) reconoció que el Bisfenol A es un disruptor endocrino para los seres humanos

    Por Graciela Vizcay Gomez. El 3 marzo de 2009: la asociaciación francesa Réseau Environnement Santé (RES) organizó una rueda de prensa con motivo de su creación. Como un ejemplo de la necesidad de la salud ambiental en un foco importante de la política sanitaria, la RES lanzó una alerta en el disruptor endocrino Bisfenol A carácter pidiendo su prohibición en los biberones y la participación de la experiencia sesgada la agencia

Documentário: O plástico está cobrindo e destruindo nosso planeta

    Plástico é uma invenção maravilhosa porque dura bastante – e uma invenção terrível pelo mesmo motivo. Mais de 300 milhões de toneladas serão produzidas este ano. A maioria nunca é reciclada e permanece em nossa terra e nos nossos mares para sempre. Os detalhes nesse documentário.     Da ONU Brasil, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 16/06/2017   [CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito

Plenário da Câmara dos Deputados aprova Convenção de Minamata sobre redução do uso de mercúrio

  A convenção tem o objetivo de proteger a saúde humana e o meio ambiente das emissões e liberações de mercúrio. O texto prevê a eliminação ou redução desse elemento químico em determinados produtos e processos industriais Luis Macedo/Câmara dos Deputados Deputados aprovaram acordo que estabelece obrigações de controle de fontes e comércio de mercúrio O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (13) o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 696/17, que contém

Ambientes marinhos e de água doce no Brasil sofrem com contaminação em larga escala por microplásticos

  Por Elton Alisson, da Agência FAPESP     Além de garrafas PET, sacolas e embalagens de alimentos, entre outros objetos, os ambientes marinhos e de água doce em todo o mundo têm sido contaminados com minúsculos detritos, conhecidos como microplásticos, com tamanho menor que 5 milímetros, como fibras e pequenos resíduos gerados pela fragmentação de grandes pedaços de plástico. Um grupo de pesquisadores do Departamento de Ciências do Mar da Universidade Federal de São

Concentração de plásticos nos oceanos é alarmante, dizem especialistas

  ONU Nessa semana, a ONU realiza a Conferência sobre os Oceanos. Coincidindo com o Dia Mundial do Meio Ambiente (5) e o Dia Mundial dos Oceanos (8), o evento promove parcerias e ações para apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 14, que trata da conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos. O Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) ouviu

Com novas ratificações, Convenção de Minamata sobre Mercúrio entrará em vigor em agosto

  ONU Maio de 2017 entrará para a história do combate ao uso de metais pesados que ameaçam o meio ambiente e a saúde da população. A União Europeia e sete de seus Estados-membros ratificaram neste mês (18) a Convenção de Minamata sobre Mercúrio, ultrapassando — e cumprindo — a exigência mínima de 50 países ratificadores para que o acordo entre em vigor. Documento passará a valer a partir de 16 de agosto

Vamos levar os produtos químicos a sério, nossas vidas dependem disso, artigo de Elizabeth Maruma Mrema

  ONU Em artigo publicado na imprensa suíça, a diretora da Divisão de Direito da ONU Meio Ambiente, Elizabeth Mrema, alerta para a gestão inadequada de produtos químicos, incluindo as substâncias presentes no lixo eletrônico. Até 13 milhões de pessoas morrem a cada ano por causa da poluição e da degradação ambiental, incluindo cerca de 190 mil por intoxicação acidental. Por Elizabeth Maruma Mrema, diretora da Divisão de Direito da ONU Meio Ambiente* Quando

Nitrato x Urbanização, artigo de Carlos Augusto de Medeiros Filho

  [EcoDebate] A deterioração da qualidade das águas subterrâneas de Natal pela contaminação de nitrato é um assunto que sempre revejo com amargura. Uma reportagem da Tribuna do Norte de outubro de 2014 informava que Natal tinha 179 poços de água perfurados, dos quais 52, quase um terço, estavam desativados por conta da alta concentração de nitrato. Caso esses poços estivessem ativados, eles gerariam cerca de 40% da água produzida diariamente

Tragédia de Mariana: Além do Rio Doce, águas subterrâneas da bacia também estão contaminadas

  ABr Um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em parceria com o Greenpeace, revelou que, além do Rio Doce, as águas subterrâneas da região estão contaminadas com altos níveis de metais pesados. A água dos poços artesianos locais apresentaram níveis desses metais acima do permitido pelo governo brasileiro. Os pequenos agricultores são os mais prejudicados, já que não têm outra fonte de água para a produção e para

Praças, Parques e Geoquímica Urbana, artigo de Carlos Augusto de Medeiros Filho

  [EcoDebate] É crescente o número de pesquisadores que se dedicam ao estudo da contaminação química urbana. Uma consequência benéfica da divulgação de trabalhos científicos é o gradativo aumento da conscientização da população e também de legisladores e gestores municipais que estão percebendo da necessidade de se avaliar e monitorar o ambiente urbano. Solos e poeiras urbanas são importantes indicadores de exposição humana aos metais traços no ambiente terrestre urbano. Ao contrário

MPF requer que mineradora condenada por danos ambientais em Santo Amaro (BA) pague multa de R$59 milhões

  Plumbum foi condenada por não sinalizar corretamente área com contaminação por cádmio e chumbo causada pelas atividades da empresa Imagem ilustrativa: iStock O Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA) requereu na última sexta-feira, 10 de março, à Justiça Federal, que a mineradora Plumbum Comércio e Representações de Produtos Minerais e Industriais Ltda. seja obrigada a pagar a multa no valor de R$ 59.332.082,50, conforme decisão liminar de fevereiro de 2003.

Top