Agricultura urbana poderia cultivar frutas e vegetais para 15% da população

  O cultivo de frutas e legumes em apenas 10% dos jardins de uma cidade e em outros espaços verdes urbanos poderia fornecer alimentação a 15% da população local, de acordo com uma nova pesquisa. University of Sheffield* Em um estudo publicado na Nature Food , acadêmicos do Instituto de Alimentos Sustentáveis ​​da Universidade de Sheffield investigaram o potencial da horticultura urbana através do mapeamento de espaços verdes e cinzentos da cidade. Eles descobriram que os espaços verdes,

O que as escolas precisam saber para receber uma criança com alergia alimentar?

Se você não conhece uma criança com alergia alimentar, nunca deve ter se atentado à importância de uma escola estar bem preparada para receber um aluno nessa condição. Pensando nisso, a Dra. Renata Cocco, Coordenadora do Departamento Científico de Alergia Alimentar da Associação de Alergia e Imunologia (ASBAI), preparou dicas importantes que ajudam a deixar o ambiente escolar seguro para a criança. Passo 1 – Documentos sobre Condição de Saúde A

Alimentação pouco saudável começa muito cedo: bebês, crianças pequenas e açúcares adicionados

As principais fontes alimentares de açúcares adicionados para bebês incluem iogurte, lanches, doces e produtos de panificação doce. Para crianças pequenas, as principais fontes incluíam bebidas de frutas, produtos doces assados, açúcar e doces Por Márcia Wirth Um novo estudo publicado no Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics descobriu que quase dois terços das crianças (61%) e quase todas as crianças (98%) consomem açúcar adicionado em suas dietas diárias, principalmente

PANCs: Projeto visa divulgar plantas alimentícias não convencionais

  Estudo da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) mostra que o número de plantas consumidas pelo homem nos últimos cem anos se reduziu de 10 mil para apenas 170. No Brasil, apesar da riqueza e variedade de espécies encontradas na natureza, a demanda do mercado se concentra em algumas dezenas de itens, esquecendo milhares de outras espécies disponíveis. ABr Com base neste comportamento, desde 2013, o Departamento de

Entomofagia, o consumo de insetos por seres humanos, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Entomofagia é o consumo de insetos por seres humanos. A entomofagia é praticada em muitos países ao redor do mundo, principalmente em partes da Ásia, África e América Latina. Insetos complementam o cardápio de aproximadamente dois bilhões de pessoas e tem sido parte da dieta humana desde tempos remotos. Consta que os organismos dos insetos, são enriquecidos em Nitrogênio. Se alimentar de insetos é mera questão cultural e histórica. Contudo, apenas recentemente

Hortas Cariocas e Gastromotiva unem ações para inclusão social no Rio de Janeiro

    A Organização Não Governamental (ONG) Gastromotiva e a Secretaria Municipal do Meio Ambiente do Rio de Janeiro (SMAC) firmaram ontem (7) parceria para elaborar ações conjuntas para melhoria da qualidade de vida de comunidades carentes. “Quando a gente fala de gastronomia social, o primeiro papel é sentar à mesa e daí poder ver que tipo de conexão sai”, disse à Agência Brasil o empreendedor social David Hertz, responsável pela Gastromotiva. ABr A

Alimentação Macrobiótica, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Existe por vezes a concepção de que a Macrobiótica e o vegetarianismo se regem pelos mesmos princípios, o que não é verdade. O regime macrobiótico, sendo predominantemente de origem vegetal, não é necessariamente vegetariano, pois o uso de produtos animais, principalmente peixe é aceitável. Os seus praticantes consideram este método, uma alimentação adequada ao meio ambiente, acompanhando o ritmo das estações do ano e respeitando a evolução físico-psíquica e biológica

Dieta plant-based: benefícios para a saúde e para o meio ambiente, artigo de Fabiano Lago

  [EcoDebate] Nem vegana, nem vegetariana. A dieta plant-based, ou seja, baseada em plantas, é realizada pela eliminação ou apenas redução do consumo de produtos de origem animal. Durante essa dieta, alimentos processados, industrializados e refinados também são retirados das refeições - o que não acontece, necessariamente, nos cardápios veganos e vegetarianos. Com alimentos em sua forma natural, a plant-based traz inúmeros benefícios para a saúde e é um caminho certo para prevenção

Plantas Alimentícias Não Convencionais (Pancs) são opção para quem deseja incrementar a alimentação de forma benéfica e natural

  As plantas alimentícias não convencionais apresentam alto teor de nutrientes e estimulam a agricultura agroecológica Por Lais Pontin Matos   Pancs. Foto: Tuane Eggers   Se você deseja incrementar seu cardápio de maneira saudável e sem gastar muito, deve considerar o consumo regular de plantas alimentícias não convencionais (Pancs). Apesar de relativamente nova no cenário nutricional, a opção torna-se uma ótima pedida para quem busca variar o consumo de produtos de origem natural e quer

Pesquisa revela que 1 de cada 5 brasileiros é consumidor de produtos orgânicos, artigo de Ming Liu

    [EcoDebate] Recente pesquisa realizada pelo Organis-Brain, nas cinco regiões do país, apontou que 1 de cada 5 brasileiros consome orgânicos e consegue fazer escolhas mais conscientes de produtos mais seguros, com rastreabilidade certificada e em conformidade com a Lei 10.831/2003, garantindo menor impacto ao meio ambiente, quando comparado com a produção de alimentos convencionais, e aumento da cultura de preservação de nossos biomas. Num mundo, com cada vez mais críticas aos

Como as emoções afetam nossas escolhas alimentares?

    Você sabia que a sua alimentação pode estar sendo afetada pelos seus sentimentos? E que, talvez, esses sentimentos – estresse, ansiedade, depressão - estejam dificultando hábitos mais saudáveis e até a perda de peso? Por Bruna Bozza Segundo a psicóloga clínica, especialista em saúde focada em emagrecimento, nutrição emocional e comportamental, Dra. Daiana Peixé, nossas emoções afetam nossas escolhas porque o ser humano é guiado por duas forças: a busca pelo prazer

Relatório do IPCC e o efeito perverso entre produção de alimentos e mudanças climáticas, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “De pé ó vítimas da fome; De pé famélicos da terra” Hino da Internacional Socialista     [EcoDebate] O relatório “Climate Change and Land”, do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) da ONU, publicado dia 08 de agosto de 2019, trata da conexão entre o uso da terra e seus efeitos sobre a mudança climática. Existe um efeito perverso de retroalimentação, pois a produção de alimentos aumenta o aquecimento global, enquanto as mudanças climáticas

Top