Jalecos Amarelos x Macron: O povo contra o ‘Rei’ Neoliberal, por Diana Johnstone

“....Na verdade, é pura hipocrisia chamar de “eco-taxa” a nova taxa sobre o gás francês, porque o retorno de qualquer genuína eco-taxa teria de ser investido para desenvolver energias limpas – como as usinas movidas pela força das marés. Em vez disso, o dinheiro que entre já está comprometido com o ‘equilíbrio’ do Orçamento, vale dizer, para pagar dívida do governo. A taxa macroniana sobre o gás é mais uma

Relatório do Greenpeace mostra que 58% dos municípios do Matopiba continuam pobres, com produção e qualidade de vida piores do que a média de seus estados

  Matopiba - Estudo aponta concentração de renda e terras como efeitos da produção de commodities no Cerrado Por Rebecca Cesar, Greenpeace Estudo inédito apoiado pelo Greenpeace sobre as dinâmicas socioeconômicas na região de Cerrado denominada Matopiba mostra que municípios campeões na produção de soja na região não tem indicadores de desenvolvimento social condizentes com a riqueza que produzem na balança comercial. Segundo o relatório “Segure a Linha: A Expansão do Agronegócio e a

Agenda ambiental do próximo governo não é só prejudicial ao país, mas uma ameaça ao planeta

  Agenda ambiental do próximo governo não é só prejudicial ao país, mas uma ameaça ao planeta. Entrevista especial com José Eustáquio Diniz Alves IHU Na entrevista a seguir, concedida por e-mail à IHU On-Line, José Eustáquio Diniz Alves aponta que as maiores ameaças (do governo eleito) estão nos campos de direitos humanos e ambiental. “A agenda ambiental do presidente eleito é prejudicial não só ao Brasil, mas é uma ameaça ao planeta”, aponta. E completa: “o governo Bolsonaro, tudo indica, deve reforçar

Ecocídio no Antropoceno: 60% dos animais silvestres foram extintos em 44 anos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “É triste pensar que a natureza fala e que a humanidade não a ouve” Victor Hugo     [EcoDebate] O Relatório Planeta Vivo 2018 divulgado pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF), no final de outubro, mostra que o avanço da produção e consumo da humanidade tem provocado uma degradação generalizada dos ecossistemas globais e gerado um ecocídio da vida selvagem do planeta: as populações de vertebrados silvestres, como mamíferos, pássaros, peixes, répteis e

Modelo de desenvolvimento mais sustentável geraria novas oportunidades de emprego, avaliam CEPAL e OIT

  A região da América Latina e do Caribe tem a maior biodiversidade do mundo, mas está perdendo suas riquezas naturais com a deterioração ambiental provocada pelo atual modelo de desenvolvimento ONU     A região da América Latina e do Caribe tem a maior biodiversidade do mundo, mas está perdendo suas riquezas naturais com a deterioração ambiental provocada pelo atual modelo de desenvolvimento, o que cria urgência de transição para um modelo mais sustentável,

A ciência da sustentabilidade – Poderá um caminho unificado para o desenvolvimento e a preservação nos levar a um futuro melhor?

  Sustentabilidade - São os humanos capazes de conduzir o crescimento econômico, atender à crescente demanda por comida, energia e água e fazer significativo progresso ambiental?   A resposta curta é ‘sim’, mas seguida de vários grandes ‘ses’. Uma nova pesquisa indica que podemos colocar o mundo em um caminho para a sustentabilidade se fizermos mudanças significativas dentro dos próximos 10 anos. Universidade do Colorado em Boulder*     A cidade americana de Louisville, no Kentucky, EUA,

A construção de outro modelo de finanças depende de uma estratégia socioambiental, artigo de Amyra El Khalili

  A financeirização tem permeado os mais diversos setores da economia, provocando distorções entre a economia real e a economia financeira     [Diálogos do Sul]  A financeirização tem permeado os mais diversos setores da economia, provocando distorções entre a economia real (produção) e a economia financeira. A economia real baseia-se em produtividade na indústria, na agropecuária, no comércio e em serviços. Já a economia financeira é a que faz circular o dinheiro nos sistemas

Só mudança de mentalidade é insuficiente, artigo de Gilvander Moreira

Só mudança de mentalidade é insuficiente Por Gilvander Moreira1 É “a revolução a força motriz da história e também da religião, da filosofia e de toda forma de teoria” (MARX; ENGELS, 2007, p. 43). A luta pela terra aponta perspectivas emancipatórias capazes de mover a história? “Na atividade revolucionária, o transformar a si mesmo coincide com o transformar as circunstâncias” (MARX; ENGELS, 2007, p. 209). No prólogo de A ideologia alemã, Marx

A humanidade já ultrapassou os limites da resiliência do Planeta, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

[EcoDebate] A apresentação “Os limites da resiliência do Planeta e o decrescimento demoeconômico”, exposta e debatida no XXI Encontro Nacional de Estudos Populacionais, da ABEP, ocorrido em 25 de setembro de 2018 (disponível no link mais abaixo), teve como base uma tese, uma antítese e uma síntese, como mostrado a seguir: Tese: O crescimento demoeconômico no Antropoceno (últimos 250 anos) possibilitou uma grande acumulação de capital e riqueza, gerando concentração de

O Antropoceno é um alerta sobre as ações humanas no planeta

  O Antropoceno é um alerta sobre as ações humanas no planeta. Entrevista especial com Etienne Turpin IHU A palavra Antropoceno é relativa à área da Geologia, diz respeito aos efeitos da ação do ser humano sobre os mais variados sistemas da Terra. Entretanto, mergulhar no conceito é entrar num complexo emaranhado. Primeiro, porque não é consenso no campo científico a existência dessa como uma nova era na escala geológica e, segundo, porque há inúmeras interpretações acerca dessa ideia de “efeito dos

Decrescimento, parte 5/6: Os dois inimigos da humanidade e a agrointoxicação; análise de Luiz Marques (IFCH/Unicamp)

  A agrointoxicação do planeta: um problema sistêmico Jornal da UNICAMP TEXTO LUIZ MARQUES FOTOS REPRODUÇÃO EDIÇÃO DE IMAGEM LUIS PAULO SILVA Desde 2015, habitamos um planeta em cuja atmosfera concentram-se mais de 400 partes por milhão (ppm) de dióxido de carbono (CO2) e mais de 1.840 partes por bilhão (ppb) de metano, os dois principais gases de efeito estufa (GEE). Em média, as concentrações de CO2 foram de 405 ppm em 2017, ou seja 2,2 ppm

Estudo aponta que desenvolvimento social em Canaã dos Carajás, PA, não acompanha receita dos royalties da mineração

  Canaã dos Carajás, sudeste do Pará, abriga duas grandes minas de exploração de recursos minerais e apesar de exibir uma renda per capita sete vezes maior que o próprio estado o município apresenta um antagonismo em seu desenvolvimento social. É o que aponta um estudo inédito sobre o uso dos royalties da mineração - Os dados da pesquisa foram apresentados na quinta-feira (6) no município a gestores públicos e movimentos populares     Contradições do

Top