A emergência climática é a questão política central da nossa época. Entrevista com Michael Löwy

  Por Patricia Fachin, IHU A emergência climática “já é, e vai se tornar ainda mais nos próximos anos, a questão política central de nossa época”, diz o sociólogo Michael Löwy à IHU On-Line. Defensor do ecossocialismo, um “modelo de civilização baseado na justiça social, na igualdade, na democracia, na solidariedade e no respeito por nossa Casa Comum”, ele explica por que a catástrofe ambiental ainda não está no centro das políticas das esquerdas. “Durante muito tempo, em particular no decorrer do

Open letter to humanity – Carta aberta à humanidade, por Jeremy Desir

  Open letter to humanity - Carta aberta à humanidade por Jeremy Desir, Analista Quantitativo do HSBC Original publicado em 1 de agosto de 2019 no LinkedIn Tradução livre por Maria Clara de Oliveira O capitalismo está morto. E, embora as terras virgens que estão prestes a ser esmagadas e as frágeis vidas que estão prestes a se afogar possam jamais ver seu futuro florescer, o capitalismo está, de fato, morto na sua essência, tanto

A vida na Terra tem duas ameaças vitais: mudanças climáticas e ecocídio, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  [EcoDebate] Em quase 10 anos de colaboração no Portal EcoDebate, chego ao artigo de número mil. Durante esta década de reflexões sobre os temas de população, desenvolvimento e meio ambiente foi ficando claro que são enormes e diversificados os desafios para a redução da pobreza, para a promoção da equidade social em todas as suas formas e para garantir a justiça e a sustentabilidade ambiental. Porém, há que se destacar

Estudo indica prejuízo de R$ 118 bilhões ao país com a privatização de terras na Amazônia

  A conclusão é de um artigo científico publicado pelo Imazon que aponta avanço do desmatamento e perdas de bilhões de reais para os cofres públicos pela prática de cobrar abaixo do preço de mercado pelo hectare de médias e grandes posseiros que se apropriaram de áreas públicas. Por Stefânia Costa     A sociedade brasileira poderá custear subsídios na ordem de R$ 118 bilhões (7% do PIB brasileiro) na venda de médias e grandes propriedades

O modelo de produção e consumo capitalista é o que está levando ao esgotamento do planeta

  Ecossocialismo: caminho para superação das crises ambientais e econômicas. Entrevista especial com Arlindo Manuel Esteves Rodrigues João Vitor Santos, IHU O modelo de produção e consumo capitalista é o que, na visão do professor Arlindo Manuel Esteves Rodrigues, está levando ao esgotamento do planeta, e o estado de crises econômicas que se vive é uma das faces dessa degradação. “Inicio citando o ativista e economista Kenneth Boulding: ‘quem acredita que um crescimento infinito é possível em um mundo

A Questão Ambiental como Elemento Central, Integrador e Articulador de um Novo Modelo de Desenvolvimento para o Brasil e para o Mundo, artigo de Angelo José Rodrigues Lima

  [EcoDebate] Estamos em 2019 no mês do meio ambiente, o qual no dia 5 de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente e se este ano não temos absolutamente nada para comemorar no Brasil, muito pelo contrário, pode ser um ótimo momento para fazer uma profunda reflexão sobre a URGÊNCIA de que a questão ambiental seja o elemento central e integrador de um novo modelo de desenvolvimento para

O grande crescimento da Pegada Ecológica no mundo e nos continentes, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “A civilização é a multiplicação ilimitada de necessidades desnecessárias” Mark Twain     [EcoDebate] O mundo tinha superávit ambiental em 1961. A pegada ecológica total era de 7 bilhões de hectares globais (gha) para 9,6 bilhões de gha de biocapacidade. A pegada ecológica per capita era de 2,29 gha e a biocapacidade per capita de 3,13 gha, para uma população em torno de 3 bilhões de habitantes, em 1961. A figura acima, com dados sobre

O bom para o desenvolvimento humano é ruim para a natureza, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O maior paradoxo dos tempos modernos é que o avanço da qualidade de vida humana tem ocorrido em função do recuo da qualidade da vida natural. As sociedades progridem e os ecossistemas regridem. Isto pode ser visto no gráfico acima. O impacto ambiental cresce na medida em que os diversos países avançam no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). A Pegada Ecológica mede a quantidade de recursos naturais necessários para manter

Contra a economia verde: Amazônia não se vende

Mais uma vez lideranças indígenas do Acre e Sul do Amazonas denunciam o mau uso dos recursos de REDD, REM obtidos em nome dos povos indígenas. Caciques e lideranças indígenas do estado do Acre e Sul do estado do Amazonas denunciam mais uma vez o mal uso dos recursos provenientes do governo da Alemanha e do estado da Califórnia, Estados Unidos, por meio de contratos entre estes governos e o governo

Amazônia e a bioeconomia: um modelo de desenvolvimento para o Brasil

  Amazônia e a bioeconomia: um modelo de desenvolvimento para o Brasil. Entrevista especial com Carlos Nobre Por Patricia Fachin e Ricardo Machado, IHU “A região Amazônica oferece a possibilidade de implantar um modelo que nenhum país do mundo ainda implantou: uma revolução industrial baseada no aproveitamento da biodiversidadede um país tropical”, diz Carlos Nobre, coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas – INCT-MC, à IHU On-Line. Nos últimos anos, o pesquisador tem defendido um modelo

Bem-estar social para além de um desenvolvimento: reflexões à luz da Gestão Ambiental, por Diego Márcio Ferreira Casemiro, Felipe Soares de Moraes e Alessandra Buonavoglia Costa-Pinto

    Bem-estar social para além de um desenvolvimento: reflexões à luz da Gestão Ambiental Diego Márcio Ferreira Casemiro1 Felipe Soares de Moraes2 Alessandra Buonavoglia Costa-Pinto3 A partir da Revolução Industrial, fortalecer-se-á no mundo a necessidade de expansão das riquezas e, consequentemente, da disputa por território para alocação - e expropriação - de recursos naturais por parte das grandes empresas e corporações. Nesse cenário, amplia-se também a ideia de desenvolvimento, sobretudo ligado à economia e ao

Sem mudar a produção e o consumo, as iniciativas verdes são insuficientes, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Propaganda é um tipo de comunicação destinada a persuadir determinada audiência rumo a uma ação. Em sua forma corporativa mais corriqueira, é usada por empresas para promover o consumo de seus produtos ou serviços. Mudanças nas tecnologias de informação e comunicação alteraram os meios de veiculação das propagandas. Entretanto, a sua essência continua a mesma. Trata-se de juntar conhecimentos de marketing, psicologia, antropologia e outros campos para desenvolver e disseminar,

Top