A propósito do abastecimento de Campina Grande com as águas do Rio São Francisco

  A propósito do abastecimento de Campina Grande com as águas do Rio São Francisco, artigo de João Suassuna É fundamental, portanto, que se estabeleça clareza na forma de tratamento dos recursos hídricos nordestinos Campina Grande, cidade de 638 mil habitantes em sua região metropolitana, localizada no Planalto da Borborema, distando, aproximadamente, 120 km da capital paraibana, é considerada a Rainha da Borborema. Principal cidade interiorana do estado da Paraíba, Campina se destaca

Como ‘ressuscitar’ um rio

  Foto: Reprodução/Pixabay/Jornal da USP Como 'ressuscitar' um rio Diminuir assoreamento, recompor a mata ciliar e não poluir: ações para ressuscitar um rio José Carlos Mierzwa explica que a população pode contribuir para conservar os rios utilizando a água racionalmente e motivando campanhas de recuperação da qualidade dos corpos de água Jornal da USP https://jornal.usp.br/wp-content/uploads/2022/05/RIO-MORTO-E-RESSUSCITADO-NA-PARAIBA_PROFo_JOSE-MIERZWA_Ao-Vivo.mp3   O processo de canalização dos cursos de água e a retirada de seus meandros, para fins agrícolas, o despejo de esgoto e

20% das águas da Bacia Amazônica já sofrem com altos níveis de impactos

  20% das águas da Bacia Amazônica já sofrem com altos níveis de impactos Os impactos de atividades antrópicas reverberam por toda a bacia amazônica, pois a água é um recurso dinâmico, fluido e que carrega consigo os efeitos de tais atividades A Ambiental Media, com apoio do Instituto Serrapilheira, lançou o Índice de Impacto nas Águas da Amazônia (IIAA), o primeiro diagnóstico baseado em ciência sobre o estado geral de saúde dos

Mudança climática afeta o futuro da disponibilidade hídrica

  Mudança climática afeta o futuro da disponibilidade hídrica Mudanças nos regimes de chuvas, associadas à ocorrência de evento hidrológicos extremos como inundações e secas, além do aumento significativo da demanda por água interferem na oferta de água As temperaturas mundiais estão subindo! Esse é um alerta repetidamente feito por cientistas e pesquisadores do clima e que, a cada dia, está sendo mais percebido no nosso dia a dia. Segundo estudo feito pela

Rio Tocantins, o Cerrado que banha a Amazônia

  Rio Tocantins, o Cerrado que banha a Amazônia Podemos dizer que o abastecimento de água e a produção de alimentos no país está ameaçado enquanto o Cerrado estiver sob pressão da aceleração do desmatamento Nascido no Planalto de Goiás, a cerca de mil metros de altitude, o rio Tocantins é o segundo maior rio que se encontra totalmente em território brasileiro – sendo o primeiro, o rio São Francisco. Neste 22 de

Contaminação de rios no RS acende alerta sobre a presença de poluentes emergentes na água

  Contaminação de rios no RS acende alerta sobre a presença de poluentes emergentes na água Um estudo desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), apontou que 56 mananciais superficiais do estado apresentaram um alto índice de contaminação química e biológica, afetando diretamente o abastecimento de água de diversas cidades, incluindo a capital Porto Alegre. Por Naiana Madureira Além da contaminação por protozoários como

A crise da água e a estiagem no Rio Grande do Sul

  A crise da água e a estiagem no Rio Grande do Sul, artigo de Antonio Silvio Hendges A água não é um bem de consumo infinito e são fundamentais políticas adequadas de gestão, regularidade das outorgas, preservação das fontes, rios, bacias hidrográficas, matas ciliares e banhados, além de controlar os desperdícios Este artigo é uma atualização de uma publicação no Portal EcoDebate em fevereiro/2015, durante a estiagem que naquele ano assolou o

Um olhar sobre o correr das águas pelo Brasil

  Um olhar sobre o correr das águas pelo Brasil, artigo de Osvaldo Ferreira Valente Este artigo é uma ligeira reflexão sobre o comportamento dos recursos hídricos brasileiros, que vão da escassez ao excesso. E não só ao longo do ano, mas, ao mesmo tempo, em diversas regiões de nosso imenso país. Podemos, claro, já estar diante de mudanças na distribuição e na alteração de períodos chuvosos, pelo aquecimento global, mas estiagens

Estão a exigir muito das matas ciliares

  Estão a exigir muito das matas ciliares, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos As medidas de proteção de nossos recursos hídricos devem sim visar a mata ciliar e o derredor de nascentes, mas também, e fundamentalmente, se estender às vertentes das sub-bacias hidrográficas Grande parte de nossos ambientalistas, por falta de uma mais acurada observação de fundamentos técnico-científicos teóricos e práticos, vem cometendo grave erro ao se preocuparem apenas com as questões

Urgência na conservação dos rios e proteção dos recursos hídricos

  Urgência na conservação dos rios e proteção dos recursos hídricos, artigo de Renata Ross Dia 24 de novembro é celebrado o Dia dos Rios. A data foi instituída para alertar sobre a preservação de água, conservação dos rios e proteção dos recursos hídricos. Fonte de água doce, os mananciais e rios são de extrema importância para a existência de vida nos mais variados ecossistemas. Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU),

Desconsiderar mudança climática fez Brasil gastar R$ 17 bi a mais com térmicas

  Desconsiderar mudança climática fez Brasil gastar R$ 17 bi a mais com térmicas A Conferência das Partes (COP) começa dia 31 em um cenário de escassez e preço alto de energia que ameaça a retomada da economia mundial. No Brasil, a crise energética é agravada por planejamentos que ignoram as mudanças climáticas e o “novo normal” - a redução de chuvas que tem se evidenciado nos últimos anos. Por Mario Ferreira A falta

Mudanças climáticas tornam as enchentes e secas mais extremas

  Mudanças climáticas tornam as enchentes e secas mais extremas Melhor gestão da água, monitoramento e alertas precoces necessários em face dos crescentes perigos e estresse relacionados à água Pela World Meteorological Organization (WMO) Riscos relacionados à água, como enchentes e secas, estão aumentando devido às mudanças climáticas. O número de pessoas que sofrem de estresse hídrico deve aumentar, agravado pelo aumento da população e pela diminuição da disponibilidade. Mas a gestão, o monitoramento, a previsão

Reservas de água subterrânea podem não se recuperar da superexploração e secas

  Reservas de água subterrânea podem não se recuperar da superexploração e secas Se as pessoas bombeiam as águas subterrâneas sem antes permitir que sejam recarregadas, os níveis das águas subterrâneas continuam caindo, o custo do bombeamento aumenta e a terra afunda University of California, Riverside* A água da neve e da chuva penetra profundamente no solo entre as camadas de solo e se acumula em banheiras subterrâneas semelhantes a esponjas, chamadas de aquíferos.

Crise hídrica deve se manter até 2022

  Crise hídrica deve se manter até 2022 Com o cenário de crise hídrica pelo qual o País vem passando, as chuvas de primavera são aguardadas com ansiedade. No entanto, mesmo com a chegada delas, a previsão é que os reservatórios continuem abaixo dos níveis indicados Pedro Luiz Côrtes prevê que a crise de abastecimento se estenda durante o primeiro semestre do próximo ano, mesmo com a ocorrência de chuvas dentro dos padrões

Alerta sobre degradação ambiental na bacia Tocantins-Araguaia

  Alerta sobre degradação ambiental na bacia Tocantins-Araguaia Bacia Tocantins-Araguaia - Grupo de 58 pesquisadores brasileiros – cinco deles da UnB – assinam trabalho que denuncia ameaças à região causadas por atividades humanas e legislação Por Marina Simon / UNB A bacia hidrográfica Tocantins-Araguaia, um dos maiores sistemas fluviais da América do Sul, vem sofrendo, nas últimas décadas, degradação ambiental em grande escala. São impactos principalmente na cobertura do solo, hidrologia (poluição e qualidade

Perda de superfície de água no Brasil não é culpa da ausência de chuva

  Perda de superfície de água no Brasil não é culpa da ausência de chuva As crises ambientais, hídrica e econômica que já passamos e estamos passando, demonstram a necessidade urgente deste novo modelo de desenvolvimento Por que estamos perdendo a superfície de água no Brasil? IHU Não se pode colocar culpa na ausência de chuva pela perda de superfície de água no Brasil, o desmatamento na Amazônia e nos outros biomas tem efeitos claros

Ligação entre mudança climática e segurança hídrica é cada vez mais clara

  Ligação entre mudança climática e segurança hídrica é cada vez mais clara As mudanças climáticas já estão alterando o ciclo da água, mudando a disponibilidade, confiabilidade e qualidade da água disponível para beber, agricultura, indústria e meio ambiente Por Claudia Caruana*, SciDev.Net A disponibilidade e a qualidade da água serão cada vez mais afetadas pelas mudanças climáticas , colocando as comunidades vulneráveis em risco, a menos que medidas sejam tomadas agora para construir

Lençol freático: o melhor reservatório urbano para as águas de chuva

  Lençol freático: o melhor reservatório urbano para as águas de chuva, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos Os quadros de crise hídrica em vários regiões e centros urbanos do país tem virtuosamente servido a um despertar de leigos e especialistas para certos aspectos de ordem hidrológica que somente não se destacaram antes porque nessas mesmas regiões, que hoje podem estar a sofrer com a falta do recurso hídrico, predominava uma certa

Coquetel Químico Urbano

  Coquetel Químico Urbano, artigo de Carlos Augusto de Medeiros Filho O ambiente urbano é singular no sentido de que sofre fortes mudanças no sentido de acomodar um número excessivo de habitantes, muitas vezes, em quantidade maior do que o sistema natural é capaz de absorver. De acordo com World Urbanization Prospects, mais da metade da população mundial vive em áreas urbanas, com estimativa para 68,7% em 2050 (Nações Unidas, 2010). Áreas urbanas

Reaproveitamento de água poderia reduzir a crise hídrica

  Reaproveitamento de água poderia reduzir a crise hídrica Sistemas de reuso e captação da água da chuva ainda não são uma obrigação, mas espera-se que seja em breve Segundo arquiteto e urbanista Paulo Renato Alves, embora os modernos empreendimentos ofereçam tais inovações, falta incentivo do poder público para uso consciente dos recursos naturais, como o reaproveitamento de água A crise hídrica anunciada no fim do último mês de maio pelo próprio governo federal

Top