Fake News na saúde e entre médicos: da manipulação à morte, artigo de Antonio Carlos Lopes

  [EcoDebate] Desde que a COVID-19 chegou no Brasil, enfrentamos, além da maior e mais complexa pandemia de toda a sua história, a “infodemia”. A Organização Mundial da Saúde utilizou o termo para se referir ao bombardeio de informações muitas vezes (e na maioria delas) falsas e manipuladas, às quais a população está submetida diariamente. As fake news não são novidade nem exclusividade de um grupo ou outro. No campo político, são

A Medicina só funciona por adesão, artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] A Medicina é uma ciência mas, na cultura brasileira, o paciente usas as orientações médicas “ao seu modo”, segue algumas e não outras prescrições. Na linguagem médica isso é a “adesão ao tratamento”, se a pessoa vai usar o remédio corretamente ou “do seu jeito”. Antibióticos por exemplo, se não tomar no prazo indicado (em geral 7 dias, depende do caso) pode não resolver a infecção e ainda gerar

Os impactos da Covid-19 na desigualdade de gênero dentro de lares, por Giuliana Schunck e Tricia Oliveira

  [EcoDebate] Nos últimos anos, o mundo vem celebrando a conquista do mercado de trabalho pelas mulheres. São muitas as reportagens e notícias exaltando mulheres em cargos de liderança em grandes multinacionais ou posições políticas importantes. Tais conquistas são de extrema relevância e devem, sim, ser festejadas e propagadas, no entanto, há muito ainda pela frente a ser conquistado no âmbito da igualdade profissional e, mais ainda, no âmbito doméstico. Em reunião

Dificuldade para mudar atitudes em relação à Covid-19 independe de renda e escolaridade, diz estudo

  Renda e diploma não influenciam percepção de barreiras à adoção de comportamentos positivos na prevenção ao coronavírus Por Silvana Sales, Jornal da USP Um pesquisador do Instituto de Psicologia (IP) da USP investigou os pontos críticos no comportamento das pessoas em relação à covid-19 e descobriu que renda e escolaridade não influenciam quando o assunto é a dificuldade de mudar as atitudes para se proteger do coronavírus. Ele descreveu os resultados do

Pesquisador fala sobre como a Covid-19 tem impactado a saúde mental da população brasileira

  'Assim como o vírus pode agir de diferentes formas nas pessoas que se infectam, as respostas emocionais também podem ser muito distintas, dependendo de diversos fatores' Em tempos de pandemia, como essa que estamos passando atualmente, surgem diversos problemas e urgências de saúde mental, seja por medo da doença ou pela necessidade de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus. Nesta entrevista, o psiquiatra e professor-pesquisador da Escola Politécnica

Inibir lutas necessárias é erro político grave, artigo de Gilvander Moreira

Inibir lutas necessárias é erro político grave Por Gilvander Moreira1 [EcoDebate] O dia 07 de junho de 2020, um domingo, poderá entrar para a história do povo brasileiro como o dia do início das lutas massivas e organizadas que puseram fim ao desgoverno federal de Jair Bolsonaro genocida, ao fascismo, ao racismo e à engrenagem capitalista superexploradora, machista, homofóbica, ecocida, etnocida e antiecológica. Houve lindas e inspiradoras manifestações populares em vinte capitais.

É o combate às fake news, estúpido! artigo de Alexsandro Ribeiro

  [EcoDebate] Não é perseguição ou censura à liberdade de expressão, mas sim a contundente luta contra a indústria das fake news. As ações do Supremo Tribunal Federal (STF), as denúncias de entidades da sociedade civil, e até as medidas tomadas por pequenos grupos digitais são respostas necessárias contra um mal que vem contaminando a saúde da boa informação. A tecnologia e os meios de comunicação são as lentes que usamos

Seu cérebro quer emoções, artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] “Meu cérebro quer me destruir”, diz o menino Calvin depois de uma aventura impulsiva, numa das melhores histórias em quadrinhos desse personagem divertido. É verdade que o cérebro “gosta” de emoções, tanto que nossa memória só retém os fatos bons ou ruins, nunca os “neutros”, só lembramos do que nos causou prazer ou dor. Seu cérebro adora emoções, mas o sistema imunológico detesta, tanto que estresse ou depressão inibem nossas

Comportamento do Consumidor: A Influência da Antropologia Cultural, artigo de José Austerliano Rodrigues

  [EcoDebate] Comportamento do consumidor tornou-se uma das áreas mais estudadas no campo de Marketing e, diante da crescente emissão de gás carbônico, consumo da água e outros problemas ecológicos, a produção e o consumo global estão se tornando, também, áreas cada vez mais urgentes de serem estudadas. Sabe-se que as inovações tecnológicas são exigidas para reduzir estes problemas ecológicos, mas a importância e papel do consumo estão recebendo muita atenção

Com a pandemia e o distanciamento social, bullying migrou para os meios digitais

  A presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo, Raquel Kobashi Gallinati, faz um alerta em meio à pandemia: o bullying, que ocorria de forma presencial, migrou para os meios digitais, com resultados ainda mais prejudiciais às vítimas. Por Marcel Cordella “O bullying, que antes ocorria principalmente na escola, se transformou no cyberbullying, e agora existe nas redes sociais, grupos de whatsapp e todos os meios onde os

A catarse social, ambiental e de valores imposta pelo invisível, artigo de Procópio de Castro

    [EcoDebate] Catarse segundo os dicionários é: “na religião, medicina e filosofia da Antiguidade grega, libertação, expulsão ou purgação do que é estranho à essência ou à natureza de um ser e que, por isso, o corrompe.” Portanto catarse em tempos de corona vírus pode ser entendido como um processo de purificação do espirito, dos hábitos, dos valores e das relações sociais, das formas de lidar com a natureza, dos modelos

Covid-19 – Confusão nas redes e nos corpos, artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] Sabe essa confusão nas redes sociais sobre o Coronavírus, informações contraditórias, as pessoas se agredindo? Ela reflete a confusão em que fica nosso organismo quando invadido por esse vírus RNA, tão simples que uma proteína S (Spike) de sua superfície se liga a uma enzima (Enzima Conversora de Angiotensina) das células humanas e penetra na célula sem ser reconhecida como invasora. O RNA viral coloca o DNA da célula a

A Era da Incerteza, artigo de Montserrat Martins

  [EcoDebate] O século XXI pode ser chamado de “Era da Incerteza”, ou também de Era da Ansiedade, já que as pessoas sentem falta de ter “certezas” para ficarem tranquilas. A “capacidade de conviver com a incerteza” é a habilidade psicológica mais importante que você precisa desenvolver, diante do excesso de informações, de alternativas, de decisões a serem tomadas diante de inúmeros problemas e múltiplas possibilidades que surgem diariamente. A angústia

A redução das filiações cristãs e o aumento dos sem religião nos Estados Unidos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  [EcoDebate] Existe uma forte correlação negativa entre maior religiosidade e renda per capita nacional. Em todos os países que possuem renda per capita superior a US$ 30 mil (em poder de paridade de compra - ppp) há menos de 50% da população rezando diariamente. E, em todos os países onde mais de 50% da população reza diariamente, a renda per capita é menor do que US$ 30 mil, com exceção

Alerta sobre maus tratos contra crianças durante o isolamento social

  Por Carol Mattos A quarentena de combate ao coronavírus sugerida pelas autoridades foi estabelecida para evitar o colapso do sistema de saúde no país por conta da rápida propagação do vírus e, também, para proteger os mais vulneráveis – as pessoas idosas e os portadores de comorbidades. A nova rotina colocou pais ou responsáveis trabalhando remotamente pelo chamado home office. E, as crianças, sem aula, atividades extracurriculares ou lazer, também estão

Covid-19 e violência doméstica: agressão em dose dupla, por Débora Veneral e Bruna Isabelle Simioni Silva

  [EcoDebate] O mundo foi assolado, de forma inesperada, por um vírus que, a partir de estudos preliminares, se investiga o tratamento mais adequado. Uma verdadeira corrida contra o tempo, em que diversos laboratórios ao redor do mundo estão em busca de uma vacina que seja capaz de diminuir os casos de contágio da doença. Enquanto isso, com o objetivo de achatar a curva e diminuir a larga escala da pandemia causada

Pesquisa diz que 62% dos brasileiros não sabem reconhecer notícias falsas (fake news)

    Especialista dá 5 dicas para reconhecer as fake news Por Lorena Oliva Ramos As notícias falsas têm ganhado cada vez mais credibilidade entre os brasileiros. De acordo com um estudo feito pela empresa de cibersegurança Kaspersky, 62% dos brasileiros não sabem reconhecer uma fake news. Além disso, segundo o Massachusetts Institute of Technology (MIT), as notícias falsas circulam 70% mais do que as notícias verdadeiras na internet. Por isso, é preciso estar atento

Na pandemia de Covid-19, os atendimentos a mulheres vítimas de violência aumentaram 44,9% no estado de São Paulo

    Em relatório divulgado no dia 20, o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) informa que o total de socorros prestados passou de 6.775 para 9.817, na comparação entre março de 2019 e março de 2020. A quantidade de feminicídios também subiu no estado, de 13 para 19 casos (46,2%). Policiais militares do Acre também foram acionados mais vezes, pelo mesmo motivo, durante o mês passado, quando a Organização Mundial da Saúde

Os dois lados da Ciência, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Ao mesmo tempo em que algumas pessoas morrem, muitas outras se desesperam com o desemprego e o fechamento de locais de trabalho. O que fazer quando acaba o dinheiro pra comida e não há sequer esperança de emprego? Isolamento social não é cura, é um tempo para equipar o sistema de saúde, mas que ao mesmo tempo desestrutura a sobrevivência das pessoas. A ciência médica recomenda o isolamento, a ciência

Sete em cada 10 vítimas de feminicídio em SP, em 2019, foram mortas em casa

  Feminicídio: Dados de 2019 representam aumento de 40% em relação a 2018 ABr   Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil   Sete em cada 10 vítimas de feminicídio no estado de São Paulo, em 2019, foram mortas dentro de casa. Um total de 125 mortes ocorreram nas residências das vítimas no ano passado, o que representa um aumento de 40% em relação a 2018, quando foram 89 mortes em casa. O levantamento foi revelado pelo Instituto Sou

Top