Brasil é o 5º país em ranking mundial de capacidade de geração eólica

  Energia Limpa - Entidade internacional especializada em energia eólica apontou acréscimo de 2.014 megawatts no parque eólico brasileiro em 2016     Com a entrada em operação de novos parques eólicos, o Brasil ficou na 5º posição no ranking mundial de expansão da capacidade instalada de geração eólica em 2016. Os dados são da Global Wind Energy Council (GWEC), entidade internacional especializada em energia eólica, que apontou acréscimo de 2.014 megawatts de energia

Brasil ultrapassa 7 mil conexões de micro e minigeração pelos consumidores-geradores

  ABr Em quatro anos, o número de conexões de micro e minigeração de energia superou 7 mil instalações. O número cresceu de 4 conexões registradas em dezembro de 2012 para 7.658 ligações registradas na ANEEL     Em quatro anos, o número de conexões de micro e minigeração de energia superou 7 mil instalações. O número cresceu de 4 conexões registradas em dezembro de 2012 para 7.658 ligações registradas na ANEEL em 25 janeiro

Fracking bate à porta, artigo de Juliano Bueno de Araujo

  Em artigo publicado no jornal Gazeta do Povo, Juliano Bueno de Araujo enfatiza a importância das cidades aprovarem legislação municipal que proíba operações de fraturamento hidráulico para extração do gás de xisto     Não se enganem. Milhões de paranaenses ainda estão sob a ameaça dos riscos e perigos do fraturamento hidráulico, tecnologia altamente poluente para extração do gás de xisto do subsolo também chamada de fracking. A sanção pelo governador Beto Richa da

Painéis residenciais de captação de energia solar associam vantagens econômicas à sustentabilidade

  ABr   A instalação de painéis residenciais de captação de energia solar é uma opção de investimento que permite economia na conta de luz e independência das distribuidoras de eletricidade. O sistema fica em R$ 16 mil, segundo a coordenadora da campanha de Energias Renováveis da organização não governamental (ONG) Greenpeace, Bárbara Rubim. “É um valor alto, se a pessoa tiver que fazer esse investimento à vista. Mas é um investimento que vai

Energia solar e eólica mais barata do que os combustíveis fósseis, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Assim como a Idade da Pedra não acabou por falta de pedras, a Era do Petróleo chegará ao fim, não por falta de óleo” (Sheikh Ahmed-Zaki Yamani, 2000)     [EcoDebate] A revolução da matriz energética rumo às energias renováveis ganhou um grande impulso em 2016. O preço da energia solar, pela primeira vez, ficou igual ou mais barato do que os combustíveis fósseis. Em documento publicado em dezembro, o Fórum Econômico Mundial (WEF)

Carros elétricos e estradas de painéis solares, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A Era dos combustíveis fósseis está com os dias contados. O futuro da humanidade depende do sucesso da energia renovável e da economia de baixo carbono. O crescimento da produção das energias solar e eólica tem sido espetacular, embora o mundo ainda esteja muito distante da meta de 100% de energia limpa. Evidentemente, as fontes renováveis não são uma panaceia para os problemas da degradação ambiental provocada pelo aumento

O Pico do Lítio e as dificuldades de armazenamento das energias renováveis, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Ao contrário dos combustíveis fósseis que podem ser estocados, as energias eólica e solar precisam ser consumidas assim que produzidas, pois o armazenamento em baterias é muito caro. O alto preço das baterias dificulta a difusão das energias renováveis. A esperança está nas baterias de Íons de Lítio, que apresentam grande vantagem quanto a sua densidade de energia, uma vez que o lítio é um elemento altamente reativo. O lítio

Potencial da energia fotovoltaica

    Com relação à Geração Distribuída (GD), que inclui todas as fontes de energia renováveis utilizadas no Brasil, entre os meses de Julho e Setembro de 2015, haviam 1148 instalações registradas na Aneel. No mesmo período de 2016 tivemos 5040 instalações registradas. Isso representa um aumento de aproximadamente 440% em relação ao ano passado. E apenas falando em energia fotovoltaica o aumento é de 300%. Isso falando apenas de dados oficiais,

Meta de 25 gigawatts de energia solar fotovoltaica em 2030 deve trazer mais de R$ 125 bilhões em investimentos ao País

    As novas projeções da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), lançadas em recente nota técnica, com a meta de 25 gigawatts (GW) em potência instalada da fonte solar fotovoltaica até 2030, estão cada vez mais alinhadas com as expectativas setor fotovoltaico brasileiro e mobilizarão mais de R$ 125 bilhões em investimentos ao País na construção dos projetos. A previsão é do presidente-executivo da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), Dr. Rodrigo

Estudo inédito da Coppe/UFRJ aponta para a necessidade de alternativas sustentáveis de transporte

    No amplo cenário das mudanças climáticas, o setor de transporte é um dos que mais preocupa e exige mudanças rápidas. Em 2010, foi responsável pela emissão de 7,0 GtCO2 no mundo. Recente estudo apresentado na COP22, em Marrakech, elaborado pela Coppe/UFRJ, em parceria com a Shell, analisa alternativas sustentáveis para o transporte rodoviário, usando como parâmetro os projetos de mobilidade adotados no campus Cidade Universitária, da Universidade Federal do Rio

Audiência pública no Senado mostra divergência sobre segurança de Angra 3

    Audiência pública promovida nesta terça-feira (29) pela Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) expôs divergências sobre a construção da Usina de Angra 3, uma das principais metas do programa nuclear brasileiro. De um lado, acusações de que o projeto seria anacrônico e não incorporaria medidas de proteção contra acidentes recomendadas depois de desastres como os de Chernobyl (Ucrânia), em 1986, e de Fukushima (Japão), em 2011. Do outro, a garantia

WWF-Brasil e UNB divulgam potencial de geração de energia solar fotovoltaica em telhados do DF

  De acordo com o documento, sistemas fotovoltaicos instalados em 0,41% do território já poderiam gerar eletricidade para todo o Distrito Federal     A geração de energia elétrica (juntamente com sistemas de aquecimento) é o principal fator de emissão de gases de efeito estufa no mundo, correspondendo a 25% do total global[1]. No Brasil, apesar da base da matriz elétrica ser por hidrelétricas, as mudanças no fluxo das chuvas têm causado diminuição no

Top