Usina solar “vertical” será instalada em barragem nos Alpes a 2.500 metros de altura

Por: Ruy Fontes - Agência #movidos Um projeto proposto pela empresa suíça Axpo prevê a instalação de uma usina solar vertical com 2 Megawatts de capacidade em uma barragem hidrelétrica no país. Com mais de 1 km de extensão, a barragem do Lago Muttsee é maior de toda a Europa e está situada a uma altitude de quase 2.500 metros do nível do mar. Segundo a empresa, as 6.000 placas de energia solar

Mundo precisará de 7,7 TW de energias renováveis até 2030 para combater mudanças climáticas

Por: Ruy Fontes – Agência #movidos Um novo relatório da Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA) alerta que é preciso acelerar a adoção mundial de energias limpas até 2030 para combater as mudanças climáticas. O estudo, divulgado durante a Conferência do Clima da ONU (COP25) em Madri, faz apelo aos países para que aumentem as suas metas atuais de fontes de energias renováveis. Segundo a IRENA, as Contribuições Nacionalmente Determinadas (CNDs) de cada

Gás natural e petróleo aumentam as emissões globais de CO2 em 2019

Prevê-se que as emissões globais de CO2 subam 0,6% em 2019 devido ao forte crescimento do uso de gás natural e óleo, apesar do declínio no consumo de carvão. O gás natural é o principal fator de emissão global desde 2012 Por Ana Mesquita O Global Carbon Project (GCP) publica sua análise anual das tendências do ciclo global do carbono, incluindo a primeira estimativa anual do aumento das emissões globais de

Energia solar será a principal fonte elétrica mundial até 2035

Por: Ruy Fontes – Agência #movidos Um novo estudo divulgado pela Agência Internacional de Energia (International Energy Agency, ou IEA na sigla em inglês) prevê que a solar fotovoltaica está no caminho para se tornar a fonte energética número um do mundo até 2035. Entretanto, embora o crescimento da energia solar e demais fontes de energia renováveis soe otimista, os responsáveis pelo estudo afirmam que ele não será suficiente para desbancar

São Paulo foi o segundo estado com mais sistemas solares instalados em 2019

Por: Ruy Fontes – Agência #movidos A procura dos brasileiros pelas placas de energia solar fotovoltaica puxou outro ano de grande crescimento para a tecnologia no país em 2019. Segundo os dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), que criou e controla o segmento de geração distribuída (GD) no Brasil, já são mais de 86 mil conexões este ano. O volume é mais que o dobro de todas as instalações realizadas em

Geração Distribuída: retomada de discussões geram incertezas no setor de energia renováveis, artigo de Mariana de Meira Todeschini

    [EcoDebate] Em 15 de outubro, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou a realização de consulta pública de nº 026/2019, que trata sobre a proposta de taxação do sistema de compensação de energia elétrica decorrente da Geração Distribuída (GD). Tal consulta provocou inúmeras críticas da sociedade e reacendeu os debates sobre a geração de energia elétrica distribuída no país, que, desde a Resolução Normativa nº 482/2012 da ANEEL, revisada

Estudo revela a importância de levar em consideração os impactos climáticos da água no planejamento da rede elétrica

A confiabilidade da rede sob as mudanças climáticas pode exigir mais capacidade de geração de energia do que o estimado Os pesquisadores criaram uma nova abordagem de modelagem que explica os impactos do clima e da água no desenvolvimento da infraestrutura elétrica. A nova análise compara os resultados com as abordagens de modelagem tradicionais que podem ou não considerar os impactos climáticos, revelando que a rede elétrica dos EUA pode

Energias solar e eólica representam o caminho mais seguro para descarbonizar o setor elétrico mundial

  Por: Ruy Fontes – Agência #movidos Um novo estudo realizado por cientistas alemães mostrou que as fontes de energia solar e eólica são a melhor solução para reduzir as emissões da geração elétrica mundial. Intitulado “Co-benefícios Ambientais e Efeitos Colaterais Desfavoráveis Para Estratégias de Descarbonização do Setor Elétrico”, o estudo foi publicado na revista Nature Communications. Segundo seus autores, essas duas fontes de energia renováveis são mais eficientes para combater o aquecimento

Novo dispositivo híbrido pode capturar e armazenar energia solar

  Por Jeannie Kever* ** Pesquisadores da Universidade de Houston relataram um novo dispositivo que pode capturar eficientemente a energia solar e armazená-la até que seja necessário, oferecendo promessas para aplicações que vão da geração de energia à destilação e dessalinização. Ao contrário dos painéis solares e células solares, que dependem da tecnologia fotovoltaica para a geração direta de eletricidade, o dispositivo híbrido captura o calor do sol e o armazena como energia

5 motivos para investir em uma franquia de energia solar

Por: Ruy Fontes – Agência #movidos Desde que foi estruturado pelas regras da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) em 2012, o mercado de energia solar distribuída no Brasil não parou mais de crescer. Em apenas 10 meses, 2019 já registrava o dobro de instalações de sistemas fotovoltaicos de 2018, marcando mais um ano consecutivo de crescimento acima dos 100%. Com a demanda pela tecnologia vem a oportunidade para quem deseja empreender em

Descarbonizando o setor de energia: a energia renovável oferece mais benefícios para a saúde e o meio ambiente

  O fornecimento de eletricidade é um dos maiores emissores de CO2 do mundo. Para manter o aquecimento global bem abaixo de 2 ° C, vários caminhos levam a zero emissões no setor de energia, e cada um tem seus potenciais impactos ambientais - como poluição do ar e da água, uso da terra ou demanda de água. Potsdam Institute for Climate Impact Research (PIK)* Painéis de energia solar em campo. Foto: istockphoto Usando

Força Aérea dos EUA planeja gerar energia solar no espaço

Por: Ruy Fontes – Agência #movidos A força aérea dos Estados Unidos anunciou um novo e ambicioso projeto para alimentar suas bases militares instaladas em locais remotos: a geração de energia solar fotovoltaica no espaço. O projeto é uma parceria de 100 milhões de dólares entre o Laboratório de Pesquisa da Força Aérea Americana com a Northrop Grumman, empresa com atuação no setor de defesa nos EUA. Através de satélites em órbita

Top