Programa nuclear brasileiro nas mãos dos militares – A hora e a vez da bomba atômica tupiniquim? Artigo de Heitor Scalambrini Costa

  Historicamente a relação entre o uso da energia nuclear para fins energéticos e para fins militares é muito estreita. [EcoDebate] O Programa Nuclear Brasileiro surgiu durante a ditadura militar, e até hoje atende demandas de setores das forças armadas, fascinados pelo poder que a energia nuclear lhes traz, e com a justificativa da necessidade de proteção e de segurança das nossas fronteiras, e de nossas riquezas. No governo que tomará posse no

Mudanças climáticas ameaçam a energia eólica na Índia

  Energia eólica vulnerável às mudanças climáticas na Índia - O aquecimento das águas no Oceano Índico está enfraquecendo a circulação das monções e diminuindo a velocidade do vento Por Leah Burrows * **     O aquecimento do Oceano Índico, causado pela mudança climática global, pode estar causando um lento declínio no potencial eólico na Índia, de acordo com um novo estudo da Faculdade de Engenharia e Ciências Aplicadas de Harvard John A. Paulson

Novo estudo revela uma redução generalizada nos recursos de energia eólica no hemisfério norte

  Um novo estudo enfocando a mudança nos recursos de energia eólica e a capacidade de simulação de modelos revela um declínio generalizado dos recursos de energia eólica no Hemisfério Norte. Como a mudança climática está se tornando cada vez mais preocupante, os esforços de mitigação estão sendo empreendidos pela comunidade mundial. O desenvolvimento de energia limpa e renovável é um componente importante desses esforços por sua contribuição significativa para reduzir as

Modelo de expansão das eólicas gera danos sociais e ambientais, artigo de Heitor Scalambrini Costa

    [EcoDebate] Muito tem sido dito sobre o papel das fontes renováveis de energia (solar, eólicas, hidrelétricas, biomassa) na solução para tornar a matriz energética mundial mais “limpa”, e de mitigar os impactos das mudanças climáticas globais. Todos os vários cenários sobre o futuro da energia no mundo, elaborados por entidades como a Agência Internacional de Energia (IEA, sigla em inglês), apontam para o aumento do uso das fontes renováveis. No Brasil

Produção de energia eólica no país atinge marca de 14 gigawatts (GW) de capacidade instalada

  A produção de energia eólica no Brasil atingiu a marca de 14 gigawatts (GW) de capacidade instalada. Os dados referentes à medição de setembro foram divulgados ontem (5) pela Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica) e mostram que o total da produção dessa matriz energética é equivalente a mesma capacidade instalada de Itaipu, a maior usina hidrelétrica do Brasil. No total, são 14,34 GW de capacidade instalada em 568 parques eólicos

Energia renovável deve responder por 50% da eletricidade mundial até 2050, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Assim como a Idade da Pedra não acabou por falta de pedras, a Era do Petróleo chegará ao fim, não por falta de óleo” (Sheikh Ahmed-Zaki Yamani, 2000)     [EcoDebate] O novo relatório da Bloomberg New Energy Finance (BNEF) - New Energy Outlook (NEO) para 2018 – traz boas notícias para a indústria de energia renovável, com previsão de que a energia eólica e solar aumente sua participação na matriz energética global para cerca

Produzir energia limpa custa caro? Confira as principais dúvidas sobre o sistema solar, artigo de Vinicius Ferraz

    [EcoDebate] É uma cena cada vez mais comum nas principais cidades brasileiras. Um número crescente de casas e empresas instalam os módulos fotovoltaicos, ou simplesmente placas solares em seus telhados para produzir energia limpa. Ainda que represente uma fração da matriz energética do país, a energia solar deve fechar 2018 com um crescimento de 115% em sua capacidade instalada, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

Eliminar as emissões das usinas a carvão na Índia e na China pode acrescentar anos à vida das pessoas

  Nova pesquisa [The impact of power generation emissions on ambient PM2.5 pollution and human health in China and India] calcula mudanças na mortalidade e expectativa de vida devido à geração de energia Harvard John A. Paulson School of Engineering and Applied Sciences*     Os 2,7 bilhões de pessoas que vivem na China e na Índia - mais de um terço da população mundial - costumam respirar um pouco do ar mais sujo do

Energia eólica em larga-escala precisará de mais territórios e causará maior impacto climático do que previsto

  Quando se trata de produção de energia, infelizmente tudo tem seu preço. Por Leah Burrows*, Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas John A. Paulson, de Harvard     Conforme o mundo inicia sua ampla transição para energias de baixo carbono, é vital compreender os prós e contras de cada uma delas e considerar os impactos ambientais da energia renovável, mesmo sendo menores que os do carvão e do gás. Em dois artigos, publicados na Environmental Research

MPF processa Eletronorte e Funai por coação ao povo Waimiri Atroari, por concordância com a construção do Linhão de Tucuruí

  Waimiri Atroari - Pedido de liminar requer que a empresa e a fundação não condicionem a efetivação de programa assistencial aos indígenas à concordância do povo com a construção do Linhão de Tucuruí Foto: Vanilton 2006 O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas ajuizou ação civil pública, com pedido de liminar, para impedir que a Eletronorte e a Fundação Nacional do Índio (Funai) tomem qualquer medida no sentido de impor ou condicionar a

Nos sete primeiros meses de 2018, geração de energia eólica já cresceu 17,8%

    Nos sete primeiros meses de 2018, a geração de energia elétrica proveniente de geração eólica cresceu 17,8%, informou na sexta-feira (14) a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Segundo boletim da CCEE, as usinas que utilizam os ventos como insumo para a produção de eletricidade somaram 4.470 megawatts (MW) médios entregues entre janeiro e julho, frente aos 3.793,9 MW médios gerados no mesmo período de 2017. “A representatividade eólica em

Compensar emissões de usinas de carvão com captura de carbono exigiria uma cobertura de 89% dos EUA com florestas

  Embora a demanda por energia não esteja diminuindo, os alarmes gerados pela queima de combustíveis fósseis para obter essa energia estão ficando cada vez mais altos. Michigan Technological University* Soluções para cancelar os efeitos do carbono despejado em nossa atmosfera incluem captura e armazenamento de carbono ou bi-sequestro. Essa abordagem de emissão zero usa meios técnicos e plantas para absorver e armazenar as emissões de carbono. Outra rota é usar energia solar

Top