Crise hídrica ou nova relação com recursos hídricos, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Na verdade não se vive crise de recursos hídricos. A situação demonstra claramente que é necessária nova atitude e nova relação com todos os fatores ambientais. Não é só o desmatamento ou a mudança climática que reduzem as chuvas e provocam crises. É a necessidade de uma nova postura frente a todas as intervenções ambientais. Criar e manter unidades de conservação (UCs) da natureza nas áreas urbanas pode ser uma

A derrota do verde e sua necessária reação, artigo de Carlos Augusto de Medeiros Filho

  [EcoDebate] O crescimento da cidade engole progressivamente os espaços naturais, os campos, o verde. Em seu lugar vai se instalando um mundo de aço, tráfego e cimento. Uma coleção de fotos de uma cidade, organizada em ordem cronológica, permite uma navegação didática sobre essa vitória da urbanização maciça e, muitas vezes, desordenada.     A maioria da população reconhece de algum modo à importância das áreas verdes, mas assiste com certa passividade a

Série de artigos : Relação cidade x natureza, por Roberto Naime

    Relação cidade x natureza, parte I [EcoDebate] SILVA et. al. (2015) discutem os problemas ambientais nas ultimas décadas, sob a dimensão da relação entre cidade e natureza. Estas discussões evidenciam a questão ambiental aliada ao contexto sociopolítico e econômico. Os parques urbanos surgem no século XIX na Europa num cenário de crescente desordenamento migratório do campo para cidade, mecanização pesada nas cidades e problemas de poluição e saúde de um modo

Telhados Brancos e Telhados Verdes, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Um dos grandes desafios da perspectiva de inclusão integral dos parâmetros de sustentabilidade na construção civil envolve a discussão sobre o uso de coberturas. Recobrimentos vegetais, que até já são obrigatórios em alguns raros sítios, e telhados brancos, que por sua refletividade da luz solar podem contribuir para diminuição da absorção do calor do sol, maior conforto térmico e melhores condições de sustentabilidade pela redução de consumo de energia

Enxurradas, qual o caminho a seguir pelas águas das chuvas? artigo de Patrícia Shimabuku

    [EcoDebate] Na escola, aprendemos que os elementos químicos renovam-se no meio ambiente, sendo retirados e devolvidos à natureza, de forma contínua, constituindo os ciclos biogeoquímicos. Dentre os inúmeros ciclos estudados, a seguir, faremos considerações sobre o ciclo hidrológico ou o ciclo da água. O elemento água dentro do ciclo hidrológico sofre mudanças de lugar e de estado físico em cada etapa do ciclo, passando pelos três estados de agregação da matéria:

A comunidade sua contribuição na solução e prevenção dos problemas socioambientais urbanos, artigo de Patrícia Shimabuku

    [EcoDebate] A cidade é a forma predominante de agrupamento humano no planeta Terra.  O viver no sítio urbano é repleto de contradições e caracteriza-se  por enormes disparidades entre ricos e pobres, pelo desperdício consumista, por poluição excessiva, congestionamento, enchentes, inundações, crimes e falta de perspectivas. Sem falar que, grande parcela dos munícipes vive em bairros periféricos, muitas vezes em situação irregular, com precárias condições higiênicas, sanitárias ou com ausência de

Famílias removidas pelo Parque Olímpico lutam na justiça por compensação mais justa

  Famílias expulsas para dar lugar ao complexo, hoje abandonado, foram à Justiça por reparação; dados obtidos pela Lei de Acesso à Informação comprovam tratamento desigual dado pelo governo Eduardo Paes Por Mariah Queiroz, da Agência Pública A notícia de que as arenas do Parque Olímpico estão abandonadas não trouxe alento para ex-moradores da Vila Autódromo como Luciana Souza da Silva. Afinal, na região em que antes moravam mais de 500 famílias num

Doria, Alckmin e as enchentes, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

    [EcoDebate] A cada nova eleição renovam-se as esperanças de que algo de mais efetivo vá ser feito no combate às enchentes que castigam a Bacia do Alto Tietê, o que vale dizer, a Região Metropolitana de São Paulo. Mas para que essa expectativa realmente se concretizasse seria essencial, como ponto de partida, que as novas autoridades definitivamente se convencessem do enorme fracasso da atual e velha estratégia de combate às

Prefeitos e vereadores eleitos: plantar e cuidar das árvores urbanas deve ser prioridade, por Tiana Moreira, Claudia Visoni e Thais Mauad

    Vamos começar um novo ciclo da gestão municipal no Brasil e as árvores urbanas precisam urgentemente entrar na agenda dos governantes eleitos. É uma questão de saúde pública e de fazer uma melhor gestão dos recursos financeiros, como os diversos estudos relacionados abaixo comprovam. As administrações públicas devem priorizar não só o plantio e manutenção das áreas verdes nas cidades como também a disseminação desses conhecimentos para combater os atos de

Riscos de deslizamento de encostas e de enchentes urbanas: causas, consequências e algumas medidas preventivas, por Lauro Charlet Pereira e Marco Antônio Ferreira Gomes

  RISCOS DE DESLIZAMENTO DE ENCOSTAS E DE ENCHENTES URBANAS: CAUSAS, CONSEQUÊNCIAS E ALGUMAS MEDIDAS PREVENTIVAS. Lauro Charlet Pereira1 Marco Antônio Ferreira Gomes2 O solo é um recurso natural básico, importante no equilíbrio ambiental e também nos diferentes setores empresariais e da vida humana, como: produção de alimentos, moradia, recreação, construção civil, planejamento de uso e traçado de estradas, dentre outros. Este recurso, quando usado ou manejado indevidamente, tem na erosão um dos principais

Projeto da FAU/USP, para rios paulistanos, alia usos múltiplos das águas, do lazer à macrodrenagem

  Proposta prevê implantação de parques em orlas fluviais e a criação de lagos nas nascentes e foz de rios como alternativa para prevenção contra enchentes Pesquisa da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP propõe uma série de intervenções para as orlas fluviais de três rios da cidade de São Paulo. O trabalho da arquiteta Eloísa Balieiro Ikeda prevê a construção de dois níveis de cais ao longo do canal

Parques urbanos são ilhas de saúde em meio ao aço e concreto das grandes cidades

  Para Saldiva, a compreensão de uma saúde mais integral começa a ser atingida pelos órgãos reguladores de saúde Da Rádio USP     “Parque é tudo de bom”, afirma o professor Paulo Saldiva em sua coluna semanal para a Rádio USP. Ao abordar a importância dos parques na manutenção da qualidade de vida das pessoas, ele lembra que os parques reduzem as ilhas de calor e recompõem a umidade perdida pela concretagem do terreno, além

Top