Os 100 anos da Revolução Bolchevique e a derrota dos anarquistas, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “O que foi feito, amigo; De tudo que a gente sonhou (...) Outros outubros virão; Outras manhãs, plenas de sol e de luz” Milton Nascimento   Imagem: http://www.anarquista.net   [EcoDebate] O mês de outubro de 2017 marca os 50 anos do assassinato de Che Guevara, os 68 anos da Revolução Comunista na China, os 100 anos da Revolução Russa e os 500 anos da Reforma Protestante. Sem dúvida, acontecimentos marcantes para o décimo mês

Sei em quem NÃO vou votar em 2018, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] Não sei em quem votarei em 2018, mas já sei em quem não vou votar. Não voto em nenhum deputado que votou pelo golpe no país. Eles são mais de 360. Não voto também em nenhum senador que confirmou o golpe. Eles são mais de 60. Eles destruíram o fiapo da democracia que tínhamos e implantaram no Brasil uma ditadura civil. Não votarei em nenhum deputado ou senador que pertença à

O voto nas eleições de 2018, artigo de Reinaldo Dias

    [EcoDebate] No próximo ano teremos eleições. Como um ato de rotina voltaremos às urnas como fazemos há muitos anos nesta democracia que construímos. Mas essa não deve ser considerada uma eleição como outras. Há uma possibilidade real de que possamos fazer uma reforma política de fato, encerrando os mandatos daqueles políticos que se envolveram em corrupção e tráfico de influência, traindo o voto popular. Votar é fundamental. É através desse ato

Da Ditadura Civil para a Militar, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] Antes do golpe de 2016 sobre a maioria do povo brasileiro trabalhador ou excluído, já comentávamos em Brasília, num grupo de assessores, sobre a possibilidade de uma nova ditadura no Brasil. E nos ficava claro que ela poderia ser simplesmente uma “ditadura civil”, sem necessariamente ser militar. Entretanto, como em 1964, ela poderia evoluir para uma ditadura militar. Naquele momento pouquíssimos acreditavam que o governo poderia ser derrubado. Já escrevi

Muitos partidos, pouca ideologia, artigo de Gilson Alberto Novaes

    [EcoDebate] Digo constantemente aos meus alunos que uma das coisas que dão certo no Brasil é criar um partido político. É verdade. Os partidos políticos até hoje, gozam de algumas regalias que fazem os “espertos” em política ficarem ávidos por eles. Pudera! Recebem, até em anos que não se tem eleição, polpudas verbas do Fundo Partidário, tem acesso à rádio e TV graciosamente e podem negociar com o governo, embora sejam

O ‘distritão’ e a reforma política, artigo de Gilson Alberto Novaes

    [EcoDebate] O Brasil espera até o final de setembro para saber o que nossos ilustres deputados farão com a “batata quente” em que se envolveram: a reforma política. Na minha opinião, não vai dar em nada. Vai ficar tudo “como dantes, no quartel de Abrantes”. Melhor. Contrariando Tiririca, “pior do que está, fica” se fizerem o que estão pensando. A propósito, precisamos questionar se os deputados têm esse direito. Só tenho

O ‘Baixo Clero’, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Desenhando: subiu a gasolina porque o Temer gastou com emendas (verbas) para deputados, para não sofrer Impeachment. Esses que vendem votos são chamados de “Baixo Clero”, não são grandes lideranças partidárias, nem regionais, nem são movidos a ideologia, só a fisiologismo, nome sutil para corrupção. Seria honroso para a autoestima do Brasil, e para o governo anterior em particular, se o impeachment da Dilma pelo Congresso tivesse sido tramado por

Tropa de cheque, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O trocadilho é do José Simão, todo governo tem “tropa de choque” no Congresso, mas com Temer ficou explícita a “tropa de cheque”. Um desses deputados disse para outro, segundo o noticiário, que “até a eleição o povo esquece”. E olha que falta só um ano para as eleições de 2018. O Presidente aumentou impostos sobre combustíveis para gerar receita comparável aos bilhões que liberou em emendas para os parlamentares,

Estudo analisa a desigualdade ‘racial’ nas eleições brasileiras

  Por José Tadeu Arantes | Agência FAPESP Em 2014, enquanto a parcela autoclassificada como “negra” somava mais de 53% da população, os “negros” constituíram menos de 25% dos políticos eleitos     Mesmo em sistemas eleitorais competitivos e relativamente inclusivos, nos quais a clivagem do eleitorado no que se refere a “raça” não é tão forte, a democracia formal pode conviver com desigualdades persistentes em termos de representação política, privilegiando candidatos “brancos” em detrimento

‘Qualquer lugar é melhor que a Venezuela’, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Uma cidadã e migrante venezuelana que se refugiou em Boa Vista, Roraima, agora em 2017, chamada Yosleidis, disse a frase que dá título a esse artigo: “Qualquer lugar é melhor do que a Venezuela”. Yosleidis não deixa de ter razão, pois seus sentimentos são reforçados pelos dados do FMI. O gráfico acima mostra o que aconteceu com a renda per capita, em poder de paridade de compra (ppp), da Venezuela.

Ideias melhores para o Estado, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Segurança ou Educação, qual deve ser a prioridade? As duas, até porque sem Segurança o funcionamento das escolas está sendo afetado pela violência, bem como os postos de saúde também. O meme “se não investirmos em escolas teremos de construir presídios” é verdadeiro, mas hoje sem a construção de presídios não há segurança pública e as próprias escolas não funcionarão bem. No projeto Escola Aberta em Porto Alegre, nos fins

A corrupção está no ‘DNA’ da política partidária brasileira, artigo de Tadêu Santos

    Parte I ...mediante os fatos infelizmente a corrupção, a bandidagem, o apego à propina, ao suborno, à falsidade, à sacanagem, ao cambalacho, as atitudes ideologicamente reacionárias e ambientalmente degradantes, à máfia da mentira, do ódio, da violência e de outras maldades incrustadas na vida política deste país, estou cada vez mais indignado com a classe política deste país...!!! O interessante é que ninguém admite, mesmo com toda roubalheira, quase que institucionalizada e

Top