A cassação da chapa Dilma-Temer, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O Brasil vem perdendo participação na economia mundial desde o quinquênio 1980-1985. A chamada Nova República tem sido marcada pela mediocridade do crescimento econômico e do avanço do desenvolvimento humano (e não se trata do declínio próspero de Odum). O FMI mostra que a participação do PIB brasileiro (em poder de paridade de compra) no PIB mundial está caindo desde os anos 80. Em 1980, o Brasil representava 4,37%

O Brasil sem futuro, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Um dos mitos nacionais mais recorrentes é que o “Brasil é o país do futuro”. No hino nacional está escrito que o Brasil é um “gigante pela própria natureza” e, por suposto, em constante crescimento e com um futuro grandioso pela frente. Vários sociólogos e ícones da brasilidade difundiram a ideia de que esse gigante, em algum momento, iria se levantar de seu berço esplêndido e surgiria uma maravilhosa sociedade

De 1 milhão de mortos para 1 milhão de cisternas, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] Na seca de 82 a estimativa foi que pelo menos 1 milhão de Nordestinos ainda morreram de inanição, isto é, fome ou sede. Nessa seca que vem de 2012 até 2016, não há registros de mortes por inanição, nem o fenômeno das grandes migrações, nem frentes de emergência e muito menos saques nas cidades do sertão. O IX ENCONASA – Encontro da Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA) -, acontecido entre

A mulher de César, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Se aplica ao Juiz Sérgio Moro o ditado que “a mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta”, o mais clássico sobre a postura de pessoas públicas. As fotos de Moro, agora em dezembro, em evento às gargalhadas junto com Aécio Neves, em evento com este e outros tucanos investigados pela Justiça, como Serra e Alckmin, além do Temer. Claro que os citados tem foro privilegiado e

EUA: A vitória do populismo, uma reflexão do noticiário da TV alemã, por Johannes Gierse

A VITÓRIA DO POPULISMO - UMA REFLEXÃO DO NOTICIÁRIO DA TV ALEMÃ EM 3 PARTES Jornalista Pinar Atalay: O novo é muito diferente dos presidentes anteriores dos EUA. E é exatamente este o motivo pelo qual muitos americanos votaram nele. E a metade do eleitorado enxerga nele um salvador que fala palavras claras e, finalmente, combate os descasos. Até mesmo aquelas pessoas aos quais Trump tinha atacado fortemente: boa parte das

A tragédia com a Chapecoense e a comoção mundial, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O estádio cheio de torcedores do Atlético Nacional da Colômbia cantando em homenagem à Chapecoense foi de arrepiar. O Real Madrid com a camiseta “Somos Todos Chapecoense” também foi comovente. No país e no mundo, chocados com a perda das dezenas de vidas da delegação esportiva, assistimos a reações que foram muito além do imaginado. No noticiário habitual estamos acostumados a notícias ruins sobre a humanidade: guerras, flagelos, injustiças, exploração

Somos reféns da polarização? artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] “Numa guerra, a primeira vítima é a verdade”, já se sabe desde Ésquilo, o grego. Isso vale também para as guerras nas redes sociais, como ocorre hoje em dia. Um ministro se demite acusando outro, vários são investigados na Lava Jato, esse governo está enrolado em denúncias sobre corrupção, isso significa que o governo anterior está absolvido? Se trata, afinal, de uma competição sobre qual “dos males, o menor?”

Os riscos da eleição de Trump, artigo de Amadeu Roberto Garrido de Paula

    [EcoDebate] Voltamos a um mundo ainda mais estremecido. Trump consubstanciou a maior tragédia para a humanidade e para o Brasil desde a segunda guerra mundial. O Mussolini do século XXI não hesitará em pôr em prática seu nacionalismo exacerbado, xenófobo, patrimonialismo provinciano de grande potência, protecionismo, tudo voltado para seus próprios eleitores, a despeito de suas duvidosas declarações, como se essa política de casulo não gerasse gravíssimas consequências para a

Ideologia não é colete à prova de balas, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] O resultado da eleição em Porto Alegre, tal como na maior parte do Brasil, tem sido interpretado como uma vitória “da direita”, o que é uma simplificação intelectual tanto quanto dizer que o petismo é “de esquerda”. Seria mais sincero dizer que se trata de duas formas de populismo, que diferem mais no discurso do que nas práticas políticas, até o momento, eis que todos recorrem a governos de

Eleições: contados os votos qual Brasil saiu das urnas? artigo de Nilo Sergio S. Gomes

    [EcoDebate] Definidos os resultados das eleições municipais de 2016 o que salta, à primeira vista, é a virada conservadora de boa parte do eleitorado, após as quatro últimas eleições em que os destaques foram partidos de centro-esquerda e esquerda, com “a esperança vencendo o medo”, com a eleição de Lula para a presidência da República, em 2002. As razões desta guinada do eleitorado não são difíceis de supor. Ações como as

Marcelo Crivella e o avanço dos evangélicos no Rio de Janeiro e no Brasil, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A maior cidade a ter eleições no segundo turno do pleito de 2016 galvanizou as atenções do Brasil. A eleição carioca foi vista como um farol para o futuro do Brasil. Dois Marcelos – com visões antagônicas – disputaram a prefeitura. Mas no dia 30 de outubro, em primeiro lugar venceu o “voto ninguém” (com 41,5% do número de pessoas aptas a votar), Crivella ficou em segundo lugar (com

As Câmaras Municipais onde as mulheres são maioria, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  [EcoDebate] O Brasil é um dos países com maior desigualdade de gênero na política e ocupa o 153º lugar no ranking da Inter-Parliamentary Union (IPU), pois na Câmara Federal há somente 9,9% de mulheres ocupando os assentos de deputadas federais. Nas Câmaras Municipais a situação não é muito diferente e as mulheres ocupam algo em torno de 13% dos assentos de vereadores nas duas últimas eleições municipais. Porém, o Brasil é

Top