Bem-estar para todos dentro das fronteiras planetárias

“Se alguém quiser reduzir o ser humano a nada, basta dar ao seu trabalho o caráter de inutilidade” Fiódor Dostoiévski (1821-1881) Artigo de José Eustáquio Diniz Alves [EcoDebate] O mundo tem dois desafios urgentes: aumentar a renda necessária para retirar as parcelas pobres da população do déficit social e diminuir a pegada ecológica das atividades antrópicas para equacionar o déficit ambiental. Neste momento em que o Brasil vive uma emergência sanitária e econômica, foi

A América Latina terá mais uma década perdida com o impacto da covid-19

  Artigo de José Eustáquio Diniz Alves [EcoDebate] A América Latina e Caribe (ALC) está vivendo mais uma década perdida com estagnação da renda per capita. A primeira aconteceu em 1981-90 e a segunda em 2011-20. A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) divulgou em 21/04/2020 o estudo “Dimensionar los efectos del COVID-19 para pensar en la reactivación”, onde mostra que a pandemia da covid-19 pegou a

Os 100 anos de Celso Furtado e o mito do desenvolvimento econômico

“A evidência à qual não podemos escapar é que em nossa civilização, a criação de valor econômico provoca, na grande maioria dos casos, processos irreversíveis de degradação do mundo físico” (1974, p. 17) Celso Furtado (26/07/1920-20/11/2004) Artigo de José Eustáquio Diniz Alves [EcoDebate] No dia 26 de julho de 2020, Celso Furtado (1920-2004) completaria 100 anos. Ele nasceu em Pombal, na Paraíba, formou-se em Direito no Rio de Janeiro, serviu na Força Expedicionária

Falta de cumprimento das regras internacionais de meio ambiente pode afetar negociações entre o Brasil e demais países

  Retomada econômica consciente depende do cumprimento de regras internacionais de meio ambiente, sob pena de inviabilização do acordo com a União Europeia e a participação do Brasil como membro da OCDE Por Marcella Motta e Ricardo Morato O Brasil ainda precisa trabalhar no cumprimento das regras ambientais contidas nos acordos internacionais dos quais o Brasil é parte. Esse cenário pode afetar negativamente a análise feita pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento

O Brasil fecha 1,487 milhão de empregos formais entre março e maio de 2020, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Todo ser humano tem direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, a condições justas e favoráveis de trabalho e à proteção contra o desemprego” Artigo 23 da Declaração Universal dos Direitos Humanos (10/12/1948) [EcoDebate] O Brasil é um país caracterizado por uma alta informalidade no mercado de trabalho. O percentual do emprego formal – aquele com proteção social e maior produtividade média – nunca ultrapassou a marca de 50% da população

O Brasil terá sua pior recessão em 2020 e a pior década perdida da história, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  [EcoDebate] O decênio compreendido entre 2011 e 2020 já estava marcado para emplacar a segunda década perdida da economia brasileira, antes mesmo do surto pandêmico do novo coronavírus. Assim como nos anos de 1980, a segunda década dos anos 2000 caminhava para ter um crescimento da renda per capita próxima de zero. Mas como o governo não conseguiu barrar a propagação do Sars-CoV-2 e o Brasil se tornou um dos

No mundo pós-pandemia, a construção de outro modelo de economia depende de uma estratégia socioambiental, artigo de Amyra El Khalili

No mundo pós-pandemia, a construção de outro modelo de economia depende de uma estratégia socioambiental Amyra El Khalili A financeirização tem permeado os mais diversos setores da economia, provocando distorções entre a economia real (produção) e a economia financeira. A economia real baseia-se em produtividade na indústria, na agropecuária, no comércio e em serviços. Já a economia financeira é a que faz circular o dinheiro nos sistemas informatizados e tecnológicos, alimentando as

Descarbonização da Economia: Projetos para recuperação ‘verde’ da economia são bom sinal para renováveis

  Maior economia europeia e um dos maiores consumidores de gás fóssil do mundo, Alemanha projeta futuro descarbonizado com protagonismo do hidrogênio verde Por Cínthia Leone Investimentos de governos e relatórios de institutos de pesquisa sinalizam que a reconstrução da economia mundial após a pandemia de COVID-19 ampliará a participação das energias renováveis. Os destaques são a energia solar - que bateu mais um recorde de barateamento de custos - e a corrida

Economia circular: soluções possíveis para cidades inteligentes, artigo de Cris Baluta

  [EcoDebate] Mais de 75% da população estarão vivendo em cidades a partir de 2050, segundo projeções. Além disso, há perspectivas de progresso contínuo do envelhecimento populacional, o que deve gerar um aumento de 70% na geração de resíduos até 2025. Mas, não distante, agora em 2020, devido ao isolamento social decorrente da COVID-19, já estamos vivendo essa realidade – o aumento da geração de lixo. Pesquisa da Associação Brasileira de Empresas

Duas pandemias! Uma sanitária e outra econômica, artigo de Adrimauro Gemaque

  [EcoDebate] Nestes tempos de quarentena são três as palavras que traduzem o sentimento do brasileiro. Medo, preocupação e insegurança, e também os potenciais impactos sociais e econômicos que poderão vir. Bem, segundo os especialistas o coronavírus vai passar. Muito embora, já se tenha dito por aí que é apenas uma “gripezinha”. Porém, já contabilizamos no Brasil milhares pessoas infectadas e mortas. Agora, por inanição dos nossos governantes já estou mais preocupado. Afinal,

Eco-nomia e Eco-logia, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

  [EcoDebate] Nunca na história a correlação entre economia e ecologia foi tão clara e perturbadora. Nesse momento do Covid-19, as autoridades sanitárias do mundo inteiro nos orientam a permanecer em casa (Oikós) para não expandirmos a disseminação do vírus e nos contaminarmos como pessoas. Por outro lado, premidos pelas necessidades básicas do cotidiano, muitas pessoas não têm seu sustento garantido e arriscam a própria vida para sair em busca do

(Degrowth New Root) Decrescimento: por novas raízes para a economia

  IHU Enquanto nossa economia depender do crescimento, cada recessão será devastadora. Para mudar, necessitamos do decrescimento: reduzir a escala da economia de modo planificado, sustentável, equitativo. Essa carta-manifesto é o resultado de um processo de colaboração dentro da rede internacional de decrescimento. Foi assinada por mais de 1.100 especialistas e mais de 70 organizações de mais de 60 países. O manifesto é do coletivo Degrowth New Roots, publicado por CPAL Social, 18-05-2020. A tradução é de Wagner Fernandes de

O envelhecimento populacional compromete o crescimento econômico no Brasil? artigo de José Eustáquio Diniz Alves

[EcoDebate] O Brasil, em decorrência da transição demográfica, está passando por um intenso e rápido processo de envelhecimento populacional, como mostraram Alves e Cavenaghi em capítulo do livro “Longeviver, política e mercado”, organizado por Côrte e Lopes (2019). O número de brasileiros idosos de 60 anos e mais era de 2,6 milhões em 1950 (4,9% do total), passou para 29,9 milhões em 2020 (14% do total) e deve alcançar 72,4 milhões

Economia brasileira consumiu 6,3 litros de água para cada R$ 1 gerado em 2017

  Por Carlos Alberto Guimarães | Arte: Helga Szpiz IBGE Para cada R$ 1 de valor adicionado bruto gerado pela economia brasileira em 2017, foram consumidos, aproximadamente, 6,3 litros de água. A atividade que exigia maior volume de água era a Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura, com 1.061 litros para cada R$ 1 gerado. Entre as grandes regiões, o Centro-Oeste apresentou a maior intensidade de consumo desse recurso natural, com 1.511,9

A globalização e a Covid-19, artigo de Arthur Soffiati

    Pelos meios de comunicação, sobretudo pelas redes de televisão, as informações sobre cuidados com a higiene pessoal e as orientações para não criar pânico invadem as residências mais que o próprio novo vírus Corona. Estamos tão imersos no dia a dia da pandemia que não nos interessam conhecer as causas profundas das doenças transmissíveis. As TVs dedicam tanto tempo insistindo no controle do pânico que as pessoas acabam concluindo que

A pandemia da covid-19 e a disputa entre os “Consensos” geoestratégicas globais, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

[EcoDebate] A pandemia de coronavírus deve ter um impacto geoestratégico semelhante ao que o período entre as duas Grandes Guerras – que assistiu a pandemia da Gripe Espanhola e o crash da Bolsa de Nova Iorque, junto com a grande depressão dos anos 1930. Neste período houve a passagem do centro dinâmico do mundo da Europa – onde existia a disputa entre Alemanha, Reino Unido e França – para os

Alemanha, Reino Unido, China e ONU pedem estímulo verde para a recuperação econômica pós-COVID-19

Os pacotes de recuperação econômica pós COVID-19 devem respeitar o meio ambiente e o Acordo de Paris sobre mudança do clima, afirmaram a chanceler alemã Angela Merkel, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson, o secretário geral da ONU Antonio Guterres e o enviado de Xi Jinping, Huang Runqiu, em uma cúpula climática global em Berlim. Por Bruno Toledo Em suas falas no Diálogo Climático de Petersberg - realizado on-line pela primeira vez devido

A pandemia da covid19 a bolha de carbono e o menor preço do petróleo em 150 anos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Assim como a Idade da Pedra não acabou por falta de pedras, a Era do Petróleo chegará ao fim, não por falta de óleo”. Ahmed-Zaki Yamani     [EcoDebate] A economia mundial cresceu, nos últimos 250 anos, em função dos combustíveis fósseis (primeiro carvão mineral, depois petróleo e gás). O petróleo tem um protagonismo de pelo menos 150 anos. Nos 100 anos de aproximadamente de 1875 a 1975 o preço do petróleo (em termos reais)

OCDE e África: diferentes dinâmicas demográficas, econômicas e de emissão de CO2, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Na África estamos sofrendo a crise climática agora” Vanessa Nakate (12/12/2019)     [EcoDebate] No dia 22 de abril de 2020 o mundo comemora os 50 anos do Dia da Terra. Estavam programadas grandes manifestações de rua em todo o mundo, porém a pandemia de covid-19 impediu aglomerações, diante da emergência global de saúde pública. Contudo, a emergência climática e ambiental não passou e mesmo que a paralisação das atividades produtivas e a quarentena

Covid-19: Economia e Saúde são irmãs siamesas, artigo de Amyra El Khalili

    [EcoDebate] Éramos crianças e já convivíamos, eu e meus irmãos, com o drama da emergência das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), quando minha mãe, administradora hospitalar, nos levava nos fins de semana para a ala infantil do Hospital Tide Setúbal, na Zona Leste de São Paulo, por não ter com quem nos deixar. Foi assim que vivenciei, por anos e anos, o meu aprendizado de como se faz saúde pública na

Top