50 anos do livro Limites do Crescimento

  50 anos do livro Limites do Crescimento, artigo de José Eustáquio Diniz Alves “Acreditar que o crescimento econômico exponencial pode continuar infinitamente num mundo finito é coisa de louco ou de economista” Kenneth Boulding (1910-1993)   São cada vez mais alarmantes os sinais dos desastres ecológicos. O mundo está começando a perceber a dimensão da crise climática e ambiental. Os diversos relatórios do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) mostram que o modelo hegemônico de produção

10 homens mais ricos do mundo têm riqueza equivalente a 3,1 bilhões de pessoas

10 homens mais ricos do mundo têm riqueza equivalente a 3,1 bilhões de pessoas A riqueza total dos bilionários do mundo é hoje equivalente a 13,9% do PIB global – quase três vezes maior do que o verificado em 2000 (4,4%) Um novo bilionário surgiu no mundo a cada 30 horas nos últimos dois anos, durante a pandemia de Covid-19 O total de 2.668 bilionários – 573 a mais que em

As 14 maiores economia do mundo de 1980 a 2022

  As 14 maiores economia do mundo de 1980 a 2022, artigo de José Eustáquio Diniz Alves A economia brasileira cresce menos do que a média mundial e tem perdido posição para os países asiáticos, como a Indonésia e a Coreia do Sul A economia global (em preços correntes e em poder de paridade de compra - ppp), passou de US$ 13,4 trilhões em 1980 para US$ 211,5 trilhões segundo o Fundo Monetário

FMI reduz estimativa de crescimento da economia mundial em 2022

  FMI reduz estimativa de crescimento da economia mundial em 2022, artigo de José Eustáquio Diniz Alves O relatório do FMI mostra que as perspectivas econômicas globais pioraram significativamente em 2022 O Produto Interno Bruto (PIB) global retraiu -3,1% em 2020 em função da pandemia da covid-19, mas cresceu 6,1% em 2021. A média do crescimento da economia internacional foi de 1,5% no biênio 2020-21. É um valor bem abaixo da média da

Benefícios são maiores do que custos na redução das emissões de carbono

    Benefícios são maiores do que custos na redução das emissões de carbono Pesquisadores encontram custo econômico limitado para metas robustas de emissão de carbono Oxford University Press USA* Um novo artigo na Oxford Open Climate Change, publicado pela Oxford University Press, indica que, embora vários modelos para medir o impacto econômico da redução das emissões de carbono mostrem baixos benefícios econômicos atuais, após 2050, a maioria dos cenários mostra benefícios maiores do que

Estudo conclui que reduzir as emissões de carbono não prejudicará o crescimento econômico

  Estudo conclui que reduzir as emissões de carbono não prejudicará o crescimento econômico Um novo estudo indica que os países podem chegar a zero emissões líquidas de carbono até 2050, mantendo o crescimento econômico. Oxford University Press USA* Emissões líquidas zero até 2050 são a meta para a política climática agora perseguida por muitos países, em linha com o objetivo do Acordo de Paris de 2015 de “manter o aumento da temperatura média

Herman Daly e o mundo antropicamente cheio

  Herman Daly e o mundo antropicamente cheio, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Conhecer o trabalho de Heman Daly é fundamental para entender a situação econômica e ecológica atual “O impacto ambiental é o produto do número de pessoas vezes o uso de recursos per capita. Em outras palavras, você tem dois números multiplicados um pelo outro - qual é o mais importante? Se você mantiver uma constante e deixar a outra

A República Democrática do Congo na armadilha da pobreza

  A República Democrática do Congo na armadilha da pobreza, artigo de José Eustáquio Diniz Alves “Enquanto houver pobreza no mundo, nenhuma pessoa poderá ser totalmente rica mesmo se tiver um bilhão de dólares” Martin Luther King (1929-1968) A República Democrática do Congo (RDC) é o país mais rico do mundo em reservas de cobalto, um metal essencial para a produção de turbinas de avião, baterias de celulares, computadores, carros, etc. Mas em termos de

Brasil continua subutilizando sua força de trabalho

  Brasil continua subutilizando sua força de trabalho, artigo de José Eustáquio Diniz Alves O desemprego em massa e a subutilização da força de trabalho é um fenômeno que agride os direitos humanos e também compromete o desenvolvimento das nações “Se alguém quiser reduzir o ser humano a nada, basta dar ao seu trabalho o caráter de inutilidade”. Fiódor Dostoiévski (1821-1881)   O Brasil continua desrespeitando o direito ao trabalho e desperdiçando a utilização de grande parcela

O tamanho demográfico e econômico da Rússia

  O tamanho demográfico e econômico da Rússia, artigo de José Eustáquio Diniz Alves A Rússia é o maior país do mundo em termos geográficos, com 17,1 milhões de km2, mais do dobro da área do Brasil. Também é uma potência militar. Porém, tem uma dimensão bem menor em termos demográficos e econômicos. O gráfico abaixo, da Divisão de População da ONU (projeções de 2019), mostra que a população da Rússia já vem

O mundo precisa de paz e redução dos gastos militares

  O mundo precisa de paz e redução dos gastos militares, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Em vez de priorizar a área social e ambiental, o mundo desperdiçou quase US$ 2 trilhões em gastos militares no ano de 2020 "Imagine que não há países Não é difícil imaginar Nenhum motivo para matar ou morrer E nenhuma religião também Imagine todas as pessoas vivendo a vida em paz" John Lennon O mundo teve uma grande recessão em 2020, as

Índice de Preço dos Alimentos bate recorde histórico em fevereiro de 2022

  Índice de Preço dos Alimentos bate recorde histórico em fevereiro de 2022, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Historicamente, o aumento do preço dos alimentos provoca uma elevação do percentual da população mundial sujeita à fome e à insegurança alimentar “De pé ó vítimas da fome; De pé famélicos da terra” Hino da Internacional Socialista O Índice de Preços dos Alimentos (FFPI) da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) vinha subindo

O Índice de Preços dos Alimentos começa em alta em 2022

  O Índice de Preços dos Alimentos começa em alta em 2022, artigo de José Eustáquio Diniz Alves O Índice de Preços dos Alimentos (FFPI) da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) começou o ano de 2022 em alta. O FFPI ficou em 135,3 pontos em novembro de 2021, caiu ligeiramente para 134,1 pontos em dezembro de 2021 e voltou a subir para 135,7 pontos em janeiro de 2022

Exportações da China nos 20 anos após entrada na OMC

  Exportações da China nos 20 anos após entrada na OMC, artigo de José Eustáquio Diniz Alves A China tem avançado em todos os indicadores sociais, mas com externalidades muito grandes na área ambiental. Brasil e China tem em comum o fato de serem dois países com grande extensão territorial e grande volume de população. São duas “potências” demoeconômicas do grupo BRICS e, ao mesmo tempo, dois grandes degradadores do meio ambiente. Todavia,

Brasil bate recorde de exportações, mas com dependência das commodities

  Brasil bate recorde de exportações, mas com dependência das commodities, artigo de José Eustáquio Diniz Alves O quadro do comércio internacional mostra que o Brasil possui uma inserção subordinada na ordem internacional e possui uma economia com muita fragilidade Com o aumento do preço das commodities e a desvalorização cambial, o Brasil bateu o recorde de exportações em 2021 e obteve o maior saldo comercial de todos os tempos, isto depois de

Mudanças climáticas e a descarbonização da economia

  Mudanças climáticas e a descarbonização da economia, artigo de Jacques Demajorovic A economia de baixo carbono exige novos modelos de negócios que promovam a desmaterialização da economia, exige migrar da posse do produto para o uso de serviço O aquecimento global está diretamente ligado a um longo processo que se intensifica a partir da Revolução Industrial, que estabeleceu uma nova sociedade baseada no crescimento contínuo da produção e consumo. Esse novo sistema

As heranças de 2021! O que esperar para 2022?

As heranças de 2021! O que esperar para 2022? artigo de Adrimauro Gemaque “A inflação elevada, com consequentes altas nas taxas de juros, o alto endividamento das famílias, o desemprego, a escassez de insumos e matérias-primas e os custos de energia em elevação são fatores conjunturais desfavoráveis. Além disso, ainda há incertezas sobre o andamento da pandemia e o temor de algum retrocesso, como ocorre atualmente na Europa” (Robson Braga

A China eliminou a pobreza extrema com muito trabalho

  A China eliminou a pobreza extrema com muito trabalho, artigo de José Eustáquio Diniz Alves “Todo ser humano tem direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, a condições justas e favoráveis de trabalho e à proteção contra o desemprego” Artigo 23 da Declaração Universal dos Direitos Humanos (10/12/1948) A China conseguiu eliminar a pobreza extrema nos últimos 40 anos e retirou cerca de 1 bilhão de pessoas da situação de miséria. O gráfico abaixo

Parques eco-industriais e a economia circular

  Parques eco-industriais e a economia circular, por Adriana Madeira e Nelson Roberto Furquim Com a disseminação da economia circular, surgem os chamados parques eco industriais, uma nova categoria de estrutura onde são implementadas medidas para melhoria do desempenho ambiental, econômico, de gestão e social. Na indústria tradicional, investimentos feitos para reduzir os impactos ambientais são vistos como despesas adicionais, com benefícios comerciais limitados. Essa postura está mudando e medidas de sustentabilidade passaram

Aumenta a pobreza extrema e a pobreza multidimensional no mundo

  Aumenta a pobreza extrema e a pobreza multidimensional no mundo, artigo de José Eustáquio Diniz Alves “Até 2030, erradicar a pobreza extrema para todas as pessoas em todos os lugares, atualmente medida como pessoas vivendo com menos de US$ 1,25 por dia” (ODS, # 1) O objetivo número 1 da Agenda 2030 da ONU, consolidado nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), é: “Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em

Top