Nigéria: colapso ambiental e fábrica de pobreza? artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A Nigéria é a nação mais populosa da África e, atualmente, a sétima com maior número de habitantes do mundo. A população da Nigéria em 2018 está estimada em 195,9 milhões de pessoas, devendo atingir 419 milhões em 2050 (ultrapassando os Estados Unidos e tornando-se a terceira nação mais populosa do mundo) e podendo chegar a 794 milhões de habitantes em 2100, segundo as projeções médias da Divisão de

A desigualdade social da pirâmide da riqueza global 2018, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Todos os anos o banco Credit Suisse publica o Relatório Global da Riqueza que é a fonte mais ampla de informações sobre o patrimônio familiar global. Os dados mostram o grau de desigualdade das pessoas em relação ao estoque de riqueza. Em sua nona edição, o relatório consolida os dados sobre a desigualdade da riqueza nas regiões e nos diversos segmentos de classe. Entre 2017 e 2018, a riqueza global

O bônus demográfico: população total e população em idade ativa no Brasil, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O IBGE divulgou as novas projeções da população brasileira, no dia 25 de julho de 2018, confirmando as tendências da transição demográfica e do envelhecimento populacional, mas com algumas ligeiras modificações que tem incentivado o debate sobre a dinâmica populacional brasileira e, em especial, sobre a mensuração do importante período em que a estrutura etária favorece o desenvolvimento humano e a qualidade de vida da população. A transição demográfica (passagem

Mais de 120 Organizações de 40 países rejeitam a falsa solução ‘Bioeconomia’

  Plataforma para o Biofuturo: Tudo, menos uma solução     Recuse a “Plataforma para o Biofuturo” e exija soluções de verdade, como o menor consumo de matérias-primas, proteção do ecossistema e agricultura pró-natureza Para: Governos da Argentina, Brasil, Canadá, China, Dinamarca, Egito, Finlândia, França, Índia, Indonésia, Itália, Marrocos, Moçambique, Holanda, Paraguai, Filipinas, Suécia, Reino Unido, Estados Unidos da América 20 países fundaram, em conjunto com a indústria, a chamada “Plataforma para o Biofuturo”. O objetivo

A trajetória submergente da nação brasileira em 10 figuras, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  O processo de apequenamento da economia brasileira já tem cerca de quatro décadas     [EcoDebate] O Brasil deixou de ser uma nação emergente desde a década perdida (anos 1980) e as eleições gerais de 2018 confirmaram que o país está em uma crise ampla, geral e irrestrita, que afeta todas as dimensões da vida nacional. O sistema político e econômico reconfigurado a partir de 1985, com a chamada Nova República, não conseguiu

A classe média é maioria no mundo pela primeira vez na história, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  O aumento da renda tem ocorrido com base em um crescimento do modelo de produção e consumo insustentável     [EcoDebate] O capitalismo é o sistema econômico que mais gerou riqueza na história mundial, fato sem paralelo desde o surgimento do Homo sapiens. Mas também é o modo de produção que gerou os maiores níveis de desigualdade social e de degradação ambiental. Mesmo com todo o sucesso na geração de riqueza, o capitalismo pode

Os países mais religiosos são os mais pobres e os menos religiosos os mais ricos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  Religião e Economia - O século passado foi um século de uma potência religiosa (EUA) e o século atual será o século dominado por um país ateu (China)     [EcoDebate] Rezar diariamente não faz bem para a economia! Fé demais parece que é um empecilho ao desenvolvimento econômico, ao bem-estar e à qualidade de vida. Isto é uma conclusão que se pode tirar do gráfico acima, apresentado pela pesquisa "Americans are far more

A China continua tendo superávits recordes a despeito da guerra comercial de Trump, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [Ecodebate] A China continua vencendo a guerra comercial com os Estados Unidos e apresentando superávits recordes. Os dados da balança bilateral de comércio entre os dois países, divulgados pelo US Census Bureau, mostram que o superávit comercial da China com os EUA foi de US$ 261,1 bilhões nos 8 primeiros meses de 2018, número bem superior aos US$ 239,8 bilhões de 2017 e os US$ 225 bilhões de 2016 (governo

Prêmio Nobel de Economia deste ano sinaliza sobre fragilidade da economia frente às variáveis ambientais, artigo de Clóvis Borges

    [EcoDebate] Dois americanos foram os vencedores do Prêmio Nobel de Economia este ano. Ambos escolhidos por seus estudos estarem relacionados com interações entre o progresso tecnológico, o meio ambiente e a economia. Não são teses explicitadas recentemente. Ao contrário, os estudos de William D. Nordhaus e Paul M. Romer representam muitos anos de trabalho para enfatizar as consequências das mudanças climáticas globais e a importância da inovação tecnológica, com nossas

O Brasil feliz de novo? artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “O melhor governo é aquele que menos governa” Henry Thoreau (no livro “Desobediência Civil”, de 1849)   “A felicidade é como a pluma Que o vento vai levando pelo ar Voa tão leve Mas tem a vida breve Precisa que haja vento sem parar” Vinicius de Moraes   [EcoDebate] No primeiro turno da campanha eleitoral de 2018, praticamente todos os candidatos associaram alto crescimento econômico com felicidade. Jair Bolsonaro enalteceu o alto crescimento da época do “milagre econômico”, nos anos

A construção de outro modelo de finanças depende de uma estratégia socioambiental, artigo de Amyra El Khalili

  A financeirização tem permeado os mais diversos setores da economia, provocando distorções entre a economia real e a economia financeira     [Diálogos do Sul]  A financeirização tem permeado os mais diversos setores da economia, provocando distorções entre a economia real (produção) e a economia financeira. A economia real baseia-se em produtividade na indústria, na agropecuária, no comércio e em serviços. Já a economia financeira é a que faz circular o dinheiro nos sistemas

Decrescimento demoeconômico da Bulgária: do déficit ao superávit ambiental, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  A Bulgária se tornou um exemplo de país que saiu do déficit ambiental para o superávit ambiental, por meio do decrescimento demoeconômico. [EcoDebate] O gráfico abaixo mostra que a Bulgária tinha um déficit ambiental de 47% em 1997 e passou a ter superávit ambiental de 5% em 2014, conforme os últimos dados da Global Footprint Network.     A pegada ecológica per capita da Bulgária era de 3,43 hectares globais (gha) em 1997, para

Top