Emergência Climática – Refugiados climáticos: uma realidade brasileira, por Sucena Shkrada Resk

  Refugiados climáticos: Estudos reforçam a necessidade de uma atenção maior a fluxos migratórios internos do país, principalmente decorrentes da região Nordeste Compreender os processos migratórios no Brasil tem sido objeto de pesquisadores da área ambiental, especialmente de mudanças climáticas, nos últimos anos. O que antes era praticamente creditado a questões estritamente socioeconômicas, hoje já tem uma análise mais aprofundada. Os deslocamentos humanos ou processos migratórios ambientais têm ganhado uma atenção especial.

Emergência Climática – Os dias calor extremo causam grandes prejuízos econômicos

    O aquecimento do planeta levou a inúmeras mudanças que estão afetando todos nós. Secas, furacões, aumento do nível do mar e incêndios florestais - agora são eventos regulares em um mundo que viu perto de 40 bilhões de toneladas de emissões de dióxido de carbono (CO2) lançadas em nossa atmosfera no ano passado. Por Patrick Lejtenyi* ** As mudanças climáticas também podem tornar o trabalho ao ar livre mais perigoso, de acordo

Relatório do IPCC sobre clima, população e fome no mundo, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Para satisfazer a gula de poucos e matar a fome de muitos, destrói-se a vida no Planeta” J.E.D. Alves (12/08/2019) [EcoDebate] O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), da ONU, publicou o relatório “Climate Change and Land”, no dia 08 de agosto de 2019, onde aborda a relação entre o uso da terra e seus efeitos sobre a mudança climática. O relatório, que não apresentou escassez de notícias ruins, foi resultado de

Emergência Climática – Mudanças climáticas podem afetar a biodiversidade de áreas de proteção ambiental

  Em levantamento feito por pesquisadores da Unicamp, 258 regiões foram classificadas como de "vulnerabilidade média" e 17 como "altamente suscetíveis". Amazônia, Mata Atlântica e Cerrado concentram áreas de maior risco   foto: Ministério do Meio Ambiente   Chloé Pinheiro  |  Agência FAPESP – O Brasil é o país que abriga a maior concentração de ecossistemas tropicais em áreas protegidas, mas uma parcela considerável dessas reservas pode estar vulnerável às mudanças climáticas em curso no

Emergência Climática – Emissões de gases de efeito estufa subiram 1,6% ao ano entre 2008 e 2017

  A ONU Meio Ambiente divulgou uma retrospectiva de dez anos de seu Relatório de Emissões — uma publicação que compara os níveis de emissão de gases de efeito estufa para evitar os piores impactos das mudanças climáticas. O mundo parece ter passado a última década fazendo exatamente o oposto do que deveria. Apesar dos avisos nos relatórios anuais, as emissões de gases de efeito estufa cresceram a uma média de 1,6%

Emergência Climática – As geleiras peruanas estão desaparecendo em ritmo alarmante

  Em certas cadeias de montanhas nos Andes, como a Cordilheira Blanca, as geleiras estão se retirando a uma taxa acelerada desde os anos 80. Friedrich-Alexander-Universität* É do conhecimento geral que as geleiras estão derretendo na maioria das áreas do mundo. A velocidade com que as geleiras tropicais nos Andes peruanos estão recuando é particularmente alarmante, no entanto.  Na primeira investigação detalhada de todas as cadeias de montanhas do Peru, uma equipe de pesquisa da

‘BirthStrike’ e ‘NoFutureNoChildren’: greve de nascimento e emergência climática, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado de nossa miséria” Machado de Assis (Memórias póstumas de Brás Cubas) [EcoDebate] “Filhos? Melhor não tê-los!”. Assim começa o Poema Enjoadinho de Vinicius de Moraes. Mas numa época em que a taxa de fecundidade era alta e existia uma ideologia pronatalista e familista muito forte no Brasil, o poeta completou: “Mas se não os temos, Como sabê-los?”. Agora no século XXI, diante de

Emergência Climática – Ondas de calor podem aumentar substancialmente até meados do século, diz novo estudo

    Nosso planeta está assando sob o sol neste verão, quando as temperaturas atingem as mais quentes já registradas e as ondas de calor se espalham pelo mundo. Enquanto o clima continua quente, os cientistas esperam que a frequência e a intensidade das ondas de calor aumentem. No entanto, um aspecto comumente esquecido é o tamanho espacial das ondas de calor, apesar de suas importantes implicações. NOAA Climate Program Office's Climate Observations

92% da população mundial de 2100 ainda não nasceu, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Os olhos de todas as gerações futuras estão sobre vocês. E se vocês optarem pelo fracasso, eu digo que nunca iremos perdoá-los” Greta Thunberg (Nova York, 23/09/2019) [EcoDebate] O mundo caminha para uma Terra cada vez mais inóspita e inabitável. O colapso ambiental já se vislumbra no horizonte. Porém, os governos, a iniciativa privada e inúmeros políticos de diversas orientações ideológicas continuam ignorando a catástrofe ecológica que se avizinha. O cenário climático

Conscientização continua sendo um problema enquanto as greves climáticas globais atraem milhões

    IHU Depois de aproximadamente 6.000 ações em mais de 180 países em dois dias de manifestações, a terceira greve climática global chegou ao fim. A reportagem é de Brian Roewe, publicada por National Catholic Reporter, 30-09-2019. A tradução é de Moisés Sbardelotto. Para Solenne Ramsay-Cortés, a greve climática do dia 20 de setembro em Quezon City, nas Filipinas, foi a primeira. Estudante do Ensino Médio do Assumption College San Lorenzo, a jovem de 15

Uma esperança chamada Greta Thunberg, artigo de Marcia Marques

    [EcoDebate] O movimento mundial de jovens contra o aquecimento global teve mais um importante evento, a Greve Global pelo Clima. O movimento, iniciado pela jovem sueca Greta Thunberg em março deste ano, não parou mais e tem sido uma fagulha de esperança em tempos de negacionismo à ciência e ataques reiterados ao meio ambiente, incluindo o que se acompanha recentemente na Amazônia. Quando Greta e seus seguidores ocuparam as ruas alertando

Emergência Climática – Estudo sugere que as mudança climáticas podem causar seca em áreas de cultivo de trigo

    Por Bob Whitby* Em um novo estudo, os pesquisadores descobriram que, a menos que sejam tomadas medidas para mitigar a mudança climática, até 60% das áreas atuais de cultivo de trigo em todo o mundo poderão ver secas simultâneas, severas e prolongadas até o final do século. O trigo é a maior colheita alimentada pela chuva do mundo em termos de área colhida e fornece cerca de 20% de todas as

Top