Mudanças Climáticas | Portal EcoDebate

A rápida ratificação do Acordo de Paris é um bom problema. Entrevista com Carlos Rittl

  IHU “Se o mundo terá que se adaptar a Donald Trump à frente da presidência, na agenda de clima e em vários outros temas, Trump também terá que se adequar à realidade, que é indiscutível, da transição energética”, diz Carlos Rittl à IHU On-Line, na entrevista concedida por telefone, após participar da COP 22, em Marrakesh. Segundo ele, a avaliação entre os membros da Conferência Climática é de que possivelmente a eleição do

Os países mais ameaçados pelo aumento do nível do mar, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O aquecimento global é o maior risco da sociedade contemporânea. Em artigo anterior, com base em um relatório divulgado no mês de maio de 2016 pela Christian Aid, mostrei como 20 grandes cidades serão afetadas pelo aquecimento global. Os últimos dados mostram que a temperatura nos primeiros 12 meses de setembro de 2015 a agosto de 2016 ficou 1º C acima da média do século XX. Quanto mais a temperatura

Estudo coordenado pela Fiocruz mapeia mudanças no clima do Mato Grosso do Sul

  Por Reginaldo Alves (Projeto Vulnerabilidade à Mudança do Clima / Fiocruz Minas) No Mato Grosso do Sul, a porção norte do estado poderá apresentar um aumento de até 5,8°C graus na temperatura e uma redução de até 19% no volume de chuvas nos próximos 25 anos. Os dados fazem parte de uma pesquisa inédita sobre o Mato Grosso do Sul, que identificou a vulnerabilidade à mudança do clima nos 79 municípios

Catástrofe climática e a rápida elevação do nível do mar, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “O nível do mar pode subir vários metros numa escala de tempo de 50 a 150 anos” James Hansen (2016)     [EcoDebate] Ninguém mais duvida do aquecimento global. 197 países assinaram, em 2015, o Acordo de Paris, da COP-21, com a intenção de conter o aquecimento em no máximo 2º C até 2100. Ates da COP-22, no Marrocos, ocorrida em novembro de 2016, o Acordo de Paris foi ratificado e já está

Macapá, capital do Amapá vulnerável às inundações, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A cidade de Macapá - capital do Amapá - com cerca de 466 mil habitantes, em 2016, concentra 60% da população do Estado (782.295 habitantes), segundo o IBGE. Macapá é a terceira maior aglomeração urbana da Amazônia, sendo a única capital cortada pela linha do Equador e fica às margens do rio Amazonas. A Fortaleza de São José de Macapá, inaugurada em 1782, foi construída para proteger a entrada

Acordo de Paris é mais sólido que o de Kyoto

  Acordo de Paris é mais sólido que o de Kyoto. Entrevista especial com Pedro Telles “A discussão sobre mudanças climáticas já atingiu um grau de importância geopolítica internacional importante, e vários países, como China, França e Brasil, se manifestaram dizendo que seguirão adiante com o Acordo de Paris. Disseram também que um retrocesso dos EUA em relação ao acordo não será bem-vindo”, diz Pedro Telles à IHU On-Line, na entrevista a seguir, concedida

Trump, negacionismo e o aquecimento global, artigo de Reinaldo Dias

  muda   [EcoDebate] A ameaça que emergiu da recente eleição norte-americana pairou sobre a Conferência do Clima (COP22) realizada em Marrakech, encerrada no último dia 18 de novembro. Isto ocorreu devido às polêmicas declarações sobre o aquecimento global do presidente eleito Donald Trump, que afirmou que o conceito “foi criado por e para os chineses, para que a indústria manufatureira não seja competitiva” e completou dizendo que “Nova York está congelante, está

‘Descarbonizar’ a economia será desafio do país nos próximos anos

  Uma palavra ainda pouco conhecida promete ocupar cada vez mais espaço na pauta dos governos e no dia a dia da população nos próximos anos: “descarbonizar”. No jargão da mudança climática, isso significa reduzir as emissões de gases do efeito estufa — especialmente o dióxido de carbono, gerado na queima de combustíveis fósseis. Descarbonizar a economia é a missão dos países que se reuniram em Marrakech na 22ª Conferência das Nações

Mudanças climáticas têm grande impacto no oceano Antártico

  Agência FAPESP | Heitor Shimizu, de Montevidéu     O aumento na concentração de gases que causa o efeito estufa está diretamente relacionado com a elevação na temperatura média da atmosfera. Cerca de 90% desse calor promovido pelo aquecimento global é absorvido pelos oceanos que, por sua vez, o transportam para suas camadas mais profundas. Desde 1955, os oceanos absorveram 20 vezes mais calor do que a atmosfera. O aquecimento dos oceanos tende a

Trump e o negacionismo climático: Polêmica só para confundir, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Quando você vê o derretimento das calotas polares, tem alguma dúvida sobre o aquecimento global ? Pois Trump, eleito Presidente, nega essa comprovação científica e avisa que tão logo empossado vai cancelar os acordos climáticos que os Estados Unidos assinaram. Alguns cientistas “dissidentes” negam a crise climática, isso significa que pode haver alguma dúvida séria, mesmo, a respeito? Uma das alegações é que o Sol está reduzindo seu nível de

Carbono na COP22: um eficiente indexador para combustíveis fósseis, artigo de Amyra El Khalili

Se algum especulador me perguntasse qual a engenharia mais indicada para ganhar dinheiro com as mudanças climáticas, eu lhe responderia: “Compre commodities agropecuárias e venda créditos de carbono nas bolsas, ou faça uma negociação com minério e índice de C02 no mercado acionário. É a operação financeira que chamamos de “trava”. Se não der certo no curto prazo, arrole com swap!” Estou em terras tupiniquins, imaginando a participação dos lobistas e

COP-22 inicia regulamentação do Acordo de Paris

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) divulgou uma avaliação preliminar do governo brasileiro sobre a 22ª Conferência das Partes sobre Mudança do Clima (COP 22), que terminou nessa sexta-feira (18) em Marrakesh, no Marrocos. O documento, ainda preliminar, aponta que a COP-21 pode ser descrita como um “ponto de chegada” que finalizou uma longa negociação sobre o papel dos países na mitigação do aquecimento global ao adotar o Acordo de Paris.

Top