Lançado na Europa mapa do envenenamento de alimentos por agrotóxicos no Brasil

  Em exposição crônica aos agrotóxicos, brasileiro corre mais risco de morte e desenvolvimento de doenças O atlas de envenenamento foi lançado em Berlim, Alemanha, país que sedia as maiores empresas agroquímicas do mundo: a Bayer/Monsanto (incorporada pelo grupo Bayer) e a Basf, que dominam a produção de toda a cadeia alimentar – sementes, fertilizantes e agrotóxicos Por Ivanir Ferreir, do Jornal da USP Um ousado trabalho de geografia que mapeou o nível de

Isenção fiscal de agrotóxicos: impactos para o meio ambiente, saúde e economia são tema de debate em audiência pública

    Apenas em 2018, o Brasil deixou de arrecadar pelo menos R$ 2,07 bilhões de reais com a isenção fiscal concedida aos agrotóxicos. Ao mesmo tempo, estudos mostram que cada dólar gasto com defensivos agrícolas gera um custo de até US$ 1,28 na saúde, somente para tratamento de casos de intoxicação. Desde a década de 80, foram notificados mais de um milhão de episódios de intoxicação por agrotóxicos no país. A exposição

Mas, afinal, é possível eliminar resíduos de agrotóxicos da água e dos alimentos?

  Após revelação de testes realizados entre 2014 e 2017 que apontaram água contaminada em cidades de todo o Brasil, nossa reportagem buscou entender como purificar seu alimento     Fonte: Agência Pública Por Pedro Grigori, Agência Pública/Repórter Brasil   O brasileiro nunca consumiu tanto agrotóxico quanto hoje. O número de produtores que usam pesticidas na plantação cresceu 20% em 10 anos, segundo o IBGE, enquanto a aprovação para comercialização dos químicos subiu 135% em uma década,

Pesquisadores alertam para relação do uso do agrotóxico e malformações congênitas

    Médica e pesquisadora Silvia Brandalise, convida a todos para reflexão e ações em defesa da vida: “os efeitos dos agrotóxicos estão contribuindo silenciosamente para o desenvolvimento de enfermidades gravíssimas nas gerações futuras” Por Marina Prado Chegamos ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 05 de junho, em um momento crítico para o nosso planeta. É preciso agir agora, para minimizar os impactos da sociedade de hoje sobre as futuras gerações, pois

Entenda o que é o glifosato, o agrotóxico mais vendido do mundo. Entrevista com o professor Luiz Claudio Meireles

Entenda o que é o glifosato, o agrotóxico mais vendido do mundo. IHU O professor Luiz Claudio Meireles, membro do Grupo Temático Saúde e Ambiente da Abrasco e também pesquisador do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz foi ouvido na reportagem de Filipe Domingues para o G1. A reportagem é de Vilma Reis, publicada por Abrasco, 29-05-2019. Em pauta, o glifosato: o agrotóxico mais famoso do mundo. E, com certeza, o mais vendido. Somente no Brasil,

Universidade Federal de Goiás (UFG) cria técnica que identifica uso de agrotóxicos em frutas e legumes

    ABr Um estudo desenvolvido pela Universidade Federal de Goiás (UFG) possibilitará, a produtores e autoridades sanitárias, identificar e mensurar o uso de agroquímicos – em especial pesticidas e fungicidas – nas frutas e legumes consumidos no país. Segundo pesquisadores, a técnica poderá ser usada também para checar se os produtos enviados ao exterior estão em conformidade com a legislação estrangeira no que se refere a agrotóxicos. O orientador da tese, professor do Instituto

Agrotóxicos chegam às bacias de abastecimento público

  Agrotóxicos chegam às bacias de abastecimento público. Entrevista especial com Denise Barbosa da Veiga Por Patricia Fachin, IHU A combinação entre o uso intensivo de agrotóxicos em culturas agrícolas e a escassa cobertura vegetal de matas ciliares próximo a bacias de abastecimento público tem favorecido o escoamento de agrotóxicos para mananciais e pode contaminar a água, diz a geógrafa Denise Barbosa da Veiga, autora da pesquisa “O impacto do uso do solo na contaminação por agrotóxicos das águas superficiais de

Resistência Sistêmica Induzida (RSI) em plantas, artigo de Roberto Naime

    Resistência Sistêmica Induzida (RSI) em plantas [EcoDebate] ABREU destaca que de maneira geral, a resistência em vegetais é definida como sendo a capacidade da planta em atrasar ou evitar a entrada e a subsequente atividade de um patógeno em seus tecidos, por meio de mecanismos de defesa próprios, inativos ou latentes (ATHAYDE SOBRINHO et al., 2005). Como sistema multigênico, a resistência se manifesta por meio de respostas de hipersensibilidade, que resultam em

Jesus, água e agrotóxicos, artigo de Flávio José Rocha

Jesus, água e agrotóxicos Flávio José Rocha1 [EcoDebate] Diante das notícias recentes do envenenamento das nossas águas com agrotóxico em um quarto das cidades brasileiras, o que teria a experiência de Jesus e a sua relação com a água, um dos elementos essenciais à vida neste planeta, a nos ensinar? Tendo crescido em uma região semiárida, Jesus sabia da importância da água para o seu povo. Por isso mesmo ele a utilizou como

O uso seguro de agrotóxicos é um mito, por Roberto Naime

    [EcoDebate] Em entrevista realizada por Leila Leal, da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/FIOCRUZ), a professora Raquel Rigotto, do Departamento de Saúde Comunitária da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC), defende o debate sobre uso de agrotóxicos como um tema estratégico e critica a ideia de que é possível utilizá-los de forma segura. Sobre a importância da discussão sobre agrotóxicos na atual conjuntura assevera que “os agrotóxicos

Agrotóxicos chegam às torneiras de uma em cada quatro cidades, segundo recente levantamento de dados

    Municípios brasileiros têm água contaminada por agrotóxicos Por Pedro Teixeira, Rádio USP As Agências Pública e Repórter Brasil fizeram levantamento de dados, em conjunto com a ONG suíça Public Eyes, no qual usaram informações do Ministério da Saúde, a fim de apurar a presença de agrotóxicos na água. O estudo constatou um coquetel de 27 pesticidas no abastecimento de um em cada quatro municípios brasileiros e 92% dos testes apontaram contaminação por

Estudos demonstraram os efeitos negativos do glifosato no sistema nervoso e respiratório de peixes nativos da Colômbia

    Glifosato - Estudos realizados por pesquisadores da Universidade Nacional da Colômbia (U.N.) demonstraram os efeitos negativos deste herbicida no sistema nervoso e respiratório de espécies nativas de peixes como o yamú, o peixe fantasma, o bocachico e o cachama blanca. ABr “Nossos trabalhos em laboratório baseiam-se na exposição de animais a uma concentração conhecida do agente tóxico. Aplicando as quantidades necessárias e suficientes, conseguimos determinar seu efeito tóxico nos peixes”, explicou o

Top