Anvisa finaliza reavaliação toxicológica do Paraquate e decide pelo banimento do herbicida

    Na Reunião Ordinária Pública da terça-feira (19/09), a Diretoria Colegiada da Anvisa (Dicol) concluiu a reavaliação toxicológica do ingrediente ativo Paraquate, iniciada em 2008 e, desde então, estudada exaustivamente pela Agência e discutida com o setor regulado e a sociedade. A deliberação é pelo banimento do produto após três anos de prazo para transição. O Paraquate é um herbicida com uso agrícola autorizado para aplicação em pós-emergência de plantas infestantes e

Cientistas preocupados com a perda de colônias de abelhas

    Cientistas brasileiros e de diversos países estarão reunidos de 16 a 18 de outubro para discutir e propor alternativas para evitar a perda de colônias de abelhas. O encontro, promovido pela Embrapa, vai ocorrer em Teresina, Piauí, no “Simpósio sobre Perda de Abelhas no Brasil ”. Durante o evento serão discutidas as principais causas de perdas de enxames de abelhas no Brasil, suas consequências, estratégias e direcionamentos de pesquisa para reduzir

Estudo da Ensp/Fiocruz relaciona malformações congênitas ao uso de agrotóxicos

  Por Graça Portela (Icict/Fiocruz) Com os dados levantados para o artigo Associação entre malformações congênitas e a utilização de agrotóxicos em monoculturas do Paraná, Brasil, os pesquisadores Lidiane Dutra e Aldo Pacheco Ferreira, da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (Ensp/Fiocruz), trouxeram evidências de que o uso indiscriminado de agrotóxicos vem causando não só sérios danos à saúde do brasileiro, mas também sinalizando um grave problema de saúde pública. Produção agrícola Para

O massacre das abelhas pelo agrotóxico. Nos últimos anos, no Brasil mais de um bilhão de abelhas foram mortas

  O massacre das abelhas pelo agrotóxico. Nos últimos anos, no Brasil mais de um bilhão de abelhas foram mortas. Entrevista especial com Lionel Segui Gonçalves IHU     O fenômeno do desaparecimento das abelhas pode ser explicado cientificamente, diz Lionel Segui Gonçalves, especialista em genética de abelhas, à IHU On-Line. Segundo ele, esse fenômeno que tem ocorrido no mundo todo, e particularmente no Brasil, está associado ao uso de agrotóxicos que contêm neonicotinoides. No

Pesquisa revela que exposição a pesticidas durante a gravidez aumenta os resultados adversos de nascimento

    Por Julie Cohen, University of California - Santa Barbara* Embora uma opinião comum sustente que a exposição a pesticidas aumenta os resultados adversos de nascimento, o conjunto de evidências científicas existentes é ambíguo. Barreiras logísticas e éticas - os dados de uso de pesticidas não estão amplamente disponíveis e os ensaios de controle randomizados são impossíveis – não permitiram conclusões mais precisas. Um novo estudo, realizado por pesquisadores da UC Santa Barbara, aborda

Remover agrotóxicos de alimentos, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Existe uma crença que boa lavagem, cloro ou iodo possam remover agrotóxicos dos alimentos. Pelo que se depreende, atualmente ocorre absorção dos agrotóxicos pelo metabolismo das culturas vegetais. Por isso, se imagina que seja tarefa impossível a remoção dos agrotóxicos dos alimentos. Receitas caseiras a base de água sanitária, água oxigenada, iodo, hipoclorito, bicarbonato e carvão ativado, podem afetar a tireoide. Os agrotóxicos são substâncias químicas ou biológicas normalmente utilizadas para

Pesticida neonicotinóide reduz as chances de uma abelha rainha começar uma nova colônia

  Royal Holloway, Universidade de Londres* As abelhas são menos capazes de iniciar as colônias quando expostas a um pesticida neonicotinóide comum, o que pode levar a colapsos em populações de abelhas selvagens, de acordo com uma nova pesquisa, publicada em Nature Ecology & Evolution. Pesquisadores da Royal Holloway, da Universidade de Londres e da Universidade de Guelph, descobriram que a exposição ao tiametoxame, um pesticida comum, reduziu as chances de uma abelha

Fiscalização identifica irregularidades no uso de agrotóxicos na Chapada do Apodi, Ceará

    ABr O descarte inadequado de embalagens, produtos vencidos, falta de receita agronômica. Esses são alguns dos problemas mais recorrentes no uso de defensivos agrícolas na Chapada do Apodi, no interior do Ceará, identificados pela última fiscalização da Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema) realizada entre o fim de julho e o começo de agosto deste ano. Com o apoio da Polícia Militar Ambiental, do Conselho de Arquitetura e Agronomia (Crea-CE) e

Vídeo sobre os agroquímicos: Nuvens de veneno

  Vídeo: Nuvens de veneno VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz A nuvem se espraia pelas plantações. Em vez de molhar, seca. Ela não traz a chuva, traz o veneno. O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de soja, algodão, milho e também um dos maiores consumidores de fertilizantes químicos e agrotóxicos. Nuvens de veneno expõe as preocupações com as consequências do uso desses agroquímicos no ambiente, especialmente, na saúde do trabalhador. Um documentário

Uso indiscriminado de agrotóxicos pode levar à extinção de abelhas

    Estudos projetam para 2035 o ano da extinção das abelhas, se nada for feito para mudar o atual panorama mundial Por Rádio USP http://jornal.usp.br/wp-content/uploads/ABELHA-ACABA-MATERIA-FECHADA-FERRAZ-JUNIOR-6.48.mp3   O uso indiscriminado de agrotóxicos está acabando com as abelhas e esse é um problema mundial. As consequências são sentidas diretamente na produção de alimentos. É que as abelhas são responsáveis pela polinização das plantas. As plantas que têm flor precisam ser polinizadas para produzir sementes e sobreviver. Quem faz

Agrotóxicos: ‘Temos um pacote do veneno tramitando no Congresso Nacional’, alerta procuradora

      IHU Em março de 2015, a Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (Iarc), ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS), publicou um artigo que sistematizou pesquisas sobre o potencial cancerígeno de cinco ingredientes ativos de agrotóxicos realizadas por uma equipe de pesquisadores de 11 países, incluindo o Brasil. Baseada nestas pesquisas, a agência classificou o herbicida glifosato e os inseticidas malationa e diazinona como prováveis agentes carcinogênicos para humanos e os inseticidas tetraclorvinfós

Direito à informação sobre contaminação por agrotóxicos em alimentos é essencial

  A lei garante os direitos à alimentação adequada, à saúde e à informação da qualidade dos alimentos Do Jornal da USP “Uma alimentação saudável deve ser: acessível física e financeiramente, saborosa, variada, colorida, harmoniosa e segura”, segundo o Ministério Público do Estado, instituição pública autônoma que informa, em seu Manual clínico de alimentação e nutrição: alimentos seguros, sem agrotóxicos, não oferecem riscos à saúde por qualquer tipo de contaminação físico-química, biológica ou

Top