O Brasil deveria se importar com a morte de abelhas

País enfrenta mortandade de colmeias em vários estados. Diminuição das espécies tem impactos na agricultura, meio ambiente e economia. Mas tema ainda é negligenciado. A reportagem é de Clarissa Neher, publicada por Deutsche Welle, 18-03-2019 e reproduzida pela IHU.     A morte de abelhas não é um fenômeno recente: é observada por pesquisadores ao menos desde a década passada. No entanto, nos últimos meses, a mortandade alcançou números alarmantes no Brasil. "A morte de

Pesticidas influenciam o desenvolvimento e a longevidade das abelhas que nidificam no solo

  Pesticidas - Estudo explora efeitos pouco compreendidos da exposição do solo em colônias subterrâneas de abelhas Por Rose Keane* **     Os resultados de um novo estudo sugerem que as abelhas podem estar expostas a pesticidas de mais maneiras do que pensávamos, e isso poderia afetar significativamente o seu desenvolvimento. O estudo, publicado na revista Nature's Scientific Reports, analisa os efeitos não-alvo de pesticidas em abelhas que nidificam no solo, um grupo que realmente

Uso desenfreado de agrotóxicos ameaça as abelhas; Cidade gaúcha de Cruz Alta perdeu 20% das colmeias

Apicultores dizem que crise começou no final do ano passado com uso desenfreado de agrotóxicos. Cerca de 100 milhões de abelhas morreram na cidade, um quinto do total de abelhas mortas no país Por Pedro Grigori, Agência Pública/Repórter Brasil   O zumbido das abelhas não incomoda nem assusta o apicultor gaúcho Salvador Gonçalves, de 58 anos. Pelo contrário. Para o criador dos insetos produtores de mel há 34 anos, o som o faz

A contaminação do meio ambiente por agrotóxicos e a mortandade das abelhas no RS

  A contaminação do meio ambiente e a mortandade das abelhas no RS. Entrevista especial com José Renato de Oliveira Barcelos IHU “Há uma disputa de narrativas, há várias opiniões no sentido contrário, ou seja, o problema está colocado e precisa ser resolvido de alguma maneira”, resume José Renato de Oliveira Barcelos, especialista em direito ambiental, ao comentar os discursos de apicultores e agricultores que divergem sobre as implicações do uso de agrotóxico nas lavouras gaúchas. “A questão é que

Grande maioria dos cultivos agrícolas do país depende de polinizadores, alertam cientistas

Relatório ressalta a alta diversidade de polinizadores, as oportunidades, o valor monetário agregado e as principais ameaças, como o uso intensivo de agrotóxicos Por Isabela Santos     Em meio a várias ações controversas para o afrouxamento do uso de agrotóxicos no país, a Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (BPBES) e a Rede Brasileira de Interações Planta-Polinizador (Rebipp) lançaram esta tarde, em evento na Fapesp, o “Relatório Temático sobre Polinização, Polinizadores e

Serviço ecossistêmico: Estudo estima em R$ 43 bi a contribuição econômica dos polinizadores à agricultura brasileira

    O serviço ecossistêmico prestado pelos animais polinizadores à agricultura brasileira contribuiu com um valor econômico estimado de R$ 43 bilhões em 2018. A estimativa se refere ao valores que seriam gastos pelos agricultores caso os polinizadores não contribuíssem para a produção de alimentos. O cálculo foi feito pela Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (BPBES) e pela Rede Brasileira de Interações Planta-Polinizador (Rebipp), que lançou ontem (6) o Relatório Temático

Estudo revela que sombreamento natural desenvolve abelhas mais rápido e melhora qualidade do mel

  Embrapa Foto: José Maria Vieira Neto Abelhas precisam de sombra e água fresca. Estudo conduzido pela pesquisadora Maria Teresa Rêgo, da Embrapa Meio-Norte (PI), revelou que o sombreamento das colmeias e a presença de água nas proximidades favorecem o desenvolvimento das colônias e a qualidade do mel. Um dos resultados mais expressivos dessa pesquisa mostrou que o sombreamento natural, com árvores, ajudou na ampliação rápida da área de cria. Essa área corresponde ao favo,

Novo estudo relaciona as mudanças climáticas ao potencial declínio de abelhas

  Por Amanda Morris, Northwestern University* Um novo estudo da Northwestern University e do Chicago Botanic Garden descobriu que a mudança climática pode levar à extinção local de abelhas no Arizona e outros climas naturalmente quentes.     Em um experimento de campo de dois anos que alterou a temperatura dos ninhos de abelhas para simular um clima futuro mais quente, 35% das abelhas morreram no primeiro ano e 70% morreram no segundo ano. Isto

Projeto com abelhas nativas pretende recompor espécies em extinção

    No Brasil, existem mais de 300 espécies de abelhas nativas. Grandes responsáveis pela polinização das plantas, também contribuem para a agricultura e produção de alimentos. “Cerca de 75% da polinização nas áreas cultivadas é feita por abelhas. A qualidade dos frutos e das sementes depende, em grande parte, desses insetos”, explica o agrônomo e doutor em Gestão de Recursos Naturais pela Colorado State University, Carlos Hugo Rocha, membro da Rede

Un sistema para detectar pesticidas en el polen y el néctar puede ayudar a las abejas

  Investigadores de la Universidad de Jaén han creado un nuevo método para, con muy poca cantidad de muestra, obtener las cantidades de insecticidas presentes en el polen y el néctar. La nueva herramienta es capaz de analizar ocho compuestos que pueden estar contribuyendo a la desaparición de las abejas y otros insectos. Servicio de Información y Noticias Científicas (SINC)   Científicos del grupo de investigación Química Analítica de la Universidad de Jaén han desarrollado un

Pesticidas neonicotinoides reduzem significativamente o número de grãos de pólen que uma abelha pode coletar

  University of Stirling*   Foto: University of Stirling   A pesquisa, realizada por uma equipe na Faculdade de Ciências Naturais, descobriu que doses realistas de um pesticida neonicotinoide afetam o comportamento das abelhas - em última análise, interferindo com o tipo de vibrações que produzem ao coletar o pólen. A Dra. Penelope Whitehorn, pesquisadora da Universidade de Stirling, que liderou a pesquisa, disse: "Nosso resultado é o primeiro a demonstrar mudanças quantitativas no tipo de

O agronegócio e o declínio dos insetos; análise de Luiz Marques (IFCH/Unicamp)

  Jornal da UNICAMP Texto: LUIZ MARQUES Fotos: REPRODUÇÃO | FRED DOLT | GREENPEACE Edição de imagem: LUIS PAULO SILVA Vinte anos atrás, um artigo da Science, intitulado “Human Domination of Earth’s Ecosystems”, assim concluía sua avaliação das consequências dos impactos antropogênicos sobre os ecossistemas [I]: “As consequências globais da atividade humana não são algo a ser enfrentado no futuro. Elas estão conosco agora. Todas essas mudanças estão em curso e em muitos casos, em aceleração.

Top