Índice da edição nº 2.723, 2017 [de 23/03/17]

    Telhados Brancos e Telhados Verdes, artigo de Roberto Naime Os Incêndios Florestais nas Serras de Jacobina (BA) ameaçam as Turfas de Montanha, um ecossistema raro e único no Mundo, artigo de Carlos Victor Rios da Silva Filho Estudo revela que apenas 2,5% da água da Mata Atlântica têm qualidade boa Mais de 850 municípios brasileiros estão em situação de emergência por falta de água ONU alerta para a importância do tratamento e reuso das

Telhados Brancos e Telhados Verdes, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Um dos grandes desafios da perspectiva de inclusão integral dos parâmetros de sustentabilidade na construção civil envolve a discussão sobre o uso de coberturas. Recobrimentos vegetais, que até já são obrigatórios em alguns raros sítios, e telhados brancos, que por sua refletividade da luz solar podem contribuir para diminuição da absorção do calor do sol, maior conforto térmico e melhores condições de sustentabilidade pela redução de consumo de energia

Os Incêndios Florestais nas Serras de Jacobina (BA) ameaçam as Turfas de Montanha, um ecossistema raro e único no Mundo, artigo de Carlos Victor Rios da Silva Filho

  [EcoDebate] Os incêndios florestais acontecem em diversas regiões do Brasil, e em que 90% dos casos são causadas pelo homem, o que representa uma ameaça real à sustentabilidade de determinados ecossistemas e prejudicam os esforços globais para a conservação da água. Em períodos de estiagem, quando a vegetação está seca, é comum também à queimada por causas naturais, sem que haja a intenção do homem. Neste caso, qualquer fagulha ao

Estudo revela que apenas 2,5% da água da Mata Atlântica têm qualidade boa

  ABr Dos 240 pontos de coleta de água distribuídos em 184 rios, córregos e lagos de bacias hidrográficas da Mata Atlântica, apenas 2,5% têm qualidade boa. Os dados são do estudo “Observando os Rios 2017”, da Fundação SOS Mata Atlântica, sobre a qualidade da água nas bacias do bioma. Ele foi apresentado ontem (22) durante o seminário Águas do Brasil, que reuniu especialistas e representantes da sociedade civil no Ministério do

Mais de 850 municípios brasileiros estão em situação de emergência por falta de água

    ABr Em 2017, em todo o Brasil, já são 872 cidades com reconhecimento federal de situação de emergência causada por um longo período de estiagem. A região mais afetada é a do Nordeste e o estado da Paraíba é o que concentra maior número de municípios, com 198 que comunicaram o problema à Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec). O professor Sérgio Koide, do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental

ONU alerta para a importância do tratamento e reuso das águas residuais

    Para instituição, benefícios para a saúde humana e para a sustentabilidade ambiental são muito maiores que os custos da gestão dessas águas O Dia Mundial da Água, celebrado neste 22 de março, marca discussões sobre uso e disponibilidade de recursos hídricos em todo o mundo. Este ano, o tema que guia os debates é a coleta, tratamento e reúso de águas residuais, ou seja, da água descartada pela indústria, comércio, residências

Brasil carece de legislação para reúso de água, diz coordenador da ANA

  ABr   No Dia Mundial da Água, lembrado ontem (22), a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) destaca a importância das águas residuais, aquelas já utilizadas em atividades humanas e que podem ser reaproveitadas. Diante de uma demanda crescente por recursos hídricos e da necessidade de buscar fontes alternativas, é necessário modificar a gestão dessas águas, “passar de um modelo de 'tratamento e eliminação' para um

Campanha alerta para os impactos da destruição do Cerrado

    Alguns estados já têm tido racionamento de água e especialistas afirmam que o desmatamento do Cerrado é uma das causas do problema. No dia 22 de março foi comemorado o Dia Mundial da Água e você sabia que o Cerrado é fundamental para continuarmos tendo água no Brasil? Notícias sobre racionamento de água já foram manchetes em alguns estados do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro e agora Brasília. Diferentes

Índice da edição nº 2.722, 2017 [de 21 e 22/03/17]

    O crescente uso de recursos naturais e a necessidade de maior eficiência e desacoplamento, por José Eustáquio Diniz Alves Dia da água, água de cada dia, por Roberto Malvezzi (Gogó) Dia Mundial da Água: não há o que comemorar, por Flávio José Rocha da Silva Ciclo hidrológico do Pantanal depende da conservação da Amazônia Justiça mineira suspende ações contra a Samarco sobre qualidade da água afetadas pela tragédia de Mariana

O crescente uso de recursos naturais e a necessidade de maior eficiência e desacoplamento, por José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O relatório “Resource Efficiency: Potential and Economic Implications”, divulgado no dia 16 de março de 2017, durante a reunião do G20 em Berlim, pelo International Resource Panel, da United Nations Environment Programme (UNEP), mostra que, até 2050, mantidas as tendências recentes, a população mundial deverá crescer 28%, com a utilização de 71% mais recursos per capita. Sem medidas urgentes para aumentar a eficiência, o uso global de metais, biomassa

Dia da água, água de cada dia, por Roberto Malvezzi (Gogó)

    Lembrando 22 de Março, em meio a uma das mais longas estiagens do Semiárido Brasileiro. Gogó.   Dia da água, água de cada dia Roberto Malvezzi (Gogó) Um país que é o mais rico em água doce do mundo Que tem a maior malha hídrica de rios do planeta Que tem chuva em todo território nacional Quem tem seu ciclo das águas potencializado pela floresta Amazônica, Que distribui suas águas pelo Amazonas Voador que vai até Buenos Aires Ou até

Dia Mundial da Água: não há o que comemorar, por Flávio José Rocha da Silva

    [EcoDebate] Não há o que comemorar neste 22 de março de 2017 quando celebramos o Dia Mundial da Água. Com a privatização do nosso patrimônio hídrico a pleno vapor no Brasil, só nos resta uma pergunta: por que comemorar? Com a posse de 12% da água doce do planeta, o Brasil é a bola da vez para o mercado da água. Tudo, claro, justificado com eufemismos como modernização do setor hídrico,

Top