Doenças infecciosas na vida marinha estão relacionadas a décadas de aquecimento do oceano

    Novas pesquisas mostram que mudanças de longo prazo em doenças de espécies oceânicas coincidem com décadas de mudanças ambientais generalizadas. Redação EcoDebate O estudo, "Increases and decreases in marine disease reports in an era of global change", foi publicado na Proceedings of Royal Society B . A compreensão das tendências oceânicas é importante para avaliar as ameaças atuais aos sistemas marinhos, e as doenças são um importante sentinela da mudança, de acordo com

Amazônia – Como e porque a ciência defende a floresta. Entrevista com Carlos Afonso Nobre

    IHU Hoje, na Amazônia, é possível alcançar “um equilíbrio entre o saber tradicional e a ciência e a tecnologia modernas”, de modo a oferecer ao mundo um modelo econômico capaz de conciliar desenvolvimento e defesa da floresta. A reportagem é de Sergio Suchodolak, publicada em L’Osservatore Romano, 11-10-2019. A tradução é de Moisés Sbardelotto. Quem está convencido disso é o cientista brasileiro Carlos Afonso Nobre, Prêmio Nobel da Paz em 2007 e membro da Comissão de Ciências Ambientais do Conselho Nacional de Desenvolvimento

América Latina e Caribe são os responsáveis por 20% da comida perdidos e desperdiçados em todo o mundo, desde a pós colheita até o comercio varejista

    A América Latina e o Caribe são responsáveis por 20% da quantidade total de alimentos perdidos desde a pós-colheita até o varejo, não incluindo este último. É o que informo o novo relatório da FAO, O Estado Mundial da Alimentação e da Agricultura 2019 (SOFA, sigla em inglês). FAO Apesar da região abrigar apenas 9% da população mundial, um quinto de todos os alimentos perdidos em todo o mundo desde a pós-colheita até o

Relatório do Unicef revela que 26% das adolescentes brasileiras casam-se antes dos 18 anos

  Um relatório produzido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) revelou que 26% das adolescentes brasileiras se casaram ou foram morar com seus parceiros antes de completar 18 anos de idade. O número é próximo da média na América Latina, de 25% de casamentos infantis e uniões precoces. O relatório Perfil do Casamento Infantil e Uniões Precoces foi publicado nesta semana. A média da região é a mesma nos

EcoDebate: Índice da edição nº 3.301, de 11/10/2019

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394   Relatório do IPCC sobre clima, população e fome no mundo, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Emergência Climática - Mudanças climáticas podem afetar a biodiversidade de áreas de proteção ambiental Emergência Climática - Emissões de gases de efeito estufa subiram 1,6% ao ano entre 2008 e 2017 Brasil precisa investir em pesquisa de espécies nativas para alavancar restauração florestal, diz estudo 3 tecnologias para deixar sua casa mais econômica e

Relatório do IPCC sobre clima, população e fome no mundo, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Para satisfazer a gula de poucos e matar a fome de muitos, destrói-se a vida no Planeta” J.E.D. Alves (12/08/2019) [EcoDebate] O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), da ONU, publicou o relatório “Climate Change and Land”, no dia 08 de agosto de 2019, onde aborda a relação entre o uso da terra e seus efeitos sobre a mudança climática. O relatório, que não apresentou escassez de notícias ruins, foi resultado de

Emergência Climática – Mudanças climáticas podem afetar a biodiversidade de áreas de proteção ambiental

  Em levantamento feito por pesquisadores da Unicamp, 258 regiões foram classificadas como de "vulnerabilidade média" e 17 como "altamente suscetíveis". Amazônia, Mata Atlântica e Cerrado concentram áreas de maior risco   foto: Ministério do Meio Ambiente   Chloé Pinheiro  |  Agência FAPESP – O Brasil é o país que abriga a maior concentração de ecossistemas tropicais em áreas protegidas, mas uma parcela considerável dessas reservas pode estar vulnerável às mudanças climáticas em curso no

Emergência Climática – Emissões de gases de efeito estufa subiram 1,6% ao ano entre 2008 e 2017

  A ONU Meio Ambiente divulgou uma retrospectiva de dez anos de seu Relatório de Emissões — uma publicação que compara os níveis de emissão de gases de efeito estufa para evitar os piores impactos das mudanças climáticas. O mundo parece ter passado a última década fazendo exatamente o oposto do que deveria. Apesar dos avisos nos relatórios anuais, as emissões de gases de efeito estufa cresceram a uma média de 1,6%

Brasil precisa investir em pesquisa de espécies nativas para alavancar restauração florestal, diz estudo

  Relatório do WRI Brasil mostra que, com investimento em Pesquisa & Desenvolvimento de espécies nativas, produtores podem gerar renda e proteger a Amazônia, Mata Atlântica e Cerrado Por Rita Silva     O Brasil precisa investir em Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) das suas espécies de árvores nativas para alavancar a restauração florestal e conseguir criar um novo modelo de desenvolvimento que proteja as florestas, em especial a Amazônia, além de gerar emprego e renda

3 tecnologias para deixar sua casa mais econômica e sustentável

Por: Ruy Fontes - Agência #movidos Arcar com as despesas de uma casa não é tarefa fácil e a cada ano fica mais difícil com os novos aumentos nas contas básicas, como luz e água. Hoje, no entanto, já existem tecnologias que permitem a você não só reduzir drasticamente essas faturas, como também tornar o seu consumo e o de sua família muito mais sustentável. Conheça abaixo as 3 tecnologias para reduzir as

Consertar em vez de descartar, uma aposta consciente contra o consumo incessante

    IHU “Descartá-los é melhor do que remendá-los. Quanto mais remendos, mais miseráveis, quanto mais remendos, mais miseráveis ... ”, rezava uma das orientações ensinadas às classes altas no livro Admirável Mundo Novo, escrito pelo britânico Aldous Huxley, 87 anos atrás. A reportagem é de Nicolás Hernández Gómez, publicada por El Tiempo, 06-10-2019. A tradução é do Cepat. O conteúdo desta obra pode ser lido como uma premonição da sociedade atual. No mundo de Huxley, os remendos e os consertos eram atos socialmente

Estudo aponta que trabalhadores de lavouras de frutas no Nordeste vivem na pobreza

    Trabalhadores temporários das lavouras de frutas no Nordeste estão submetidos a práticas degradantes de trabalho e baixos salários, apesar do setor de fruticultura ser composto por empresas estruturadas e com diversas certificações. A conclusão é do relatório “Frutas Doces, Vidas Amargas”, divulgado na quinta-feira (10) pela Oxfam Brasil - organização independente e sem fins lucrativos. ABr “Muitas empresas que têm diversas certificações importantes como Rainforest, Fair Trade ou Global Gap, que é

Top