Índice da edição nº 2.783, 2017 [de 28/06/17]

    Dos limites do crescimento ao decrescimento da Pegada Ecológica, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Seriam mesmo exageradas as exigências ambientais? artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos Cerca de um terço dos solos do mundo está degradado devido a problemas de manejo, diz a FAO 48% das unidades de conservação (UCs) federais sofrem com espécies exóticas da fauna Povos indígenas do Teles Pires querem sair da invisibilidade nos processos de

Seriam mesmo exageradas as exigências ambientais? artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

    [EcoDebate] Vêm crescendo em número e intensidade as críticas e alegações sobre eventuais excessos nas exigências de cunho ambiental para a implantação de empreendimentos de médio e grande porte dos mais variados tipos. Adicionalmente, essas críticas também incidem sobre a lentidão e a exagerada burocracia com que esses processos são tratados no âmbito das diversas instâncias públicas normalmente envolvidas na análise documental pertinente aos processos abertos pelos empreendedores interessados. Essas críticas,

Cerca de um terço dos solos do mundo está degradado devido a problemas de manejo, diz a FAO

  FAO: poluição contribui para perdas de bilhões de toneladas de solos por ano Um terço dos solos está degradado devido a problemas de manejo; agência da ONU destaca que resolver problema da poluição dos solos é essencial para combater mudança climática.   Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque. A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, está chamando a atenção para o problema da poluição dos solos. A agência organizou

48% das unidades de conservação (UCs) federais sofrem com espécies exóticas da fauna

  O dado consta de estudo feito por analista do ICMBio, que comprovou a presença de 104 dessas espécies nas unidades de conservação, sendo que 59 põem em risco a biodiversidade     Cães, gatos, cabras e até um inofensivo peixinho dourado de aquário podem se tornar uma grande dor de cabeça para gestores de unidades de conservação (UCs). Segundo estudo da analista ambiental Tainah Guimarães, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade

Povos indígenas do Teles Pires querem sair da invisibilidade nos processos de licenciamentos hidrelétricos

  Por Sucena Shkrada Resk/ICV     Lideranças dos povos Kayabi, Munduruku e Apiaká, que vivem em aldeias na Bacia do Teles Pires, nos estados do Pará e Mato Grosso, reivindicam o direito da participação ativa desde o processo de planejamento pelo Governo Federal, quando são feitos os estudos pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE) subordinada ao Ministério de Minas e Energia (MME) até o licenciamento dos empreendimentos hidrelétricos pelo Instituto Brasileiro do Meio

PGR pede ao STF que declare a inconstitucionalidade de lei que permite terceirização da atividade fim

  Para Rodrigo Janot, a norma fere direitos fundamentais garantidos pela Constituição ao trabalhador, além de precarizar as relações de trabalho     O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que declare inconstitucional a Lei 13.429/2017, sancionada em março deste ano, que possibilita a contratação irrestrita de terceirizados na atuação finalística das empresas e em atividades permanentes. Para o PGR, a lei contraria o caráter excepcional do regime de

Índice da edição nº 2.782, 2017 [de 27/06/17]

    A urgência em colocar a questão ambiental na agenda da urbanização, artigo de Roberto Naime A internet das coisas, ou as coisas da internet? artigo de Antonio Silvio Hendges Avaliação da qualidade da água dos riachos do povoado Mocó, Senhor do Bonfim - BA, por Karine Silva Oliveira et al. Floresta com Araucárias, com menos de 3% da sua área original, ainda é motivo de preocupação Livro 'Amazônias em tempos contemporâneos: entre diversidades e

Avaliação da qualidade da água dos riachos do povoado Mocó, Senhor do Bonfim – BA, por Karine Silva Oliveira et al.

    AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA DOS RIACHOS DO POVOADO MOCÓ, SENHOR DO BONFIM- BA. OLIVEIRA, K. S.1; JAMBEIRO, R. S. de F.2; SANTOS, K. V. dos3 1Especialista em Desenvolvimento Sustentável no Semiárido pelo Instituto Federal Baiano 2 Bacharelando em Ciências Biológicas pela Faculdade de Ciências e Tecnologia – Ba 3 Msc. em Ciências Agrárias pela Universidade Federal da Bahia e professora do Instituto Federal Baiano . RESUMO: O monitoramento da qualidade da água

Floresta com Araucárias, com menos de 3% da sua área original, ainda é motivo de preocupação

  Produção sustentável de pinhão e erva-mate agrega valor ao ecossistema e contribui para sua conservação     Um dos ecossistemas mais característicos da região sul do Brasil e bastante ameaçado, a Floresta Ombrófila Mista (FOM), ou Floresta com Araucárias, tem hoje menos de 3% da sua área original. O motivo são os anos de degradação e o corte de seus pinheiros que a levaram a essa situação crítica. Como consequência, uma das espécies

Livro ‘Amazônias em tempos contemporâneos: entre diversidades e adversidades’ para acesso e/ou download

  Por Eduardo Gomes (Fiocruz Amazonas) “Amazônias em tempos contemporâneos: entre diversidades e adversidades”, é título do livro lançado na segunda-feira (12/6), organizado pelas pesquisadoras Jane Felipe Beltrão e Paula Mendes Lacerda. O lançamento ocorreu no Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazonas), em Manaus (AM), durante a cerimônia de recondução de Sérgio Luz, ao cargo de diretor do Instituto. Pesquisadores da Fiocruz fazem parte dos autores, que possuem formação diversificada e têm em

Dez milhões de toneladas de peixe desperdiçados a cada ano, apesar da diminuição dos estoques pesqueiros

  University of British Columbia     As frotas de pesca industrial despejam quase 10 milhões de toneladas de bons peixes de volta ao oceano a cada ano, de acordo com novas pesquisas. O estudo realizado por pesquisadores do Sea Around Us, uma iniciativa do Instituto de Oceanos e Pescas da Universidade da Colúmbia Britânica e da Universidade da Austrália Ocidental, revela que quase 10% da captura total do mundo, na última década, foi descartada

Se automedicar para dormir traz riscos para a saúde

    De acordo com a Associação Mundial de Medicina do Sono, a insônia é uma epidemia global que ameaça a saúde e a qualidade de vida de até 45% da população mundial. Muitas pessoas buscam nos remédios uma solução para acabar com o problema, mas, apesar de ser considerada normal, a automedicação é um erro que pode gerar complicações mais graves. Um levantamento realizado pelo IBGE, por intermédio da Pesquisa Nacional de

Top