Má nutrição afeta um terço da população mundial e custa US$ 3,5 trilhões por ano, diz FAO

  ONU Brasil Uma em cada três pessoas no mundo não possui uma alimentação adequada, segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). Mais de 2 bilhões de indivíduos no planeta sofrem de deficiências nutricionais e cerca de 150 milhões de crianças com menos de cinco anos de idade têm o crescimento atrofiado devido a dietas pobres. Ao mesmo tempo, 1,9 bilhão de indivíduos estão acima do

Anvisa divulga relatório sobre resíduos de agrotóxicos em alimentos

Divulgado relatório sobre resíduos de agrotóxicos em alimentos Programa de Análises de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos, o PARA, avaliou mais de 12 mil amostras de alimentos ao longo de três anos. Pela primeira vez, o documento revela o risco dos resíduos para a saúde. Quase 99% das amostras de alimentos analisadas pela Anvisa, entre o período de 2013 e 2015, estão livres de resíduos de agrotóxicos que representam risco agudo para

Pesquisa ponta que São Paulo tem 4 mil avícolas clandestinas vendendo frango, ovos e doenças

  Pesquisa da FMVZ aponta que estabelecimentos não adotam medidas básicas de higiene e produtos sujeitam o consumidor a infecções alimentares diversas Pesquisa feita na USP revela que as cerca de 4 mil avícolas existentes em São Paulo operam na clandestinidade e sem as mínimas condições de higiene. A prática informal do abate de aves expõe as pessoas que consomem carne de frango e ovos a vários tipos de doenças. No balcão

Alimentos são aliados na luta contra a pressão alta, por Isabela C. Pimentel Mota, Nágila Damasceno e Marcia Gowdak

    [EcoDebate] A hipertensão arterial afeta cerca de 40% da população mundial adulta e 30% da brasileira, sendo o principal fator de risco para doenças cardiovasculares. Doença silenciosa do aparelho circulatório, associada a alterações nos pequenos e grandes vasos sanguíneos, aumenta o risco de perda do funcionamento dos rins, alteração da visão, incidência de infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral (derrame). Maus hábitos alimentares, fumo, excesso de peso, uso de

Teste realizado pelo Greenpeace encontra agrotóxico em comida de fornecedor de merenda no Rio

  Rio, essa merenda não parece legal! Teste realizado pelo Greenpeace indica cinco alimentos fora de conformidade com a legislação brasileira; um deles contém resíduos de substância proibida desde 2012 Até o prato mais básico do brasileiro, o popular arroz e feijão, pode representar um risco aos alunos da rede municipal de ensino da cidade do Rio de Janeiro. Segundo teste toxicológico em alimentos fornecidos por uma das seis empresas com contratos vigentes

Alimentação é um ato político, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Adeptos dos alimentos “naturais” produzidos sem agrotóxicos ou outros insumos considerados agressivos ao meio ambiente, fazem apologia aos orgânicos. Segundo a nutricionista Elaine de Azevedo **, pesquisadora do Centro de Ciência Humanas e Naturais da Universidade Federal do Espírito Santo, não se deve ser muito reducionista para demonstrar todo impacto que o consumo orgânico pode ter para a sociedade. Em uma discussão que abrange desde a problemática social do campo até

Por que o índice de preço dos alimentos da FAO caiu? artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] O índice de preço dos alimentos da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO (Food and Agriculture Organization) atingiu um máximo da série, no valor de 240,1 pontos, em fevereiro de 2011 e caiu para algo em torno de 149 pontos em janeiro e fevereiro de 2016 (considerando 100 = a média de 2002-2004). Agora em agosto de 2016 o índice subiu um pouco e chegou a

Consumidores apoiam mudanças na rotulagem nutricional dos alimentos, aponta pesquisa do Idec

  Para 93,3% dos internautas, informação nutricional na frente da embalagem facilitaria a compreensão sobre a composição dos alimentos     O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) apresentou os resultados de sua pesquisa de opinião sobre rotulagem nutricional dos alimentos. O levantamento, realizado entre os dias 13 e 23 de junho deste ano, teve a participação de 2.651 internautas e identificou as dificuldades dos consumidores para entender as informações contidas nos rótulos. A

Impactos das mudanças climáticas ameaçam segurança alimentar de América Latina e Caribe

  Relatório produzido por Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) e Associação Latino-Americana de Integração (ALADI) destacou que a mudança climática afetará o rendimento dos cultivos da agricultura, terá impacto nas economias locais e comprometerá a segurança alimentar no Nordeste do Brasil, em parte da região andina e na América Central.     O impacto das mudanças climáticas na

Produção de alimentos é suficiente, mas, com a desigualdade de renda e o desperdício, ainda há fome no país

  A produção nacional de alimentos é suficiente para os mais de 204 milhões de brasileiros, mas a desigualdade de renda e o desperdício ainda fazem com que 7,2 milhões de pessoas sejam afetadas pelo problema da fome no país, revela estudo conduzido pelo professor Danilo Rolim Dias de Aguiar, pesquisador do Departamento de Economia do Campus Sorocaba da Universidade Federal de São Carlos. “Temos uma concentração de renda muito grande. Se,

ONU anuncia o lançamento do primeiro padrão global para medir perda e desperdício de alimentos

Segundo as Nações Unidas, cerca de um terço de todos os alimentos é perdido ou desperdiçado em todo o mundo, em processos que envolvem desde a produção da comida até o seu consumo, ao mesmo tempo em que 800 milhões de pessoas encontram-se subnutridas. Além disso, desperdício é responsável por 8% das emissões de gases que causam o efeito estufa. A ONU, em parceria com parceiros internacionais, anunciou no início de junho

Brasil está entre os 10 países que mais desperdiçam alimentos

    Por Magda Calipo, da Radioagência Nacional O Brasil desperdiça 40 toneladas de alimentos por dia. Esse número coloca o Brasil entre os dez principais países que mais perdem alimentos. Segundo Viviane Romeiro, coordenadora de Mudanças Climáticas do World Research Institute Brasil, essa perda tem diversas implicações. Uma delas é com relação à segurança alimentar. http://audios.ebc.com.br/1f/1f3d481e3e9d15ac2cdd5ba33c0558cb.mp3   in EcoDebate, 04/07/2016   [CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado

Top