Hortas Cariocas e Gastromotiva unem ações para inclusão social no Rio de Janeiro

    A Organização Não Governamental (ONG) Gastromotiva e a Secretaria Municipal do Meio Ambiente do Rio de Janeiro (SMAC) firmaram ontem (7) parceria para elaborar ações conjuntas para melhoria da qualidade de vida de comunidades carentes. “Quando a gente fala de gastronomia social, o primeiro papel é sentar à mesa e daí poder ver que tipo de conexão sai”, disse à Agência Brasil o empreendedor social David Hertz, responsável pela Gastromotiva. ABr A

No Brasil, quase 30% das crianças indígenas com menos de 5 anos sofrem de desnutrição crônica

  Nas últimas décadas, o Brasil reduziu significativamente a taxa de desnutrição crônica entre menores de 5 anos (de 19,6% em 1990 para 7% em 2006), atingindo, antes do prazo, a meta dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Entretanto, a desnutrição crônica ainda é um problema em grupos mais vulneráveis, como indígenas, quilombolas e ribeirinhos. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2018, a prevalência de desnutrição crônica entre crianças indígenas

Programas Hortas Cariocas e Cidade pelo Clima, da prefeitura do Rio de Janeiro, recebem prêmios internacionais em sustentabilidade

  O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, comemorou os dois prêmios internacionais recebidos pela Prefeitura do Rio neste mês de outubro, pelos programas de sustentabilidade Hortas Cariocas e Cidade pelo Clima. Eles foram reconhecidos pelo Pacto de Milão e pelo C40, respectivamente. O primeiro, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, ganhou nesta terça-feira, em Montpellier, na França, o prêmio de menção honrosa na categoria Food Production  (Sistemas Alimentares

Sistemas agroalimentares localizados: aproximando a produção do consumo através de redes sociais

    Sistemas agroalimentares localizados: aproximando a produção do consumo através de redes sociais Por Lucimar Santiago de Abreu, Maria Aico Watanabe , Lucas Ferreira Lima e Ademar Ribeiro Romeiro Resumo O atual sistema agroalimentar convencional continua fortemente sendo questionado por produzir um enorme passivo ambiental e social, abriu espaços para a transição da agricultura em direção à adoção de sistemas agroalimentares alternativos considerados mais justos e mais sustentáveis, com adoção de princípios da agroecologia.

Projeto Hortas Pedagógicas finca raízes em escolas de São Luís, MA

  Projeto Hortas Pedagógicas - Os canteiros serão espaço para semear não apenas sementes, mas também conhecimentos, ideias e sonhos   Crianças plantando hortaliças na UEB Jackson Lago - Foto: José Rey   Em São Luís foi implantado o Projeto Hortas Pedagógicas como política para a segurança alimentar e nutricional, por meio da educação, e ainda como ferramenta de aprendizagem para estudantes do 1º ao 9º do Ensino Fundamental. A etapa piloto foi implantada no

Relatório da ONU pede mudanças na forma como o mundo produz e consome alimentos

    Com a previsão de que a população mundial chegará a quase 10 bilhões em 2050, um novo relatório mostra que o sistema global de alimentos deve passar por mudanças urgentes para garantir que haja comida adequada para todos, sem destruir o planeta. O “Relatório de Recursos Mundiais: Criando um Futuro Alimentar Sustentável” revela que enfrentar esse desafio exigirá o fechamento de três lacunas: uma “lacuna alimentar” de 56% entre o que

A falta de diversidade de culturas e a redução de polinizadores podem ameaçar a segurança alimentar

    Uma nova pesquisa sugere que as tendências globais nas práticas agrícolas estão minando os polinizadores que dependem das culturas e colocando em risco a produtividade e a estabilidade agrícolas, particularmente em alguns países da Ásia e da América do Sul. University of Maryland* College of Computer, Mathematical, and Natural Sciences Uma equipe multinacional de pesquisadores identificou países onde a crescente dependência da agricultura em relação à polinização, juntamente com a falta de diversidade

Para especialistas, investir em agricultura urbana melhoraria a alimentação e reduziria a poluição

  Como é possível produzir alimentos na cidade? Por Denis Pacheco, Radio USP   Foto: USP   Para especialistas, investir em agricultura urbana melhoraria a alimentação e reduziria a poluição, já que com alimentos sendo produzidos mais próximos dos consumidores a logística de transporte e do consumo de combustíveis mudaria drasticamente As primeiras cidades surgiram, entre outros motivos, por causa da produção de alimentos. Foi o excedente dessa produção que deu origem às grandes civilizações antigas. Entretanto,

Mas, afinal, é possível eliminar resíduos de agrotóxicos da água e dos alimentos?

  Após revelação de testes realizados entre 2014 e 2017 que apontaram água contaminada em cidades de todo o Brasil, nossa reportagem buscou entender como purificar seu alimento     Fonte: Agência Pública Por Pedro Grigori, Agência Pública/Repórter Brasil   O brasileiro nunca consumiu tanto agrotóxico quanto hoje. O número de produtores que usam pesticidas na plantação cresceu 20% em 10 anos, segundo o IBGE, enquanto a aprovação para comercialização dos químicos subiu 135% em uma década,

Podemos alimentar 10 bilhões de pessoas sem destruir o planeta? artigo de Jorge Riechmann Fernández

  IHU “Comer luz do sol tem futuro. Comer petróleo e minerais de fosfato como fazemos hoje, quer dizer, consumir uma riqueza mineral que desperdiçamos e que está rapidamente se esgotando, é radicalmente insustentável”, escreve Jorge Riechmann Fernández, professor de filosofia moral e política na Universidade Autônoma de Madri, em artigo publicado por Rebelión, 20-05-2019. A tradução é do Cepat. Eis artigo. Em apenas alguns séculos a partir da Revolução Industrial, a população humana se multiplicou por oito.

‘Extinção do Consea desorganiza sistema que possibilitou ao Brasil sair do Mapa Mundial da Fome’, alerta MPF

  Extinção do Consea - O direito humano à alimentação adequada e os impactos sociais da MP 870/2009 foram discutidos em audiências públicas no Congresso Nacional Os impactos sociais impostos pela Medida Provisória 870/2019 – editada em 1º de janeiro para reestruturação administrativa do governo federal – foram tema de uma série de audiências públicas promovidas nesta semana pelo Congresso Nacional e que contaram com a participação da Procuradoria Federal dos Direitos

Relatório da FAO alerta que desaparecimento da biodiversidade ameaça produção de alimentos

  A expansão de atividades produtivas insustentáveis, como a agropecuária intensiva, é uma das causas do desaparecimento da biodiversidade no mundo, o que por sua vez poderá comprometer a produção de alimentos e o próprio desempenho do setor agrícola no futuro. A conclusão é de relatório divulgado nesta sexta-feira (22) pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). ONU Abelhas podem visitar cerca de 7 mil flores por dia. Foto:

Top