PANCs: Projeto visa divulgar plantas alimentícias não convencionais

  Estudo da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) mostra que o número de plantas consumidas pelo homem nos últimos cem anos se reduziu de 10 mil para apenas 170. No Brasil, apesar da riqueza e variedade de espécies encontradas na natureza, a demanda do mercado se concentra em algumas dezenas de itens, esquecendo milhares de outras espécies disponíveis. ABr Com base neste comportamento, desde 2013, o Departamento de

Mudanças climáticas podem trazer insegurança alimentar para 90% da população mundial, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Somos de uma geração em que as decisões que tomamos nos próximos 10 anos podem significar a diferença na morte de 100 milhões ou 400 milhões de pessoas” Jane Fonda   “Nossa guerra contra a natureza precisa parar” António Guterres     [EcoDebate] A produção de alimento libera gases de efeito estufa (GEE) que contribuem para aumentar o aquecimento global, enquanto este reduz as chances de aumento da oferta de comida. As projeções demográficas indicam uma população

Emergência Climática – Mudanças climáticas ameaçam os ‘celeiros’ globais

Condições climáticas extremas podem levar a um risco aumentado de colheitas agrícolas extraordinariamente baixas se mais de um celeiro global for afetada por condições climáticas adversas ao mesmo tempo. As conclusões de um novo estudo do IIASA mostram que esses 'celeiros' globais, as áreas geográficas responsáveis pelo cultivo de grande parte dos alimentos do mundo, correm o risco de não produzir trigo, milho e soja em quantidade suficiente, devido a temperaturas

O aquecimento global e as secas podem reduzir a produção global de trigo, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

"A mudança climática é agora uma emergência planetária que representa uma ameaça existencial para a humanidade" Jem Bendell     [EcoDebate] O trigo é um dos principais alimentos da humanidade. Em termos globais, o trigo é a segunda maior cultura de cereais, perdendo apenas para o arroz e ficando à frente do milho. O grão de trigo é o insumo básico para fazer pão e massas diversas para a preparação de bolos, tortas, pizzas, além

Hortas Cariocas e Gastromotiva unem ações para inclusão social no Rio de Janeiro

    A Organização Não Governamental (ONG) Gastromotiva e a Secretaria Municipal do Meio Ambiente do Rio de Janeiro (SMAC) firmaram ontem (7) parceria para elaborar ações conjuntas para melhoria da qualidade de vida de comunidades carentes. “Quando a gente fala de gastronomia social, o primeiro papel é sentar à mesa e daí poder ver que tipo de conexão sai”, disse à Agência Brasil o empreendedor social David Hertz, responsável pela Gastromotiva. ABr A

No Brasil, quase 30% das crianças indígenas com menos de 5 anos sofrem de desnutrição crônica

  Nas últimas décadas, o Brasil reduziu significativamente a taxa de desnutrição crônica entre menores de 5 anos (de 19,6% em 1990 para 7% em 2006), atingindo, antes do prazo, a meta dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Entretanto, a desnutrição crônica ainda é um problema em grupos mais vulneráveis, como indígenas, quilombolas e ribeirinhos. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2018, a prevalência de desnutrição crônica entre crianças indígenas

Programas Hortas Cariocas e Cidade pelo Clima, da prefeitura do Rio de Janeiro, recebem prêmios internacionais em sustentabilidade

  O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, comemorou os dois prêmios internacionais recebidos pela Prefeitura do Rio neste mês de outubro, pelos programas de sustentabilidade Hortas Cariocas e Cidade pelo Clima. Eles foram reconhecidos pelo Pacto de Milão e pelo C40, respectivamente. O primeiro, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, ganhou nesta terça-feira, em Montpellier, na França, o prêmio de menção honrosa na categoria Food Production  (Sistemas Alimentares

Sistemas agroalimentares localizados: aproximando a produção do consumo através de redes sociais

    Sistemas agroalimentares localizados: aproximando a produção do consumo através de redes sociais Por Lucimar Santiago de Abreu, Maria Aico Watanabe , Lucas Ferreira Lima e Ademar Ribeiro Romeiro Resumo O atual sistema agroalimentar convencional continua fortemente sendo questionado por produzir um enorme passivo ambiental e social, abriu espaços para a transição da agricultura em direção à adoção de sistemas agroalimentares alternativos considerados mais justos e mais sustentáveis, com adoção de princípios da agroecologia.

Projeto Hortas Pedagógicas finca raízes em escolas de São Luís, MA

  Projeto Hortas Pedagógicas - Os canteiros serão espaço para semear não apenas sementes, mas também conhecimentos, ideias e sonhos   Crianças plantando hortaliças na UEB Jackson Lago - Foto: José Rey   Em São Luís foi implantado o Projeto Hortas Pedagógicas como política para a segurança alimentar e nutricional, por meio da educação, e ainda como ferramenta de aprendizagem para estudantes do 1º ao 9º do Ensino Fundamental. A etapa piloto foi implantada no

Relatório da ONU pede mudanças na forma como o mundo produz e consome alimentos

    Com a previsão de que a população mundial chegará a quase 10 bilhões em 2050, um novo relatório mostra que o sistema global de alimentos deve passar por mudanças urgentes para garantir que haja comida adequada para todos, sem destruir o planeta. O “Relatório de Recursos Mundiais: Criando um Futuro Alimentar Sustentável” revela que enfrentar esse desafio exigirá o fechamento de três lacunas: uma “lacuna alimentar” de 56% entre o que

A falta de diversidade de culturas e a redução de polinizadores podem ameaçar a segurança alimentar

    Uma nova pesquisa sugere que as tendências globais nas práticas agrícolas estão minando os polinizadores que dependem das culturas e colocando em risco a produtividade e a estabilidade agrícolas, particularmente em alguns países da Ásia e da América do Sul. University of Maryland* College of Computer, Mathematical, and Natural Sciences Uma equipe multinacional de pesquisadores identificou países onde a crescente dependência da agricultura em relação à polinização, juntamente com a falta de diversidade

Para especialistas, investir em agricultura urbana melhoraria a alimentação e reduziria a poluição

  Como é possível produzir alimentos na cidade? Por Denis Pacheco, Radio USP   Foto: USP   Para especialistas, investir em agricultura urbana melhoraria a alimentação e reduziria a poluição, já que com alimentos sendo produzidos mais próximos dos consumidores a logística de transporte e do consumo de combustíveis mudaria drasticamente As primeiras cidades surgiram, entre outros motivos, por causa da produção de alimentos. Foi o excedente dessa produção que deu origem às grandes civilizações antigas. Entretanto,

Top