Perda contínua da biodiversidade e degradação dos ecossistemas aceleram

  Perda contínua da biodiversidade e degradação dos ecossistemas aceleram Perda da biodiversidade - A humanidade está em uma encruzilhada, alerta relatório da ONU sobre biodiversidade O quinto relatório Panorama da Biodiversidade Global da ONU descreve oito grandes transições necessárias para desacelerar e, em seguida, interromper o rápido declínio da natureza. Relatório final sobre as Metas de Aichi para a Biodiversidade, definidas em 2010, aponta que seis das 20 metas mundiais foram

Antropoceno: a Era do Ecocídio

  Antropoceno: a Era do Ecocídio “É triste pensar que a natureza fala e que a humanidade não a ouve” Victor Hugo (1802-1885) Artigo de José Eustáquio Diniz Alves [EcoDebate] O Relatório Planeta Vivo 2020, divulgado pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF), no dia 10 de setembro, mostra que o avanço do processo de crescimento contínuo da produção e consumo de bens e serviços ao bel-prazer da humanidade tem provocado uma degradação generalizada dos

Desprezo pelas questões ambientais é uma ‘aposta’ de alto risco

  Desprezo pelas questões ambientais é uma 'aposta' de alto risco Artigo de Eugenio Singer [EcoDebate] O mundo ainda está mergulhado nas perdas, incertezas e riscos da crise pandêmica, mas alguns fatos relevantes causam preocupação à parte pelo poder que têm de impactar os difíceis rumos da recomposição planetária no futuro. Entre eles, a maneira como distintas dimensões da crise entrelaçam-se no Brasil, fazendo convergir problemas de toda ordem, num momento de intenso

Dia Mundial pelo Fim do Especismo (DMFE): 29 de agosto de 2020

  Dia Mundial pelo Fim do Especismo (DMFE): 29 de agosto de 2020 “Os chimpanzés, gorilas e orangotangos viveram milhares de anos em suas florestas, com vidas fantásticas, em entornos onde reina o equilíbrio, em espaços onde nunca lhes passou pela cabeça destruir a floresta, destruir o seu mundo. Eu diria que eles tiveram mais sucesso do que nós em relação a esta harmonia com o meio ambiente” Jane Goodall (1934-) primatologista e ambientalista

Dia da Sobrecarga da Terra (22/08/2020) e o impacto da Covid-19

Dia da Sobrecarga da Terra (22/08/2020) e o impacto da Covid-19 “Todos os nossos problemas ambientais se tornam mais fáceis de resolver com menos gente e mais difíceis e, em última instância, impossíveis de resolver com cada vez mais pessoas”. David Attenborough (1926 - ) Artigo de José Eustáquio Diniz Alves [EcoDebate] O Dia da Sobrecarga da Terra (Earth Overshoot Day), neste ano de pandemia, acontece em 22 de agosto de 2020. Este

Sobreconsumo: Cientistas alertam para os perigos da afluência para o futuro do Planeta

  “A evidência à qual não podemos escapar é que em nossa civilização, a criação de valor econômico provoca, na grande maioria dos casos, processos irreversíveis de degradação do mundo físico” (1974, p. 17) Celso Furtado (26/07/1920-20/11/2004) Sobreconsumo: Cientistas alertam para os perigos da afluência para o futuro do Planeta Artigo de José Eustáquio Diniz Alves [EcoDebate] O mundo segue uma rota ambientalmente insustentável. Isto é inquestionável. O “Aviso dos cientistas sobre a afluência” (WIEDMANN, 2020), publicado

Nossa irmã, a mãe terra, precisa de cuidados

  Nossa irmã, a mãe terra, precisa de cuidados Artigo de Luís Fernando Lopes [EcoDebate] Tenhamos ou não uma religião, acreditemos ou não na existência de Deus, o fato é que habitamos uma casa comum e mais do que isso, somos parte dessa casa, ou seja, somo constituídos pelos mesmos elementos que formam o nosso planeta. Assim, não somos donos do planeta, mas fazemos parte dele. Não apenas habitamos a terra, mas somos

Principais fatores para a disseminação de doenças zoonóticas

  Principais fatores para a disseminação de doenças zoonóticas Os sete pecados capitais das doenças zoonóticas Artigo de João Guilherme Sabino Ometto [EcoDebate] Nos últimos vinte anos, as enfermidades zoonóticas, ou seja, as transmitidas de animais para os seres humanos, provocaram perdas econômicas superiores a 100 bilhões de dólares. A conta, frise-se, ainda não inclui a Covid-19, cuja origem é atribuída provavelmente a morcegos e ao pangolim. A pandemia, além da irreparável morte de

Bem-estar para todos dentro das fronteiras planetárias

“Se alguém quiser reduzir o ser humano a nada, basta dar ao seu trabalho o caráter de inutilidade” Fiódor Dostoiévski (1821-1881) Bem-estar para todos dentro das fronteiras planetárias Artigo de José Eustáquio Diniz Alves [EcoDebate] O mundo tem dois desafios urgentes: aumentar a renda necessária para retirar as parcelas pobres da população do déficit social e diminuir a pegada ecológica das atividades antrópicas para equacionar o déficit ambiental. Neste momento em que o Brasil vive

Resenha de ‘Colapso’, livro de Jared Diamond

  Resenha de 'Colapso', livro de Jared Diamond A Groenlândia norueguesa é uma das muitas sociedades antigas que entraram em colapso ou desapareceram, deixando atrás de si, um conjunto de ruínas monumentais como aquelas que Shelley imaginou no seu poema “Ozymandias”. Colapso significa um declínio drástico na dimensão da população e/ou na complexidade política, econômica e social, numa área considerável e durante um período de tempo prolongado. O fenômeno dos colapsos é, assim, uma

Epidemias zoonóticas – ONU diz que estamos tratando os sintomas e não as causas da pandemia

  Por Vivaldo José Breternitz [EcoDebate] No último dia 06 de julho, o United Nations Environment Programme e o International Livestock Research Institute lançaram o relatório Preventing the next pandemic: zoonotic diseases and how to break the chain of transmission (Prevenindo a próxima pandemia: doenças zoonóticas e como quebrar sua cadeia de transmissão - doenças zoonóticas são aquelas transmitidas ao homem por animais). O relatório conclui que estamos tratando os sintomas e não

Relatório da ONU defende abordagem que une saúde humana, animal e ambiental para evitar futuras pandemias

A COVID-19 é apenas um dos exemplos da tendência crescente de doenças transmitidas de animais para seres humanos – que inclui Ebola, Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), Febre do Nilo Ocidental e Febre do Vale Rift. Novo estudo traz dez recomendações para evitá-las e identifica a abordagem da One Health como a melhor forma de prevenir e responder a futuras pandemias. A tendência crescente de doenças zoonóticas é

Covid-19 e outros ‘desserviços’ ecossistêmicos

Prezadas e prezados, A Revista Ambiente & Sociedade acaba de publicar um número com um denso dossiê especial sobre a Covid-19: The COVID-19 epoch: Interdisciplinary research towards a new just and sustainable ethics   https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=1414-753X20200001&lng=en&nrm=iso   Nesse dossiê, escrevi um artigo, intitulado: Pandemics, Existential and non-Existential Risks to Humanity   https://www.scielo.br/pdf/asoc/v23/1809-4422-asoc-23-e0126.pdf Resumo: A pandemia causada pelo vírus SARS-Cov-2 deu início a uma era de estagnação econômica estrutural. Com ela, cruza-se o limiar em que os chamados “serviços ecossistêmicos” do planeta começam

Antropoceno: emergência e advertência global

Antropoceno: emergência e advertência global IHU O Antropoceno representa um novo período da história do Planeta, que a partir da ação humana como força impulsionadora da degradação ambiental acelera o colapso global. Daí a crise sistêmica, pois esse rápido e progressivo avanço na deterioração das condições de vida possui um impacto que gera múltiplas facetas interconectadas em um fenômeno global. E por ser de ordem emergencial, também exige respostas imediatas, audazes, coerentes e catalisadoras de forças desaceleradoras e restaurativas. Uma tarefa

Injustiça socioambiental fere a dignidade da vida, artigo de Gilvander Moreira

  Injustiça socioambiental fere a dignidade da vida Por Gilvander Moreira1 Na perspectiva dos Movimentos Sociais transformadores, são inaceitáveis os discursos e as práticas que afirmam: “precisamos conciliar desenvolvimento com preservação ambiental”, “urge adequar os projetos econômicos mitigando os impactos socioambientais”, “temos que adequar os grandes projetos dentro das normas ambientais”. Isso é uma mentira. Busca-se dourar a pílula, criando uma fachada de preocupação socioambiental para viabilizar a continuidade da máquina de

Exploração predatória do patrimônio natural e o ‘melhor’ negócio do mundo, artigo de Clóvis Borges

  [EcoDebate] A cada ano o mês do Meio Ambiente toma vulto e chama mais a atenção da sociedade, além do Dia Mundial do Meio Ambiente, em junho também se comemora o Dia da Ecologia e o Dia Mundial dos Oceanos. No entanto, o fenômeno que traz maior notoriedade ao tema ambiental não ocorre em decorrência apenas de agendas comemorativas. Esta fama crescente se dá, a bem da verdade, pela apreensão

A sociedade ainda não percebeu a extensão e a urgência do colapso ecológico

“Não tem mais mundo pra todo mundo”, diz Deborah Danowski A filósofa, que pesquisa há anos “a quebra da relação do homem com o mundo”, diz que a pandemia foi “uma pancada”, mas a sociedade ainda não percebeu a extensão e a urgência do colapso ecológico, em parte pela ação dos negacionistas financiados pela elite Por Marina Amaral, Agência Pública Deborah Danowski não é apenas professora, doutora e pós-doutora em filosofia. Ela é

Meio Ambiente e Biodiversidade, artigo de Juacy da Silva

  “Defender e melhorar o meio ambiente para as atuais e futuras gerações se tornou uma meta fundamental para a humanidade”. (Declaração da Conferência da ONU sobre o Meio Ambiente, Estocolmo 1972) [EcoDebate] A saúde humana está diretamente ligada e extremamente dependente da “saúde” do planeta terra, da mãe natureza. Enquanto as relações entre o ser humano/a humanidade e a natureza continuarem sendo de dominação, de exploração irracional, de degradação ambiental, cada

Brasil perde uma vida humana por minuto para a covid-19 e milhões de vidas para o ecocídio, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

[EcoDebate] O Brasil continua sua escala de aumento do número de indivíduos doentes e de pessoas mortas pela covid-19. Pelo terceiro dia consecutivo o país bateu o triste recorde de casos e mortes e ficou no primeiro lugar do ranking internacional. No dia 04 de junho foram 30,9 mil novos casos e 1.473 vidas perdidas em 24 horas, o que dá 61,4 mortes por hora ou mais de uma morte

Estudo aponta o risco associado da desintegração ecológica com a origem de mais doenças infecciosas, como a Covid-19, artigo de Sucena Shkrada Resk

    Surtos epidêmicos entre humanos, com início em doenças zoonóticas, se tornam mais prováveis A The Wildlife Conservation Society lançou um documento, neste mês de maio, que alerta sobre o perigo que ronda a humanidade com a possibilidade de mais surtos epidêmicos e pandemias derivados de contágios primários provenientes de animais selvagens – as chamadas doenças zoonóticas -, onde existe o desequilíbrio ecossistêmico, que podem resultar posteriormente na transmissão de vírus entre

Top