As commodities ambientais e a métrica do carbono, artigo de Amyra El Khalili

As commodities ambientais e a métrica do carbono Amyra El Khalili[1]* De acordo com o Ministério da Agricultura,  em 2013 o agronegócio brasileiro atingiu a cifra recorde de 99,9 bilhões de dólares em exportações. Soja, milho, cana ou carne ganham os mercados externos na forma de commodities: padronizadas, certificadas e atendendo a determinados critérios e valores regulados internacionalmente. No entanto, as monoculturas extensivas não deveriam ser a única alternativa de produção brasileira. A

Maior aumento da concentração de CO2 da história humana, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Se uma planta não consegue viver de acordo com sua natureza, ela morre, assim também o ser humano” Henry Thoreau (200 anos de seu nascimento)     [EcoDebate] Estudos indicam que o mundo conseguiu, pelo terceiro ano consecutivo, manter estáveis suas emissões de gases CO2. Os otimistas comemoram o desacoplamento relativo. Mas os números indicam que, se as emissões pararam de subir, elas continuam nos níveis mais elevados da história. Na realidade, a concentração

Carbono na COP22: um eficiente indexador para combustíveis fósseis, artigo de Amyra El Khalili

Se algum especulador me perguntasse qual a engenharia mais indicada para ganhar dinheiro com as mudanças climáticas, eu lhe responderia: “Compre commodities agropecuárias e venda créditos de carbono nas bolsas, ou faça uma negociação com minério e índice de C02 no mercado acionário. É a operação financeira que chamamos de “trava”. Se não der certo no curto prazo, arrole com swap!” Estou em terras tupiniquins, imaginando a participação dos lobistas e

A concentração de CO2 ultrapassou definitivamente as 400 ppm, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A concentração de gases de efeito estufa (GEE) ultrapassou o limiar de 400 partes por milhão e atingiu um perigoso ponto de não retorno. Nos 800 mil anos antes da revolução industrial a concentração de CO2 na atmosfera ficou abaixo de 280 partes por milhão (ppm). Ou seja, em cada um milhão de moléculas de ar no planeta, havia menos de 280 do principal gás de efeito estufa. As

Aquecimento global e Orçamento Carbono, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A utilização dos combustíveis fósseis gerou muita riqueza nos últimos 240 anos. O uso de carvão mineral (depois petróleo e gás) forneceu a energia necessária para implementar o modelo de produção de bens e serviços em larga escala, desde o início das operações da máquina a vapor, aperfeiçoada por James Watt, em 1776. A Revolução Industrial e Energética propiciou uma grande elevação no padrão de consumo e de vida

Podcast: ONU divulga relatório sobre aumento de gases na atmosfera

    A ONU divulgou um relatório indicando que os esforços internacionais não estão sendo suficientes para reverter tendências de emissões de gases do efeito estufa. Em 2016, o teor de gás carbônico na atmosfera ultrapassou 400 partes por milhão, o que é um marco porque mostra um aumento de mais de 100% em relação à era pré-industrial. Como consequência, o ciclo das águas será modificado e haverá um aumento do nível

Mercado de carbono dá licença aos mais ricos para poluir, afirmam ambientalistas

   Um dos temas centrais da 22ª edição da Conferência das Nações Unidas (ONU) sobre Mudanças Climáticas (COP22), que começou ontem (7) em Marrakesh (Marrocos), o mercado de carbono tornou-se pilar dos esforços internacionais para incentivar reduções de gases de CO². Um grupo de acadêmicos, ambientalistas e ativistas sociais vem questionando a supervalorização que lideranças mundiais dão à precificação do carbono como solução para os problemas do aquecimento global. No Brasil, representantes

O mundo está distante da meta de descarbonizar a economia, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Yes, and how many years can a mountain exist, Before it's washed to the seas (sea) Yes, and how many years can some people exist, Before they're allowed to be free? Yes, and how many times can a man turn his head, And pretend that he just doesn't see? The answer, my friend, is blowin' in the wind The answer is blowin' in the wind”. Bob Dylan     [EcoDebate] O Acordo de

Agropecuária é responsável por 69% das emissões de gases do efeito estufa no Brasil

    O setor agropecuário é responsável por 69% das emissões de gases do efeito estufa no Brasil, segundo balanço divulgado pelo Observatório do Clima - rede que reúne 40 organizações da sociedade civil. Estão incluídos nesse percentual os poluentes decorrentes do processo digestivo dos rebanhos, o uso de fertilizantes e o desmatamento para abertura de novas áreas para a atividade econômica. O setor de transportes é o segundo maior emissor de gases,

Emissões de gases estufa crescem 3,5% no Brasil; desmatamento foi o maior responsável

    As emissões brutas de gases do efeito estufa no Brasil cresceram 3,5% em 2015 em relação a 2014, segundo balanço divulgado ontem (26) pelo Observatório do Clima - rede que reúne 40 organizações da sociedade civil. De acordo com o Sistema de Estimativa de Emissão de Gases de Efeito Estufa (Seeg), o país emitiu 1,927 bilhão de tonelada de CO2 no ano passado, contra 1,861 bilhão de toneladas em 2014. O

Estudo da Organização Mundial de Meteorologia, OMM, revela recorde na emissão global de dióxido de carbono

  Organização Mundial de Meteorologia acredita que altos níveis devem continuar pelas próximas gerações; fenômeno El Niño como principal "culpado"; secas limitaram a capacidade da terrra absover CO2.     Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. Segundo a Organização Mundial de Meteorologia, OMM, no ano passado foi registrado um recorde de concentrações na atmosfera de gases que causam o efeito estufa. Pela primeira vez, as emissões de dióxido de carbono, CO2, ultrapassaram 400

Concentração de CO² na atmosfera atinge seu mais alto nível em milhões de anos, alerta ONU

  Citando os graves impactos que os recordes de emissões CO² causaram no mês de setembro, o Escritório da ONU para a Redução do Risco de Desastres (UNISDR) pediu que países aumentem o compromisso com a redução da emissão dos gases de efeito estufa. “É profundamente perturbador saber que os níveis globais das 400 partes por milhão (ppm) já tenham sido alcançados no mês de setembro pela primeira vez”, disse o diretor

Top