Terras indígenas emitem menos carbono que regiões sem proteção, revela estudo

    Estudo publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Science, para medir as emissões de carbono causadas pela degradação e pelo desmatamento – usando uma tecnologia inovadora que combina imagens de satélite com dados de campo –, sugere que as terras indígenas (TIs) e as áreas naturais protegidas (ANPs) na Amazônia são menos propensas à perda de carbono por degradação do que regiões desprotegidas. Isso ocorre porque a liberação de

Atuais emissões de gases de efeito estufa podem levar a um aquecimento global de 3 graus Celsius (3ºC)

    Alerta é de Thelma Krug, do Painel sobre Alterações Climáticas Por RTP* Lisboa As atuais emissões de gases de efeito estufa podem levar a um aquecimento global de 3 graus Celsius (3ºC), o dobro do que foi estabelecido em acordo, diz a especialista Thelma Krug. Para ela, o limite para o aquecimento é "quanto mais baixo melhor". Thelma é vice-presidente do Painel Intergovernamental sobre Alterações Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), organização científica

Concentração de CO2 na atmosfera bate recorde histórico em 2019, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Até 2100, 73,9% da população do mundo enfrentará ondas letais de calor, pelo menos 20 dias por ano” IPCC (2018)   [EcoDebate] Nos últimos 250 anos houve um progresso fantástico da humanidade, com redução da mortalidade infantil, aumento da esperança de vida, avanços significativos no nível de educação e melhoria nas condições de moradia e no padrão de consumo. Mas tudo isto teve um custo ambiental terrível. As externalidades econômicas se acumularam neste

Emissões de CO2, por área territorial, nos 3 países mais poluidores do mundo, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“A estabilidade e a resiliência do nosso planeta estão em perigo” Timothy Lenton (27/11/2019)   [EcoDebate] O mundo vive uma emergência planetária em decorrência do caos climático e das mudanças ambientais descontroladas. A temperatura da Terra já subiu mais de 1º C desde o início da Revolução Industrial e o ritmo do aquecimento global tem se acelerado, prenunciando um grande desastre ecossocial nas próximas décadas. O que provoca o aumento do aquecimento global é

COP25 termina com a sociedade global à deriva, artigo de André Ferretti

  [EcoDebate] Já faz quatro anos que 195 nações estão comprometidas a unir esforços para reduzir ou ao menos conter o avanço da temperatura média global. Passados 96 meses, na 25ª Conferência do Clima da ONU (COP25), em andamento em Madri, nos deparamos com uma realidade nada otimista. Todos os relatórios divulgados nas últimas semanas demonstram que não tivemos avanços em relação às metas do Acordo de Paris. Em muitos aspectos

Pirâmide global da riqueza, desigualdade social e as emissões de CO2, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “O crescimento econômico e populacional está entre os mais importantes fatores do aumento das emissões de CO2 em decorrência da combustão de combustíveis fósseis” Alerta dos cientistas mundiais sobre a emergência climática (05/11/2019)   "A mudança climática é potencialmente a maior ameaça à saúde do século 21" Organização Mundial da Saúde (03/12/2019)   [EcoDebate] Todos os anos, desde 2010, o banco Credit Suisse publica o Relatório Global da Riqueza que é a fonte mais ampla de

Gás natural e petróleo aumentam as emissões globais de CO2 em 2019

Prevê-se que as emissões globais de CO2 subam 0,6% em 2019 devido ao forte crescimento do uso de gás natural e óleo, apesar do declínio no consumo de carvão. O gás natural é o principal fator de emissão global desde 2012 Por Ana Mesquita O Global Carbon Project (GCP) publica sua análise anual das tendências do ciclo global do carbono, incluindo a primeira estimativa anual do aumento das emissões globais de

Emergência Climática: Concentrações de gases de efeito estufa na atmosfera atingem novo recorde em 2018

  Os níveis de gases de efeito estufa na atmosfera atingiram outro novo recorde, de acordo com a Organização Meteorológica Mundial. Essa tendência contínua de longo prazo significa que as gerações futuras serão confrontadas com impactos cada vez mais severos das mudanças climáticas, incluindo temperaturas crescentes, clima mais extremo, estresse hídrico, aumento do nível do mar e perturbações nos ecossistemas marinhos e terrestres. O  Boletim de Gases de Efeito Estufa da OMM  mostrou que as

Governos insistem em queimar combustíveis fósseis e podem inviabilizar metas do Acordo de Paris

Novo relatório aponta que os projetos de energia por carvão, petróleo e gás natural aprovados pelos governos para os próximos anos superam em 120% o limite necessário para viabilizar a meta de aquecimento do Acordo de Paris em 1,5oC até 2100 Por Bruno Toledo O mundo está no caminho de produzir muito mais carvão, petróleo e gás do que seria consistente com um aquecimento limitado a 1,5oC ou 2oC, o que cria

Descarbonizando o setor de energia: a energia renovável oferece mais benefícios para a saúde e o meio ambiente

  O fornecimento de eletricidade é um dos maiores emissores de CO2 do mundo. Para manter o aquecimento global bem abaixo de 2 ° C, vários caminhos levam a zero emissões no setor de energia, e cada um tem seus potenciais impactos ambientais - como poluição do ar e da água, uso da terra ou demanda de água. Potsdam Institute for Climate Impact Research (PIK)* Painéis de energia solar em campo. Foto: istockphoto Usando

Emergência Climática: Mudanças climáticas já afetam a saúde das novas gerações

  Doenças infecciosas, enchentes, incêndios florestais e escassez de alimentos pintam futuro sombrio para uma criança nascida hoje caso o ritmo de emissão de carbono continue nos níveis atuais Por Matheus Souza, Jornal da USP Ninguém mais duvida que as mudanças climáticas trazem consequências catastróficas para o meio ambiente. Agora, um estudo elaborado por 120 especialistas de diferentes países estima quais são os efeitos dessas mudanças para a saúde dos seres humanos, e

Cientistas alertam para a emergência climática e o crescimento populacional, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Ainda crescendo em torno de 80 milhões pessoas por ano, ou mais de 200.000 por dia, a população mundial precisa ser estabilizada e, idealmente, reduzida gradualmente” Alerta dos cientistas mundiais sobre a emergência climática (05/11/2019) [EcoDebate] Mais de 11 mil cientistas de todo o mundo, de maneira reiterada, alertam a humanidade sobre a ameaça de uma iminente catástrofe ambiental e declararam que o Planeta está enfrentando uma emergência climática. O manifesto diz

BRICS ultrapassam a OCDE em emissões de CO2, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“No ano de 2078 eu farei 75 anos. Se eu tiver filhos, talvez eles passem o dia comigo. Talvez eles me perguntem sobre vocês. Talvez me perguntem por que vocês não fizeram nada enquanto ainda havia tempo para agir” Greta Thunberg [EcoDebate] O mundo vive uma emergência climática devido ao aumento imemorial da temperatura do Planeta. A temperatura média da Terra, se nada for feito urgentemente, caminha rumo ao maior valor em

Estudo revela aumento nos impactos de carbono devido a perdas de florestas tropicais intactas entre 2000 e 2013

  Wildlife Conservation Society, Global Conservation Program* LEIA O ESTUDO:  https://advances.sciencemag.org/content/5/10/eaax2546 Novos números revelam um aumento impressionante nos impactos de carbono - 626% a mais do que se pensava anteriormente - devido a perdas de floresta tropical intacta entre 2000 e 2013 O valor é equivalente a aproximadamente dois anos de emissões globais de mudanças no uso da terra O aumento dramático nos números vem do fatoramento da contabilidade total de carbono

Entenda as emissões de gases de efeito estufa do Brasil em 2018

Brasil tem emissões estáveis em 2018 - Aumento foi de 0,3% em relação ao ano anterior, segundo novos dados do SEEG; queda no setor de energia, puxada por renováveis, compensou alta no desmatamento da Amazônia. Observatório do Clima As emissões brasileiras de gases de efeito estufa se mantiveram estáveis em 2018, segundo nova estimativa do SEEG, o Sistema de Emissões de Gases de Efeito Estufa do Observatório do Clima. No ano passado, o

Cientistas alertam para a urgência em declarar emergência climática

  O consenso científico sobre a ameaça da mudança climática está bem estabelecido, remontando a 40 anos da Primeira Conferência Mundial do Clima, realizada em Genebra em 1979. Nas décadas seguintes, participantes de assembleias semelhantes mencionaram a crescente ameaça de uma mudança climática e governos advertidos e outros órgãos de formulação de políticas para agir. American Institute of Biological Sciences* Escrevendo em BioScience , membros de uma coalizão mundial de cientistas argumentam que

Impacto da perda de florestas tropicais intactas é devastador para o clima

    University of Queensland* O estudo internacional revelou entre 2000 e 2013 que a derrubada de florestas tropicais intactas resultou na emissão de um nível muito maior de carbono na atmosfera do que se pensava - resultando em um aumento de 626% no impacto calculado sobre o clima. O cientista de conservação da UQ, Dr. Sean Maxwell, disse que essa diferença equivalia a dois anos de emissões globais de mudanças no uso da

Políticas existentes de precificação de carbono não garantem o cumprimento dos objetivos do Acordo de Paris

    Levantamento publicado pelo Banco Mundial aponta que apenas 20% das emissões no mundo são cobertas por uma política de precificação de carbono e menos de 5% desses atendem aos objetivos do Acordo de Paris Por Willians Ribeiro Cresce a utilização de instrumentos de precificação de carbono como maneira de lidar com o desafio de limitar as emissões de gases de efeito estufa (GEE). O objetivo dos instrumentos de precificação é incorporar na

Os países pobres e de renda média lideram a emissão global de CO2 no século XXI, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

[EcoDebate] O mundo vive uma emergência climática. A temperatura da Terra já subiu mais de 1º C desde o início da Revolução Industrial e o ritmo do aquecimento global tem se acelerado. Uma temperatura de 1,5º C acima do nível médio do século passado pode ser atingida na década de 2030 e a marca de 2º C (prevista como limite máximo do Acordo de Paris) pode ser atingida até meados

Não há futuro que valha a pena sem a natureza

    “Não há futuro que valha a pena sem a natureza”. Entrevista com Sandra Myrna Díaz IHU Um dos momentos favoritos de Sandra Myrna Díaz (Bell Ville, 1961), na Universidade de Córdoba (Argentina), onde trabalha no Instituto de Biologia Vegetal, ocorre quando questiona seus alunos, parecendo detetive, sobre a procedência de muitas folhas selecionadas para adivinhar suas características e estilo de vida. “Isso me apaixona. Gosto de ver como as plantas que evoluíram em lugares muito diferentes, isoladas umas das outras, acabam tendo síndromes

Top