Territórios indígenas funcionam como a barreira mais eficaz contra o desmatamento

  Territórios indígenas funcionam como a barreira mais eficaz contra o desmatamento Garantir direitos aos indígenas também protege a floresta IHU Na Amazônia, os territórios indígenas funcionam como a barreira mais eficaz contra o desmatamento, caso suas comunidades tenham seus direitos sobre os territórios garantidos. A reportagem é de Claudia Mazzeo, publicada por SciDev.Net e reproduzida por Rebelión, 01-09-2020. A tradução é do Cepat. Um estudo publicado em Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS,

COP25 termina com a sociedade global à deriva, artigo de André Ferretti

  [EcoDebate] Já faz quatro anos que 195 nações estão comprometidas a unir esforços para reduzir ou ao menos conter o avanço da temperatura média global. Passados 96 meses, na 25ª Conferência do Clima da ONU (COP25), em andamento em Madri, nos deparamos com uma realidade nada otimista. Todos os relatórios divulgados nas últimas semanas demonstram que não tivemos avanços em relação às metas do Acordo de Paris. Em muitos aspectos

Conturbada até o fim, COP25 falha em aumentar ambição

Encerrada na manhã de domingo (15 de dezembro), um dia e meio após o prazo, a COP25, a conferência do clima do Chile, em Madri, falhou em seu objetivo de trazer a urgência da crise climática para dentro da implementação do Acordo de Paris. Por Solange A. Barreira e Claudio Angelo, Observatório do Clima A COP latino-americana, que precisou ser transportada para a Europa após a recusa do Brasil e a convulsão

A distância entre negociadores e a sociedade civil na COP25 se torna evidente

  O senso de urgência é realmente mais palpável entre algumas empresas presentes na COP25 do que entre os negociadores. Por Aline Robert* | EURACTIV.fr     À medida que a sociedade civil busca mais ambição no combate às mudanças climáticas, o ritmo lento das negociações na cúpula da COP25 em Madri frustra ativistas. Com mais de 20.000 pessoas reunidas em Madri, a COP25 já é um sucesso em termos de mobilização e organização. Mas a comunidade

COP25: Favela e perifa na Conferência do Clima? Tá tendo! 

Pedro Borges do Alma Preta e Michel Silva do Fala Roça e Favela em Pauta tão cobrindo a Conferência do Clima [COP 25] na missão de estimular o olhar das juventudes de favelas e periferias pra crise climática. Eu já tô apaixonada pelo trampo deles lá e vou comentar aqui que problemática é essa e porque a participação deles na Conferência do Clima é histórica. Bora saber? O Instituto Clima e

COP25: Países como Brasil, China e Arábia Saudita ainda relutam em alterar o Acordo de Paris

  Por Aline Robert* | EURACTIV.fr Países como Brasil, China e Arábia Saudita estão criticando o Artigo 6 do Acordo Climático de Paris e seu mecanismo de compensação de carbono, embora não estejam atualmente pagando a “conta climática”. Os defensores do clima temem que essa postura possa enfraquecer todo o tratado. Na COP25 deste ano, em Madri, a UE continua obcecada com a questão dos mercados de carbono no Acordo Climático de Paris, porque

COP25: Número recorde de investidores pede mais ambição climática dos governos em Madri

Grupo reúne número recorde de investidores, com ativos com valor acima de US$ 37 trilhões, para pedir aos governos que abandonem o carvão, precifiquem o carbono, acabem com os subsídios aos combustíveis fósseis e fortaleçam as contribuições nacionalmente determinadas (NDC) para o Acordo de Paris. Uma declaração de 631 investidores internacionais, que administram mais de US$ 37 trilhões em ativos, pede aos governos que intensifiquem os esforços para enfrentar a crise

COP25: Tentativa de alinhar os planos climáticos globais falha

  Não há consenso sobre se as novas promessas climáticas devem durar cinco anos, dez anos ou uma mistura de ambos, enquanto os países se reúnem nas negociações da ONU em Madri Por Jocelyn Timperley e Chloé Farand* ** Os países não chegaram a acordo sobre o período que as futuras promessas climáticas devem cobrir nas negociações da ONU em Madri. As promessas do Acordo de Paris devem estar alinhadas para todos os países

COP25: Sem fortes salvaguardas, projetos destinados a combater as mudanças climáticas podem levar a violações dos direitos humanos

  Enquanto os países investem bilhões de dólares em projetos climáticos em todo o mundo, reivindicando crédito pelos cortes de carbono, o que acontece às comunidades em seu caminho? A história recente mostra que, sem fortes salvaguardas, projetos destinados a combater as mudanças climáticas podem levar a violações dos direitos humanos. No entanto, as proteções estão sendo enfraquecidas, e não fortalecidas, na COP25 em Madri. Por Karl Mathiesen e Chloé Farand* ** Deixar de implementar

Desafios da COP25 e a Greve do Clima 29 de novembro de 2019, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Vocês não estão fazendo o suficiente” Greta Thunberg "Não precisamos de oração, precisamos de ação" Paloma Costa     [EcoDebate] A Cúpula da Ação Climática da ONU, ocorrida em Nova York, entre os dias 21 e 23 de setembro de 2019, foi precedida pelas maiores manifestações populares contra a crise ambiental. Mais de 4 milhões de jovens (com participação de adultos e idosos) chamaram a atenção para a Emergência Climática e ocuparam as ruas

Cúpula do Clima: ‘Vocês estão falhando conosco’, diz ativista Greta Thunberg a líderes mundiais

  Cúpula do Clima: 'Vocês estão falhando conosco', diz ativista Greta Thunberg a líderes mundiais Falando no início da Cúpula de Ação Climática das Nações Unidas nesta segunda-feira (23), em Nova Iorque, a aclamada ativista Greta Thunberg, de 16 anos, não poupou críticas aos líderes mundiais, dizendo que eles não estão sendo capazes de ver a realidade como ela é no que se refere às mudanças do clima. Ela acrescentou, sem rodeios: “vocês

A ‘Amazônia sem Lei’ e a Greve Mundial pelo Clima, 20/9

  Prezadas e Prezados, Envio abaixo notícia sobre o Relatório do Human Rights Watch. Bolsonaro e seus cúmplices devem responder por crimes contra a humanidade e ecocídio nos tribunais nacionais (se ainda houver Justiça entre nós) e internacionais. É dever nosso divulgar esses fatos à sociedade e envidar esforços organizados para que a destruição cesse e para que esses crimes não fiquem impunes. O primeiro passo é marcar presença maciça no dia 20, em

Ministro do Meio Ambiente diz que há ‘consenso’ para Brasil permanecer no Acordo de Paris

  O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse ontem (14) que há um consenso no governo para que o Brasil permaneça no Acordo de Paris, que estabelece metas entre os signatários para redução da emissão de gases causadores do efeito estufa. Durante a campanha e depois de eleito, o presidente Jair Bolsonaro criticou por diversas vezes o acordo e sinalizou que o Brasil poderia abandoná-lo.     ABr Salles disse que, “por ora”, o Brasil

Encerrada a COP24, manga arregaçada e mão na massa, por André Ferretti e Juliana Baladelli Ribeiro

    O Brasil tem ocupado um papel de protagonismo e liderança técnica e diplomática desde que as Conferências da ONU foram criadas na Rio-92. Essa visibilidade nos maiores fóruns globais sobre desenvolvimento e sustentabilidade se dá muito por sermos considerados a maior potência mundial em biodiversidade e água potável, donos da maior área de floresta tropical úmida, um dos maiores produtores de alimentos do planeta e proprietários do maior programa de

COP24: Representantes de cerca de 200 nações concordaram em manter os compromissos do Acordo de Paris

  Programação adotada na COP24, em Katowice, inclui série de padrões para medir emissões de gases poluentes e que países desenvolvam políticas nacionais. ONU News Representantes de cerca de 200 nações concordaram este sábado em manter os compromissos do Acordo de Paris, adotando regras para implementar o pacto na Conferência do Clima, COP24, realizada em Katowice na Polônia. O Programa de Trabalho do Acordo de Paris, aprovado após duas semanas de negociações, prevê padrões para medir as

COP24 termina sem definir como o chamado mercado de carbono será regulado

  Regulamentação do mercado de carbono será decidida somente na COP 25; Próxima Conferência do Clima será no ano que vem no Chile ABr A 24ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 24) foi encerrada no sábado (15), depois de intensas negociações entre os delegados de mais de 190 países, sem definir como o chamado mercado de carbono será regulado. Realizada em Katowice, Polônia, desde o último dia 3, a COP 24

Bolsonaro diz que ‘pode sair fora’ do Acordo de Paris; Presidente eleito também critica Pacto Global de Migração

  O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) disse ontem (12) em pronunciamento pelas redes sociais que pretende propor, via Itamaraty, mudanças ao Acordo de Paris. "Se não mudar, sai fora. Porque temos de ficar? É um acordo possivelmente danoso para a nossa soberania", afirmou. "Muitos estão fora, não assinaram. Por que o Brasil tem de ficar, para ser politicamente correto?", questionou. Segundo ele, o Brasil pode não conseguir cumprir, até 2030, as exigências previstas no Acordo de Paris

COP24 – Sociobiodiversidade e populações tradicionais são destaques em programação do Espaço Brasil

Por Bruno Bianchin Martim Da Polônia KATOWICE - Números indicam que a coleta de produtos encontrados no interior da floresta amazônica, como castanha, açaí e babaçu, garantem a subsistência de mais de 2 milhões de pessoas no Brasil. Apenas em áreas protegidas, estas atividades extrativistas movimentam mais de R$ 1 bilhão por ano, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Esse foi um dos assuntos discutidos ontem (6), na COP24

Relatório da ONU mostra que cumprimento do Acordo de Paris pode salvar cerca de um milhão de vidas por ano até 2050

  Acordo de Paris - Benefícios para saúde ultrapassam em muito custos do combate à mudança climática ONU News Novo relatório da ONU mostra que cumprimento do Acordo de Paris pode salvar cerca de um milhão de vidas por ano até 2050; poluição do ar causa 7 milhões de mortes em todo o mundo, todos os anos, e custa cerca de US$ 5,11 trilhões. Apenas através de reduções na poluição do ar, cumprir o Acordo

Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP24) inicia sob pressão de medidas urgentes

  COP24 - Países devem apresentar plano para redução das emissões de carbono     ABr A cidade de Katowice, na Polônia, abriu ontem (2) a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP24). Sob o clima gelado do inverno polonês, a ONU começa as negociações com a expectativa de que os 196 países-membros possam fazer um plano de ação e mostrem como vão implementar o chamado Acordo de Paris, firmado em 2015 pelas nações

Top