Por que Angra dos Reis não deve se transformar em uma Cancún, artigo de Rita de Cássia Ariza da Cruz

  Por que Angra dos Reis não deve se transformar em uma Cancún [USP] Cancún, cidade localizada no estado de Quintana Roo, foi planejada pelo Estado mexicano, no final da década de 1960, para ser um balneário internacional, objetivo que, como todos sabem, foi alcançado. O que, todavia, muita gente desconhece, incluindo aqueles que fazem apologia ao “modelo Cancún”, é que, por trás de um destino turístico de sucesso, escondem-se profundas contradições

Áreas Protegidas: Por que, pra que e pra quem? Parte II, artigo de Ricardo Luiz da Silva Costa

    Por Ricardo Luiz da Silva Costa1 O sistema de Áreas Protegidas vigente no Brasil. Em rigor, no Brasil, diferente de outros países do mundo, a concepção de Área Protegida (AP) se confunde com o conceito de Unidade de Conservação (UC), muito embora existam outras tipologias de Áreas Protegidas (APs), além das Unidades de Conservação (UCs). Atualmente as UCs encontram-se sistematizadas por meio do já conhecido Sistema Nacional de Unidades de Conservação

Biodiversidade e meio rural, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Tanto a comunidade científica internacional quanto governos e entidades não-governamentais ambientalistas vêm alertando para a perda da diversidade biológica em todo o mundo. A degradação que está afetando o planeta encontra raízes na civilização humana contemporânea, agravada pelo crescimento explosivo da população e pela distribuição desigual da riqueza. A perda da diversidade biológica envolve aspectos sociais, econômicos, culturais e científicos. Em anos recentes, a intervenção humana em habitats que eram estáveis

Bolsonaro quer revogar decreto que criou a Estação Ecológica de Tamoios, no RJ

  O presidente Jair Bolsonaro disse ontem (28) que pretende transformar a Baía de Angra dos Reis, no litoral sul do estado do Rio de Janeiro, em uma "nova Cancún", e que, para isso, pretende revogar o decreto que criou a Estação Ecológica de Tamoios, que fica na região. Foi uma referência ao balneário mexicano conhecido internacionalmente pela beleza das praias e os grandes resorts e que atraem turistas do mundo

7 anos do Código Florestal: Apenas 4% dos imóveis rurais não cumprem a lei. Por que mudar?

  A quem interessa a MP 867 do Código Florestal? Estudo do Comitê Técnico do Observatório do Código Florestal (OCF) analisa o número de beneficiados com as alterações da Lei da Vegetação Nativa Brasileira (12.651/2012) previstas na MP 867/2018. A MP e suas emendas estão na pauta para a votação na Câmara dos Deputados a qualquer momento. Resumo do estudo A Medida Provisória (MP) 867/2018, que inicialmente alterava o prazo para adesão ao Programa

Manejo sustentável das florestas permite sua conservação, garantindo o combate às mudanças climáticas e à poluição do ar

  Manejo sustentável de florestas é ferramenta fundamental no combate às mudanças climáticas No manejo florestal tradicional, as árvores ainda são vistas principalmente como fonte de madeira. Todos os outros produtos derivados de terras arborizadas — como mel, cogumelos, líquen, pequenos frutos, plantas medicinais e aromáticas, bem como quaisquer outros produtos extraídos de florestas para uso humano — são considerados de importância secundária. No entanto, os recursos florestais não madeireiros trazem amplos benefícios

Araucaria Angustifolia: Botânica, Evolução e Dispersão da Espécie sob o Viés da História Ambiental Global, artigo de Gil Karlos Ferri

ARAUCARIA ANGUSTIFOLIA: BOTÂNICA, EVOLUÇÃO E DISPERSÃO DA ESPÉCIE SOB O VIÉS DA HISTÓRIA AMBIENTAL GLOBAL1 ARAUCARIA ANGUSTIFOLIA: BOTANY, EVOLUTION AND DISPERSION OF THE SPECIES UNDER THE VIES OF THE GLOBAL ENVIRONMENTAL HISTORY Gil Karlos Ferri2 Resumo Este artigo apresenta uma análise botânica, evolutiva e histórico-ambiental da espécie Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze, denominada popularmente de pinheiro. No bioma Mata Atlântica, a espécie araucária se destaca na fitofisionomia da Floresta Ombrófila Mista por seu valor econômico,

Áreas Protegidas: Por que, pra que e pra quem? artigo de Ricardo Luiz da Silva Costa

Áreas Protegidas: Por que, pra que e pra quem? Por Ricardo Luiz da Silva Costa1   [EcoDebate] Em princípio, o termo preconceito carrega em si um ideário negativo repleto de pessimismo; logo, os reflexos desse tipo de comportamento humano são os piores possíveis, tanto para o próprio homem quanto à vida em sociedade. Assim, muitos erros, várias injustiças e frequentes tragédias ocorrem diariamente por conta de pensamentos e comportamentos movidos por

Estudo indica que a caça compromete a capacidade de armazenamento de carbono das florestas

  A perda de animais, muitas vezes devido à caça ilegal ou não regulamentada, tem consequências para a capacidade de armazenamento de carbono das florestas, mas esta ligação é raramente mencionada nas discussões sobre políticas climáticas de alto nível, segundo um novo estudo da Universidade de Lund. Lund University Centre for Sustainability Studies*     Muitas espécies de animais selvagens desempenham um papel fundamental na dispersão das sementes de árvores tropicais, particularmente espécies de árvores

‘Peso seguro’ a 1m do anzol reduz a captura incidental de albatrozes sem afetar a produção pesqueira, aponta estudo

  Captura incidental de albatrozes - Pesquisa feita por técnicos do Projeto Albatroz analisou mais de 26 mil anzóis em pescarias de espinhel de pelágico no sul do Brasil Por Danielle Cameira O regime de peso é uma das três medidas mitigadoras mais eficientes para diminuir a captura incidental de aves marinhas nas pescarias de espinhel pelágico, ao lado do toriline e da largada noturna. Tal medida consiste na instalação de um peso

A sobrepesca e a falta de gestão pesqueira são os principais problemas da atividade pesqueira no país

  A sobrepesca e a falta de gestão pesqueira são os principais problemas da atividade pesqueira no país Essa é a conclusão do Guia de Consumo Responsável de Pescado, lançado ontem (2), pela seção brasileira do Fundo Mundial para a Natureza (WWF-Brasil). O estudo inédito foi produzido pela entidade em parceria com mais de 20 pesquisadores de todo o mundo.     A sobrepesca ocorre quando os estoques pesqueiros são explorados além da sua capacidade

Quando mais mulheres são formuladoras de políticas e tomadoras de decisão, o ambiente ganha

  Quando mais mulheres estão envolvidas nas decisões do grupo sobre o manejo da terra, o grupo conserva mais - particularmente quando lhes são oferecidos incentivos financeiros, de acordo com um novo estudo da University of Colorado Boulder, publicado esta semana na revista Nature Climate Change . Por Lisa Marshall*     O estudo, que envolveu 440 usuários florestais de três países em desenvolvimento , lança nova luz sobre o papel que as cotas de

Top