O agronegócio e o declínio dos insetos; análise de Luiz Marques (IFCH/Unicamp)

  Jornal da UNICAMP Texto: LUIZ MARQUES Fotos: REPRODUÇÃO | FRED DOLT | GREENPEACE Edição de imagem: LUIS PAULO SILVA Vinte anos atrás, um artigo da Science, intitulado “Human Domination of Earth’s Ecosystems”, assim concluía sua avaliação das consequências dos impactos antropogênicos sobre os ecossistemas [I]: “As consequências globais da atividade humana não são algo a ser enfrentado no futuro. Elas estão conosco agora. Todas essas mudanças estão em curso e em muitos casos, em aceleração.

Através de Infográfico, pesquisadores divulgam números alarmantes da biodiversidade brasileira

  Infográfico “Matemática: biodiversidade em números” pega carona no tema da SNCT para alertar a população SBPC Um a cada cinco tipos de plantas do planeta estão no Brasil, com seus seis biomas naturais. Destes, o maior, a Mata Atlântica, tem apenas 20% da sua vegetação original. Nestes ambientes, mais de 39% dos mamíferos (sendo 15% dos primatas) encontram-se ameaçados de extinção. Este quadro alarmante da biodiversidade brasileira é oportunamente apresentado no infográfico “Matemática:

Em Audiência Pública, debatedores defendem a manutenção da lista de espécies ameaçadas de extinção

  Audiência pública discutiu o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 427/16, que susta portaria do Ministério do Meio Ambiente. Para o autor da proposta, deputado Valdir Colatto, o assunto deveria ser tratado por lei Alex Ferreira/Câmara dos Deputados Ambientalistas e um procurador de Justiça defenderam na Câmara dos Deputados, na (21), a derrubada de uma proposta que suspende a lista de animais ameaçados de extinção e que devem ser protegidos. O deputado Marcelo Álvaro

Investigación publicada en la revista PNAS prevé una extinción masiva de plantas y animales

  La mitad de los animales que vivieron en la Tierra han desaparecido - Un nuevo estudio prevé una extinción masiva de animales vertebrados Trabajos previos habían anunciado la sexta extinción masiva de seres vivos en la que ya estamos inmersos. Ahora, una nueva investigación asegura que este fenómeno será más severo de lo esperado. Los científicos sostienen que la desaparición de un gran número de especies de plantas y animales alterarán

Dois mil botos são mortos na Amazônia ao ano para pesca da piracatinga

  Por Bianca Paiva, da Radioagência Nacional A pesca e a comercialização da piracatinga estão proibidas desde janeiro de 2015 como forma de conter a matança indiscriminada de botos na Amazônia. Apesar disso, cerca de dois mil animais ainda são mortos todos os anos. Isso demonstra que o boto ainda é utilizado como isca para a captura desse peixe, que pode ser encontrado nos supermercados com o nome de douradinha. Para ajudar fiscais ambientais

Humanos e chimpanzés: uma relação desigual, especista e ecocida, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“ Um homem que ama os bosques, caminha por eles durante a metade de cada dia, arrisca-se a ser visto como um vagabundo. Mas se dedica todo seu dia à especulação, destroçando esses bosques e deixando a terra pelada antes que haja chegado sua hora, é estimado como um cidadão industrioso e empreendedor”. (Henry Thoreau, 200 anos de seu nascimento)     [EcoDebate] Os seres humanos, os chimpanzés, os macacos, os micos e

Plantas brasileiras recém-descobertas já correm risco de extinção

  Plantas brasileiras recém-descobertas já correm risco de extinção. Entrevista especial com Renato Goldenberg     IHU Apesar de a biodiversidade brasileira ser conhecida no mundo todo como a mais rica e diversificada do planeta, ainda existem enormes dificuldades e desafios quando se trata de conhecer a flora de regiões como o Sul da Bahia, o Espírito Santo e a Amazônia, diz o engenheiro agrônomo e biólogo Renato Goldenberg à IHU On-Line, na entrevista a

Mico-leão-dourado reaparece no Rio após mais de um século

  Um mico-leão-dourado foi fotografado na Estação Biológica Fiocruz Mata Atlântica, campus avançado para pesquisas em biodiversidade e saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em Jacarepaguá. A espécie de primata exclusiva da Mata Atlântica brasileira - estampada na nota de R$ 20 - foi avistada juntamente com um grupo de saguis-de-tufo-branco pelos biólogos Iuri Veríssimo e Monique Medeiros, que trabalham na gestão ambiental e no levantamento da biodiversidade da Estação Biológica

Pescadores e órgãos ambientais se unem contra extinção na Costa dos Corais

  A necessidade de impedir a extinção de mais de 70 espécies presentes na Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais e de garantir a renda de pescadores artesanais dos 12 municípios que abrangem o bioma está unindo órgãos ambientais, pesquisadores e organizações dos profissionais da pesca de Pernambuco e Alagoas. O objetivo é desenvolver planos de recuperação que permitam, pelo menos em parte, criar maneiras para que o futuro

Maria-do-nordeste, ave nativa do Nordeste brasileiro, corre risco de extinção e precisa de ajuda

    Uma ave pequenina, amarela e parda, típica dos chamados ”brejos de altitude”, localizados no estado do Ceará, Pernambuco e Paraíba está em grande perigo. A maria-do-nordeste (Hemitriccus mirandae) praticamente desapareceu de seu habitat natural e os pesquisadores buscam agora descobrir seu paradeiro. Para isso, iniciaram o projeto de pesquisa intitulado “Por onde anda a maria-do-nordeste no estado do Ceará?”. O estudo, da Associação Caatinga, da Universidade Federal do Ceará e Universidade

A Terra perde dois terços dos animais selvagens em 50 anos, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Cada pôr-do-sol que vejo me inspira o desejo de partir para um oeste tão distante e belo quanto aquele onde o sol sumiu” Henry Thoreau (200 anos de seu nascimento)     [EcoDebate] O Antropoceno (Era da dominação humana sobre o Planeta) tem sido péssimo para a sobrevivência das espécies não humanas e para os ecossistemas. Quanto mais crescem as atividades antrópicas mais diminuem as áreas selvagens e a biodiversidade. O relatório Planeta Vivo

Plantas brasileiras recém-descobertas no Espírito Santo correm perigo de extinção

  Parte de sua área de ocorrência situa-se em áreas florestais desprotegidas do Espírito Santo   O Brasil é reconhecido pela riqueza de sua flora. São quase 50 mil espécies já identificadas e o número não para de crescer. Duas novas plantas da família Melastomataceae (a mesma das quaresmeiras e manacás-da-serra), foram descobertas recentemente no Espírito Santo: Bertolonia duasbocaensis e Bertolonia macrocalyx. Mesmo recém-descritas, ambas estão criticamente ameaçadas de extinção, se considerados os

Top