Perto de completar cinco anos, Código Florestal ainda não foi totalmente implementado

  ABr   Quase cinco anos depois de sua aprovação, o Código Florestal (Lei 12.651/2012) ainda não foi totalmente implementado. Organizações ambientais avaliam que, dos 14 pontos do novo código que elas consideram prioritários, apenas a inscrição de propriedades rurais no Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural (Sicar) tem funcionado de forma satisfatória e com providências de melhoramento em curso. A avaliação é do Observatório do Código Florestal e do Instituto de Pesquisa Ambiental

Agronegócio e conservação da natureza ditam o ritmo na Sapucaí, por André Ferretti, Carlos Hugo Rocha e Carlos Nobre

    Especialistas veem nas críticas a oportunidade de ampliar o debate sobre problemas do meio ambiente [EcoDebate] A agremiação carioca Imperatriz Leopoldinense trouxe para a Marquês de Sapucaí este ano o enredo “Xingu, o clamor que vem da floresta”, em que defende os índios e acusa produtores rurais pelas mazelas da região. A escola, que vai cantar: “Sangra o coração do meu Brasil, o belo monstro rouba as terras dos seus filhos,

Pesquisadores buscam reduzir os danos provocados ao meio ambiente pelos fertilizantes convencionais

  Por um mundo livre de agentes nocivos Por Danielle Kiffer, FAPERJ Fábio Olivares (2º a partir da dir.) e equipe testam novas formas de potencializar os efeitos positivos de bactérias associadas a fungos (Fotos: Divulgação/Uenf) As mudanças ambientais provocadas pela civilização moderna preocupam cientistas e podem colocar em risco a própria sobrevivência da espécie humana. Dentro desse quadro, a necessidade de mudanças no setor produtivo em direção a uma matriz sustentável se torna

Cultivo de hortaliças em várzeas amazônicas: uma técnica tradicional para evitar a água e a umidade, por Cristiaini Kano e Daniel Felipe de Oliveira Gentil

Cultivo de hortaliças em várzeas amazônicas: uma técnica tradicional para evitar a água e a umidade excessiva Cristiaini Kano1, Daniel Felipe de Oliveira Gentil2 1 Engenheira Agrônoma, pesquisadora da Embrapa Monitoramento por Satélite. Campinas/SP. E-mail: cristiaini.kano@embrapa.br 2 Engenheiro Agrônomo, Professor da Universidade Federal do Amazonas. Manaus/AM. E-mail: dfgentil@ufam.edu.br A Amazônia compreende a maior extensão de floresta tropical úmida do planeta, com área de 6.099.788 km², distribuída nos territórios do Brasil (58,8%), Peru (13%), Colômbia

Estudo indica que políticas de controle do desmate dependem da fatia do agronegócio no PIB

    IPAM Um estudo publicado na última edição da revista “Global Environmental Change” indica que a efetividade de políticas de controle do desmatamento é inversamente proporcional ao peso do agronegócio na economia de um país, pelo menos na América do Sul. Já eventos que envolvam a sociedade nessa discussão fortalecem estratégias de conservação. Essas são algumas das conclusões obtidas pelos autores, nesta que é a primeira comparação já feita sobre a eficácia desse

Reduzir unidades de conservação e desproteger 1 milhão de hectares não é bom para o agronegócio

    Por André Guimarães e Paulo Moutinho* Parlamentares do Amazonas e seus convivas que desejam reduzir unidades de conservação criadas no ano passado na Amazônia impõem um risco considerável a um setor da economia que tanto defendem: o agronegócio. Eles pleiteiam que mais de 1 milhão de hectares sejam “desprotegidos”, pois atrapalhariam interesses econômicos, e o fazem de forma temerosa. Antes, deveriam escutar a ciência. A preservação florestal tem um papel fundamental no equilíbrio

FAO pede apoio para adaptação de pequenos agricultores à mudança climática

  Para chefe da agência da ONU, falta de ação imediata compromete futuro da produção de alimentos; José Graziano da Silva alerta para ameaça à Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável.   Por Laura Gelbert Delgado, da ONU News em Nova Iorque. Em Dubai, durante a Cúpula Mundial de Governos, o chefe da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, fez um alerta. Para José Graziano da Silva, não agir imediatamente para tornar os

Agricultores familiares produzem mais de 70% dos alimentos, diz estudo

    IHU Pesquisadores da UFPB e da USP revisam dados do Censo Agropecuário 2006 e dizem que estimativa do IBGE subestimou papel dos pequenos. Os camponeses têm pouca terra, mas colocam bem mais que 70% dos alimentos na nossa mesa, defendem os autores do artigo “Quem produz comida para os brasileiros? 10 anos do Censo Agropecuário 2006” A reportagem é de Inês Castilho, publicada por De Olho nos Ruralistas, 05-02-2017. O Censo Agropecuário 2006 dizia que

História em quadrinhos ‘Horta & Liça’ explica importância da agricultura sustentável

  Embrapa     Com a proposta inicial de incentivar o consumo de hortaliças pelo público infantil, a cada nova edição o almanaque Horta & Liça apresenta para os pequenos leitores os caminhos da agricultura para produzir um alimento saudável. Com uma abordagem lúdica, os quadrinhos e passatempos aproximam as crianças do universo da ciência e explicam como a pesquisa agrícola contribui para a produção de alimentos com baixo impacto ambiental. Na sua quinta edição,

Importância do papel das populações tradicionais nas ações de conservação da agrobiodiversidade

    Do Jornal da Unicamp, nº 677 No Brasil, assim como no restante do mundo, os bancos de germoplasma, unidades que armazenam recursos genéticos de plantas, não constituem instrumentos de conservação da agrobiodiversidade se não estiverem associados a outras ações de preservação que levem em conta o papel das populações tradicionais e os seus sistemas de cultivo. A constatação faz parte da tese de doutorado da antropóloga Laura Rodrigues Santonieri, defendida em

Guia da Muvuca: Vamos plantar florestas!

  Do ISA Lançado pelo ISA, o Guia da Muvuca, também digital, pretende ajudar quem quiser semear florestas e campos, mostrando o passo a passo da muvuca, como é chamada a mistura de sementes de diferentes espécies para recuperação ambiental de áreas degradadas Está no ar a nova publicação do Instituto Socioambiental (ISA) para disseminar técnicas de reflorestamento. O Guia da Muvuca traz ilustrações e textos explicativos mostrando todas as etapas da

Estudo mostra a importância agroambiental da adequação de uso das terras

  Embrapa Foto: Lauro Pereira O estudo de adequação de uso das terras pode ser uma importante ferramenta para o planejamento e desenvolvimento rural de forma sustentável. Os resultados poderão oferecer base de análise para verificação do nível de atendimento à legislação ambiental, em maior ou menor escala, bem como as eventuais consequências e prejuízos decorrentes. Conforme Lauro Peireira e Marco Gomes, pesquisadores da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP), isso permite identificar não apenas

Top