Pesquisa indica que óleo de manjericão apresenta potencial para controlar lagartas

  Foto: iStock Óleo essencial do manjericão-de-folha-larga mostrou-se o mais eficaz entre os de nove plantas testados (foto ilustrativa) Óleo essencial do manjericão-de-folha-larga pode controlar pragas das lavouras. Aplicado sobre folhas de feijão, em experimentos da Embrapa, foi capaz de eliminar a Helicoverpa armigera e a Anticarsia gemmatalis, duas lagartas prejudiciais a diversas culturas.  Óleos de nove plantas foram testados e o do manjericão se mostrou o mais eficaz. Pesquisa é promissora

Compostagem: fazer do lixo orgânico um bom composto pode ser uma ótima atividade em família

  Há algum tempo em casa devido à quarentena em prevenção à Covid-19, as famílias paulistas tem preparado refeições juntos com maior frequência durante o dia. Mais elaboradas, elas acabam por produzir maior quantidade de resíduos decorrente de cascas, folhas, alguns bagaços, enfim, todo um lixo orgânico que pode e deve ser aproveitado, pois é muito rico em nutrientes para as plantas. Os técnicos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado

Dicas para produzir frutas em apartamentos

Em tempos de distanciamento social, como estratégia para conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19), é preciso ter criatividade para ocupar a cabeça dos adultos e crianças. Que tal aproveitar o tempo mais livre do final de semana para cultivar dentro de casa - e até mesmo em apartamentos - algumas fruteiras, que lembram a infância no interior? Acerola, amora, goiaba, pitanga e jabuticaba podem ser cultivadas em vasos, no

Técnicas de agricultura sustentável ajudam na conservação do solo. Especialistas apontam algumas

Dados da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) indicam que um terço dos solos do mundo está degradado. Isso significa que perderam, em algum grau de intensidade, sua capacidade de gerar serviços ecossistêmicos, como regulação hidrológica, sequestro de carbono ou retenção de nutrientes para a produção de alimentos. Para evitar que esse quadro se intensifique, a agricultura tem um papel fundamental. Por meio de técnicas sustentáveis de

Estudo revela viabilidade da expansão da soja em 18,5 milhões de hectares já desmatados no Cerrado

·         Número é mais do que o dobro dos 7,3 milhões de hectares necessários para garantir a demanda crescente por ,pelo menos, dez anos; ·         Instrumentos financeiros podem auxiliar no desenvolvimento de uma nova economia para a soja, atendendo à demanda do mercado por produtos mais sustentáveis Por Maria Paula Angelelli A organização ambiental The Nature Conservancy (TNC) mostra, em estudo, que é possível garantir o aumento de produção de soja no

Agricultura urbana poderia cultivar frutas e vegetais para 15% da população

  O cultivo de frutas e legumes em apenas 10% dos jardins de uma cidade e em outros espaços verdes urbanos poderia fornecer alimentação a 15% da população local, de acordo com uma nova pesquisa. University of Sheffield* Em um estudo publicado na Nature Food , acadêmicos do Instituto de Alimentos Sustentáveis ​​da Universidade de Sheffield investigaram o potencial da horticultura urbana através do mapeamento de espaços verdes e cinzentos da cidade. Eles descobriram que os espaços verdes,

Fazendas podem neutralizar todas as suas emissões de GEE destinando 15% de sua área a ILPF

Experimento demonstra o elevado potencial de compensação de carbono da integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) O sistema de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) implantado em apenas 15% da área de produção já é o suficiente para compensar todas as emissões de gases de efeito estufa (GEEs) gerados pelos animais e pela pastagem, deixando um saldo positivo de carbono na fazenda. Esse resultado foi registrado em pesquisas conduzidas pela Embrapa Cerrados (DF), e comprovou que a

Pesquisa no Vale do Ribeira, SP, avalia o impacto de políticas públicas na agricultura familiar

    As percepções dos agricultores familiares e técnicos da Região do Vale do Ribeira, SP, sobre o mercado institucional, foi o tema do artigo de Tiago Tomaz Gomes, estudante de mestrado da UFSCar e Lucimar de Abreu, pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP), publicado na Revista Extensão Rural, de out./dez. de 2019[ https://periodicos.ufsm.br/extensaorural/article/view/30773 ]. Conforme os autores, a agricultura familiar é um segmento social e econômico de importância estratégica para o

Emergência Climática: Mudança climática afeta a saúde dos solos agrícolas

  Pesquisadores das universidades de Kassel e Bonn mostram que os patógenos do solo se espalham após o estresse causado pelo calor e pela seca Universität Bonn* As mudanças climáticas estão afetando a saúde dos solos agrícolas. O aumento do calor e da seca facilitam a vida do fungo patogênico Pythium ultimum. Como uma equipe internacional de pesquisadores liderada pelas Universidades de Kassel e Bonn demonstrou, o fungo causa quase uma total perda

Parecer da Advocacia-Geral da União (AGU) permite produção agropecuária na Mata Atlântica

  O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou ontem (19), durante transmissão ao vivo na internet, que a Advocacia-Geral da União (AGU) emitiu parecer para dar segurança jurídica a produtores rurais que desenvolvem atividades no bioma Mata Atlântica. Segundo a AGU, "o parecer destaca que o Código Florestal (Lei nº 12.651/2012) admite a produção agropecuária na Mata Atlântica, uma vez que os artigos 61-A e 61-B da norma preveem a continuidade

Diversidade e produtividade das plantas não se recuperam significativamente após uso agrícola

  Décadas após o abandono das terras agrícolas, a diversidade de plantas e a produtividade lutam para se recuperar. Isso foi demonstrado por uma nova pesquisa, publicada na revista Nature Ecology & Evolution . Pesquisadores do Centro Alemão de Pesquisa Integrativa em Biodiversidade (iDiv), do Centro Helmholtz de Pesquisa Ambiental (UFZ) e da Universidade de Minnesota examinaram a diversidade e a produtividade das plantas em campos que foram arados e abandonados para

Emergência Climática – Mudanças climáticas ameaçam os ‘celeiros’ globais

Condições climáticas extremas podem levar a um risco aumentado de colheitas agrícolas extraordinariamente baixas se mais de um celeiro global for afetada por condições climáticas adversas ao mesmo tempo. As conclusões de um novo estudo do IIASA mostram que esses 'celeiros' globais, as áreas geográficas responsáveis pelo cultivo de grande parte dos alimentos do mundo, correm o risco de não produzir trigo, milho e soja em quantidade suficiente, devido a temperaturas

Top