Orçamento 2017 prova: teto dos gastos achata despesas sociais e beneficia sistema financeiro

  Inesc Os efeitos da Emenda Constitucional 95 (ex PEC 55/241), aprovada em dezembro do ano passado, já são visíveis e negativos. E mais cortes virão, com a meta de superávit primário.     http://www.inesc.org.br/noticias/noticias-do-inesc/2017/marco/orcamento-2017-prova-teto-dos-gastos-achata-despesas-sociais-e-beneficia-sistema-financeiro Aprovada em dezembro de 2016, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 55/241 - agora Emenda Constitucional no 95 (EC 95) - já revela sua essência: limitar despesas com políticas públicas e programas sociais para liberar recursos para pagamentos de juros, priorizando

Procuradoria da Fazenda diz que apenas 42% da dívida previdenciária (R$ 452 bilhões) é recuperável

  De todo o estoque de dívida previdenciária e fiscal cobrada pelo governo, cerca de 70%, ou R$ 1 trilhão, é devido por menos de 1% dos devedores, ou cerca de 12 mil pessoas físicas e empresas Antonio Augusto / Câmara dos Deputados A Comissão Especial da Reforma da Previdência discutiu o fortalecimento da arrecadação para a Seguridade Social, a imunidade das entidades beneficentes de assistência social, as desonerações da folha de salário,

A inevitável Reforma da Previdência, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  [EcoDebate] A reforma da previdência é absolutamente inevitável. Ela vai acontecer, de uma forma ou de outra, pelo simples fato de que não há como manter regras fixas, quando a economia e a demografia estão mudando de forma acelerada. Tudo na vida e na sociedade é impermanente. Não existe mágica capaz de eliminar a matemática. Não há como fazer mágica para apagar a diferença entre receitas e despesas. Resta saber:

Será que os Empreendedores, as Pessoas e o Governo Realmente se Beneficiam do Crescimento Econômico? por Ranulfo Paiva Sobrinho e Junior Garcia

  Será que os Empreendedores, as Pessoas e o Governo Realmente se Beneficiam do Crescimento Econômico? Ranulfo Paiva Sobrinho Junior Garcia [EcoDebate] Se você fizer essa pergunta para algum político ou economista, provavelmente as respostas sejam as seguintes: “Sim. Todos se beneficiam do crescimento econômico”. “A população se beneficia por ter mais empregos e aumento de sua renda. Os empreendedores se beneficiam porque vendem e lucram mais”. “Além dos empreendedores e a população, os governos também se

Equiparação de salários entre mulheres e homens injetaria R$ 461 bi na economia brasileira

    ABr Pesquisa feita pelo Instituto Locomotiva em todo o país revela que se os salários das mulheres fossem equiparados aos dos homens, isso representaria uma injeção de R$ 461 bilhões na economia brasileira. Essa equiparação envolveria a ampliação dos salários das mulheres, sem que os dos homens fossem diminuídos, destacou ontem (7), em entrevista à Agência Brasil, o presidente do instituto, Renato Meirelles. A sondagem confirma que a disparidade salarial entre gêneros

Centros de atendimento fechados e rede sem estrutura prejudicam atendimento à mulher no Rio

    Por Tâmara Freire, da Radioagência Nacional http://audios.ebc.com.br/72/72548237bd9600248c5bb414037b647f.mp3   Nem sempre basta ligar para o Disque Mulher, chamar a polícia ou ir até uma delegacia. A violência doméstica deixa marcas físicas, psicológicas, patrimoniais e as vítimas precisam de assistência integrada para superar os traumas e quebrar o ciclo de agressões. Para isso, existem os centros integrados de atendimento à mulher. Mas, só nos últimos meses, três deles foram fechados no estado do Rio de Janeiro:

Estudo concluiu que os resultados dos cotistas e dos financiados pelo Fies equivalem aos dos colegas

  Políticas de inclusão formam estudantes tão capacitados quanto seus colegas Por José Tadeu Arantes | Agência FAPESP   A qualificação dos formandos que ingressaram no ensino superior por meio de ações de inclusão (cotas raciais e sociais, Prouni ou Fies) equivale ou até mesmo supera a de seus colegas. Esta foi a conclusão de um estudo que comparou o desempenho de mais de 1 milhão de alunos no Exame Nacional de Desempenho de

Famílias removidas pelo Parque Olímpico lutam na justiça por compensação mais justa

  Famílias expulsas para dar lugar ao complexo, hoje abandonado, foram à Justiça por reparação; dados obtidos pela Lei de Acesso à Informação comprovam tratamento desigual dado pelo governo Eduardo Paes Por Mariah Queiroz, da Agência Pública A notícia de que as arenas do Parque Olímpico estão abandonadas não trouxe alento para ex-moradores da Vila Autódromo como Luciana Souza da Silva. Afinal, na região em que antes moravam mais de 500 famílias num

Um Cavalo de Troia para Pontal do Paraná, por Dailey Fischer, Junior Ruiz Garcia e Clóvis Ricardo Schrappe Borges

    Um Cavalo de Troia para Pontal do Paraná1 No dia 23 de janeiro de 2017 foi realizada audiência pública em Pontal do Paraná para discutir a instalação da Faixa de Infraestrutura, que inclui, nesta fase, obras no canal de drenagem e a construção de uma nova estrada no interior do continente, ao custo total de R$ 369 milhões, incluindo as desapropriações. O objetivo apresentado pelo Governo do Paraná, responsável pela

Estudo mostra que, em 2015, apenas 42% dos esgotos eram tratados

  ABr Levantamento divulgado ontem (20) pelo Instituto Trata Brasil, em parceria com a consultoria GO Associados, revela que 50,3% dos brasileiros tinham acesso à coleta dos esgotos em 2015, porém somente 42% dos esgotos eram tratados. Cerca de 34 milhões de brasileiros não tinham acesso a água tratada naquele ano. O estudo mostra que, apesar dos investimentos feitos nos últimos cinco anos, o país avançou pouco em saneamento básico, inclusive nas capitais. Elaborado

Devedores da Previdência Social devem quase três vezes o déficit do setor

    Os devedores da Previdência Social acumulam uma dívida de R$ 426,07 bilhões, quase três vezes o atual déficit do setor, que foi cerca de R$ 149,7 bilhões em 2016. Na lista, com mais de 500 nomes, aparecem empresas públicas, privadas, fundações, governos estaduais e prefeituras que devem ao Regime Geral da Previdência Social, segundo levantamento da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, responsável por fazer a cobrança dessas dívidas. De acordo com o

Na Câmara, debatedores divergem sobre os números que embasam a reforma da Previdência

  Leonardo Prado/Câmara dos Deputados Novamente a questão dos números tomou conta de parte do debate na Comissão Especial da Reforma da Previdência nesta quinta-feira (16). Desta vez, os deputados discutiram o regime de previdência dos servidores públicos. No caso do regime dos servidores civis da União, a argumentação dos representantes dos servidores é a de que o problema já teria sido equacionado para o futuro com as últimas reformas feitas. Desde 2013,

Top