Terras indígenas funcionam como salvaguarda ao desmatamento

  Terras indígenas funcionam como salvaguarda ao desmatamento Fatos sobre o papel das terras indígenas na proteção das florestas 1. As terras indígenas ocupam 13,9% do território brasileiro e contêm 109,7 milhões de hectares de vegetação nativa, que correspondem a 19,5% da vegetação nativa no Brasil em 2020.   2. A perda geral de vegetação nativa no Brasil nos últimos 30 anos foi de 69 milhões de hectares. Dentre as categorias fundiárias, as TIs estão

Um terço das áreas em regeneração da Mata Atlântica são desmatadas novamente

  Um terço das áreas em regeneração da Mata Atlântica são desmatadas novamente Mata Atlântica - um terço das áreas em regeneração do bioma são cortadas novamente, sendo que a maioria desses cortes ocorre apenas entre o quarto e o oitavo ano de crescimento. Cortes ocorrem nos estágios iniciais da regeneração, mostra pesquisa, que associou dados dos últimos 34 anos a características ambientais e socioeconômicas das áreas ocupadas pelo bioma Por Bianca Camatta /

94% das terras indígenas da Amazônia sofreram pressões externas entre 2016 e 2020

  94% das terras indígenas da Amazônia sofreram pressões externas entre 2016 e 2020 Desmatamento, degradação florestal, garimpos, focos de calor ou a existência e construção de estradas são alguns dos fatores que pressionaram essas regiões A análise, que considerou fatores como degradação florestal, garimpos, focos de calor e existência de estradas, mostra que 26 territórios indígenas (7% da Amazônia) apresentaram taxas de desmatamento maiores que a média regional Dos 115 milhões de hectares

Como os apoiadores de Bolsonaro desprezam dados de satélite

  Como os apoiadores de Bolsonaro desprezam dados de satélite Os dados de satélite têm desempenhado um papel importante nos esforços para monitorar a taxa de desmatamento na Bacia Amazônica por décadas. Mas a forma como esses dados são usados mudou sob o governo do presidente Jair Bolsonaro. Seus defensores estão questionando a validade das descobertas científicas como meio de propagar uma visão de mundo que coloca os lucros em primeiro lugar. Institute for

Incêndios florestais causaram um terço da perda global de florestas entre 2001 e 2019

  Incêndios florestais causaram um terço da perda global de florestas entre 2001 e 2019 A área de perda florestal relacionada a incêndios está aumentando globalmente, particularmente nas florestas tropicais primárias da África e da América Latina Frontiers in Remote Sensing* Pesquisadores produziram o primeiro mapa global com resolução de 30 m (30 metros de pixel) da perda florestal induzida pelo fogo. O estudo mostra que um terço da perda global de florestas entre

Análise mostra quem está destruindo as unidades de conservação da Amazônia

    Análise mostra quem está destruindo as unidades de conservação da Amazônia Levantamento inédito lista políticos regionais, empresas e desmatadores. Em 13 anos, foram mais de 9 mil multas que totalizam mais de R$ 3 bilhões Por Ciro Barros, Rafael Oliveira, Agência Pública A rodovia BR-163 corta o Brasil do Sul ao Norte, começando na gaúcha Tenente Portela e indo até Santarém, no Pará, com um trecho complementar chegando a Oriximiná, no mesmo

Desmatamento na Amazônia – Deter/INPE registra o pior fevereiro da série histórica

  Desmatamento na Amazônia - Deter/INPE registra o pior fevereiro da série histórica Dados do sistema Deter, do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe), divulgados hoje, reafirmam que o desmatamento na maior floresta tropical do planeta segue fora de controle. Entre os dias 1º e 28 de fevereiro, os alertas apontam para um total de 199 km² desmatados. Isso representa um aumento de 62% em relação ao mesmo mês de 2021. É a maior

Desmatamento reduz a diversidade de peixes em riachos na Amazônia

Espécies mais sensíveis à mudança no hábitat estão aos poucos sendo substituídas por outras mais resistentes, indica estudo da Unesp. Fenômeno acarreta a perda das funções ecológicas desempenhadas pelos animais que desaparecem (peixe da espécie Denticetopsis epa, ou bagrinho; foto: Gabriel L. Brejão) Desmatamento reduz a diversidade de peixes em riachos na Amazônia André Julião | Agência FAPESP A substituição de floresta por pastagens e lavouras está afetando diretamente os peixes da Amazônia.

Floresta amazônica já perde capacidade de recuperação

  Floresta amazônica já perde capacidade de recuperação Para cerca de três quartos da floresta, a capacidade de se recuperar de perturbações vem diminuindo desde o início dos anos 2000 A floresta amazônica provavelmente está perdendo resiliência, sugere a análise de dados de imagens de satélite de alta resolução. Isso se deve ao estresse de uma combinação de extração de madeira e queimadas – a influência da mudança climática causada pelo homem não

O Brasil cumprirá as exigências ambientais para entrar na OCDE?

  O Brasil cumprirá as exigências ambientais para entrar na OCDE? artigo de Douglas de Castro Enquanto a floresta desaparece, sonhamos com a OCDE No dia 31 de janeiro de 2022, o Brasil recebeu a carta-convite para iniciar o processo de entrada como membro na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A notícia do recebimento deixou o mercado eufórico e os políticos em Brasília sonhando em como capitalizar em ano de eleição. Para

Relatório aponta que mineradoras e investidores internacionais são cúmplices da destruição da Amazônia

  Árvore isolada em queimada na Amazônia. Foto tirada em setembro de 2019 em sobrevoo no Sul do Pará. Queimadas, desmatamento, Amazônia. Foto: Araquém Alcântara/WWF-Brasil Relatório aponta que mineradoras e investidores internacionais são cúmplices da destruição da Amazônia Mineradoras Belo Sun e Potássio do Brasil, operadas pelo banco canadense Forbes & Manhattan, são citadas em novo relatório da Apib e Amazon Watch Por Caio de Freitas Paes, Thiago Domenici, Agência Pública A quarta edição do

Fragmentação florestal na Amazônia aumenta os efeitos negativos do aquecimento nas árvores

  Fragmentação florestal na Amazônia aumenta os efeitos negativos do aquecimento nas árvores As árvores altas da Amazônia Central são impactadas por períodos de altas temperaturas máximas e depois perdem suas folhas e galhos. Com o aumento do desmatamento, as florestas remanescentes menores e fragmentadas têm temperaturas mais altas, o que, por sua vez, exacerba os efeitos negativos do aquecimento nas árvores altas. University of Helsinki* Um novo estudo publicado na Nature Communications liderado

Pouco mais de 1% dos alertas de desmatamento foi alvo de ações do Ibama desde 2019

  Pouco mais de 1% dos alertas de desmatamento foi alvo de ações do Ibama desde 2019   Pouco mais de 1% dos alertas de desmatamento foi alvo de ações do Ibama desde 2019, mostra estudo; cientistas indicam cinco fatores-chave para o combater e mitigar a crise climática global IPAM Dos 115.688 alertas de desmatamento na Amazônia publicados no MapBiomas Alerta entre 2019 e 2020, apenas 1,3% resultou em autos de infração ou em embargos

Desmatamento na Amazônia cresce mais de 418% em relação à janeiro de 2021

  Desmatamento na Amazônia cresce mais de 418% em relação à janeiro de 2021 Dados do sistema DETER, do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) reafirmam que o desmatamento na maior floresta tropical do planeta está fora de controle. Entre os dias 1 e 31 de janeiro, os alertas apontam para um total de 430 km² desmatados. Isso representa um aumento de mais de 418% em relação à janeiro de 2021, ainda que este

Amazônia – Área de influência da BR-319 tem recordes de desmatamento e focos de calor em 2021

  Amazônia - Área de influência da BR-319 tem recordes de desmatamento e focos de calor em 2021 O ano de 2021 foi um dos mais difíceis para a Amazônia, pois a devastação do bioma, em diversos sentidos, avançou a passos largos. Seguindo esta tendência, a área de influência da BR-319 registrou recordes de desmatamento e focos de calor. As informações fazem parte do relatório “Retrospectiva 2021: desmatamento e focos de calor na

Desmatamento na Amazônia alcançou um alarmante patamar nos últimos três anos

  Desmatamento na Amazônia alcançou um alarmante patamar nos últimos três anos Desmatamento na Amazônia cresceu 56,6% sob governo Bolsonaro - Novo estudo do IPAM mostra que terras públicas foram até 85% mais devastadas e terras indígenas tiveram aumento proporcional de 153%; pesquisadoras alertam para risco de avanço da derrubada com as eleições deste ano e recomendam medidas de mitigação. Por Bibiana Garrido, IPAM A derrubada de florestas na Amazônia alcançou um novo e

Grandes empresas não agem contra o desmatamento, denuncia estudo

  Grandes empresas não agem contra o desmatamento, denuncia estudo Grandes empresas e instituições financeiras com maior potencial para combater o desmatamento global atuam sem levar em conta as metas globais de proteção das florestas. Essa é a conclusão de um estudo publicado pela ONG Global Canopy. A organização não governamental revisou os dados de 350 empresas acusadas de serem as maiores responsáveis pelo desmatamento, direta ou indiretamente. Além disso, as atividades de

Desmatamento no Cerrado ameaça a segurança hídrica

Desmatamento no Cerrado ameaça a segurança hídrica Regiões hidrográficas abrigam grande parte da vegetação nativa do bioma Cerrado; mais devastadas, bacias localizadas no Matopiba chegaram a perder metade da cobertura original. Por Bibiana Garrido O desmatamento no Cerrado em 2021 se concentrou em duas das principais regiões hidrográficas do país, a do Tocantins-Araguaia e a do São Francisco. Juntas, perderam 56,8%, ou 4.840,86 km², do total de 8.523,44 km² derrubados no bioma entre

Em 36 meses, governo promoveu retrocessos de 30 anos na agenda socioambiental

  Em 36 meses, governo promoveu retrocessos de 30 anos na agenda socioambiental Em três anos de mandato, Bolsonaro avançou significativamente com sua política de desprezo ao meio ambiente. Ao longo deste período, o atual governo foi na contramão de qualquer medida de proteção ambiental e colecionou marcos negativos na agenda climática: bateu recordes de desmatamento na Amazônia, enfraqueceu órgãos ambientais, paralisou a fiscalização ambiental, liberou agrotóxicos e incentivou a exploração ilegal

Amazônia segue sendo desmatada em ritmo acelerado

  Amazônia segue sendo desmatada em ritmo acelerado Números do Deter-B apontam 8.219 km2 de alertas de desmatamento na Amazônia Dados do sistema Deter-B, do Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE), divulgados nesta sexta-feira (07), mostram que de janeiro a dezembro de 2021 foram registrados 8.219 km² de alertas de desmatamento na Amazônia. É o terceiro ano seguido em que os alertas superam os 8.000 km2, o que não havia ocorrido em nenhum ano

Top