Sul do Amazonas é a nova fronteira do desmatamento

  Sul do Amazonas é a nova fronteira do desmatamento Sul do Amazonas - Imagens captadas na semana passada entre Porto Velho (RO) e Lábrea (AM) mostram uma das regiões mais conservadas da floresta amazônica em franca devastação. Por cinco dias, entre 13 a 17 de setembro, a Aliança Amazônia em Chamas comprovou o alerta e o temor de muitos pesquisadores: o sul do Amazonas, o maior e mais conservado estado em meio

Pampa é o bioma brasileiro que mais perde vegetação natural

  Pampa é o bioma brasileiro que mais perde vegetação natural O Pampa foi o bioma que mais perdeu vegetação nativa nos últimos 36 anos proporcionalmente em relação ao total de sua área, segundo os mais recentes dados do MapBiomas obtidos a partir da análise de imagens de satélite entre 1985 e 2020. O decréscimo de 21,4% registrado entre 1985 e 2020 coloca o segundo menor bioma brasileiro à frente do Cerrado (-19,8%),

Sobrevoos na Amazônia desmentem discurso de Bolsonaro na ONU

  Sobrevoos na Amazônia desmentem discurso de Bolsonaro na ONU A despeito do discurso do presidente Bolsonaro na 76ª Assembleia-Geral das Nações Unidas, a Amazônia continua encoberta pela fumaça e marcada pela devastação criminosa e sem controle. Foi o que comprovaram sobrevoos realizados na semana passada pela Aliança Amazônia em Chamas, formada pelas organizações Amazon Watch, Greenpeace Brasil e Observatório do Clima. A expedição ocorreu entre os dias 14 e 17 de setembro,

Bacias hidrográficas da Mata Atlântica têm cobertura florestal ao redor de apenas 20%

  Bacias hidrográficas da Mata Atlântica têm cobertura florestal ao redor de apenas 20% Mata Atlântica: o desafio de ZERAR o desmatamento para permitir a recuperação do Bioma onde vivem mais de 70% da população brasileira Um quarto da cobertura florestal da Mata Atlântica está preservado. O dado, inédito, foi obtido pelo MapBiomas a partir do mapeamento de imagens de satélite entre 1985 e 2020 segundo os contornos determinados pela Lei n° 11.428

Fragmentação das florestas tropicais aumenta as emissões de carbono

  Fragmentação das florestas tropicais aumenta as emissões de carbono Por causa do aumento da mortalidade das árvores, grandes quantidades de carbono são liberadas nas bordas da floresta O desmatamento das florestas tropicais está progredindo sem parar. Segundo cientistas do Centro Helmholtz de Pesquisas Ambientais (UFZ), essas florestas estão se fragmentando em um ritmo maior do que o esperado. Ao analisar dados de satélite de alta resolução, eles foram capazes de medir até

Cerrado perdeu quase 6 milhões de hectares de vegetação nativa entre 2010 e 2020

  Cerrado perdeu quase 6 milhões de hectares de vegetação nativa entre 2010 e 2020 Cerrado perdeu quase 6 milhões de hectares de vegetação nativa entre 2010 e 2020: dos 13 estados ocupados pelo Cerrado, 11 tiveram perda de vegetação nativa no período, e quase toda essa área (98,8%) foi destinada à atividade agropecuária   Os dados são da nova coleção da iniciativa MapBiomas, que cobre o período de 1985 a 2020, e foram

Estudo mostra impactos do desmatamento e queimadas na biodiversidade da Amazônia

  Estudo mostra impactos do desmatamento e queimadas na biodiversidade da Amazônia À medida que os incêndios invadem o coração da bacia amazônica, onde a biodiversidade é maior, seus impactos terão efeitos mais terríveis A combinação de um extenso mapeamento de espécies com registros de sensoriamento remoto de desmatamento e fogo revela que a biodiversidade da Amazônia é extraordinariamente vulnerável a mudanças no manejo florestal e na aplicação de políticas. Por Daniel Stolte*, University

Queimadas na Amazônia intensificam

  Queimadas na Amazônia intensificam A alta dos focos de calor registrada confirma o 3° pior mês de agosto dos últimos 11 anos e comprova que a prioridade do governo atual nunca foi proteger o meio ambiente Dados divulgados hoje pelo sistema de monitoramento do INPE mostram que, neste mês de agosto, o fogo na Amazônia registrou o número alarmante de 28.060 focos de calor. É o terceiro maior índice para o mês

Desmatamento e queimadas na Amazônia ameaçam a saúde pública

  Desmatamento e queimadas na Amazônia ameaçam a saúde pública Os incêndios florestais são cada vez mais comuns e suas emissões de fumaça podem causar estragos na saúde humana Por Elizabeth Thompson*, EOS Na América do Sul, os incêndios podem causar quase 17.000 mortes evitáveis de outra forma a cada ano. A frequência dos incêndios na bacia amazônica tem sido associada ao clima - condições mais secas resultam em mais incêndios - mas a

Desmatamento e queimadas tornam a Amazônia prevalente na emissão de CO2

  Desmatamento e queimadas tornam a Amazônia prevalente na emissão de CO2 Um primeiro impacto, grosso modo, é que 20% da Amazônia desmatada são 20% a menos de contribuição da formação de nuvens de chuva com vapor de água, o que causa, como consequência direta, menos precipitação Desmatamento e queimadas tornam a Amazônia prevalente na emissão de CO2. Entrevista especial com Luciana Gatti Apesar de a floresta ser um enorme manancial de absorção de

MapBiomas comprova que terras indígenas são as áreas mais preservadas do Brasil

  MapBiomas comprova que terras indígenas são as áreas mais preservadas do Brasil Levantamento do MapBiomas mostra também que entre 1985 e 2020 a área de agropecuária cresceu em 5 dos 6 biomas brasileiros. No caso da soja, o total ocupado equivale ao estado do Maranhão Apenas 1,6% da perda de Florestas e Vegetação Nativa no Brasil entre 1985 e 2020 ocorreu em terras indígenas. O dado provém da análise de imagens de satélite

Sem políticas ambientais a Amazônia pode virar uma floresta seca

  Sem políticas ambientais a Amazônia pode virar uma floresta seca, artigo de Priscila Caneparo No cenário brasileiro, exaltam-se diversas incertezas e inseguranças: a partir das teses negacionistas, difundidas pelo Presidente Jair Bolsonaro, o Brasil segue degradando seu meio ambiente de forma criminosa e alarmante É inegável que as mudanças climáticas vêm sendo aprofundadas pela ação antrópica desmedida: a ação humana, nos últimos 2 mil anos, nunca se fez tão presente no cenário

Floresta amazônica mostra sinais de esgotamento

  Floresta amazônica mostra sinais de esgotamento O resultado desse estudo mostra que a Amazônia está se encaminhando para uma savana, de acordo com o alerta feito pelo especialista ainda em 1990, no qual aponta para uma Amazônia com menos biodiversidade De acordo com o pesquisador Carlos Nobre, a floresta não consegue mais remover o gás carbônico da atmosfera Por Sandra Capomaccio / Jornal da USP no Ar / Rádio USP O desmatamento na floresta

Roraima permite venda de área pública com até 85% de desconto para quem desmatou

  Roraima permite venda de área pública com até 85% de desconto para quem desmatou Roraima: Estudo demonstra que atual legislação também não exige recuperação de danos já causados ao meio ambiente em determinada terra Do Instituto O Mundo Que Queremos   Um relatório produzido pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) analisou que, com descontos autorizados pela atual lei de terras de Roraima, uma área pública pode ser vendida com

Desmatamento mantém alta em 2021 e segue fora de controle

  Desmatamento mantém alta em 2021 e segue fora de controle Até as árvores mortas da Amazônia sabem que nenhum número que o governo ponha na mesa tem credibilidade, já que falta ao Brasil o essencial: uma política de controle do desmatamento Queda de 5% no número de alertas apenas reflete dinâmica do crime ambiental, enquanto governo que enterrou plano de combate vende ação do Exército como cloroquina. O acumulado de alertas de desmatamento

Países amazônicos possuem grandes diferenças de recuperação florestal e desmatamento

  Países amazônicos possuem grandes diferenças de recuperação florestal e desmatamento As regiões amazônicas que sofreram o mais extenso desmatamento e têm o maior potencial para recuperação florestal em grande escala atualmente apresentam os níveis mais baixos de recuperação Bangor University* A restauração florestal em grande escala na Amazônia é uma importante “solução baseada na natureza” para a mudança climática, um dos principais focos da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática COP26, organizada

Grilagem de florestas públicas aumenta pegada de carbono do Brasil

  Grilagem de florestas públicas aumenta pegada de carbono do Brasil Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM) A invasão e o desmatamento de florestas públicas não destinadas na Amazônia jogaram 1,871 bilhão de toneladas de CO2 equivalente na atmosfera entre 2003 e 2019, agravando assim o efeito estufa e as mudanças climáticas globais e aumentando a pegada de carbono do Brasil. O problema se intensificou nos dois últimos anos do período estudado, como

Conter a perda de floresta nativa na Amazônia exige agenda de políticas públicas

  Conter a perda de floresta nativa na Amazônia exige agenda de políticas públicas Para proteger florestas na Amazônia é preciso foco em áreas prioritárias e incentivo à regeneração florestal, mostra estudo Nos últimos dez anos, o desmatamento na Amazônia brasileira cresceu - em especial a partir de 2019, quando a perda de floresta acelerou. Reverter esse quadro vai exigir que o Brasil fortaleça políticas públicas já existentes, como a expansão de áreas

Índice classifica a vulnerabilidade das florestas tropicais ao clima e aos impactos humanos

  Índice classifica a vulnerabilidade das florestas tropicais ao clima e aos impactos humanos Um novo índice mostra que as florestas tropicais do mundo estão respondendo de maneira diferente a ameaças como o aquecimento do clima e o desmatamento. Por Carol Rasmussen*, Laboratório de Propulsão a Jato da NASA Cientistas do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA no sul da Califórnia e outras instituições internacionais de pesquisa criaram um índice de vulnerabilidade da floresta

Crise hídrica e a importância das novas fontes na matriz de energia brasileira

  Crise hídrica e a importância das novas fontes na matriz de energia brasileira Com mais incentivos e abertura de mercado, é possível ampliar e diversificar a matriz de energia brasileira e reduzir seus impactos ambientais, econômicos e sociais. Por Milena de Fatima Chezanoski 1 Atualmente, o Brasil enfrenta uma das piores crises hídricas da sua história. A vazão média dos principais rios utilizados para gerar energia é a pior em 91 anos2

Top