Desmatamento na Amazônia Legal: frigoríficos que não assumiram compromissos de controle de origem da carne devem ser fiscalizados

  Foto: Arquivo Agência Brasil Quarenta e três frigoríficos de estados da Amazônia Legal que ainda não firmaram compromissos públicos de controle da origem de matéria-prima deverão receber fiscalização especial do Ministério do Meio Ambiente e do Ibama. É o que pede o Ministério Público Federal (MPF), em recomendações enviadas aos órgãos ambientais na última semana (4). O documento lista 13 medidas urgentes para conter o desmatamento e as queimadas registradas na floresta. Uma

Crime de Ecocídio contra a Floresta Amazônica, artigo de Heitor Scalambrini Costa

    [EcoDebate] O governo de extrema direita que tomou posse em 2019, eleito pelo voto popular, em uma eleição repleta de situações inusitadas e mesmo fraudulentas, é um negacionista em relação ao aquecimento global e suas causas. Também expressa rotineiramente, seu desprezo aos povos indígenas e ao meio ambiente. É sempre oportuno lembrar a situação dramática destes povos originários, uma vez que dependem totalmente sua sobrevivência ao ambiente que vivem, e

O ‘apetite’ global por carne e soja é o incentivador de desmatamento e queimadas na Amazônia

  É nossa fome de carne e soja a gasolina no fogo da Amazônia IHU Os incêndios devoram a floresta tropical, destruindo lentamente um dos pulmões do planeta. A Amazônia está atravessando uma fase crítica: as colunas de densa fumaça que sobem da vegetação tropical são o resultado das chamas que envolveram a mancha verde dos estados brasileiros do Amazonas, Rondônia, Mato Grosso, Pará e do Paraguai. As imagens que circularam de um lado para o outro do globo mostram o efeito

Reflorestamento de áreas degradadas da Amazônia requer participação da sociedade

    Pedro Brancalion atua na Amazônia há anos e revela uma ausência assustadora do Estado: “É terra sem lei” Por Jose Carlos Ferreira, Jornal da USP no Ar   https://jornal.usp.br/wp-content/uploads/2019/08/REFLORESTAMENTO-AMAZONIA.mp3   Agosto registra mais focos de queimadas na Amazônia que a média dos últimos 21 anos, aponta o Programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Essa situação crítica, na maior floresta tropical do planeta, faz com que os olhos do mundo se voltem para

MPF apura aumento no desmatamento e nas queimadas na Amazônia, em investigações em Santarém, Itaituba, Altamira e Belém

  Amazônia: Procuradores investigam a queda nas fiscalizações, a ausência de apoio aos órgãos ambientais e o Dia do Fogo, anunciado por fazendeiros na semana passada Diante dos dados alarmantes recolhidos pelos sistemas de satélite sobre o aumento na devastação em várias porções da floresta amazônica, o Ministério Público Federal (MPF) no Pará conduz investigações em três municípios e na capital paraense, para apurar a diminuição no número de fiscalizações ambientais na

Nota técnica revela que queimadas na Amazônia em 2019 seguem o rastro do desmatamento

  Queimadas na Amazônia   O número de focos de calor registrados na Amazônia já é 60% mais alto do que o registrado nos últimos três anos. O pico tem relação com o desmatamento, e não com uma seca mais forte como poderia se supor, segundo nota técnica sobre a atual temporada de queimadas que o IPAM (Instituto de Pesquisas Ambiental da Amazônia) divulga hoje. Confira a nota técnica na íntegra. De 1º de janeiro

Agricultura, pecuária e garimpos: as causas do desmatamento na Amazônia Legal

  Agricultura, pecuária e garimpos: as causas do desmatamento na Amazônia Legal. Entrevista especial com Antônio Victor Fonseca Por, João Vitor e Patricia Fachin, IHU O aumento de 4% do desmatamento na Amazônia Legal entre agosto de 2018 e junho de 2019, registrado pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia - Imazon, “indica uma pressão dos atores econômicos” que atuam na região para ampliar o plantio de grãos e zonas de pecuária, diz o coordenador técnico

Brasil mata e desmata, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “A floresta precede os povos. E o deserto os segue” François-René Chateaubriand (1768-1848)     [EcoDebate] O Brasil é o país que mais mata e desmata no Planeta. As forças retrógradas da nação brasileira persistem e insistem no delito do ecocídio e nos homicídios contra os defensores do meio ambiente, agravando o holocausto biológico. O Brasil é campeão da prática dos crimes socioambientais e ecossociais. Segundo a “Global Forest Watch” o Brasil liderou o desmatamento

Desmatamento na Amazônia: Nota do Observatório do Clima afirma que o governo comete fraude intelectual para desqualificar o INPE

  Desmatamento na Amazônia: Nota do Observatório do Clima sobre entrevista coletiva de Jair Bolsonaro e ministros nesta quinta-feira Bolsonaro, Salles e Heleno comentam dados de desmatamento em Brasília (Foto: Reprodução de TV) Diante dos índices pornográficos de desmatamento na Amazônia no ano de 2019, Jair Bolsonaro e seus ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente), Augusto Heleno (Segurança Institucional) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores) convocaram uma entrevista coletiva na qual apresentaram uma mentira, uma

Aumento do desmatamento na Amazônia é incontestável, diz Carlos Nobre, pesquisador do IEA-USP

    Elton Alisson, de Campo Grande (MS)  |  Agência FAPESP – Alvo de recente questionamento, o aumento no desmatamento na Amazônia nos últimos meses, em comparação com 2018, é incontestável. O aumento foi apontado pelo sistema de monitoramento por satélites Deter, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e deverá ser confirmado antes de dezembro com o lançamento dos dados obtidos durante um ano completo por outro sistema de monitoramento da

Áreas Protegidas na Amazônia estão sob risco com atividades ilegais como garimpo, extração de madeira e queimadas

  Lideram o ranking territórios que não deveriam registrar desmatamento, como Terras Indígenas e Unidades de Conservação Federais Por Stefânia Costa As Áreas Protegidas representam um patrimônio nacional e possuem muitos benefícios para a manutenção da biodiversidade, estoques de carbono e geração de serviços ambientais, além de possuir grande importância para a regulação do clima. A Amazônia Legal tem 46% do seu território formado por APs. Entretanto, dados publicados pelo Imazon apontam que essas

Conselho da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC lança manifesto em defesa do INPE

    “Críticas sem fundamento a uma instituição científica, que atua há cerca de 60 anos e com amplo reconhecimento no País e no exterior, são ofensivas, inaceitáveis e lesivas ao conhecimento científico”, afirma a entidade em manifesto produzido durante a 71ª Reunião Anual da SBPC MANIFESTO DO CONSELHO DA SBPC EM DEFESA DO INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS (INPE) O Conselho da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC, em reunião

Top