Queimadas na Amazônia – Junho registra maior número de focos de queimadas na Amazônia dos últimos 13 anos

  Apesar dos volumosos recursos gastos em operações militares, as queimadas na Amazônia já surgem com força. Por Karen Mota Em junho de 2020, foram registrados 2.248 focos de calor no bioma Amazônia. Esse é o maior número de focos para o mês desde 2007, e representa um aumento de 19,57% em relação ao registrado em junho de 2019 (1.880). Fonte: INPE Queimadas Além disso, imagens de satélite mostraram uma série de grandes polígonos desmatados

Cientistas mapeiam grilagem em florestas públicas na Amazônia

  Grilagem na Amazônia - Área equivalente a duas vezes o estado do Rio de Janeiro foi irregularmente declarada como imóvel rural no sistema do governo; mais de 2 milhões de hectares já foram desmatados. Por Cristina Amorim Um novo artigo científico de autores brasileiros, publicado nesta segunda-feira (23) na revista “Land Use Policy", mapeia a grilagem em florestas públicas não-destinadas na Amazônia. Dos 49,8 milhões de hectares de florestas sob responsabilidade estadual

Terras Indígenas na Amazônia são as Áreas de Proteção que mais sofrem pressão por desmatamento, revela Imazon

  Desmatamento - Relatório mostra que a TI Yanomami foi a mais pressionada entre fevereiro e abril deste ano. A Terra Indígena é uma das mais vulneráveis para a Covid-19. Por Stefânia Costa De acordo com o Imazon*, das dez Áreas Protegidas que mais sofreram pressão por desmatamento, cinco são Terras Indígenas. A TI Yanomami (RR/AM) foi o maior alvo dos criminosos responsáveis pela destruição ilegal da floresta. As TIs Alto Rio Negro (AM),

Cientistas apontam situação gravíssima das florestas na Amazônia Maranhense

  Amazônia Maranhense - Assegurar medidas de proteção, assim como de restauração das florestas secundárias, é a saída para evitar o colapso ambiental na região Um artigo recentemente publicado na revista Land Use Policy mostra que a porção de Amazônia existente no estado do Maranhão já perdeu 76% das suas florestas originais e que um quarto da vegetação florestal remanescente está degradada por incêndios criminosos e pela atividade madeireira ilegal. Segundo os autores, a região também tem

É alto o risco de surgir uma nova pandemia a partir da Amazônia, avalia cientista

  Carlos Nobre, membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, afirma que desmatamento e perturbação da vida selvagem são alguns dos elementos que originaram o novo coronavírus Por Renato Santana Fogo, desmatamento, fragmentação florestal, perturbação da vida selvagem, aumento do fluxo de humanos (garimpeiros, madeireiros, desmatadores, etc) entre áreas perturbadas de floresta e concentrações urbanas são elementos que criam sérias condições para o surgimento de pandemias a partir da Amazônia. “Os fatores

Compra de terras em larga escala por investidores estrangeiros eleva desmatamento em zonas tropicais, diz estudo

  Aquisições de terras em larga escala -- que cobrem pelo menos 200 hectares -- contribuem para a destruição das florestas tropicais. É o que indica um estudo publicado pela revista Nature Geosciences, que analisou as consequências de mais de 80 mil acordos de compra e venda feitos entre 2000 e 2018 em 15 países da América do Sul, África Subsaariana e Sudeste Asiático. Cerca de 76% dessas aquisições foram feitas por

Investidores internacionais pressionam governo brasileiro sobre crise ambiental

Grupo de 29 fundos, com ativos de US$ 3,6 trilhões, diz que desmatamento e violações de direitos indígenas expõem empresas investidas a risco e pode prejudicar títulos brasileiros. Por Solange A. Barreira Um grupo de 29 investidores internacionais enviou, na segunda-feira (22/6), uma carta às embaixadas do Brasil nos EUA, no Reino Unido, na Holanda, na França, na Noruega e na Suécia, solicitando reuniões com os embaixadores para discutir as políticas ambientais

Commodities agrícolas foram as grandes responsáveis por incêndios na Amazônia, segundo estudo

  Pesquisa aponta frigoríficos e produtores de soja com maior risco de serem associados a queimadas Commodities agrícolas foram as grandes responsáveis por incêndios na Amazônia, segundo estudo que cruza dados da Nasa com cadeias de suprimentos das empresas por Marcelo Coppola* Em agosto do ano passado, imagens dos incêndios na Amazônia atraíram a atenção do mundo todo. Chefes de governo, organizações multilaterais, ambientalistas e celebridades manifestaram preocupação com o futuro da maior floresta

Desmatamento na Amazônia aumenta 54% em dez meses; Apenas em maio, a Amazônia perdeu 649 km² de floresta nativa

Apenas em maio, a Amazônia perdeu 649 km² de floresta nativa. Essa é a segunda maior taxa de desmatamento para o mês de maio dos últimos dez anos. Por Stefânia Costa De acordo com os dados do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD*) do Imazon, no período acumulado do calendário do desmatamento, que vai de agosto do ano passado a maio deste ano, a destruição da floresta segue em alta.

Projeto de regularização fundiária premia atividades criminosas na Amazônia

  Para Paulo Artaxo, o projeto de lei 2.633/2020 é um “sinal verde” para que garimpeiros e desmatadores continuem com atividades ilegais na Amazônia brasileira Por Gabrielle Abreu, Rádio/Jornal da USP Está em tramitação na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 2.633/2020 , que trata da regularização fundiária de imóveis da União. O projeto substitui a Medida Provisória 910, de 2019, e determina que as regras para a regularização serão aplicadas a

Pesquisadores alertam para explosão de desmatamento em 2020

  Dados de monitoramento por satélite apontam para nova escalada de fogo e ocupações na Amazônia e outros biomas Texto: Herton Escobar Diagramação: Cleber Siquette Jornal da USP desmatamento consumiu 12 mil quilômetros quadrados (km2) de vegetação nativa do Brasil em 2019, num ritmo devastador de quase 1,5 km2 por hora. E o cenário para este ano é ainda mais preocupante, segundo especialistas. A conclusão inicial vem de um relatório do Projeto MapBiomas, que revisou e consolidou todos os alertas de

O Brasil e o mundo dependem da Amazônia: ela não merece ser destruída pela ilegalidade

  A Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura chama a atenção, mais uma vez, para o grave cenário de desmatamentos e focos de incêndios ilegais na Amazônia, que têm representado sério risco à biodiversidade, ao clima e à segurança hídrica e têm sido avassalador para as populações tradicionais e para a reputação do país frente a mercados, investidores e à sociedade em geral. Por Fernanda Macedo Segundo o MapBiomas, 99% de todo o

Área desmatada na Amazônia a ser queimada em 2020 pode superar os 4,5 mil km2

    Amazônia: Se tudo virar fumaça, região pode enfrentar estado de calamidade pública na saúde devido à sobreposição com pandemia de covid-19 Por Cristina Amorim e Natália Moura     Uma área desmatada de pelo menos 4.500 quilômetros quadrados na Amazônia, equivalente a três vezes o município de São Paulo, está pronta para queimar. Resultado da soma do que foi derrubado no ano passado e nos primeiros quatro meses desse ano, e ainda não queimado,

Narrativa falaciosa de exploração de nióbio na Amazônia pode comprometer os ecossistemas, por Juliana Siqueira-Gay e Luis E. Sánchez

  [EcoDebate] Estudo recente (Siqueira-Gay & Sánchez, 2020) investigou mais uma das narrativas falaciosas do presidente Bolsonaro: a miraculosa riqueza que a mineração de nióbio traria para os brasileiros. Antes da recente fábula sobre a hidroxicloroquina, em diversas ocasiões o presidente havia manifestado publicamente sua intenção de explorar as reservas de nióbio amazônicas, enfatizando o Morro dos Seis Lagos, localizado no Parque Nacional Pico da Neblina e se sobrepõe à Reserva

MPF instaura mais de mil ações por desmatamento ilegal na Amazônia

    Em atuação coordenada pela Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural (4CCR), o Ministério Público Federal (MPF) instaurou, somente no mês de maio, 1.023 ações civis públicas contra 2.262 réus em razão de desmatamentos ilegais na Amazônia. A iniciativa faz parte da 3ª fase do Projeto Amazônia Protege, que mapeou polígonos de 60 hectares ou mais desmatados entre agosto de 2017 e dezembro de 2019. Ao todo, as ações cobram

Abril registra recorde de desmatamento na Amazônia nos últimos dez anos, mostra sistema de monitoramento do Imazon

  O desmatamento na Amazônia atingiu 529 km² em abril deste ano, um aumento de 171% em comparação com abril do ano passado. Por Stefânia Costa O total desmatado em abril é o maior dos últimos dez anos. Os dados são do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) do Imazon. A área desflorestada em abril é aproximadamente do tamanho da cidade de Porto Alegre. Responsável por 32% da área total desflorestada em abril,

Serão as próximas pandemias gestadas na Amazônia? Análise De Luiz Marques (IFCH/Unicamp)

  A pandemia incide no momento decisivo na história da humanidade em que ainda é possível conter o aquecimento global e os demais processos de degradação ambiental em níveis compatíveis com nossa capacidade de adaptação. Na ausência de uma reação política vigorosa da sociedade, a pandemia deve acelerá-los ainda mais. E, por sua vez, esses processos sinérgicos de degradação ambiental fomentarão a maior frequência de pandemias, talvez ainda mais letais. O aquecimento

Desmatamento e grilagem ameaçam indígenas isolados na TI Ituna-Itatá em meio a pandemia

  Ituna-Itatá: uma terra indígena da Amazônia tomada por ganância e destruição Na agenda antiambiental do governo federal, terras indígenas viram recompensa a criminosos que invadem a floresta Sobrevoo realizado na Terra Indígena Ituna-Itatá em setembro de 2019, na época de queimadas. © Fábio Nascimento / Greenpeace Enquanto uma parcela da sociedade fica em casa para se proteger da pandemia da Covid-19, muitas outras esforçam-se para resistir à própria sorte. Entre os grupos mais vulneráveis

Desmatamento em alta, grileiros à solta, crises políticas: queimadas na Amazônia podem ser piores que as de 2019

  IHU Ainda é muito cedo para um veredito, mas, até agora, as ameaças à Amazônia seguem inabaladas em plena pandemia de Covid-19. Enquanto o vírus se espalha e produz cenas dramáticas na região, grileiros avançam e o desmatamento não dá sinais de redução. Pelo contrário: disparou no primeiro trimestre de 2020. A reportagem é de Caio de Freitas Paes, publicada por Mongabay, 07-05-2020. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) aponta que 796 km2 de floresta foram derrubados nos três primeiros meses do

Sem a Floresta Amazônica, agronegócio e geração de energia entram em colapso no Brasil

  IHU Ultrapassar o ponto de inflexão que transformaria a Floresta Amazônica em uma savana seria “catastrófico” para os principais setores da economia brasileira, alertam especialistas. Os impactos alcançariam sobretudo o agronegócio e a geração de energia, e poderiam repercutir na segurança alimentar internacional. A abundância natural de água no bioma amazônico beneficia com regularidade a agricultura, o transporte de commodities pelos rios brasileiros e a produção de energia elétrica em inúmeras usinas ao longo dos rios que cortam

Top