DETER/INPE registra em maio 1.102,57 km² de alertas de desmatamento e degradação na Amazônia Legal

  O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) registrou em maio 1.102,57 km² de áreas de alerta de desmatamento e degradação na Amazônia Legal. As informações são do DETER, o Sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real, que é baseado em imagens de satélites e destinado a orientar a fiscalização em campo, feita pelos órgãos competentes. Considerando somente os alertas do tipo desmatamento, onde já houve a remoção completa da cobertura

Rio: ambientalistas fazem ato em defesa do Fundo Amazônia

  Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil   Um ato contra mudanças no Fundo Amazônia reuniu dezenas de pessoas, no início da noite desta terça-feira (4), em frente à sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no centro do Rio. A manifestação teve a participação de funcionários do banco, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), de ambientalistas, indígenas e apoiadores da causa ecológica. Os participantes demonstraram temor de

Imazon: Desmatamento na Amazônia aumentou 20% entre agosto de 2018 e abril de 2019

  Por Stefânia Costa O Boletim do Desmatamento (SAD) detectou altos índices de desmatamento na Amazônia Legal. No período acumulado, que compreende agosto de 2018 a abril de 2019, foram perdidos 2.169 km² de floresta. Esse número representa um aumento de 20% da área desmatada em relação ao mesmo período no ano anterior. Pará (787 km²), Mato Grosso (502 km²) e Amazonas (353 km²) foram os estados que mais desmataram nestes nove

Amazônia e a bioeconomia: um modelo de desenvolvimento para o Brasil

  Amazônia e a bioeconomia: um modelo de desenvolvimento para o Brasil. Entrevista especial com Carlos Nobre Por Patricia Fachin e Ricardo Machado, IHU “A região Amazônica oferece a possibilidade de implantar um modelo que nenhum país do mundo ainda implantou: uma revolução industrial baseada no aproveitamento da biodiversidadede um país tropical”, diz Carlos Nobre, coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas – INCT-MC, à IHU On-Line. Nos últimos anos, o pesquisador tem defendido um modelo

Por que a Precipitação da Amazônia Diminui Quando as Florestas Tropicais Respondem ao Aumento de CO2?

  Why Does Amazon Precipitation Decrease When Tropical Forests Respond to Increasing CO2? Modelos de sistemas da Terra preveem um dipolo zonal de mudança de precipitação sobre a América do Sul tropical, com decréscimos sobre a Amazônia e aumento sobre os Andes. Muito disso tem sido atribuído à resposta fisiológica da floresta tropical a níveis elevados de CO 2 , o que descreve uma redução da região da bacia na condutância estomática

Imazon detecta aumento de 24% no desmatamento da Amazônia

  Desmatamento na Amazônia Legal aumenta 24% entre agosto de 2018 e março de 2019 Por Stefânia Costa O SAD detectou um aumento de 384 km² de desmatamento na Amazônia Legal entre agosto de 2018 a março de 2019 em relação ao período anterior (agosto de 2017 a março de 2018). O número representa um aumento de 24% na destruição das florestas nos oito primeiros meses do atual calendário do desmatamento. Pará (755

Poluição urbana de Manaus aumenta em até 400% a formação de aerossóis pela floresta amazônica

  Maria Fernanda Ziegler  |  Agência FAPESP – Estudo internacional com a participação de pesquisadores brasileiros descobriu que a poluição urbana vinda de Manaus (AM) aumenta – muito mais do que o esperado – a formação dos aerossóis produzidos pela própria floresta amazônica. De acordo com o artigo publicado na revista Nature Communications, a poluição urbana resulta em um aumento médio de 200%, com picos de até 400%, na formação dos

Reforma agrária na Amazônia, uma utopia? artigo de João de Deus Barbosa Nascimento Júnior

    Reforma agrária na Amazônia [EcoDebate] A solução do problema da estagnação econômica e social provocada pela derrocada de quaisquer políticas agrícola estabelecida para região nas últimas décadas, que vem resultando na estagnação da produção agropecuária da região amazônica, que é a falta de uma reforma agrária e aquícola que beneficie a sociedade como um todo, com procedimentos escalonados e em sentido único, que devem sempre serem realizados de forma coerente com

Relatório do Imazon aponta que 60% das áreas madeireiras exploradas no Pará são ilegais

  Estudo indica que a maior parte da exploração madeireira no Pará não possui autorização Por Stefânia Costa O Imazon divulgou o novo relatório do Sistema de Monitoramento da Exploração Madeireira (Simex) no Pará que apresenta os dados do período de agosto de 2016 a julho de 2017. Os resultados apontaram que um total de 54.424 hectares (cerca de 54 mil campos de futebol) de florestas foram explorados pela atividade madeireira no período

O desmatamento da floresta amazônica pode acelerar como resultado da guerra comercial EUA-China, alertaram os pesquisadores

  Desmatamento da floresta amazônica O aumento das tarifas fez com que as exportações de grãos de soja dos EUA para a China caíssem pela metade em 2018, criando um enorme déficit que poderia desencadear um extenso corte de árvores no Brasil, dizem especialistas. University of Edinburgh, School of Geosciences*     O estudo, da Universidade de Edimburgo e Instituto de Tecnologia de Karlsruhe, adverte que o Brasil estará sob pressão para fornecer até 38 milhões

O que é o Sínodo para a Amazônia? artigo de Ricardo Luiz da Silva Costa

  [EcoDebate] A Amazônia Continental, também designada de Pan-Amazônia, essa gigantesca região fisiográfica da América do Sul, de incomensurável riqueza natural e cultural, compartilhada, além do Brasil com mais oito países, quais sejam, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana Inglesa, Guiana Holandesa (Suriname), Guiana Francesa, Peru e Venezuela, desta feita, conta com as bençãos e graças providenciais da Igreja Católica, que, de uma forma proativa, adota a iniciativa de abraçar as causas ecológicas

Imazon divulga dados do desmatamento na Amazônia em fevereiro de 2019

  Por Stefânia Costa O Imazon publicou os dados do Boletim do Desmatamento (SAD) referentes ao mês de fevereiro de 2019. No total, foram detectados 93 km² de desmatamento na Amazônia Legal. Esse número é 57% inferior ao desmatamento detectado em fevereiro de 2019, quando o desmatamento somou 214 km². Mas o dado não deixa de ser preocupante porque, considerando os 7 primeiros meses do calendário do desmatamento 2019 (agosto/2018 a fevereiro/2019),

Top