O ‘apetite’ global por carne e soja é o incentivador de desmatamento e queimadas na Amazônia

  É nossa fome de carne e soja a gasolina no fogo da Amazônia IHU Os incêndios devoram a floresta tropical, destruindo lentamente um dos pulmões do planeta. A Amazônia está atravessando uma fase crítica: as colunas de densa fumaça que sobem da vegetação tropical são o resultado das chamas que envolveram a mancha verde dos estados brasileiros do Amazonas, Rondônia, Mato Grosso, Pará e do Paraguai. As imagens que circularam de um lado para o outro do globo mostram o efeito

Reflorestamento de áreas degradadas da Amazônia requer participação da sociedade

    Pedro Brancalion atua na Amazônia há anos e revela uma ausência assustadora do Estado: “É terra sem lei” Por Jose Carlos Ferreira, Jornal da USP no Ar   https://jornal.usp.br/wp-content/uploads/2019/08/REFLORESTAMENTO-AMAZONIA.mp3   Agosto registra mais focos de queimadas na Amazônia que a média dos últimos 21 anos, aponta o Programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Essa situação crítica, na maior floresta tropical do planeta, faz com que os olhos do mundo se voltem para

A carência de uma visão e ação integradas panamazônicas, por Sucena Shkrada Resk

    Artigo nº 761/Podcast 8 – Blog Cidadãos do Mundo – jornalista Sucena Shkrada Resk Neste ano de 2019, a evidência de posturas de governanças isolacionistas reacende uma discussão nas entranhas sul-americanas. Vivemos décadas após décadas, a carência de uma visão e ação integradas panamazônicas, que se acentua de forma vertiginosa agora. O Brasil é um ator estratégico neste tabuleiro, que é composto também por Colômbia, Peru, Venezuela, Equador, Bolívia, as duas

As causas dos incêndios florestais na Amazônia, artigo de Nelson Tembra

  Sobre os recentes destaques no noticiário internacional para o “aumento dos incêndios florestais na Amazônia”, e de tanta bobagem sendo falada por especuladores, a titulo de colaboração, não poderia deixar de apresentar esta revisão, trazendo meu parecer com as conclusões próprias resumidas obtidas na Pesquisa Florestal Brasileira, Brazilian Journal of Forestry Research (http://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/ ) ISSN: 1983-2605 (online), pautada nos impactos do fogo sobre a vegetação úmida da Amazônia, objetivando contextualizar a

Apetite voraz pela ocupação da Amazônia compromete a imagem do governo e ameaça o agronegócio brasileiro

  Apetite voraz pela ocupação da Amazônia compromete a imagem do governo e ameaça o agronegócio brasileiro, diz o ambientalista José Pedro de Oliveira Costa, pesquisador do Instituto de Estudos Avançados da USP Por Herton Escobar, repórter especial, Jornal da USP Não é a primeira vez que as queimadas ou o desmatamento aumentam na Amazônia; mas é a primeira vez — desde a redemocratização — que isso ocorre com a “conivência oficial” do

Líderes indígenas denunciam os incêndios na região amazônica como ‘uma terrível praga’

  Muitas terras indígenas têm sido incendiadas por fazendeiros e grileiros há anos, mas agora os incêndios são especialmente graves. Hemokomaá, um homem Awá, mostra sua floresta depois do incêndio que atingiu sua terra em 2010. © Fiona Watson/Survival Líderes indígenas da região amazônica denunciam os incêndios devastadores como uma “praga” e um “terror” que “faz nossas crianças ficarem doentes, mata os animais, só traz coisa ruim.” Antonio Enésio Tenharim, do povo Tenharim, afirmou:

Amazônia em chamas, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] A sua opinião é mais importante do que você imagina. Ela influencia nos discursos e nas ações das autoridades, dos políticos, desde um vereador até o Presidente da República. A sua opinião sobre a Amazônia é fundamental para o que vai acontecer com ela, o quanto dela vai sobreviver. A Amazônia está em chamas, alvo de queimadas que acabam com a floresta. Os incendiários se apossam dessas terras, depois de

Queimadas na Amazônia: De Birnam Wood a Dunsinane Hill; da Amazônia ao Planalto Central, artigo de Hugo Cavalcanti Melo Filho

  “Macbeth shall never vanquished be until great Birnam Wood to high Dunsinane Hill shall come against him”.   [EcoDebate] Nesta semana, um texto atribuído a Tarso de Melo, intitulado “A queda do céu”, no qual o autor comenta, de forma poética, os efeitos das queimadas na Amazônia sentidos pelos moradores da cidade de São Paulo, terminava com uma advertência: “a floresta vem visitar, vem avisar. Vai cair o céu”. Não pude deixar

A Amazônia está agonizando, artigo de Augusto Lima da Silveira e Rodrigo Berté

  [EcoDebate] Amazônia está agonizando e cadê a grande mídia? Uma sucessão de incêndios em florestas e reservas por todo o estado de Rondônia tem causado mortes, perdas e mudanças na rotina da população. Com queimadas se estendendo por vários dias, a fumaça mergulhou até a capital, Porto Velho, em uma nuvem interminável, enquanto um rastro de cinzas e animais mortos é deixado pelo fogo que continua a se alastrar e

Pesquisadores descrevem trajetória do ‘rio de fumaça’ que escureceu São Paulo

    Karina Toledo | Agência FAPESP – Dois sistemas que permitem o monitoramento de poluentes atmosféricos – desenvolvidos nas últimas duas décadas com apoio da FAPESP – estão ajudando cientistas a entender fenômenos raros observados na cidade de São Paulo na última segunda-feira (19/08): o escurecimento repentino do céu no meio da tarde e a chuva acinzentada observada logo depois em algumas partes da Região Metropolitana. Ainda no domingo (18/08), uma intensa

MPF apura aumento no desmatamento e nas queimadas na Amazônia, em investigações em Santarém, Itaituba, Altamira e Belém

  Amazônia: Procuradores investigam a queda nas fiscalizações, a ausência de apoio aos órgãos ambientais e o Dia do Fogo, anunciado por fazendeiros na semana passada Diante dos dados alarmantes recolhidos pelos sistemas de satélite sobre o aumento na devastação em várias porções da floresta amazônica, o Ministério Público Federal (MPF) no Pará conduz investigações em três municípios e na capital paraense, para apurar a diminuição no número de fiscalizações ambientais na

O Rio Voador de Fumaça e o Sínodo para a Amazônia, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

    [EcoDebate] Um rio voador de fumaça cobriu o imenso território brasileiro. Ele percorreu exatamente o caminho dos rios voadores, feitos de vapor de água, que irrigam a maior parte do território brasileiro, chegando até a Argentina, Uruguai e Paraguai. É da Amazônia que vem as chuvas que abastecem grande parte de nosso território, que depois se armazenam nos aquíferos do Cerrado, mas que hoje estão sendo extintos pela devastação da

Top