O inédito respaldo do Planalto a garimpeiros ilegais em áreas protegidas na Amazônia

  IHU Representantes de garimpeiros, que atuam em exploração ilegal em áreas da floresta nacional do Crepori, no Pará, receberam um inédito respaldo do Governo Federal, ao se reunir com várias autoridades do primeiro escalão do Planalto. Entre elas estavam o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, e do Meio Ambiente, Ricardo Salles. O grupo conseguiu o encontro em Brasília, realizado nesta segunda-feira, 16 de setembro, após bloquear, na semana passada, trecho

A ‘Amazônia sem Lei’ e a Greve Mundial pelo Clima, 20/9

  Prezadas e Prezados, Envio abaixo notícia sobre o Relatório do Human Rights Watch. Bolsonaro e seus cúmplices devem responder por crimes contra a humanidade e ecocídio nos tribunais nacionais (se ainda houver Justiça entre nós) e internacionais. É dever nosso divulgar esses fatos à sociedade e envidar esforços organizados para que a destruição cesse e para que esses crimes não fiquem impunes. O primeiro passo é marcar presença maciça no dia 20, em

Documentário ‘River of Gold’ [Rio do Ouro] denuncia mais uma ameaça à Amazônia: a mineração ilegal de ouro

  IHU Enquanto eu escrevo esta resenha do documentário “River of Gold” [Rio do ouro], a Floresta Amazônica continua queimando. Os incêndios de 2019 supostamente têm origem humana. Eles provavelmente deveriam limpar a terra para a produção de carne para os mercados estadunidenses e além, e para o cultivo de soja e milho para alimentação. O comentário é da irmã paulina Rose Pacatte, diretora-fundadora do Pauline Center for Media Studies, de Los Angeles, EUA, em artigo publicado por National Catholic

Secretaria de Meio Ambiente (Sema) de Santarém, no Pará, suspeita de queimada criminosa em Alter do Chão

  Sema suspeita de queimada criminosa em Alter do Chão; Fogo atingiu mais de 7% da área de proteção ambiental ABr A Secretaria de Meio Ambiente (Sema) de Santarém, no Pará, tem suspeitas de que os incêndios ocorridos desde sábado (14) na Área de Proteção Ambiental (APA) de Alter do Chão foram provocadas por ação humana, com o propósito de liberar pedaços de terra para exploração turística às margens do Rio Tapajós, em

Fracassou o ‘contra-sínodo’ sobre a Amazônia, programado em Roma por Bolsonaro

Bolsonaro faz cruzada contra a "agenda da esquerda" da Igreja Católica, junto a Duque, Salvini, Bannon Especial de Cristiano Morsolin* O Governo de Jair Bolsonaro tem a preocupação de que o Sínodo sobre Amazônia se torne mais um palco para críticas ao País na questão ambiental. O receio do Palácio do Planalto é de que o encontro de bispos não se limite a questões religiosas, discutindo também temas relacionados a políticas públicas

A Amazônia pode desaparecer como floresta e isso vai impactar o mundo todo

  Amazônia: Cerca de 20% da floresta já foi devastada, porém perda de 25% a 40% da área original pode ser irreversível Rádio USP O programa Ambiente É o Meio desta quarta-feira conversa com o engenheiro, pesquisador e coordenador do Programa Amazônia, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Cláudio Aparecido de Almeida, sobre a monitoração do desmatamento na Amazônia. O Programa Amazônia fornece dados e imagens de sensoriamento remoto para observar e monitorar

Amazônia: Estudo mostra queimadas em 1/3 das áreas de desmatamento ilegal alvo de ação do MPF

    Cerca de 1/3 das áreas de desmatamento ilegal identificadas pelo Ministério Público Federal no âmbito do projeto Amazônia Protege foram alvo de queimadas em 2019. Isso totaliza 170 mil hectares ilegalmente desmatados entre 2015 e 2017 que apresentaram focos de calor este ano. É o que mostra laudo técnico produzido pela equipe de peritos do órgão, a pedido da Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural (4CCR/MPF). O estudo aponta que

Bolsonaro brigar com os dados não vai enganar o resto do mundo, avalia Paulo Barreto, pesquisador do Imazon

    Resumo: Pesquisador do Imazon avalia que “são paliativas” ações do governo contra queimadas; entre 2012 e 2018, a taxa de desmatamento na região aumentou 71% Por Julia Dolce, Agência Pública Primeiro vem a retirada da cobertura vegetal. Depois, é aceso o fogo para limpar o solo e deixá-lo pronto para o pasto. Essas chamas frequentemente extravasam as áreas de produção, mas o que faz com que a fauna e a flora amazônica

Desmatamento na Amazônia Legal: frigoríficos que não assumiram compromissos de controle de origem da carne devem ser fiscalizados

  Foto: Arquivo Agência Brasil Quarenta e três frigoríficos de estados da Amazônia Legal que ainda não firmaram compromissos públicos de controle da origem de matéria-prima deverão receber fiscalização especial do Ministério do Meio Ambiente e do Ibama. É o que pede o Ministério Público Federal (MPF), em recomendações enviadas aos órgãos ambientais na última semana (4). O documento lista 13 medidas urgentes para conter o desmatamento e as queimadas registradas na floresta. Uma

O Fogo na Amazônia e os Discursos de Internacionalização, artigo de Douglas de Castro

    [EcoDebate] A partir do aumento das queimadas na Floresta Amazônica, observamos o surgimento de narrativas que não contribuem em nada para a solução do problema. Uma destas narrativas é a necessidade de internacionalização da floresta ante uma suposta ineficiência de gestão do governo brasileiro e a importância que a floresta tem para o meio ambiente. Nas palavras do filósofo Karel Kosik, a realidade nunca se apresenta na sua totalidade, ou

Propriedades privadas na Amazônia registraram maior número de focos de fogo em 2019, segundo análise do IPAM

    Queimadas na Amazônia - Grilagem em florestas públicas não destinadas gerou 20% dos casos e segundo maior crescimento em relação aos oito anos anteriores, mostra nova análise do IPAM As propriedades privadas responderam por 33% dos focos de calor registrados na Amazônia até agora. Em segundo lugar, vieram as áreas sem destinação fundiária específica, que somam 30% dos focos de calor – 20% apenas em florestas públicas não destinadas, um forte

NASA mapeia monóxido de carbono associado a incêndios na região amazônica do Brasil

    Por Tony Greicius, NASA / JPL-Caltech* Novos dados do instrumento Atmosphere Infrared Sounder (AIRS) da NASA, a bordo do satélite Aqua, mostram, na alta atmosfera, o movimento de monóxido de carbono associado a incêndios na região amazônica do Brasil. Esta série cronológica mapeia o monóxido de carbono a uma altitude de 5.500 metros de 18 a 22 de agosto de 2019. À medida que a série avança, a pluma de monóxido de

Top