País não sabe como e quanto suas jazidas de ouro produzem porque legislação desconsidera existência de extração em larga escala

  O Brasil estabelece procedimentos simplificados para a emissão de licenças para garimpos, tendo em vista que a atividade garimpeira é historicamente caracterizada por ser um trabalho de baixo impacto ambiental realizado de forma artesanal por pessoas pobres. No entanto, as leis não definem quem pode ter acesso a essa permissão simplificada. Essa falta de clareza da legislação vem possibilitando que projetos de mineração de escala empresarial deixem de apresentar pesquisa prévia

Liminar determina indeferimento de todos os pedidos de mineração em terras indígenas no AM

  MPF aponta que apenas suspender os processos, como tem feito a ANM, coloca em risco direitos das populações indígenas; exploração mineral em terras indígenas não é permitida por lei   Após a Justiça Federal atender o pedido de liminar do Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas, a Agência Nacional de Mineração (ANM) deve indeferir todos os requerimentos de pesquisa mineral ou lavra em territórios indígenas no Amazonas. O pedido de liminar foi

Nas aldeias de Maturacá e Ariabu, 56% dos ianomâmis apresentaram índice do metal acima do limite estabelecido pela OMS

  Pesquisadora da Escola Politécnica participa de estudo que aponta níveis elevados de mercúrio em crianças e mulheres indígenas Por Julia Neves - EPSJV/Fiocruz São 9,6 milhões de hectares entre os estados de Amazonas e Roraima em uma região rica em minérios. Nela, vivem cerca de 26 mil indígenas ianomâmis que têm sido altamente impactados pela presença de garimpeiros ilegais. Recentemente, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) chamou atenção para os dados preliminares de

Agricultura, pecuária e garimpos: as causas do desmatamento na Amazônia Legal

  Agricultura, pecuária e garimpos: as causas do desmatamento na Amazônia Legal. Entrevista especial com Antônio Victor Fonseca Por, João Vitor e Patricia Fachin, IHU O aumento de 4% do desmatamento na Amazônia Legal entre agosto de 2018 e junho de 2019, registrado pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia - Imazon, “indica uma pressão dos atores econômicos” que atuam na região para ampliar o plantio de grãos e zonas de pecuária, diz o coordenador técnico

‘São 20 mil garimpeiros explorando a nossa casa’; Liderança yanomami denuncia o garimpo ilegal de ouro, ameaças e danos ambientais no território em Roraima

  Liderança yanomami denuncia o garimpo ilegal de ouro, ameaças e danos ambientais no território em Roraima; governo Bolsonaro pretende legalizar a mineração em terras indígenas Por José Cícero da Silva Fonte: Agência Pública “Sempre denunciamos, mas garimpeiros continuam lá”, diz Dário Kopenawa, filho do líder histórico yanomami David Kopenawa nesta entrevista à Agência Pública. “Ele [Bolsonaro] não está prejudicando só os Yanomami, ele está arrumando problema pro Estado brasileiro”, critica o jovem vice-presidente

Ações do MPF no Pará apontam provas do completo descontrole da cadeia econômica do ouro no Brasil

  Em plena era digital, falta sistema informatizado de fiscalização, e notas fiscais ainda são preenchidas à caneta Uma investigação inédita para esmiuçar o funcionamento de uma das maiores empresas compradoras de ouro no maior polo da mineração ilegal no Brasil, a bacia do Tapajós, no sudoeste do Pará, resultou em um retrato do completo descontrole do país sobre essa cadeia econômica, responsável por prejuízos financeiros, sociais e ambientais de proporções devastadoras. Coletadas

Áreas Protegidas na Amazônia estão sob risco com atividades ilegais como garimpo, extração de madeira e queimadas

  Lideram o ranking territórios que não deveriam registrar desmatamento, como Terras Indígenas e Unidades de Conservação Federais Por Stefânia Costa As Áreas Protegidas representam um patrimônio nacional e possuem muitos benefícios para a manutenção da biodiversidade, estoques de carbono e geração de serviços ambientais, além de possuir grande importância para a regulação do clima. A Amazônia Legal tem 46% do seu território formado por APs. Entretanto, dados publicados pelo Imazon apontam que essas

Mapa inédito identifica 2.312 pontos de mineração predatória na Panamazônia

  A partir de dados de seis países amazônicos, rede de organizações identifica 2.312 pontos de mineração predatória na maior floresta tropical do planeta ISA - Instituto Socioambiental O garimpo ilegal se espalha na Amazônia sem respeitar fronteiras. Um mapa inédito da Rede Amazônica de Informação Socioambiental Georreferenciada (Raisg), lançado na segunda-feira (10/12) simultaneamente em seis países amazônicos, mostra a distribuição dessa atividade ilegal e seus impactos socioambientais na Amazônia boliviana, brasileira, colombiana,

Desmatamento recorde em Terras Indígenas tem garimpo e madeira ilegal como protagonistas

  Desmatamento ilegal abate área recorde de floresta em sete Terras Indígenas entre Rondônia e Mato Grosso Um dos mais importantes redutos de biodiversidade e preservação cultural indígena da Amazônia, o Corredor Tupi-Mondé perdeu o equivalente a 2,7 mil campos de futebol de florestas em 2017. Dados consolidados das perdas florestais mostram que o desmatamento e a exploração de recursos naturais avançaram de modo desenfreado no Corredor Tupi-Mondé durante 2017. As perdas no

Operação impede a distribuição de 1,7 tonelada de mercúrio para garimpos ilegais na Amazônia

  IBAMA O Ibama e a Receita Federal determinaram à maior importadora de mercúrio do país, com sede em Joinville (SC), a devolução de 1,7 tonelada da substância ao país de origem, a Turquia. A empresa, que inicialmente estava autorizada a importar e comercializar mercúrio, teve suas atividades suspensas após a constatação de que um carregamento da substância abasteceria garimpos ilegais de ouro na Amazônia. A carga, que chegou ao Porto de Itajaí

MPF recomenda combate contínuo à extração ilegal de ouro nas terras dos indígenas Munduruku, no Pará

  Operações como a Pajé Brabo, realizada na semana passada depois de ação judicial do MPF, têm que virar rotina, defendem procuradores da República O Ministério Público Federal (MPF) encaminhou notificação a órgãos públicos para recomendar que seja contínuo o combate à extração ilegal de ouro nas terras indígenas Munduruku, no Pará. Nessas áreas – e em especial na Terra Indígena (TI) que leva o nome da etnia, no sudoeste do estado

Ibama apreende 430 kg de mercúrio e suspende importadora em SC, que abasteceria garimpos ilegais na Amazônia

  Ibama Agentes do Ibama apreenderam 430 quilos de mercúrio e suspenderam as atividades de uma empresa do setor químico em Joinville (SC) responsável pela importação irregular do produto. Investigação realizada pelo Instituto em três estados aponta que o mercúrio abasteceria garimpos ilegais na Amazônia. Os responsáveis foram autuados em R$ 1,5 milhão pela venda ilegal e por prestar informações falsas. Maior importadora de mercúrio do país, a empresa comercializou 6,8 toneladas da

Top