Queimadas na Amazônia deixam vestígios no rio Amazonas e em seus afluentes

    Elton Alisson | Agência FAPESP – Além dos rastros de destruição na floresta, as queimadas na Amazônia deixam vestígios no rio Amazonas e em seus afluentes. A queima incompleta da madeira das árvores resulta na produção de um tipo de carbono – conhecido como carbono negro – que chega às águas do Amazonas nas formas de carvão e fuligem e é transportado para o oceano Atlântico como carbono orgânico dissolvido. Um

Aumento de problemas respiratórios em crianças nas áreas de queimadas da Amazônia acarreta forte impacto para o SUS

  Coordenado pela Fiocruz, estudo mapeou o impacto das queimadas para a saúde infantil e concluiu que, nas áreas mais afetadas pelo fogo, o número de crianças internadas com problemas respiratórios dobrou. A Fiocruz, em estudo coordenado pelo Instituto de Comunicação e Informação em Saúde (Icict), mapeou o impacto das queimadas para a saúde infantil na região amazônica.  A pesquisa concluiu que, nas áreas mais afetadas pelo fogo, o número de crianças

Incêndio na Chapada dos Veadeiros já queimou 6,5 mil hectares e ameaça território quilombola

  Um incêndio espalha-se pelo Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, destruindo parte da unidade de conservação localizada no nordeste de Goiás. ABr Em comunicado divulgado nas redes sociais, a Rede Contra o Fogo, que reúne voluntários, afirma que o fogo atingiu cerca de 3 mil hectares no interior do parque e mais 3,5 mil hectares no entorno da unidade de conservação. A Delegacia Estadual do Meio Ambiente instaurou inquérito para investigar as

Secretaria de Meio Ambiente (Sema) de Santarém, no Pará, suspeita de queimada criminosa em Alter do Chão

  Sema suspeita de queimada criminosa em Alter do Chão; Fogo atingiu mais de 7% da área de proteção ambiental ABr A Secretaria de Meio Ambiente (Sema) de Santarém, no Pará, tem suspeitas de que os incêndios ocorridos desde sábado (14) na Área de Proteção Ambiental (APA) de Alter do Chão foram provocadas por ação humana, com o propósito de liberar pedaços de terra para exploração turística às margens do Rio Tapajós, em

Amazônia: Estudo mostra queimadas em 1/3 das áreas de desmatamento ilegal alvo de ação do MPF

    Cerca de 1/3 das áreas de desmatamento ilegal identificadas pelo Ministério Público Federal no âmbito do projeto Amazônia Protege foram alvo de queimadas em 2019. Isso totaliza 170 mil hectares ilegalmente desmatados entre 2015 e 2017 que apresentaram focos de calor este ano. É o que mostra laudo técnico produzido pela equipe de peritos do órgão, a pedido da Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural (4CCR/MPF). O estudo aponta que

Mata Atlântica em Minas arde: diariamente novos focos de incêndio destroem fragmentos preciosos do bioma

    Mata Atlântica em Minas: Estima-se que mais de 1.000 hectares de florestas e campos ferruginosos podem ter sido destruídos pelas chamas A Mata Atlântica em Minas Gerais está virando cinza. A cada dia aumenta o número de focos. Somente no município de Rio Manso, cujo manancial de mesmo nome abastece grande parte da região metropolitana de Belo Horizonte, estima-se que 300 hectares de florestas em estado avançado de regeneração tenham sido

Denúncia: Incêndios destroem florestas e mananciais na bacia do rio Manso, MG

    Mesmo sendo responsável pela gestão da barragem, Copasa ignora a situação dos incêndios na bacia do rio Manso Há quatro dias grandes focos de incêndio queimam florestas e outros ambientes naturais que protegem nascentes e afluentes do rio Manso, responsável pela alimentação da barragem de mesmo nome que abastece a região metropolitana de Belo Horizonte. Numa atitude incompreensível, a Copasa está ignorando a situação. Nesta segunda-feira (09), dois funcionários da empresa

Propriedades privadas na Amazônia registraram maior número de focos de fogo em 2019, segundo análise do IPAM

    Queimadas na Amazônia - Grilagem em florestas públicas não destinadas gerou 20% dos casos e segundo maior crescimento em relação aos oito anos anteriores, mostra nova análise do IPAM As propriedades privadas responderam por 33% dos focos de calor registrados na Amazônia até agora. Em segundo lugar, vieram as áreas sem destinação fundiária específica, que somam 30% dos focos de calor – 20% apenas em florestas públicas não destinadas, um forte

NASA mapeia monóxido de carbono associado a incêndios na região amazônica do Brasil

    Por Tony Greicius, NASA / JPL-Caltech* Novos dados do instrumento Atmosphere Infrared Sounder (AIRS) da NASA, a bordo do satélite Aqua, mostram, na alta atmosfera, o movimento de monóxido de carbono associado a incêndios na região amazônica do Brasil. Esta série cronológica mapeia o monóxido de carbono a uma altitude de 5.500 metros de 18 a 22 de agosto de 2019. À medida que a série avança, a pluma de monóxido de

Crime de Ecocídio contra a Floresta Amazônica, artigo de Heitor Scalambrini Costa

    [EcoDebate] O governo de extrema direita que tomou posse em 2019, eleito pelo voto popular, em uma eleição repleta de situações inusitadas e mesmo fraudulentas, é um negacionista em relação ao aquecimento global e suas causas. Também expressa rotineiramente, seu desprezo aos povos indígenas e ao meio ambiente. É sempre oportuno lembrar a situação dramática destes povos originários, uma vez que dependem totalmente sua sobrevivência ao ambiente que vivem, e

O ‘apetite’ global por carne e soja é o incentivador de desmatamento e queimadas na Amazônia

  É nossa fome de carne e soja a gasolina no fogo da Amazônia IHU Os incêndios devoram a floresta tropical, destruindo lentamente um dos pulmões do planeta. A Amazônia está atravessando uma fase crítica: as colunas de densa fumaça que sobem da vegetação tropical são o resultado das chamas que envolveram a mancha verde dos estados brasileiros do Amazonas, Rondônia, Mato Grosso, Pará e do Paraguai. As imagens que circularam de um lado para o outro do globo mostram o efeito

As causas dos incêndios florestais na Amazônia, artigo de Nelson Tembra

  Sobre os recentes destaques no noticiário internacional para o “aumento dos incêndios florestais na Amazônia”, e de tanta bobagem sendo falada por especuladores, a titulo de colaboração, não poderia deixar de apresentar esta revisão, trazendo meu parecer com as conclusões próprias resumidas obtidas na Pesquisa Florestal Brasileira, Brazilian Journal of Forestry Research (http://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/ ) ISSN: 1983-2605 (online), pautada nos impactos do fogo sobre a vegetação úmida da Amazônia, objetivando contextualizar a

Top