Por que minha saúde tem a ver com meio ambiente? artigo de Flávia Damaceno

  Cuidar da saúde também envolve cuidado com o ambiente     [EcoDebate] A saúde humana é um tema amplo e complexo, que envolve diversos fatores como variáveis a se considerar acerca de sua qualidade ou deficiência. Quando se fala em casos de saúde pública global, uma série de questões se relacionam a ocorrência de determinada doença, desde condições ambientais propícias à transmissão, aspectos socioeconômicos e de saneamento, até hábitos culturais. Contudo, mesmo que

Florestas ricas em espécies armazenam duas vezes mais carbono que monoculturas

  O nível total de sequestro de carbono e a conseqüente mitigação do aquecimento global só poderão ser alcançados com uma combinação de espécies.     Universidade de Zurique* Em 2009, o projeto BEF-China iniciou um experimento de biodiversidade em uma floresta, com a colaboração de instituições da China, Alemanha e Suíça. O amplo projeto investigou quão importante é a diversidade de espécies de árvores para o bom funcionamento dos ecossistemas florestais. Foram plantados grupos

Estudo avalia que títulos minerários em Terras Indígenas e Unidades de Conservação (UCs) são risco potencial

  Num momento em que aumentam as pressões para impedir a criação e reduzir o tamanho e o status de proteção de Unidades de Conservação no país, a existência de pedidos de pesquisa e autorizações de lavra em UCs e Terras Indígenas, ainda que suspensas, são risco potencial.     Estudo do WWF-Brasil divulgado hoje identificou nas Terras Indígenas e Unidades de Conservação (UCs) de proteção integral na Amazônia 5.675 processos de exploração mineral

Estudo mostra riscos do Projeto de Lei (PL) 3.751/2015 sobre prazo para criação de unidades de conservação

  Unidades de Conservação - Um grupo de biólogos, ambientalistas e procuradores do Ministério Público Federal (MPF) vem manifestando preocupação com o Projeto de Lei (PL) 3.751/2015, em tramitação na Câmara dos Deputados. A proposta pretende estabelecer o limite de cinco anos para que as unidades de conservação ambiental no país concluam todo o processo de desapropriação e indenização de propriedades. Do contrário, perderia efeito o decreto de criação da unidade. Boa parte

Estudo pioneiro sobre solos da Mata Atlântica é publicado na revista Restoration Ecology

  Pesquisa do Centro de Ciência e Sustentabilidade da PUC-Rio levantou indicadores inéditos que podem melhorar a qualidade da restauração de ecossistemas     Um estudo pioneiro sobre as características do solo da Mata Atlântica, desenvolvido pelo Centro de Ciência e Sustentabilidade da PUC-Rio, foi publicado pela revista Restoration Ecology, uma das mais importantes plataformas internacionais do meio acadêmico. A divulgação do artigo é um reconhecimento ao trabalho, que se tornou uma das principais

Manguezais da Amazônia armazenam duas vezes mais carbono por hectare que a floresta tropical da região

  Os cientistas determinaram, pela primeira vez que, os mangues costeiros da Amazônia, crescentemente desmatados para pastos de gado e produção de de camarões, armazenam significativamente mais carbono por hectare do que a famosa floresta tropical da região. Por Chris Branam*     O estudo de longo prazo, publicado recentemente na revista Biology Letters, fornece uma melhor compreensão de como o desmatamento de manguezais contribui para o efeito estufa, uma das principais causas do aquecimento

A florada do ipê e a rede social secreta da natureza, artigo de Marcia C. M. Marques

    [EcoDebate] Em setembro, em várias regiões do Brasil, floresce o ipê, uma árvore de flores grandes e vistosas que embelezam as matas e cerrados, praças e ruas das cidades. Os galhos sem folhas contrastam com as inflorescências densas, nas quais milhares de flores se espremem para expor a beleza de seus estames e estigmas e, assim, atrair aves, abelhas, borboletas e outros insetos polinizadores que auxiliarão a produzir as sementes

Extinta na natureza, reintrodução da ararinha-azul deve começar no ano em 2019

  A ararinha-azul (Cyanopsitta spixii), extinta na natureza desde 2000, deve voltar a voar nos céus brasileiros em breve. A ave, natural da Caatinga nordestina, ainda é criada em cativeiro. Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), ainda existem cerca de 150 ararinhas mantidas por criadores no Brasil e no exterior. O processo de reintrodução deve começar em março do ano que vem, quando deverão chegar ao Brasil 50 ararinhas

Cientistas alertam que floresta Amazônica reduziu a capacidade de absorção de carbono, chegando à quase zero

  As apresentações dos palestrantes do Workshop Amazônia estão disponíveis no link http://www.fapesp.br/eventos/amazon-workshop/pt   Por Cimone Barros – Inpa Fotos: Fernanda Farias (capa), Cimone Barros, Ingrydd Ramos e Letícia Misna   Fundamental para a estabilidade do clima do planeta, a floresta amazônica, que até alguns anos absorvia carbono em quantidades muito significativas, do ponto de vista de balanço de carbono total, reduziu essa capacidade e hoje está chegando à zero. Os cientistas consideram a situação preocupante. Em

Ampliação do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos: Agenda positiva ambiental que gera emprego e renda

  Coalizão de instituições da sociedade civil lançam a campanha #MaisAbrolhos, pela ampliação do primeiro Parque Nacional Marinho brasileiro   Em 31 de julho p.p., durante o IX Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação, mais importante evento ambiental do país, uma coalizão de instituições da sociedade civil que inclui a Comissão Especial de Governança dos Oceanos da OAB – Seccional Rio de Janeiro, a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, o Instituto

Pesquisadores alertam que conservar a Amazônia é questão ambiental, social e econômica

  Amazônia - Pesquisadores defendem base científica capaz de subsidiar políticas públicas que atendam questões relacionadas à sociedade, biodiversidade, meio ambiente e economia da região Por Maria Fernanda Ziegler, de Manaus, Agência FAPESP   A Amazônia é única. É a maior extensão de floresta tropical e o único lugar onde a própria floresta controla seu clima interno, impactando o mundo todo. Com sua biodiversidade ímpar, a Amazônia possibilita a manutenção de serviços ecossistêmicos e

Aquecimento Global: Proteger e regenerar florestas é crucial para limitar a mudança climática a 1,5°C

  Conversão de grandes áreas de terra em plantações como biomassa liberaria tanto CO2, que proteger e regenerar florestas é uma opção melhor Tentando combater a mudança climática substituindo as florestas por plantações de usinas de bioenergia que captam dióxido de carbono (CO2) poderia aumentar a quantidade de CO2 na atmosfera, dizem os cientistas . As usinas de energia de biomassa com captura e armazenamento de carbono (BECCS) são projetadas para produzir energia

Top