Agricultura orgânica reúne todos os elementos da produção sustentável

  Por Helena Tallmann e José Zasso, IBGE Dados do Censo Agropecuário do IBGE mostram que, de 2006 a 2017, o número de estabelecimentos agropecuários com a certificação de produção orgânica cresceu mais de 1.000% no Brasil, saltando de 5.106 para 68.716. Trata-se de um avanço importante para o país que é um dos maiores consumidores de agrotóxicos do mundo, segundo o Atlas do Agronegócio, da Fundação Heinrich Böll. E, apesar do avanço,

Agricultura irrigada consome mais da metade da água usada no país

  O consumo de água no Brasil deve crescer 24% até o ano de 2030 superando a marca de 2,5 milhões de litros por segundo. Cem anos antes - de 2030 -, em 1931, o Brasil só consumia 6% deste total. O dado está no estudo da ANA, a Agência Nacional de Águas, que traça um panorama das demandas pelos recursos hídricos em todos os municípios do país. Por Lucas Pordeus León, Radioagência

Agrotóxicos e orgânicos na saúde, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Tatiane Vargas no site da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) elabora reflexão e entrevista Josino Costa Moreira, então coordenador do Laboratório de Ecotoxicologia do Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da ENSP. Nas últimas semanas, uma discussão sobre o cultivo de alimentos de maneira orgânica e da forma tradicional, com uso de agrotóxicos, tem promovido grande polêmica entre os especialistas do tema. Um estudo da Universidade

Agricultura orgânica: grupo de mulheres revela o casamento da faceta da raiz cultural às sementes crioulas

  Por Sucena Shkrada Resk  A entrevistada desta semana, do Blog Cidadãos do Mundo - jornalista Sucena Shkrada Resk, é a agricultora familiar pernambucana Vilma Martins (terceira à direita na foto), radicada em São Paulo, que integra a composição feminina do Grupo de Agricultores Urbanos (GAU) - Culinária e Agricultura Orgânica, em União da Vila Nova - São Miguel Paulista, na capital, hoje composto por nove mulheres. A maioria são migrantes vindas do Nordeste

‘No campo a gente tem liberdade e adquire saúde’: luta pela terra no sul de MG, artigo de Gilvander Moreira

  “No campo a gente tem liberdade e adquire saúde”: luta pela terra no sul de MG. Por Gilvander Moreira1 Ao lado do Assentamento Primeiro do Sul, do MST2, em Campo do Meio, no sul de Minas Gerais, e na fronteira com a maior fazenda de monocultura do café da América Latina está o megalatifúndio da ex-usina Ariadnópolis, que foi ocupado pelo MST pela primeira vez em 1998, um ano após a

Agricultura familiar, saúde e meio ambiente, Parte 3/3 (Final), artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] MOREIRA (2013) Ainda sobre os sistemas de produção, destaca que uma nova ordem está sendo buscada, através da construção de um conjunto de normas e de um sistema de garantia de qualidade dos produtos horti-fruti-granjeiros. Novas instituições de avaliação da conformidade participativa dos produtos são necessárias, assim como uma estrutura de governança que dê suporte para a transformação gradual do padrão tecnológico dos agricultores familiares. A produção e comercialização de frutas

Agricultura familiar, saúde e meio ambiente, Parte 2/3, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] MOREIRA (2013) assevera que existem vários países da América Latina que têm programas de alimentação escolar, mas na maioria deles as ações públicas são pequenas ajudas, temporárias e com baixo conteúdo nutricional. Em poucos países, como Brasil, Panamá e Chile, as refeições são asseguradas durante todo o ano letivo e em caráter nacional. Mas nos dois últimos países mencionados, a alimentação não é para todos. No Chile todos os alunos desfrutam

Agricultura familiar, saúde e meio ambiente, Parte 1/3, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] MOREIRA (2013) destaca que na agricultura familiar há uma importância cada vez maior em se produzir hortaliças e frutas com padrões de qualidade e que sejam livres de resíduos de agrotóxicos, não comprometendo o ambiente agrícola. O consumo de frutas e hortaliças tornou-se um consenso entre médicos e nutricionistas para uma dieta saudável e como uma alternativa, para a população brasileira e mundial. A partir de junho de 2009, houve uma

Projeto transforma espaços ociosos em verdadeiras hortas urbanas e estimula cultivo orgânico em Roraima

  Hortas urbanas - Um quintal de possibilidades Ter um quintal à disposição e vontade para aprender a cultivar os próprios alimentos unem famílias carentes participantes de um projeto inovador em Roraima. São os ‘Quintais Sustentáveis’, uma iniciativa da Embrapa em parceria com o Lar Fabiano de Cristo (unidade Casa de Timóteo) e fomento do CNPq, que busca estimular a produção e consumo de hortaliças, frutas e plantas medicinais em quintais de

Produzir alimentos saudáveis de forma agroecológica se tornou uma necessidade imperiosa e uma questão ética imprescindível, artigo de Gilvander Moreira

Por que produzir de forma agroecológica? Por Gilvander Moreira1 Diante da grande diversidade de frutas produzidas no Assentamento Primeiro do Sul, do MST2, em Campo do Meio, no sul de Minas Gerais - banana, goiaba, maracujá, laranja, mamão etc. - um grupo de mulheres assentadas organizou e está trabalhando em uma microindústria de doces para o consumo próprio e venda do excedente na Feira da Agricultura Camponesa na Praça da Caixa D’água

N-verde: Embrapa Agrobiologia desenvolve fertilizante orgânico nitrogenado

  Com foco em hortaliças, N-verde, fertilizante orgânico nitrogenado, gera menos perdas que torta de mamona A Embrapa Agrobiologia, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária sediada no Rio de Janeiro, desenvolveu um fertilizante orgânico a partir da biomassa aérea de espécies leguminosas, o N-verde. O processo aproveita a parte da planta que fica fora da terra.     Hortaliças Na primeira fase da pesquisa, iniciada em 2008, foram selecionadas as matérias-primas que poderiam ser usadas

Sob críticas de especialistas, Câmara discute propostas polêmicas sobre orgânicos e agrotóxicos

  O projeto de lei (PL) 4576/2015, que trata da comercialização de alimentos orgânicos, aguarda parecer na Comissão de Defesa do Consumidor para seguir em tramitação na Câmara. A proposta em discussão tem posição contrária tanto do Ministério da Agricultura, como de representantes do setor da agricultura orgânica, em situação oposta à polêmica do PL 6299/02, que trata do registro, fiscalização e controle dos agrotóxicos no país, com defensores na Câmara

Top