Coleta seletiva só recolhe 2% do lixo em SP

  Dados estão em estudo da Faculdade de Saúde Pública; pesquisadora também defende que a coleta seletiva deve se somar a outras ações Jornal da USP Um estudo da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP analisa a eficácia social da Política Nacional de Resíduos Sólidos no sistema de coleta seletiva implantado no município de São Paulo. A tese de doutorado de Marli Aparecida Sampaio foi centrada nos anos de 2013 a 2016

Projeto ‘Coleta Seletiva Solidária’ ensina a fazer lixeiras sustentáveis e autoexplicativas

  Por Emerson Rocha (Fiocruz Mata Atlântica) Projeto 'Coleta Seletiva Solidária' - Com o pensamento em melhorar a reciclagem do lixo urbano da Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, a equipe do Programa de Desenvolvimento do Campus Fiocruz Mata Atlântica (PDCFMA) criou uma alternativa bem curiosa. Por meio do projeto Coleta Seletiva Solidária, foram desenvolvidas quatro tipos de lixeiras “sustentáveis” e “autoexplicativas”. A diferença básica delas está na

São Paulo poderá punir empresas sem plano de logística reversa

  Logística Reversa: São Paulo terá critérios que associam plano ao licenciamento ambiental     Começou a valer nesta semana em São Paulo as regras que punem empresas instaladas no estado e que não tenham apresentado um plano de destinação do lixo resultantes dos seus produtos, a chamada logística reversa. Entre as penalidades, está o bloqueio da licença ambiental. A medida faz parte do Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), de 2010, que foi

Infográfico: Os desafios da Reciclagem

  Infográfico com o tema 2018: os desafios da reciclagem, produzido pelo site Evolution Plásticos.   Colaboração de Nayrison da Costa, in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 02/03/2018   [CC BY-NC-SA 3.0][ O conteúdo da EcoDebate pode ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, à EcoDebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ] Inclusão na lista de distribuição do Boletim Diário da revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394, Caso queira ser

China decide deixar de importar plástico para reciclar, deixando países como Reino Unido e Estados Unidos com menos soluções

    Alexandre Soares, da ONU News em Nova Iorque. No fim do ano passado, a China decidiu parar de importar plástico para reciclar de outros países, deixando várias nações ocidentais à procura de soluções. A notícia foi celebrada num artigo de opinião da agência ONU Meio Ambiente, que foi assinado por Verena Balke. Segundo ela, em nível global apenas 14% de todo o plástico é reciclado. As máquinas atuais não são capazes de

Catadores protestam contra queda de renda após galpões de reciclagem no DF

  ABr Cerca de 200 catadores de material reciclável protestaram ontem (7), em frente ao prédio onde fica a sede do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) do Distrito Federal, em Brasília, contra as condições oferecidas pelo governo nos galpões de triagem e separação dos resíduos da coleta seletiva. Eles reclamam, principalmente, do baixo volume de lixo que tem sido destinado para as unidades e da falta de espaço para acomodar todos os

Logística Reversa: a chave para um planeta mais sustentável, artigo de Nilo Cini Junior

    [EcoDebate] Nos últimos anos, a sustentabilidade se transformou em um dos temas mais discutidos no setor empresarial. Isso é fruto, principalmente, da conscientização social. O ser humano está cada vez mais certo de que os recursos naturais que estamos utilizando são finitos. Dessa maneira, se não nos preocuparmos com o planeta, as próximas gerações estarão ameaçadas. O tripé reduzir, reutilizar e reciclar é uma tendência cada vez mais presente em

Lixo eletrônico representa ‘crescente risco’ ao meio ambiente e à saúde humana, diz relatório da ONU

  O crescente volume de lixo eletrônico, incluindo produtos descartados com bateria ou tomada, tais como celulares, laptops, televisores, refrigeradores e brinquedos eletrônicos, representam uma importante ameaça ao meio ambiente e à saúde humana, alertaram as Nações Unidas em dezembro (13). Em 2016, foram gerados 44,7 milhões de toneladas métricas de resíduos eletrônicos, um aumento de 8% na comparação com 2014. Especialistas preveem um crescimento de mais 17%, para 52,2 milhões de

4 R’s da Sustentabilidade: Repensar, Reduzir, Reutilizar e Reciclar, por Lauro Charlet Pereira e Marco Antônio Ferreira Gomes

4 R’s DA SUSTENTABILIDADE: REPENSAR, REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR Lauro Charlet Pereira1 Marco Antônio Ferreira Gomes1 1Pesquisadores da Embrapa Meio Ambiente E-mail: lauro.pereira@embrapa.br ; marco.gomes@embrapa.br [EcoDebate] A necessidade contínua de revisar a interrelação “homem-ambiente”, engloba o envolvimento de governantes, setor privado, mídia, comunidade científica e a sociedade civil, como um todo. Nessa perspectiva, tem surgido inúmeras ações frente à crise ambiental, como o jornalismo ambiental e a educação ambiental, por exemplo, que visam principalmente desenvolver

Em 2016, o mundo produziu lixo eletrônico equivalente a 4,5 mil torres Eiffel

  Peso total de resíduos eletrônicos chega a 44,7 milhões de toneladas no ano passado; relatório pede esforços globais para melhorar produção de componentes e equipamentos elétricos e eletrônicos; mundo tem mais assinaturas de celular que habitantes.     Por Eleutério Guevane, da ONU News em Nova Iorque. O mundo produziu lixo eletrônico equivalente a 44,7 milhões de toneladas em 2016. Segundo o Monitor de Resíduos Eletrônicos 2017, em tradução livre, houve um aumento corresponde

Infográfico: como se dá a reciclagem dos plásticos e no que se transformam

  O plástico com certeza foi uma das maiores invenções de todos os tempos. Nos dias de hoje, ele está tão inserido nas nossas vidas que nem percebemos que quase tudo ao nosso redor é feito de plástico. Acontece que toda essa dependência gera um resíduo grande e indissolúvel pela natureza. A solução? RECICLAR. Confira aqui passo a passo as etapas pela qual o plástico passa durante a reciclagem e fique

7 anos da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS): Como tirar o Brasil do lixo? artigo de Paulo J. P. Mancini

    POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS: COMO TIRAR O BRASIL DO LIXO? [EcoDebate] No último dia 02 de agosto completaram 7 anos da sanção da lei federal 12.305/10 que instituiu a PNRS - Política Nacional de Resíduos Sólidos, que por 20 anos tramitou no Congresso Nacional. No último levantamento realizado pela ABRELPE – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais – realizado entre 2014 e 2015 e publicado na edição

Top