Omissão e jogo de empurra deixam população no escuro sobre presença de agrotóxico na água

  Resumo: Não há nenhuma punição para cidades que burlam a lei ao não enviar dados sobre pesticidas ou que não agem quando teste sugere contaminação Por Luana Rocha, Mariana Della Barba, Agência Pública/Repórter Brasil Não importa em qual parte do país você mora: pode ser difícil ou mesmo impossível saber se o copo de água que você está bebendo tem ou não agrotóxico e, pior, se a concentração do pesticida está acima do

Colmeias expostas a herbicidas definham e morrem em três meses

  Colmeias expostas a herbicidas definham e morrem em três meses. Entrevista especial com Rubens Nodari IHU O uso de fipronil, inseticida usado no tratamento de sementes de soja, foi identificado como a principal causa da mortandade de mais de 50 milhões de abelhas no início deste ano em Santa Catarina. De acordo com o agrônomo Rubens Nodari, resíduos dessa substância foram encontrados em percentuais muito superiores à dose letal permitida no laudo realizado pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola

Governo aprova mais 57 agrotóxicos e número total de liberados já passa de 400

    Em 03 de outubro de 2019, se comemorou o Dia Nacional das Abelhas, um dos grupos de polinizadores mais afetados pelo uso massivo de agrotóxicos. E, nessa mesma data, o governo brasileiro dá mais uma demonstração da importância que dá para os agrotóxicos em sua gestão.  Mantendo ritmo sem precedentes, o governo liberou, nesta quinta-feira, mais 57 agrotóxicos. Até o momento, já são 410 novos registros concedidos desde o início deste

Pesquisadora do Instituto Butantan é perseguida após comprovar que não existe dose segura de agrotóxicos

    Por Mariana Simões, Agência Pública / Repórter Brasil Há 30 anos, a imunologista Mônica Lopes Ferreira desempenha uma celebrada carreira no Instituto Butantan, instituição pública centenária ligada à Secretaria da Saúde de São Paulo, que atua como centro de pesquisa biológica. Há dois meses, porém, Mônica tem passado por um campanha contra ela dentro do instituto. Tudo começou quando a imunologista analisou dez agrotóxicos que estão entre os mais utilizados no Brasil

A poluição por fungicidas pode ter consequências imprevisíveis para o funcionamento dos sistemas aquáticos

  Os fungicidas são usados mundialmente na agricultura. Grandes quantidades de fungicidas aplicados vazam para as águas superficiais próximas. Os efeitos dessas substâncias nos organismos aquáticos são pouco compreendidos e não são abordados especificamente nos quadros regulamentares da UE no que diz respeito à proteção das águas superficiais. Forschungsverbund Berlin e.V.*   Foto: Pixabay/FV-Berlin   Cientistas do Leibniz-Institute of Freshwater Ecology and Inland Fisheries (IGB) descobriram que a poluição por fungicidas pode ter consequências imprevisíveis, mas

Como funciona o processo de liberação dos agrotóxicos no Brasil

  Por Katia Machado - EPSJV/Fiocruz No dia 18 de julho, marco dos 200 dias do governo do presidente Jair Bolsonaro, o país já havia liberado mais agrotóxicos do que a União Europeia em um período de oito anos. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuá-ria e Abastecimento (MAPA), responsável pelo registro dos pesticidas, até aquele momento, 262 produtos receberam sinal verde para uso nas lavouras brasileiras. O número supera o total dos

MPT, MPF e MPE ajuízam ação para proibir uso do glifosato em MT

    Proibição do glifosato visa resguardar o meio ambiente e a saúde de trabalhadores rurais expostos aos agrotóxicos O Ministério Público do Trabalho (MPT-MT), Ministério Público Federal (MPF-MT) e o Ministério Público Estadual (MP-MT) ajuizaram na última semana uma ação civil pública em face da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja), da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e da

Percepção do risco de carrapaticidas, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] SILVA et al (2012) caracterizam os riscos relacionados ao uso de agrotóxicos na pecuária leiteira, em relação a questões de legislação, de saúde e da percepção dos riscos desta atividade. Estudos apontam uma situação de especial interesse para o campo da Saúde Coletiva. No que diz respeito aos trabalhadores da pecuária leiteira, a invisibilidade de riscos associados ao manejo de agrotóxicos de uso veterinário aumenta sua exposição e está relacionada

Com aprovação de mais agrotóxicos à base de Sulfoxaflor, apicultores temem novo extermínio de abelhas

  Última leva de aprovações do governo Bolsonaro incluiu seis produtos com Sulfoxaflor; pesticida é apontado como causador de morte de enxames     Por Pedro Grigori, Agência Pública/Repórter Brasil Se o número de abelhas mortas desde o final do ano passado assusta – foram mais de 500 milhões em três meses –, apicultores brasileiros se preparam para uma realidade ainda pior este ano. Isso porque, além dos agrotóxicos que já causam mortandade segundo diversos estudos,

Em Confresa (MT), ‘chuva’ de agrotóxicos expulsa agricultores familiares e polui as águas do território indígena Urubu Branco

  Por Texto: Julia Dolce | Fotos: José Cícero da Silva “A senhora pode aguentar tudo, resistir à pressão de todo o tipo, mas quero ver aguentar o veneno”, ouviu Valdiva de Oliveira e Silva, hoje com 66 anos, de um funcionário de “Gilbertão”, que queria expulsá-la de seu lote, no assentamento Gleba Novo Horizonte, em Confresa, Mato Grosso. O grileiro Gilberto – preso por grilagem, ameaça e uso de violência em

Agrotóxicos: O Brasil está, literalmente, se envenenando, artigo de Gervásio Lima

    [EcoDebate] Aprovações para uso de agrotóxicos no país atingem um número preocupante. Do mês de janeiro deste ano até o momento já são 290 liberações de substâncias venenosas. Só neste mês de julho foram 51. Conforme os especialistas, nunca houve um ritmo tão frenético de aprovação de agrotóxicos como agora. . No Brasil, em seis meses, 239 venenos tiveram a comercialização autorizada, contra 229 da União Europeia em oito anos. Entre

Lançado na Europa mapa do envenenamento de alimentos por agrotóxicos no Brasil

  Em exposição crônica aos agrotóxicos, brasileiro corre mais risco de morte e desenvolvimento de doenças O atlas de envenenamento foi lançado em Berlim, Alemanha, país que sedia as maiores empresas agroquímicas do mundo: a Bayer/Monsanto (incorporada pelo grupo Bayer) e a Basf, que dominam a produção de toda a cadeia alimentar – sementes, fertilizantes e agrotóxicos Por Ivanir Ferreir, do Jornal da USP Um ousado trabalho de geografia que mapeou o nível de

Top