Un nuevo estudio exige la prohibición de plaguicidas organofosfatos relacionados con el daño cerebral en los niños

  [ Um novo estudo pede a proibição de pesticidas relacionados a danos cerebrais em crianças ] Toda la familia de pesticidas ampliamente utilizados, conocidos como organofosfatos (OP), causan daño cerebral en los niños, incluso a niveles bajos de exposición, y debe eliminarse gradualmente Por Graciela Vizcay Gomez Ese es el hallazgo de un artículo  publicado en la revista PLOS Medicine, revisado por pares, que examinó toda la literatura científica existente sobre una clase de

Idec lança e-book gratuito com 10 mitos e verdades sobre agrotóxicos

  E-book gratuito tem o objetivo de ampliar o debate sobre o tema e informar a população sobre como se alimentar de forma mais saudável   Para comemorar o Dia Mundial da Alimentação, o Idec lançou, na terça-feira (16), o e-book gratuito 10 Mitos e Verdades sobre Agrotóxicos - Guia prático para uma alimentação mais consciente e saudável. O objetivo do material é ampliar o debate sobre o assunto e mostrar que

Agrotóxicos e outras substâncias químicas nocivas matam 193 mil pessoas no mundo por ano, diz ONU

  Número foi divulgado pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) em reunião em Brasília sobre o uso de pesticidas. Agência regional defendeu abordagem integrada entre setores da saúde, agricultura e meio ambiente, a fim de enfrentar o problema da exposição e intoxicação por substâncias químicas nocivas. ONU Cerca de 193 mil pessoas no mundo perdem a vida todos os anos por exposição a substâncias químicas nocivas, afirmou na terça-feira (11) o representante da Organização

Decrescimento, parte 5/6: Os dois inimigos da humanidade e a agrointoxicação; análise de Luiz Marques (IFCH/Unicamp)

  A agrointoxicação do planeta: um problema sistêmico Jornal da UNICAMP TEXTO LUIZ MARQUES FOTOS REPRODUÇÃO EDIÇÃO DE IMAGEM LUIS PAULO SILVA Desde 2015, habitamos um planeta em cuja atmosfera concentram-se mais de 400 partes por milhão (ppm) de dióxido de carbono (CO2) e mais de 1.840 partes por bilhão (ppb) de metano, os dois principais gases de efeito estufa (GEE). Em média, as concentrações de CO2 foram de 405 ppm em 2017, ou seja 2,2 ppm

TRF1 derruba liminar que suspendia uso de herbicidas à base das substâncias glifosato, tiram e abamectina

  O desembargador Kássio Nunes Marques, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), derrubou a liminar (decisão provisória) que suspendeu o registro de produtos à base das substâncias glifosato, tiram e abamectina no país. Conhecido comercialmente como roundup, o glifosato é um herbicida usado contra ervas daninhas indesejadas em produções agrícolas.     De acordo com entidades contrárias ao uso do agrotóxico na lavoura, há estudos que levantam suspeitas de que o produto

Comida sem veneno, artigo de Jamile Lima Nogueira

    [EcoDebate] O cenário da alimentação em nosso país vem mudando nos últimos anos. Um elevado consumo de produtos industrializados, ricos em gorduras e açúcares, vem dando lugar ao uso de alimentos menos processados e in natura. A troca, ainda lenta, é fruto de campanhas de conscientização diárias movidas por profissionais de saúde Brasil afora. Tudo para explicar às famílias que a boa saúde pode sim começar pela mesa e o

Fórum emite nota de apoio à decisão que suspende registro de agrotóxicos que contenham abamectina, tiram e o glifosato

  Decisão liminar que proíbe agrotóxicos com glifosato, abamectina e tiram, está prestes a ser apreciada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região O Fórum Nacional de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos, do qual o Ministério Público do Trabalho faz parte, emitiu uma nota técnica de apoio à decisão liminar da 7a Vara Federal de Brasília, que suspendeu, no país, os registros atuais e proíbe novos registros de agrotóxicos que contenham abamectina,

Sob críticas de especialistas, Câmara discute propostas polêmicas sobre orgânicos e agrotóxicos

  O projeto de lei (PL) 4576/2015, que trata da comercialização de alimentos orgânicos, aguarda parecer na Comissão de Defesa do Consumidor para seguir em tramitação na Câmara. A proposta em discussão tem posição contrária tanto do Ministério da Agricultura, como de representantes do setor da agricultura orgânica, em situação oposta à polêmica do PL 6299/02, que trata do registro, fiscalização e controle dos agrotóxicos no país, com defensores na Câmara

Artigo de pesquisador da Ensp/Fiocruz debate PL sobre agrotóxicos

    Brasil, líder do ranking mundial de consumo dos produtos, caminha na direção contrária a vários países do planeta com maior consciência ecológica e sanitária onde tem havido redução dos agrotóxicos no consumo global e por área plantada   Informe Ensp "Passados quase trinta anos da Lei dos Agrotóxicos, idade semelhante à da chamada Constituição Cidadã de 1988 e das Leis Orgânicas de Saúde aprovadas em 1990 que regulamentaram o Sistema Único de Saúde (SUS), vivemos

Agrotóxicos: Governo e ruralistas pressionam pela derrubada da decisão judicial que suspendeu o registro do glifosato

  Agrotóxico, cuja associação com câncer e outras doenças já foi comprovada, teve seu registro suspenso pela Justiça brasileira. Mas governo, fabricantes e ruralistas pressionam a Advocacia-Geral da União pela derrubada da decisão Portal EPSJV/Fiocruz - EPSJV/Fiocruz     No dia 3 de agosto, a juíza federal substituta Luciana Raquel Tolentino de Moura, da 7ª Vara da Seção Judiciária do Distrito Federal, determinou em caráter liminar que o governo federal não conceda novos registros de

‘Se a substância é carcinogênica, não existe um limite de exposição que não vá causar câncer’; Entrevista com Márcia Sarpa

  Agrotóxicos - Saúde     Em decisão inédita, a Justiça americana condenou a Monsanto a indenizar o jardineiro Dewayne Johnson em US$ 289 milhões pelo aparecimento de um câncer, que estaria relacionado ao uso do herbicida Roundup, que tem como princípio ativo o controverso glifosato, um dos agrotóxicos mais usado no Brasil. O processo é um de cinco mil casos similares em andamento nos EUA. Apesar de a Monsanto negar que a substância esteja

Inseticidas neonicotinóides e organofosfatos prejudicam a capacidade migratória de aves

  Agrotóxicos Aves que viajam longas distâncias entre suas áreas de reprodução e invernada podem ser particularmente suscetíveis a inseticidas neurotóxicos, mas a influência de inseticidas na capacidade de migração é pouco compreendida. Após a exposição aguda a dois inseticidas agrícolas amplamente utilizados, o imidaclopride (neonicotinóide) e o clorpirifos (organofosfato), foram comparados os efeitos sobre a massa corporal, atividade migratória e orientação em uma ave que se alimenta de sementes, o pardal (

Top