Mudança climática já impacta a maior floresta temperada da América do Norte

  Mudança climática já impacta a maior floresta temperada da América do Norte Uma nova pesquisa divulgada na Bioscience descobriu que uma região remota da maior floresta temperada da América do Norte está passando por mudanças em seu ecossistema devido às mudanças climáticas. Brian Buma , pesquisador e professor de biologia integrada da University of Colorado Denver, co-lidera a rede de pesquisa que delineou as mudanças em um novo artigo. Por Meghan Azralon*, University

As mudanças climáticas estão afetando o equilíbrio hídrico do nosso planeta

  As mudanças climáticas estão afetando o equilíbrio hídrico do nosso planeta As mudanças climáticas estão afetando o equilíbrio hídrico do nosso planeta: dependendo da região e da época do ano, isso pode influenciar a quantidade de água nos rios, resultando potencialmente em mais enchentes ou secas O fluxo dos rios mudou significativamente em todo o mundo nas últimas décadas. Uma equipe de pesquisa internacional liderada pela ETH Zurich demonstrou agora que são

Terras áridas globais estão experimentando um aquecimento mais rápido do que a média

  Terras áridas globais estão experimentando um aquecimento mais rápido do que a média Rumo a uma compreensão mais abrangente das mudanças de aridez nas terras áridas globais As terras áridas globais estão experimentando um aquecimento mais rápido do que a média e também estão entre as regiões mais vulneráveis às mudanças climáticas. Todas as métricas meteorológicas apontam para uma tendência emergente de aumento da aridez da superfície, levantando preocupações de desertificação e degradação

Verões do hemisfério norte podem durar quase metade do ano até 2100

  Verões do hemisfério norte podem durar quase metade do ano até 2100 Sem esforços para mitigar a mudança climática, verões que duram quase seis meses podem se tornar o novo normal até 2100 no Hemisfério Norte, de acordo com um novo estudo. A mudança provavelmente teria impactos de longo alcance na agricultura, saúde humana e meio ambiente, de acordo com os autores do estudo. American Geophysical Union* Na década de 1950, no hemisfério

Os trópicos podem tornar-se inabitáveis com aquecimento global, diz estudo

  Os trópicos podem tornar-se inabitáveis com aquecimento global, diz estudo Por Agência Brasil* Os trópicos podem tornar-se inabitáveis para o ser humano se não conseguirmos limitar o aquecimento global a 1,5 grau centígrado, alertam os cientistas. Cumprir as metas climáticas mundiais pode evitar que as populações das regiões tropicais enfrentem episódios de "calor insuportável". "O calor extremo, em consequência do aquecimento global, é uma questão preocupante para a crescente população tropical", diz novo estudo publicado nessa segunda-feira (8), na

O nível do mar sobe até quatro vezes a média global para as comunidades costeiras

  O nível do mar sobe até quatro vezes a média global para as comunidades costeiras As populações costeiras estão experimentando um aumento relativo do nível do mar até quatro vezes mais rápido do que a média global - de acordo com uma nova pesquisa do Centro Tyndall da Universidade de East Anglia. University of East Anglia* Um novo estudo publicado na Nature Climate Change é o primeiro a analisar o aumento do nível

Aquecimento global aumenta os fenômenos climáticos extremos

  Aquecimento global aumenta os fenômenos climáticos extremos Um exemplo são as temperaturas geladas que atingiram o Texas e toda a região central dos Estados Unidos, as mais intensas dos últimos tempos. O professor Paulo Artaxo explica o fenômeno Por Simone Lemos, Jornal da USP no Ar / Rádio USP   https://jornal.usp.br/wp-content/uploads/2021/03/FRIO-TEXAS-SIMONE-LEMOS.mp3   Temperaturas extremamente geladas, chegando a 20 graus abaixo de zero, atingiram o Estado do Texas e toda a região central dos Estados Unidos, normalmente

Corte de emissões precisa crescer dez vezes para conter emergência climática, diz estudo

  Corte de emissões precisa crescer dez vezes para conter emergência climática, diz estudo Pesquisa se soma às evidências de que mundo não está no caminho de frear aquecimento global; Aplicativo permite comparar emissões dos países Por Cinthia Leone, ClimaInfo O mundo precisa multiplicar por dez o atual volume de cortes de emissões de CO2 para conter a emergência climática. É o que indica um novo estudo publicado na revista Nature Climate Change e

Emergência climática: mais letal que a emergência sanitária

  Emergência climática: mais letal que a emergência sanitária, artigo de José Eustáquio Diniz Alves “A mudança climática é o maior desafio do nosso tempo” Amanda Gorman no poema “Earthrise” [EcoDebate] A esperança de vida ao nascer avançou muito no mundo nos últimos 60 anos, passando de 50,1 anos em 1960 para 72,6 anos em 2019. Foi um aumento de 0,4 ao ano durante todo o período, embora os ganhos tenham diminuído pela metade

Novo estudo limita a gama de incertezas em projeções climáticas futuras

  Novo estudo limita a gama de incertezas em projeções climáticas futuras Por Alan Buis*, Laboratório de Propulsão a Jato da NASA Mapa de tendências da NASA GISS Surface Temperature Analysis (GISTEMP v4) da mudança observada na temperatura da superfície global para o período de 1979 a 2019. O aquecimento global futuro depende da sensibilidade do clima da Terra e de nossas emissões. Crédito: Instituto Goddard de Estudos Espaciais da NASA Recentemente, uma equipe de pesquisa

Mudanças climáticas ameaçam florestas europeias

    Mudanças climáticas ameaçam florestas europeias Nos últimos anos, as florestas europeias sofreram muito com as condições climáticas extremas e seus impactos. Grandes partes das florestas da Europa estão potencialmente em risco de perturbações como ataques de insetos. Este é o principal resultado de um estudo realizado por uma equipe internacional de cientistas com a participação de Henrik Hartmann do Instituto Max Planck de Biogeoquímica de Jena, Alemanha. Max Planck Institute for Biogeochemistry* As florestas

O aquecimento global representa uma ameaça para as cadeias alimentares

  O aquecimento global representa uma ameaça para as cadeias alimentares O aumento das temperaturas pode reduzir a eficiência das cadeias alimentares e ameaçar a sobrevivência de animais maiores, mostra uma nova pesquisa . Os cientistas mediram a transferência de energia de algas unicelulares (fitoplâncton) para pequenos animais que as comem (zooplâncton). University of Exeter* O estudo - da University of Exeter e Queen Mary University de Londres, e publicado na revista Nature - descobriu

Mudança climática nos Alpes impacta a retenção de carbono e a produtividade das plantas

  Mudança climática nos Alpes impacta a retenção de carbono e a produtividade das plantas O derretimento da neve da primavera nos Alpes está ocorrendo no início do ano devido às mudanças climáticas e, como resultado, desencadeia desvios abruptos nos ecossistemas montanhosos. Essas mudanças podem afetar negativamente o funcionamento desses valiosos ecossistemas. The University of Manchester* Uma nova pesquisa demonstrou que comunidades microbianas de vital importância nos solos alpinos estão sob ameaça como resultado direto

Metas do Brasil para o Acordo de Paris precisam ser revistas antes da COP26

  Metas do Brasil para o Acordo de Paris precisam ser revistas antes da COP26 Brasil terá que refazer suas metas no Acordo de Paris - ONU pede revisão de planos climáticos ruins; Brasil ficou fora de Cúpula em 2020 por submeter objetivos que reduzem esforço do país contra aquecimento global Por Cinthia Leone, ClimaInfo Um relatório da ONU divulgado na sexta-feira (26/02) afirma que as metas atuais dos principais poluidores combinadas não chegam

Degelo global já segue os piores cenários de aquecimento climático

  Degelo global já segue os piores cenários de aquecimento climático A velocidade com que o gelo está desaparecendo em todo o planeta está se acelerando, de acordo com novas pesquisas. E as descobertas também revelam que a Terra perdeu 28 trilhões de toneladas de gelo entre 1994 e 2017 - o equivalente a uma camada de gelo de 100 metros de espessura cobrindo todo o Reino Unido. University of Leeds*   Cientistas liderados pela

Pandemia mostrou ser possível reduzir o uso de combustíveis fósseis

  Pandemia mostrou ser possível reduzir o uso de combustíveis fósseis, artigo de Vivaldo José Breternitz [EcoDebate] A relação entre a pandemia de covid-19 e as mudanças climáticas tem sido objeto de diversos estudos , quase todos apontando para uma redução da emissão de poluentes, principalmente gás carbônico, que ocorre em função da redução da atividade econômica, especialmente no que se refere a fábricas e transportes. Agora, o estudo Covid-19-induced low power demand

No ritmo atual de aumento da temperatura podemos atingir +1,5°C nos próximos 15 anos

  No ritmo atual de aumento da temperatura podemos atingir +1,5°C nos próximos 15 anos UNEP Os últimos seis anos foram os mais quentes registrados desde 1880, sendo 2016, 2019 e 2020 os três primeiros, de acordo com um comunicado de imprensa da Organização Meteorológica Mundial (OMM) em 15 de janeiro. O ano 2020 foi de 1,2°C acima das temperaturas da era pré-industrial (1880). A OMM prevê que há uma probabilidade de 20% de que o aumento da

Limitar o aquecimento a 2°C requer reduções de emissões 80% acima das metas do Acordo de Paris

    Limitar o aquecimento a 2°C requer reduções de emissões 80% acima das metas do Acordo de Paris Por Hannah Hickey* Em 2017, um estudo amplamente citado usou ferramentas estatísticas para modelar a probabilidade de o mundo cumprir as metas de temperatura global do Acordo de Paris. A análise descobriu que, pelas tendências atuais, o planeta tinha apenas 5% de chance de ficar abaixo de 2 graus Celsius de aquecimento neste século -

O gelo marinho do Ártico está derretendo mais rapidamente do que as previsões

  O gelo marinho do Ártico está derretendo mais rapidamente do que as previsões Os modelos climáticos de hoje ainda precisam incorporar o aumento acentuado nas temperaturas que ocorreu nos últimos 40 anos. Isso, de acordo com um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Copenhague e outras instituições. Faculty of Science* University of Copenhagen As temperaturas no Oceano Ártico entre Canadá, Rússia e Europa estão esquentando mais rápido do que os modelos climáticos

Metas mais ambiciosas no Acordo de Paris podem salvar milhões de vidas ao ano até 2040

  Metas mais ambiciosas no Acordo de Paris podem salvar milhões de vidas ao ano até 2040 No Brasil, 330 mil vidas podem ser salvas ao ano por ação climática aliada à dieta com menos carne e comida processada Por Cinthia Leone, ClimaInfo Um novo estudo da Lancet [ The public health implications of the Paris Agreement: a modelling study ] analisou as metas do Acordo de Paris de nove países, incluindo o Brasil,

Top