Treze teses sobre a catástrofe ecológica iminente, artigo de Michael Löwy

  IHU “O dogmatismo operário/industrialista do século passado não é mais atual. As forças que hoje estão na linha de frente do confronto são os jovens, as mulheres, os povos indígenas, os camponeses. As mulheres estão muito presentes na tremenda revolta da juventude lançada pelo chamado de Greta Thunberg – uma das grandes fontes de esperança para o futuro”, escreve o sociólogo Michael Löwy, em artigo publicado por A Terra é Redonda, 11-02-2020. Eis o artigo. A crise ecológica já é,

Um ano de Brumadinho – Coordenador do relatório Minas de Lama avalia como está a situação da exploração minerária no Brasil

  'Nessa corrida de manter os lucros a todo custo há uma nítida redução nos gastos das empresas com segurança' No início da tarde do dia 25 de janeiro de 2019 rompeu-se a Barragem I em Brumadinho/MG, um represamento de rejeitos de aproximadamente 250 mil m2, 87 metros de altura e capacidade de armazenamento de 12,7 milhões de m3. Era utilizada para a contenção de substratos descartados do minério de ferro extraído

Crime da Vale e do Estado cresce em Brumadinho: 1 ano de impunidade, artigo de Gilvander Moreira

Crime da Vale e do Estado cresce em Brumadinho: 1 ano de impunidade Por Gilvander Moreira1 Dia 25 de janeiro de 2020, às 12h28, completa exatamente um ano do crime tragédia da mineradora Vale, com autorização do Estado, em Brumadinho, MG. Em luto e luta, realizaremos a 1ª Romaria da Arquidiocese de Belo Horizonte pela Ecologia Integral a Brumadinho, romaria de solidariedade e luta por justiça, em sintonia com as orientações do

Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH) reconhece a tragédia de Mariana como crime contra a humanidade

    O Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH) reconheceu a tragédia de Mariana (MG) como violação "a direitos humanos de excepcional gravidade". A decisão tomada de forma unânime pelos 22 conselheiros foi registrada na Resolução nº 14/2019. Segundo o próprio conselho, trata-se de classificação equivalente a crime contra a humanidade, definido no âmbito do Tribunal Penal Internacional. ABr A tragédia de Mariana ocorreu em 5 de novembro de 2015, quando uma barragem da mineradora

Tragédia de Mariana: Estudo revela poeira com metais em áreas afetadas por lama da Samarco

  Concentrações de ferro, cádmio e cobre acima dos valores de referência estabelecidos pelos padrões de saúde no Brasil foram detectadas na poeira coletada dentro das casas em comunidades de Mariana (MG) e Barra Longa (MG). ABr As duas cidades são as mais afetadas pela lama que vazou da barragem da mineradora Samarco, após a ruptura ocorrida em novembro de 2015. A análise foi realiza pelas empresas Ambios e Technohidro e os resultados

Três meses após a tragédia, o destino incerto do óleo que atinge o litoral do Nordeste

Três meses após a tragédia, descarte em lixões e armazenamento em escola abandonada são alguns dos casos registrados pela Pública; improviso impera em alguns municípios afetados Por Texto: Mariama Correia. Infográficos: Bruno Fonseca, em Agência Pública Três meses depois do primeiro registro, a mancha de petróleo continua se espalhando pelo litoral brasileiro, sem que sua origem tenha sido identificada. Neste desastre, até as soluções viáveis, como a destinação adequada dos resíduos coletados

Impactos do óleo nos corais brasileiros são estudados pela Rede de Pesquisas Coral Vivo

Resiliência de corais é observada em diferentes casos no laboratório do Projeto no extremo Sul da Bahia, área de maior biodiversidade marinha do Atlântico Sul Quais são os efeitos desse óleo que vem chegando à costa brasileira nos corais que ocorrem somente no Brasil? A Rede de Pesquisas Coral Vivo está realizando experimentos científicos em parceria com diferentes instituições, expondo espécies de corais em laboratório ao material coletado em praias, observando

O que já é possível aprender com a tragédia que manchou o litoral brasileiro de óleo?

    Assessoramento técnico multidisciplinar para atuar rapidamente em problemas como esse aliado a uma comunicação efetiva podem fazer a diferença e minimizar o impacto ao meio ambiente O óleo que tem manchado as praias do Nordeste e provocado danos imensuráveis à biodiversidade nos últimos meses continua afetando o litoral brasileiro, chegou também ao Espírito Santo. De acordo com o Ibama, mais de 490 localidades foram atingidas. Desde que a Paraíba notificou as

Desastre costeiro e o aprendizado forçado, artigo de Bernardo Egas

    O derramamento de petróleo que atingiu as praias do Nordeste e agora do Sudeste é, certamente, o maior desastre ambiental na costa brasileira. Um crime que afetou 409 localidades em 10 estados (Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe), contaminando e ameaçando nossos ecossistemas costeiros, em dimensões ainda desconhecidas. Já são mais de dois meses de um desastre contínuo, com consequências de

Tragédia de Mariana: Quatro anos de crime e impunidade, artigo de Gilvander Moreira

  Paixão na bacia do ex-rio Doce: crime e impunidade crescem Por Gilvander Moreira1 O dia 05 de novembro de 2015 entrou para a história como o dia do maior crime/tragédia socioambiental da história do Brasil e um dos maiores do mundo: o crime das mineradoras VALE/Samarco/BHP e do Estado acontecido a partir de Bento Rodrigues, no município de Mariana, MG, com o rompimento da barragem de Fundão, que despejou abruptamente 55 milhões

A Fiocruz vai monitorar o impacto na saúde da população atingida pelo derrame de petróleo no litoral do Nordeste

    Para rastrear o risco para pescadores, marisqueiras e grávidas, a Fiocruz apresentará ao Ministério da Saúde um plano de ação que incluirá, entre outros pontos, um planejamento de capacitação de curto prazo para profissionais de saúde do SUS A Fiocruz vai monitorar o impacto na saúde da população atingida pelo derrame de petróleo no litoral do Nordeste. Um dos principais objetivos da ação é rastrear o risco para pescadores, marisqueiras e

Tragédia de Brumadinho poderia ter sido evitada, segundo ANM, que emitiu 24 autuações à Vale

  Parecer diz que Vale prestou informação errada sobre dreno da barragem da Mina do Córrego do Feijão em Brumadinho     O rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão em Brumadinho (MG), ocorrido em 25 de janeiro, poderia ter tido outro desfecho caso a mineradora Vale tivesse prestado informações corretas sobre a situação da barragem à Agência Nacional de Mineração (ANM). ABr O rompimento da barragem causou inundação de lama e rejeitos de

Top
Betway Casino Roulette Image Banners
Betway Casino Roulette Image Banners