A construção de piscinões está longe de ser a solução ideal para o problema das inundações, diz especialista

  Chuvas, enchentes, desabamentos, desabrigados e mortes - Como solucionar a tragédia nossa de cada verão? Por Paulo Capuzzo, Rádio USP. Chuvas, enchentes, desabamentos, desabrigados e mortes. O cenário se repete a cada verão. Não chega a surpreender, portanto, que as enchentes tenham sido a maior causa de mortes da estação: entre dezembro de 2018 e março deste ano, aconteceram 38 mortes no Estado de São Paulo, um aumento de 280% em relação

Parque Augusta poderia ser uma referência paulistana para o lazer ambiental e o combate às enchentes, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

  Parque Augusta     [EcoDebate] Conheci pelo G1 (Globo) alguns detalhes do Projeto de Construção do Parque Augusta, esquina da Augusta com a Caio Prado na capital paulista. Assustei-me um pouco com o grande número de “atrações” que o projeto pretende instalar naquele espaço, passando por cachorródromo, academia da 3ª idade, playground, praça, trilhas, arquibancada, bosque, etc.. Penso que essa seja uma preciosa oportunidade de conversarmos sobre quais as carências urbanas, e são

Telhados reflexivos podem reduzir o efeito de ilha de calor urbano e salvar vidas durante as ondas de calor

  Um novo estudo de modelagem da Universidade de Oxford e colaboradores estimou como a mudança da refletividade dos telhados pode ajudar a manter as cidades mais frias durante as ondas de calor e reduzir as taxas de mortalidade classificadas pelo calor. University of Oxford*     As cidades são geralmente alguns graus mais quentes do que o campo, devido ao efeito de ilha de calor urbana. Este efeito é causado, em parte, pela falta

Imperiosa a participação ativa de Arquitetos e Urbanistas para o correto equacionamento da tragédia urbana associada a áreas de risco, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

    [EcoDebate] Os graves e recorrentes problemas de ordem geológico-geotécnica-hidrológica que têm vitimado milhares de brasileiros, como processos de enchentes, deslizamentos de taludes e encostas, solapamentos de margens de curso d’água e orlas litorâneas, têm tido sua principal origem na incompatibilidade entre as técnicas de ocupação urbana e as características geológicas e geotécnicas dos terrenos onde são implantadas. No caso dos deslizamentos, ou são ocupados terrenos que por sua alta instabilidade geológica

Queda de árvores urbanas: diagnóstico e soluções, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

    Queda de árvores urbanas [EcoDebate] Recorrentemente, a todo final/início de ano repete-se a mesma novela: enchentes e quedas de árvores trazendo incômodos e tragédias para a população urbana. Dois fenômenos pelos quais ao homem, por seus erros, cabe a total responsabilidade. Com especial destaque para o direto envolvimento das administrações municipais. No caso específico das árvores, por proceder ou permitir o plantio de espécies arbóreas inteiramente inadequadas, por suas características, para os

Enchentes urbanas: a criminosa insistência em um modelo fracassado, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

    [EcoDebate] Apesar dos grandes recursos financeiros já investidos em obras e serviços de infraestrutura hidráulica, como ampliação das calhas de seus grandes rios, a dura realidade vem mostrando que um enorme número de médias e grandes cidades brasileiras estão cada vez mais vulneráveis a episódios de enchentes. Há uma explicação elementar para tanto: resistindo a admitir o total fracasso do modelo adotado para o enfrentamento do problema, todas essas cidades

Um olhar mais atento para os caminhos da habitação popular/social, artigo de Sucena Shkrada Resk

    A população cresce ano a ano e o déficit habitacional segue a mesma trajetória no Brasil e é superior a 7,7 milhões de moradias necessárias para suprir essa demanda por imóvel próprio. Os dados são baseados em informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Pnad/IBGE) de 2015. Um problema e tanto para ser administrado pela gestão pública. A questão central é como

A face mais evidenciada das questões ambientais, artigo de Roberto Naime

  Questões Ambientais - Cada vez mais se desenvolvem concepções colaborativas entre a cidadania, para desenvolver soluções autônomas     [EcoDebate] Por muito tempo a questão ambiental era mais percebida e evidenciada a partir da acumulação de resíduos sólidos. Para o bem e para o mal, as dificuldades na disponibilização de água e no preenchimento de reservatórios de barragens com água, para geração energética, acabou deslocando o eixo de sensibilização para a questão da

Deslizamento de encosta com vítimas em Niterói: um caso para a justiça, artigo de Álvaro Rodrigues dos Santos

  Deslizamento de encosta [EcoDebate] Em que pesem os meritórios avanços do meio técnico brasileiro no domínio do conhecimento técnico-científico relativo a deslizamentos de solos e rochas e à elaboração e disponibilização para as administrações públicas de enorme quantidade de eficientes produtos normativos e cartográficos, voltados a uma pronta e correta gestão do problema áreas de risco, muito pouco avançou-se frente ao objetivo real de se reduzir a probabilidade de ocorrência de

Unidade de Conservação Ambiental como um Instrumento do Planejamento Ambiental Urbano: Parque Natural Municipal Salto do Zinco – Benedito Novo, SC, por Jéssica Vandal e Gregorio Carlos De Simone

UNIDADE DE CONSERVAÇÃO AMBIENTAL COMO UM INSTRUMENTO DO PLANEJAMENTO AMBIENTAL URBANO: PARQUE NATURAL MUNICIPAL SALTO DO ZINCO – BENEDITO NOVO, SC ENVIRONMENTAL CONSERVATION UNIT AS AN URBAN ENVIRONMENTAL PLANNING INSTRUMENT: SALTO DO ZINCO MUNICIPAL NATURAL PARK - BENEDITO NOVO, SC Jéssica Vandal1 Gregorio Carlos De Simone2 Resumo O objeto de estudo deste trabalho é a proposta de criação de uma Unidade de Conservação, nomeada Parque Natural Municipal Salto do Zinco, localizado em Benedito Novo,

Inclusão de fatores ambientais é essencial para cidades inteligentes, aponta estudo

Cidades Inteligentes - IESE - Cidades em Movimento 2018 analisou nove dimensões de 165 cidades pelo mundo O uso da tecnologia é vital para uma cidade se tornar inteligente, uma vez que a automatização de processos, a ampliação de acessos e a geração de dados são importantes para melhorar a qualidade de vida da população. Entretanto, há muitos outros aspectos que devem ser levados em consideração quando se trata de democratizar

Cidades carentes de habitações saudáveis são as mais impactadas por doenças que se alimentam da desigualdade social, como a tuberculose

    Sem moradia, não há saúde Por Katia Machado - EPSJV/Fiocruz Ainda que ratificado na Declaração Universal dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), da qual o Brasil é signatário, e garantido na Constituição Federal, .o direito à moradia não é uma realidade para a maioria dos brasileiros. Legalmente, ele está definido no artigo da Carta de 1988 que trata dos direitos sociais, junto com a educação, a saúde e a

Top