Expansão da energia eólica e solar é muito lenta para impedir a mudança climática

  Expansão da energia eólica e solar é muito lenta para impedir a mudança climática Pesquisadores concluíram que praticamente nenhum país está se movendo suficientemente rápido para evitar o aquecimento global de 1,5°C ou mesmo 2°C. A produção de energia renovável está aumentando a cada ano. Mas depois de analisar as taxas de crescimento da energia eólica e solar em 60 países, pesquisadores da Chalmers University of Technology e da Lund University na

Nordeste registra dez recordes de energia renovável

  Nordeste registra dez recordes de energia renovável De acordo com dados do ONS, a energia eólica hoje representa 10,9% da matriz elétrica brasileira e a expectativa é que chegue ao fim de 2025 atingindo 13,6%. Já a energia solar representa 2% da matriz, com expectativa de atingir 2,9% até o fim do ano Geração eólica, em 22 de julho, atendeu a 102% da demanda de toda região O segundo semestre chegou trazendo raios solares potentes e bons

Qual o impacto das mudanças climáticas no futuro do setor eólico brasileiro?

  Qual o impacto das mudanças climáticas no futuro do setor eólico brasileiro? Estimar os possíveis impactos que as mudanças climáticas podem ter no futuro sobre a disponibilidade de recursos eólicos no Brasil é de suma importância para um adequado planejamento energético Introdução: A diversidade na matriz energética de um país é um fator extremamente importante para evitar episódios de crise energética, como ocorrido no Brasil em 2001 , já que nesta época

É preciso adaptar a geração de energia atual às mudanças climáticas

  É preciso adaptar a geração de energia atual às mudanças climáticas Pedro Luiz Côrtes diz que é necessário diversificar ainda mais as fontes de energia atuais e direcionar investimentos significativos às energias eólica e solar Jornal da USP no Ar / Rádio USP A Crise do Apagão, que aconteceu no início deste século, revelou para o Brasil a vulnerabilidade das usinas hidrelétricas durante períodos de estiagens mais severos. A partir dela, criaram-se investimentos

Crise hídrica e a importância das novas fontes na matriz de energia brasileira

  Crise hídrica e a importância das novas fontes na matriz de energia brasileira Com mais incentivos e abertura de mercado, é possível ampliar e diversificar a matriz de energia brasileira e reduzir seus impactos ambientais, econômicos e sociais. Por Milena de Fatima Chezanoski 1 Atualmente, o Brasil enfrenta uma das piores crises hídricas da sua história. A vazão média dos principais rios utilizados para gerar energia é a pior em 91 anos2

Maioria das novas energias renováveis tem custos abaixo dos combustíveis fósseis

  Maioria das novas energias renováveis tem custos abaixo dos combustíveis fósseis mais baratos As energias renováveis a baixo custo proporcionam uma vantagem econômica sólida em detrimento das energias fósseis Energia solar para instalação comercial ficou 55% mais barata entre 2017 e 2020 no Brasil, afirma IRENA A quota de energias renováveis que alcançou custos mais baixos que os combustíveis fósseis mais competitivos duplicou em 2020. Esta é uma das novidades do relatório da

Crescimento das energias renováveis aumentará a extração de matérias-primas

  Crescimento das energias renováveis aumentará a extração de matérias-primas O paradoxo “verde”: mais energias renováveis significa mais mineração IHU Para atingir a meta de zero emissões de carbono – e, portanto, levar a cumprimento a revolução verde - será necessário aumentar a extração de matérias-primas como lítio, cobalto e neodímio, necessários para a produção de baterias e ímãs para os motores elétricos. Mas a mineração comporta riscos para o meio ambiente e também

Negócios do vento em Pernambuco e o papel do ITERPE

  Negócios do vento em Pernambuco e o papel do ITERPE, artigo de Heitor Scalambrini Costa [EcoDebate] O Instituto de Terras e Reforma Agrária do Estado de Pernambuco (ITERPE), é uma autarquia vinculada à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária, com autonomia administrativa e financeira, usufrui da prerrogativa de controle das terras públicas, de intermediar conflitos pela posse da terra, de implantação de assentamentos, da reformulação fundiária do território estadual, e a

Turbinas verticais podem ser o futuro para parques eólicos

  Turbinas verticais podem ser o futuro para parques eólicos A visão agora familiar de turbinas eólicas de hélice tradicionais pode ser substituída no futuro por parques eólicos contendo turbinas verticais mais compactas e eficientes. Oxford Brookes University* Uma nova pesquisa da Oxford Brookes University descobriu que o projeto da turbina vertical é muito mais eficiente do que as turbinas tradicionais em parques eólicos de grande escala e, quando colocadas em pares, as turbinas

Pausa pela pandemia ajudou eólica e solar a empurrar carvão para queda recorde

  Pausa pela pandemia ajudou eólica e solar a empurrar carvão para queda recorde Pesquisas revelam que a eletricidade gerada por novas turbinas eólicas e painéis solares em 2020 (+315 TWh) ajudou a forçar uma queda recorde na energia global do carvão (-346 TWh) Resultado só foi possível porque a pandemia pausou a crescente demanda por eletricidade Por Cinthia Leone, ClimaInfo Pesquisas revelam que a eletricidade gerada por novas turbinas eólicas e painéis solares em

Mundo precisa triplicar energia dos ventos nesta década para alcançar metas climáticas

  Mundo precisa triplicar energia dos ventos nesta década para alcançar metas climáticas 2020 foi um ano recorde para a indústria global de energia eólica, mas um relatório lançado ontem (25/03) adverte que o mundo precisa no mínimo triplicar a capacidade de energia eólica nesta década para atingir as metas de emissão zero liquidas existentes. O relatório anual do Conselho Global de Energia Eólica (GWEC), que representa os produtores de energia do vento,

Negócios do vento: arrendamento ou expropriação de terra?

    Negócios do vento: arrendamento ou expropriação de terra? artigo de Heitor Scalambrini Costa O interesse deste breve artigo, não é de forma alguma “travar” a expansão eólica no país, mas denunciar e apontar erros e desvios cometidos. Existem outros caminhos mais apropriados e sustentáveis socioambiental e econômico, que levem em conta as vantagens comparativas desta fonte energética, e seu uso  [EcoDebate] Está ocorrendo no Nordeste brasileiro um dos aspectos mais chocantes de

Geração eólica não cumpre as boas prática socioambientais

  Geração eólica não cumpre as boas prática socioambientais, artigo de Heitor Scalambrini Costa [EcoDebate] A Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica) publicou em novembro de 2020, em seu site, o estudo “Impactos Socioeconômicos e Ambientais da Geração de Energia Eólica no Brasil”, encomendado a uma empresa de consultoria. Em destaque a afirmativa: “energia eólica tem impacto positivo no IDH e PIB de municípios onde os parques eólicos foram instalados”. A conclusão deste

Com energias alternativas, Brasil pode gerar mais de 1 milhão de empregos e reduzir emissão de CO² até 2025

  Com investimentos em energias alternativas, Brasil pode gerar mais de 1 milhão de empregos e reduzir em 28 toneladas a emissão de CO² até 2025, aponta estudo World Economic Forum e Accenture ouviram mais de 25 empresas de serviços públicos globais e trazem análise específica para o País Por Deborah Costa, Vinícius Chaves e Felipe de Paula O Fórum Econômico Mundial, em parceria com a Accenture, divulga uma nova análise em várias regiões,

Cresce o uso do sol e do vento para gerar energia

  Cresce o uso do sol e do vento para gerar energia Artigo de Vivaldo José Breternitz [EcoDebate] A capacidade de geração de energia eólica e energia solar dobrou desde 2015, passando a responder por quase 10% da eletricidade produzida em todo o mundo e praticamente se igualando à geração de energia nuclear. Isso é importante por estar substituindo a energia produzida pela queima de combustíveis fósseis - no caso do Brasil, usinas termelétricas

Transição para renováveis no mercado de energia é puxada por países em desenvolvimento

  Transição para renováveis no mercado de energia é puxada por países em desenvolvimento Os países em desenvolvimento fizeram a maioria dos investimentos em energias renováveis em 2019, atingindo 54% do total global Brasil é principal motor de crescimento de renováveis na América Latina Por Cínthia Leone Os países em desenvolvimento fizeram a maioria dos investimentos em energias renováveis em 2019, atingindo 54% do total global, superando as economias desenvolvidas pelo quinto ano consecutivo. Embora

Energias renováveis podem suprir 57% da geração elétrica mundial em 2030

Por: Ruy Fontes – Agência #movidos Na última década, os preços competitivos das fontes de energia renováveis fizeram com que a sua capacidade mundial crescesse de forma impressionante em todo o mundo. Em 2018, elas responderam por 62% de toda a nova capacidade elétrica instalada no mundo, segundo a Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA, na sigla em inglês). As novas tecnologias energéticas e a aceleração desse crescimento poderão tornar as renováveis líderes

Energias renováveis trarão recomeço sustentável para Fukushima

Por: Ruy Fontes – Agência #movidos Governo anuncia a construção de usinas solares e eólicas em regiões afetadas pela radioatividade liberada no desastre de 2011. Março de 2011, um forte terremoto no Leste do Japão provoca um tsunami que atinge a cidade de Fukushima e sua central nuclear, causando o pior acidente radioativo desde Chernobyl. Agora, assim como a cidade ucraniana que inaugurou uma usina solar no local do seu desastre em

Brasil tem potencial técnico de energia eólica no mar de 700 GW

  O potencial técnico de geração de energia eólica do Brasil no mar é de 700 GW, segundo um estudo da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia. O documento foi elaborado após seis processos de licenciamento ambiental para a construção de usinas eólicas no mar (eólicas offshore) terem sido abertos no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), todos em fase de

Com adoção de turbinas eólicas offshore, Brasil pode se tornar ativo na corrida pela energia limpa

  Para melhorar potencial de geração de energia do País, pesquisadores têm focado em aspectos da modelagem e análise das turbinas marítima Jornal da USP A energia eólica é um dos tópicos mais estudados no ecossistema de energia renovável. Nas últimas décadas, o foco foi em vários aspectos da modelagem e análise de turbinas eólicas em terra. Especialmente no Brasil, a energia eólica tem um enorme potencial que vem sendo pesquisado em estudos

Top