Uma esperança chamada Greta Thunberg, artigo de Marcia Marques

    [EcoDebate] O movimento mundial de jovens contra o aquecimento global teve mais um importante evento, a Greve Global pelo Clima. O movimento, iniciado pela jovem sueca Greta Thunberg em março deste ano, não parou mais e tem sido uma fagulha de esperança em tempos de negacionismo à ciência e ataques reiterados ao meio ambiente, incluindo o que se acompanha recentemente na Amazônia. Quando Greta e seus seguidores ocuparam as ruas alertando

Ecologia dos Saberes segundo Boaventura Santos, Parte 4/4 (Final), artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] SANTOS (2007) relaciona que a ecologia de saberes é basicamente uma contra-epistemologia. O impulso básico resulta das novas emergências políticas de povos do outro lado da linha como parceiros da resistência. Em termos geopolíticos, trata-se de sociedades periféricas do sistema-mundo moderno onde a crença na ciência moderna é mais tênue, onde é mais visível a vinculação da ciência moderna aos desígnios da dominação colonial e imperial, onde conhecimentos não-científicos e

Menos mortes violentas não quer dizer mais segurança, artigo de Marco Antônio Barbosa

    [EcoDebate] Neste mês foi divulgada a 13ª Edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, feito por pesquisadores do Fórum e do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). O documento aponta uma queda de mais de 10% no número de mortes violentas em 2018 se comparado com o ano anterior. A menor taxa de criminalidade desde 2014. Então, temos motivos para comemorar, certo? Infelizmente ainda não é bem assim. Apesar da melhora,

Lei do mais forte, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] Já passei tantas décadas ouvindo sobre roubos, homicídios e latrocínios, no meu trabalho, que me obrigo a compartilhar o que aprendi com os autores de tais crimes. Sendo Psiquiatra Judiciário, entrevisto os que já estão cumprindo sentença e que muitas vezes revelam abertamente suas motivações. É impressionante o caráter mais psicológico do que material das motivações. Entre jovens infratores, por exemplo, a revelação mais comum é que roubaram um carro

Ecologia dos Saberes segundo Boaventura Santos, Parte 3/4, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] SANTOS (2007) afirma que o pensamento abissal continuará a auto-reproduzir-se, por mais excludentes que sejam as práticas que origina, a menos que se defronte com uma resistência ativa. A resistência política deve ter como postulado a resistência epistemológica. Não existe justiça social global sem justiça cognitiva global. Isso significa que a tarefa crítica que se avizinha não pode ficar limitada à geração de alternativas. É preciso um novo pensamento, uma concepção

Setembro amarelo: prevenção ao comportamento suicida, por Ivana Maria Saes Busato e Luciana Elisabete Savaris

    [EcoDebate] Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é a segunda maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. Por esse motivo, o enfoque da campanha do Dia Mundial de Prevenção do Suicídio de 2019 será este público: os jovens. A data é celebrada em todo o mundo nesta terça-feira. No Brasil, desde 2015, a prevenção ao suicídio tomou conta de todo o mês de setembro

Oh, Tempora, Oh Mores (ó tempos, ó costumes) artigo de Gaudêncio Torquato

    [EcoDebate] Que maravilha! As últimas décadas produziram mais tecnologia para a Humanidade do que todo o resto do século. Assistimos a uma nova ordem de avanços: drones, clones, drogas milagrosas, pílula contra a impotência, controle da Aids, entre outros. Muitas variedades de câncer – o mal dos séculos XX e XXI – já podem ser dominadas. As conquistas disparam em todas as áreas, das comunicações aos transportes, da biogenética à

Ecologia dos Saberes segundo Boaventura Santos, Parte 2/4, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] SANTOS (2007) assinala que a permanência das linhas abissais globais ao longo de todo o período moderno não significa que elas tenham se mantido fixas, já que historicamente sofreram deslocamentos. No entanto, em cada momento histórico elas são fixas e sua posição é fortemente vigiada e preservada, assim como sucedia com as "linhas de amizade". Estas linhas sofreram grandes abalos. Com as lutas anticoloniais e os processos de independência das

Ecologia dos Saberes segundo Boaventura Santos, Parte 1/4, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] SANTOS (2007) sistematiza que as linhas cartográficas "abissais" que demarcavam o Velho e o Novo Mundo na era colonial subsistem, no pensamento moderno ocidental e permanecem constitutivas nas relações políticas e culturais excludentes mantidas no sistema mundial contemporâneo. A injustiça social global estaria associada à injustiça cognitiva global, de modo que a luta por justiça social global requer a construção de um pensamento "pós-abissal". SANTOS (2007) assinala que o pensamento moderno

O sentimento de revolta, artigo de Montserrat Martins

    [EcoDebate] A internet está repleta de ofensas e ironias a quem elegeu o governo atual, sem considerar que esse mesmo povo havia eleito os governos anteriores, hoje na oposição. É tradicional, no Brasil, as pessoas chamarem de “ignorantes” os que votam nos candidatos dos outros, ao invés de nos candidatos delas. Porque mudou a tendência de voto ? – seria a pergunta séria a ser feita, ao invés de criticar a

Witzel ou Auscwitzel? artigo de Gaudêncio Torquato

    Cena da semana: um saltitante e sorridente governador, dando murros no ar sobre a ponte Rio-Niterói, comemorando o abate do jovem Willian Augusto da Silva, de 20 anos, sequestrador de um ônibus com 39 passageiros, por um sniper escondido em cima de um caminhão de bombeiros. O ex-juiz Wilson Witzel, agora na condição de mandatário-mor do Rio de Janeiro, vibrava com a tragédia que chegara ao fim, convencido de que a

Cacarejos no Estado-Espetáculo, artigo de Gaudêncio Torquato

    [EcoDebate] Os estilos da galinha e da pata servem para comparar governantes, partidos e, de modo geral, os políticos. A primeira põe um ovo pequenino, mas cacareja e todo mundo vê, enquanto a segunda põe um ovo maior e ninguém nota. O ovo da pata, segundo os nutricionistas, é mais completo que o da galinha, mas é este que gera atenção, intenção, desejo e ação – a fór­mula AIDA –

Top