Obesidade entre jovens, com idade de cinco a 19 anos, aumentou mais de 10 vezes nas últimas quatro décadas, revela OMS

  ONU O número de jovens obesos, com idade de cinco a 19 anos, aumentou mais dez vezes nas últimas quatro décadas, passando de 11 milhões em 1975 para 124 milhões em 2016. Obesidade e sobrepeso são atualmente uma crise mundial de saúde, segundo a agência das Nações Unidas. Dados são de pesquisa publicada nesta semana para o Dia Mundial da Obesidade, lembrado em 11 de outubro. O número de jovens obesos, com

Quase metade da população da América Latina está acima do peso ideal

    Leda Letra, da ONU News em Nova Iorque. A obesidade e o sobrepeso estão em alta na América Latina e no Caribe, principalmente entre mulheres e crianças. Essa é a principal conclusão de um relatório da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, produzido em conjunto com a Organização Pan-Americana da Saúde, Opas. Quase metade da população da região está acima do peso, um total de 360 milhões de

Consumo de bebidas artificialmente adoçadas não é boa estratégia contra obesidade

  Produção têm elevado impacto ambiental e não há evidências científicas conclusivas sobre o efeito na redução de peso Do Jornal da USP   Promover o consumo de bebidas artificialmente adoçadas não é uma estratégia válida para enfrentar o aumento dos níveis de obesidade em todo o mundo, aponta estudo internacional com participação da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP. De acordo com a pesquisa, além da falta de evidências científicas conclusivas sobre

Relatório da OMS alerta que mundo atingiu níveis alarmantes de obesidade infantil

    Relatório mostra que pelo menos 41 milhões de crianças com menos de cinco anos estão acima do peso ou são obesas; agência da ONU fez recomendações para que governos possam reverter a tendência de aumento. Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York. A Organização Mundial da Saúde alertou que a obesidade infantil atingiu níveis alarmantes em todo o mundo. O relatório da Comissão para Acabar com a Obesidade Infantil mostrou que pelo

Estudo liga obesidade infantil na idade de 9-11 anos ao diabetes gestacional

    O diabetes gestacional pode também influenciar a genética fetal, de forma a influenciar a expressão de genes que dirigem o acúmulo de gordura corporal ou do metabolismo relacionado Nova pesquisa publicada no Diabetologia (revista da Associação Europeia para o Estudo da Diabetes [EASD]) mostra um aumento do risco de obesidade na infância na idade de 9-11 anos quando a mãe teve diabetes gestacional durante a gravidez. “A obesidade infantil aumentou dramaticamente, tanto

Obesidade infantil: a influência da mãe no maior risco de sobrepeso e obesidade dos filhos

É preciso mudar o tom da conversa sobre a perda de peso para que o comportamento social em relação ao obeso mude também Se as coisas fossem simples, já teríamos caminhado muito na direção do controle daquela que ainda é considerada a Doença Crônica Epidêmica Não Transmissível (DCENT) mais frequente dos séculos XX e XXI: A OBESIDADE. E quando ela afeta as crianças, o mundo muda, promovendo transformações mais definitivas e permanentes.

Pesquisa revela que sobrepeso pode estar ligado a outros oito tipos de câncer

  Nova avaliação é da Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer, Iarc, setor especializado da Organização Mundial da Saúde, OMS; resultados foram publicados nesta quinta-feira.   Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York. Uma nova avaliação realizada pelo programa de prevenção da Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer, Iarc, concluiu que o sobrepeso e a obesidade são fatores de risco para mais tipos de câncer do que se imaginava. Um resumo dos resultados foi

Obesidade cresce e aumenta risco de incidência das doenças cardíacas

saúde

    Obesidade é dos importantes fatores de risco, senão a principal causa, de hipertensão, diabetes e outras doenças cardiovasculares, incluindo a insuficiência cardíaca, afirma especialista Conforme a pesquisa “Inquérito de Saúde de Base Populacional no Município de São Paulo” (ISA Capital-2015), que dá um panorama do perfil da saúde do paulistano, realizada pela Secretaria Municipal da Saúde e divulgada no último dia 31 de março, só no ano de 2003, 38% dos

Estudo investiga determinantes sociais da obesidade

saúde

    Por André Costa (Agência Fiocruz de Notícias) Características do ambiente têm papel relevante no desenvolvimento da obesidade, uma vez que podem influenciar hábitos de vida saudáveis ou não saudáveis. O consumo alimentar e a atividade física, principais causas a determinar se uma pessoa estará ou não com excesso de peso, são originados também por fatores como renda, escolaridade e sexo. Com o objetivo de investigar determinantes sociais relacionadas à obesidade, pesquisadores

Mais da metade da população apresenta excesso de peso; Obesidade atinge uma em cada quatro mulheres

  Uma em cada quatro mulheres de 18 anos ou mais de idade (24,4%) era obesa em 2013, enquanto, entre os homens, o percentual era de 16,8%. Isso significa que essas pessoas tinham índice de massa corporal (IMC) maior ou igual a 30, obtido através da divisão do peso pelo quadrado da altura. A obesidade chegou a 32,2% nas mulheres com idade de 55 a 64 anos, contra 23,0% nos homens. Mais

Falta de melatonina pode ser fator de obesidade e diabetes, aponta pesquisa

    Estudos conduzidos no Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) mostram que a melatonina pode ser uma importante aliada no combate a distúrbios metabólicos, entre eles diabetes, hipertensão e obesidade. O grupo de pesquisa coordenado pelo médico José Cipolla Neto acaba de concluir o terceiro Projeto Temático FAPESP sobre o papel da melatonina no metabolismo energético. Os resultados indicam que, muito além de regular o sono, a melatonina controla a

Crianças cariocas estão mais obesas do que as paulistanas, indica pesquisa da FMUSP

  Pesquisa de campo feita em outubro do ano passado em duas comunidades carentes das capitais de São Paulo e do Rio de Janeiro, pelo Programa Meu Pratinho Saudável, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (Fmusp), revelou que as crianças e os  adolescentes cariocas estão mais obesos que os paulistanos. As comunidades visitadas foram Paraisópolis, em São Paulo, e Cidade de Deus, no Rio. A

Top