Vale será multada por novo vazamento de rejeitos em Minas Gerais

  ABr   A mineradora Vale receberá multa da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad) devido a um vazamento de rejeitos que contaminou rios e córregos da região central do estado. O problema ocorreu no último domingo (12), na conexão de um duto em Ouro Preto, em área próxima do município de Itabirito. O valor da multa ainda será calculado. A Vale também deverá apresentar, na próxima semana, um

Ibama multa usina sucroalcooleira em R$ 22,5 milhões por danos ambientais em MS

    O Ibama aplicou multa de R$ 22,5 milhões à usina Rio Paraná, localizada em Eldorado (MS), pela poluição e destruição da biodiversidade nas margens e no leito do córrego Dinarte, na Terra Indígena (TI) Cerrito. O dano é resultado do rompimento de uma represa com aproximadamente 80 metros de extensão que faz parte do empreendimento. Técnicos da Fundação Nacional do Índio (Funai) encaminharam denúncia ao Ministério Público Federal (MPF) após vistoria

RJ: Moradores de Santa Cruz cobram reparações após venda da TKCSA

Por Gabriel Strautman Foi anunciada na noite desta terça-feira, 21, a venda da ThyssenKrupp Companhia Siderúrgica do Atlântico (TKCSA) para a empresa Ternium. O preço de compra foi de 1,5 bilhão de euros (R$ 4,9 bilhões) e incorpora na cifra a dívida de 300 milhões de euros que a TK tem com o BNDES. A siderúrgica opera em Santa Cruz desde 2009 e só recebeu a licença de operação definitiva no

Impactos da produção de carne, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Até há bem pouco tempo atrás, as discussões ambientais restringiam-se a proteger ursos panda, evitar desperdício de água e reciclar latinhas de cerveja. A crise ambiental mais complexa, é resultante da repetição ao longo de décadas, de hábitos de consumo coletivos e individuais predatórios, mas abençoados pela lógica de mercado e por uma cultura de sobre-consumismo permanente. Entre os hábitos está o consumo indiscriminado de carne de qualquer origem. A atual

8 de agosto – o Dia da Sobrecarga e o vermelho do déficit ambiental, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Uma pessoa é rica na proporção do número de coisas de que ela é capaz de abrir mão” Henry Thoreau     [EcoDebate] A cada ano, a humanidade esgota mais cedo sua cota de recursos naturais do planeta. Com base em estatísticas oficiais de 150 países, a Global Footprint Network registra que o dia 08 de agosto é o Dia da Sobrecarga da Terra (Earth Overshoot Day) de 2016. Ele marca o momento

Justiça Federal suspende licitação para exploração de gás e petróleo no Juruá (AC)

notícia

    Liminar acolheu todos os pedidos do MPF A Justiça Federal em Cruzeiro do Sul, a 600km de Rio Branco, capital do Acre, acolheu os pedidos do Ministério Público Federal e suspendeu, liminarmente, todas as atividades do processo de licitação referentes ao lote AC-T-8, que engloba terras na região do Vale do Juruá entre os estados do Acre e Amazonas. A decisão também suspende a outorga de contrato para a exploração e

O custo ambiental de comer carne

    Na medida em que as ciências ambientais avançam, é cada vez mais evidente que o apetite humano por carne animal agrava a maioria dos problemas ambientais, como o desmatamento, a erosão, a escassez de água potável, a contaminação atmosférica e da água, a mudança climática e a perda de biodiversidade, a injustiça social, a desestabilização das comunidades e a expansão das doenças”. O artigo foi publicado por Mundo Nuevo e reproduzido por

A urgência de estudos científicos em torno das Pegadas Ecológicas no Turismo em Porto Seguro-Bahia, por Elissandro dos Santos Santana et al.

A urgência de estudos científicos em torno das Pegadas Ecológicas no Turismo em Porto Seguro-Bahia Elissandro dos Santos Santana1 Denys Henrique Rodrigues Câmara2 Heron Duarte de Almeida3 Rosana dos Santos Santana4 Fonte: foto modificada a partir do livro “Pegada ecológica: qual é a sua?”, INPE. [EcoDebate]   Nos artigos “Sugestão de pesquisa em torno das ações insustentáveis e déficits socioambientais no turismo de Porto Seguro – Bahia”, “Ações insustentáveis no turismo de Porto Seguro –

ICMBio multa Samarco em R$ 143 milhões por impactos em três unidades de conservação no Espírito Santo

  Autos de infrações foram aplicados por causa dos danos causados pela lama que atingiu três unidades de conservação no Espírito Santo.     A empresa Samarco Mineração foi autuada por agentes de fiscalização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) por causar impactos à Área de Proteção Ambiental (APA) Costa das Algas, ao Refúgio de Vida Silvestre (RVS) de Santa Cruz e à zona de amortecimento da Reserva Biológica (Rebio) de

Denúncia: Empreendimentos licenciados em Camaçari, BA, ameaçam APA Lagoas de Guarajuba

  O Gambá entrou com Ação Civil Pública para suspender a construção de um condomínio na praia de Itacimirim e conseguiu, desde março, decisão liminar paralisando as obras do Punta Cana Lodge. Apesar do empreendimento ter alvará concedido pela prefeitura de Camaçari, não foi realizado licenciamento ambiental e, entre outros impactos, ele deve prejudicar a desova de tartarugas realizada na praia. Segundo a diretora de Conservação e Pesquisa do Projeto Tamar, Neca

Brasil reduziu desmatamento, mas ainda enfrenta diversas ameaças à biodiversidade, alerta PNUMA

  Mineração, atividades extrativistas, expansão econômica na Amazônia e pesca destrutiva são citadas em novo relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) como riscos para os habitat naturais do Brasil. Mata Atlântica e Cerrado também estão ameaçados.     O Brasil tem apresentado avanços na redução do desmatamento da Amazônia e do Cerrado, mas precisa fortalecer a proteção da Mata Atlântica e combater ameaças — que incluem atividades da agricultura,

ONU diz que ainda dá tempo de reverter impactos de dano ambiental

    Estudo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, afirma que governos precisam agira já; foram avaliadas todas as regiões do mundo. Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York. Os impactos dos danos ambientais em todas as partes do mundo estão aumentando. Mas segundo o Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, se os governos agirem agora, haverá tempo para reverter as consequências. Esta é a conclusão de

Top