Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.669, de 31/08/2012

    A população dos Estados Unidos em 2.100, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Mil Quatrocentos e Sessenta Dias no Império do Sol, por Roberto Malvezzi (Gogó) Dilma diz que mudanças na MP do Código Florestal não tiveram participação do governo Dep. Bonh Gass diz que governo não negociou aprovação de MP do Código Florestal RJ: Projeto de agricultura sustentável forma primeira turma nos morros do Chapéu Mangueira e Babilônia MPF/MS

A população dos Estados Unidos em 2.100, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A população dos Estados Unidos da América (EUA) era de 157,8 milhões de habitantes em 1950 e chegou a 310 milhões em 2010. Dobrou de tamanho em 60 anos. A divisão de população da ONU estima, para o ano de 2050, uma população de 452,4 milhões na hipótese alta, de 403 milhões na hipótese média e de 357 milhões na hipótese baixa. Para o final do século as hipóteses

Mil Quatrocentos e Sessenta Dias no Império do Sol, por Roberto Malvezzi (Gogó)

  Roberto Malvezzi (Gogó)   Estou lançando em forma digital o livro “MIL QUATROCENTOS E SESSENTA DIAS NO IMPÉRIO DO SOL” (4 anos na seca e nas CEBs do sertão) que escrevi de 1980 a 1984, vivido naquela grande seca, no município de Campo Alegre de Lourdes, sertão da Bahia. É um livro de crônicas, registrando os fatos do cotidiano há 30 anos. A segunda parte é uma reflexão sobre o que vivíamos. Era

Dilma diz que mudanças na MP do Código Florestal não tiveram participação do governo

  Brasília – O senador Luiz Henrique (PMDB-SC), que é relator da medida provisória (MP) do Código Florestal, e o vice-presidente da comissão mista que debateu o texto, senador Jorge Viana (PT-AC). Foto de Antonio Cruz/ABr   A presidenta Dilma Rousseff criticou ontem (30) a forma como a Medida Provisória (MP) do Código Florestal foi aprovada na comissão mista do Congresso Nacional e disse que as alterações na proposta original não foram negociada

Dep. Bonh Gass diz que governo não negociou aprovação de MP do Código Florestal

  Brasília – Parlamentares na comissão mista que examinou a medida provisória (MP) do Código Florestal. Foto de Antonio Cruz/ABr   O presidente da comissão especial que analisou a Medida Provisória do Código Florestal, deputado Bonh Gass (PT-RS), declarou ontem (30) que o governo não participou das negociações com as bancadas ruralista e ambientalista que propiciaram a aprovação da matéria na comissão, em 28/8. Segundo Bonh Gass, as ministras de Relações Institucionais, Ideli Salvatti,

RJ: Projeto de agricultura sustentável forma primeira turma nos morros do Chapéu Mangueira e Babilônia

  Rio de Janeiro - Uma parceria entre os setores público e privado está modificando hábitos de alguns moradores dos morros do Chapéu Mangueira e Babilônia. Com a formatura da primeira turma do curso de Agricultura Urbana Orgânica, os alunos foram capacitados para a construção e manutenção de hortas com produção contínua. Foto de Tânia Rêgo/ABr   Uma parceria entre os setores público e privado está modificando hábitos de alguns moradores dos morros

MPF/MS suspende instalação de novas hidrelétricas no Pantanal

    Em entrevista ao programa "Falando Francamente", da Rádio Nacional da Amazônia, o procurador da República Daniel Fontenelle fala sobre decisão do Ministério Público Federal de Mato Grosso do Sul que impede construção de novas hidrelétricas no bioma. Apresentação Artemisa Azevedo, da Radioagência Nacional / ABr EcoDebate, 31/08/2012 [ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o

Justiça Federal irá julgar ação de improbidade contra hidrelétricas no Rio Juruena, em Mato Grosso

    Obras que afetam costumes indígenas e rio pertencente à União não podem ser analisadas pela Justiça Estadual, diz MPF Em julgamento ocorrido na segunda-feira, 27 de agosto, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) acatou recurso do Ministério Público Federal (MPF) e decidiu que a ação proposta pelo MPF contra várias pessoas envolvidas nas obras do complexo hidrelétrico Juruena será julgada pela Justiça Federal, e não pela Justiça Estadual. As

Proibidas queimadas de cana no cone sul de Mato Grosso do Sul

  Trabalhadores sofrem os efeitos da queima da cana   MPF consegue suspensão das licenças já concedidas. Medida, que veta colheita que utiliza queima da cana, vale para 18 municípios O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) acatou os argumentos do Ministério Público Federal e reverteu decisão judicial que liberou a queima da palha da cana-de-açúcar na região sul de Mato Grosso do Sul. Agora, os produtores de 18 municípios da região de

Energia eólica: país chegará a 2015 com 8 gigawatts de capacidade instalada

    O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, estimou que o parque eólico do país chegará a 8 gigawats (GW) de capacidade instalada de geração de energia até 2015. Segundo ele, o Brasil, que hoje ocupa a vigésima posição no mundo entre os países que produzem energia a partir dos ventos, com uma capacidade instalada de 2 GW, no próximo ano já estará entre os dez países. O presidente

Impostos ficam com 47% das contas de luz

    Segundo o Instituto Acende Brasil, os governos federal, estaduais e municipais ficam, em média, com R$ 121 mil por minuto de impostos arrecadados em cima das contas de luz. Em cima do custo da energia, o consumidor paga, em média, 47 % de impostos e encargos. Apresentação Eduardo Mamcasz, da Radioagência Nacional / ABr EcoDebate, 31/08/2012 [ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado

Evolução dos microrganismos corresponde a 85% da história biológica

  Foto: Un.Berkeley   Professor de Harvard fala sobre a vida no jovem planeta Terra – “Imagine sua paisagem preferida, mas sem qualquer tipo de planta ou animal”, disse Andrew Knoll, professor de História Natural da Universidade Harvard, ao explicar como era a Terra há 3 bilhões de anos. “A temperatura lembrava um dia de verão no Rio de Janeiro e praticamente não havia oxigênio. Não sobreviveríamos mais do que três minutos no planeta”,

Top