Iniciativa utiliza tecnologia de reuso de água para irrigação no Semiárido

    Passados dezesseis meses em que foi vencedor do Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social 2015, o projeto Água Viva: Mulheres e o Redesenho da Vida no Semiárido do Rio Grande Norte segue firme no reuso de água nos quintais produtivos, uma alternativa que gera vida e renda para as famílias. Já são 14 sistemas de reuso instalados, com 14 mulheres beneficiadas diretamente e outras 50 de forma indireta,

Avanço da desertificação da Caatinga gera impactos socioeconômicos na região

  Desertificação da Caatinga gera impactos socioeconômicos. Entrevista especial com Humberto Barbosa IHU O desflorestamento, o uso intensivo de terras para a agricultura e a pecuária e a retirada de lenha para fins energéticos e de mineração estão entre os fatores que originaram o processo de desertificação na Caatinga, especialmente na região da Paraíba, a qual tem aproximadamente 94% de suas terras afetadas por esse processo, diz Humberto Barbosa, coordenador do Laboratório de

Previsão climática do MCTIC estima que seca no semiárido nordestino deve se agravar até maio

  Período considerado chuvoso terá precipitações abaixo da média histórica do extremo norte da Bahia até o leste do Piauí, piorando níveis dos reservatórios de água da região. Além de comprometer o abastecimento de água para a população, estiagem prejudica a atividade econômica do semiárido. Previsão também indica cheia em rios da Amazônia.   Com chuvas abaixo da média histórica, a seca no semiárido deve se agravar até maio. A informação é do

Cisternas permitem maior oferta de água potável à região do semiárido

    Obras vão garantir consumo de água, produção de alimentos e criação de pequenos animais Por Portal Brasil A Fundação Banco do Brasil (FBB) realizará investimento social de R$ 17,3 milhões para garantir o acesso à água potável a cerca de 14,3 mil pessoas prejudicadas pelos efeitos da seca no nordeste e no norte de Minas Gerais. A aplicação do recurso, anunciada na quarta-feira (22), possibilitará a implantação de 3.588 cisternas para captação e

Seca no semiárido do Nordeste do país, que já dura seis anos, poderá se agravar até abril

    Por Claudia Izique | Agência FAPESP A seca no semiárido do Nordeste do país, que já dura seis anos, poderá se agravar até abril: há 75% de probabilidade de as chuvas ficarem na média e abaixo da média climatológicas entre os meses de fevereiro e abril, aponta o último relatório do Grupo de Trabalho em Previsão Climática Sazonal (GTPCS) do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTI). As previsões, produzidas com

A questão hídrica atual do Nordeste seco! artigo de João Suassuna

    O setentrional nordestino, que há cinco anos vem enfrentando situações de seca, está em “estado de emergência” e muitos dos municípios da região, como o de Campina Grande, na Paraíba, que tem aproximadamente 355 mil habitantes, e Caruaru, em Pernambuco, com 300 mil habitantes, enfrentam problemas de abastecimento de água para o consumo de suas populações. O maior problema da seca é que não há gestão dos recursos hídricos e, em

Nordeste brasileiro vive quinto ano de seca e se não chover nos próximos dias, não há plano B

  Nordeste brasileiro vive quinto ano de seca e se não chover nos próximos dias, não há plano B. Entrevista especial com João Suassuna O setentrional nordestino, que há cinco anos vem enfrentando situações de seca, está em “estado de emergência” e muitos dos municípios da região, como o de Campina Grande, na Paraíba, que tem aproximadamente 355 mil habitantes, e Caruaru, em Pernambuco, com quase 300 mil habitantes, enfrentam problemas de abastecimento

Grandes obras: impacto e retratos da desigualdade do acesso à água no Semiárido brasileiro. Entrevista com João Suassuna

  Há décadas, os efeitos da seca no Semiárido brasileiro têm sido pauta no debate de ações governamentais que objetivam sanar os efeitos da escassez de água para a população que vive na região. Neste contexto, a açudagem, irrigação e perfuração de poços são algumas das obras que costumeiramente são promessas de resolução do problema nos tantos municípios que compõem o Semiárido. Além destas, há ainda a transposição do Rio São Francisco cujas

Plantações em mais de 100 cidades no semiárido são afetadas pela seca

  Cerca de 300 mil propriedades no Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe foram afetadas     Mais de 100 municípios do semiárido estão há pelo menos dois meses com déficit hídrico e tiveram o risco agroclimático classificado como alto e muito alto. Isso significa que o solo perdeu mais umidade para a atmosfera do que recebeu água em um período de 60 dias, segundo análise do Centro Nacional de Monitoramento e

Crise hídrica se agrava no semiárido brasileiro

  De 452 reservatórios analisados na região, 58% entraram em colapso ou em estado crítico; Pernambuco tem 24 dos 69 reservatórios sem água     O volume de água nos reservatórios do semiárido atingiu 22%, o que revela o agravamento da crise hídrica na região, informa o Instituto Nacional do Semiárido (Insa). Dos 452 reservatórios analisados, 58% já entraram em colapso ou estão em estado crítico. Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte são

Seca se intensifica com alto risco para cerca de 90 municípios do semiárido brasileiro

    As chuvas de setembro a novembro devem se tornar mais escassas na Zona da Mata dos Estados de Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. Há poucas chances de reversão do quadro crítico dos municípios impactados pela seca, conforme o Relatório da Seca no Semiárido Brasileiro e Impactos divulgado, ontem, pelo Cemaden O período chuvoso, entre abril e julho, apresentou um déficit pluviométrico, agravado no mês de agosto, com

A tradicional indústria da seca permite que o sertanejo morra de sede com água no joelho

  A tradicional indústria da seca permite que o sertanejo morra de sede com água no joelho. Entrevista especial com João Abner Guimarães   “Qual a explicação para no Nordeste semiárido se disponibilizar água para irrigação durante um evento com criticidade secular? Ou se tem muita água – ao contrário do que se propaga, ou não se tem gestão, ou as duas coisas”, afirma o engenheiro hidráulico. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil   A atual seca no Nordeste

Top