Índice da edição nº 3.025, 2018 [de 30/07/2018]

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394   O mundo desperdiçou 1,74 trilhão de dólares em despesas militares em 2017, artigo de José Eustáquio Diniz Alves Desastre de Mariana: uma nova demanda para a Valoração Ambiental, artigo de Flávia Damaceno Estudo mostra que a acidificação dos oceanos está causando grande impacto na vida marinha Abrasco: Congresso de saúde coletiva defende política de redução de agrotóxicos Cidades carentes de habitações saudáveis são as mais impactadas por doenças que se

O mundo desperdiçou 1,74 trilhão de dólares em despesas militares em 2017, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Imagine there's no countries It isn't hard to do Nothing to kill or die for And no religion too Imagine all the people living life in peace” John Lennon     [EcoDebate] Enquanto a sociedade civil luta para reduzir a pobreza e salvar o meio ambiente, os governos continuam gastando rios de dinheiro com despesas de guerra e com o poderio bélico para manter a hegemonia global e para reprimir os conflitos internos. Enquanto as campanhas ambientalistas incentivem

Desastre de Mariana: uma nova demanda para a Valoração Ambiental, artigo de Flávia Damaceno

    [EcoDebate] Em novembro de 2015 o Brasil e o mundo assistiram o rompimento da barragem de um reservatório das atividades mineradoras da Samarco, no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), ocasião que liberou cerca de 50 milhões de m3 de rejeito contendo metais tóxicos e caracterizou um desastre ambiental considerado o maior já ocorrido no país. Sob responsabilidade das Samarco, Vale e BHP Billiton, houve devastação de ambientes e

Estudo mostra que a acidificação dos oceanos está causando grande impacto na vida marinha

  Em uma nova pesquisa, cientistas afirmam que cortes nas emissões globais de CO2 são essenciais para limitar mais danos aos recifes de coral e às florestas de algas. University of Plymouth* As emissões de dióxido de carbono (CO2) estão matando os recifes de coral e as florestas de algas, já que as ondas de calor e a acidificação dos oceanos prejudicam os ecossistemas marinhos, alertaram cientistas. Oos pesquisadores dizem que três séculos de desenvolvimento

Abrasco: Congresso de saúde coletiva defende política de redução de agrotóxicos

  Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil/Agência Brasil ABr A Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) lançou no sábado (28), durante a 12ª edição do congresso da entidade, um dossiê atualizado sobre o uso de agrotóxicos no país. Denominado Dossiê Científico e Técnico contra o Projeto de Lei do Veneno (PL 6.299/2002) e a favor da proposta que institui a Política Nacional de Redução de Agrotóxicos (Pnara), o documento foi produzido pela Abrasco e pela Associação Brasileira de Agroecologia (ABA), em

Cidades carentes de habitações saudáveis são as mais impactadas por doenças que se alimentam da desigualdade social, como a tuberculose

    Sem moradia, não há saúde Por Katia Machado - EPSJV/Fiocruz Ainda que ratificado na Declaração Universal dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), da qual o Brasil é signatário, e garantido na Constituição Federal, .o direito à moradia não é uma realidade para a maioria dos brasileiros. Legalmente, ele está definido no artigo da Carta de 1988 que trata dos direitos sociais, junto com a educação, a saúde e a

Extensão global de manguezais foi reduzida pela metade em 40 anos, alerta UNESCO

  A destruição de manguezais põe em risco a biodiversidade e a produção de alimentos em zonas costeiras ONU Em mensagem para o Dia Internacional de Conservação do Ecossistema de Mangues, lembrado em 26 de julho, a diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay, alerta que manguezais estão ameaçados, sobretudo por conta do desenvolvimento das zonas costeiras. “Estima-se que, em 40 anos, a cobertura global de mangues foi reduzida pela metade”, afirmou a chefe da agência

Índice da edição nº 3.024, 2018 [de 26 e 27/07/2018]

  Revista eletrônica EcoDebate, ISSN 2446-9394   A nova projeção da população brasileira do IBGE, artigo de José Eustáquio Diniz Alves A questão ambiental entre a ciência e a ideologia, Parte 3/7, artigo de Roberto Naime A acidificação dos oceanos é um desafio para a ciência, governos e comunidades Pesquisa Akatu 2018 traça Panorama do Consumo Consciente no Brasil Obesidade em crianças e adolescentes atinge índices alarmantes, alerta especialista Desenvolvidos e Em Desenvolvimento: uma classificação ultrapassada para países?   [CC

A nova projeção da população brasileira do IBGE, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    População / Demografia [EcoDebate] O IBGE divulgou as novas projeções da população brasileira, na última quarta-feira, dia 25 de julho, com a população estimada em 208,5 milhões de habitantes em 2018. A grande novidade, em relação à projeção anterior, é que o pico populacional acontecerá em 2047, quando o número de brasileiros chegará a 233,2 milhões de pessoas. Nos anos seguintes, haverá um decrescimento demográfico e a população brasileira deverá ficar

Pesquisa Akatu 2018 traça Panorama do Consumo Consciente no Brasil

  Levantamento do Instituto Akatu revela que estamos no momento de recrutar consumidores em nível iniciante para o caminho do consumo sustentável Arte: Ale Kalko   Qual é o nível de consciência e de comportamento dos brasileiros rumo ao consumo consciente? Quais são as barreiras e motivações para as práticas mais sustentáveis? Qual é a percepção e a expectativa do brasileiro em relação à responsabilidade social e ambiental das empresas? Essas foram algumas das

Obesidade em crianças e adolescentes atinge índices alarmantes, alerta especialista

    124 milhões de crianças e adolescentes no mundo são obesos Por Luana Moreira Dados revelados por um estudo realizado pela Imperial College de Londres em parceria com a Organização Mundial de Saúde (OMS) revelaram que a obesidade infantil atinge atualmente dez vezes mais crianças e adolescentes do que na década de 1970. Isso significa que nos últimos quarenta anos o número de crianças e adolescentes obesos – entre 5 e 19 anos

Desenvolvidos e Em Desenvolvimento: uma classificação ultrapassada para países?

    Estudo da Fiocruz publicado pelo periódico PLOS Neglected Tropical Diseases questiona divisão de países entre desenvolvidos e em desenvolvimento Um estudo do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), publicado hoje (12/7) na revista PLOS Neglected Tropical Diseases - uma das mais respeitadas do mundo na área de doenças negligenciadas - questiona a divisão de países entre industrializados, em desenvolvimento e subdesenvolvidos. Segundo a pesquisa, o conceito

Top