Portal EcoDebate: Índice da edição nº 1.493, de 19/12/2011

  Menosprezo à Ciência: Provocação ou ignorância ? artigo de de Efraim Rodrigues Dilma: cisterna de plástico, presente natalino aos Nordestinos, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó) Geotecnologia e Modelagem da Erosão dos Solos, artigo de Sérgio Gomes Tôsto, Lauro Charlet Pereira e João Alfredo de Carvalho Mangabeira O setor de reflorestamento com eucalipto, grilagem e especulação de terras na bacia do rio Munim, por Mayron Régis AC: Povos Indígenas do Jordão

Menosprezo à Ciência: Provocação ou ignorância ? artigo de de Efraim Rodrigues

  [EcoDebate] Esta semana fui provocado pela frase "a ditadura de especialistas é um pesadelo que não queremos sonhar” impressa em mídia nacional. Há tempos venho colecionando evidências que vivemos uma nova época medieval e a desvalorização do conhecimento é mais um item para minha lista. Especialistas não são boa matéria prima para ditadores porque seguem o conhecimento científico, que nada mais é do que bom senso assentado em camadas por milênios. Especialistas

Dilma: cisterna de plástico, ‘presente’ natalino aos Nordestinos, artigo de Roberto Malvezzi (Gogó)

  [EcoDebate] O presente da presidente Dilma ao povo do semiárido nesse Natal já está decidido: uma cisterna de plástico. A presidente é uma excelente gerente, pessoa íntegra e acima de qualquer suspeita. Quando criou o “Água para Todos” nos encheu de alegria. Afinal, agora iríamos acelerar a construção das cisternas para beber e produzir. Mas, a presidente preferiu doar centenas de milhares de cisternas de plástico para os nordestinos. Descartou o

Geotecnologia e Modelagem da Erosão dos Solos, artigo de Sérgio Gomes Tôsto, Lauro Charlet Pereira e João Alfredo de Carvalho Mangabeira

  GEOTECNOLOGIA E MODELAGEM DA EROSÃO DOS SOLOS1 Sérgio Gomes Tôsto2 Lauro Charlet Pereira3 João Alfredo de Carvalho Mangabeira4 [EcoDebate] O uso de tecnologias inadequadas provocam resultados indesejáveis sobre os recursos naturais, o que tem contribuído para degradação ambiental principalmente nesse último século que demandou quantidades de recursos naturais crescentes, extrapolando assim, a escala sustentável do uso desses recursos. Para auxiliar na avaliação ecossistêmica tem-se utilizado a modelagem econômico-ecológica. Um dos principais objetivos desse instrumento

O setor de reflorestamento com eucalipto, grilagem e especulação de terras na bacia do rio Munim, por Mayron Régis

  [Territórios Livres do Baixo Parnaíba] As câmaras de vereadores de Belágua e Morros aprovaram leis que inibem os monocultivos em seus municípios e de repente alguém poderia se perguntar o que originou tais leis afinal nem Belagua e nem Morros se encontram plantios de eucalipto ou qualquer outra monocultura. Alguém sugeriria que um preconceito ideológico se entranhou nas duas leis, pois elas se baseiam em boatos espalhados por ignorantes ou por

AC: Povos Indígenas do Jordão e do Breu discutem Plano de Gestão Territorial

  Sistema Agroflorestal: frutíferas e florestais em harmonia - Ashaninka e o canteiro de mudas frutíferas e florestais Assessores da Comissão Pro Índio do Acre (CPI/Acre) viajam para três Terras Indígenas da região do Jordão e do Breu (AC) e discutem com as comunidades as formas de uso do seu espaço e seus recursos naturais Carregando mapas, mudas de plantas e sementes, quatro assessores e um consultor do Programa de Gestão Territorial e

Belo Monte: portaria do TRF1 muda novamente a competência para processos

  Casos que seriam julgados em Belém deverão ser enviados novamente para Altamira O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) provocou nova reviravolta nos processos que tratam da usina de Belo Monte, e em centenas de outros sobre questões ambientais no Pará, que tinham sido enviados para Belém quando o próprio TRF1 criou a 9ª Vara Federal, especializada em matéria ambiental. Uma portaria da presidência do Tribunal do último dia 30

Belo Monte, triste lobby. Entrevista com José Augusto Pádua

  Tema recorrente após a recente divulgação do vídeo Movimento Gota d’Água, em que atores globais como Marcos Palmeira, Juliana Paes e Maitê Proença se unem contra sua construção, a Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, Pará, tem suscitado debates acerca de sua eficácia. A entrevista é da Revista Cult, edição no. 164. O ex-coordenador da área de florestas do Greenpeace na América Latina e professor do Departamento de História da

CPT Bahia denuncia a dramática situação do cerrado baiano

  CPT Bahia ouve o grito do Cerrado A CPT Bahia partilha o que viu e sentiu durante o Conselho Regional, em Correntina, no Cerrado baiano, realizado de 29 de novembro a 2 de dezembro de 2011. Os agentes da CPT, camponeses e camponesas e representantes dos movimentos e entidades sociais que participaram do encontro se depararam com a realidade conflitava e chocante do Oeste da Bahia. Atrás da propaganda de “desenvolvimento” trazido

Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais começa a operar 24 horas

  O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden/MCTI) começa a operar em esquema de plantão (24 horas) a partir deste sábado. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (16) pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante. O centro está instalado no campus do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCTI), em Cachoeira Paulista (SP), e atua, de forma integrada, com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos

Vazamento da Chevron, na bacia de Campos, pode afetar saúde da população

  O vazamento de óleo no Campo de Frade, explorado pela Chevron, na Bacia de Campos, pode chegar às praias do Rio, Espírito Santo e São Paulo dentro de duas semanas, afetando uma população estimada em 15 mil pessoas. O alerta foi feito por técnicos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), em reunião com o secretário estadual do

Óleo que vazou no litoral do RJ atinge praia do Bonfim, em Angra dos Reis

  O óleo que vazou na sexta-feira na Baía da Ilha Grande (litoral sul do Estado do Rio de Janeiro) de um navio usado pela indústria do petróleo chegou hoje ao continente. Uma mancha atingiu a praia do Bonfim, a 2,5 quilômetros do centro de Angra dos Reis, principal cidade da Costa Verde fluminense. O óleo poluiu a areia e o costão rochoso. Outras praias da cidade, da turística Ilha Grande

Top