Denúncia: Plantações de eucalipto podem ser responsáveis por secar nascentes do rio Peruaçu/MG

    Laudo técnico recomenda que não sejam liberadas novas licenças para plantio O Mosaico Sertão Veredas-Peruaçu, no norte de Minas Gerais, pode estar ameaçado. Denúncias recebidas pelas Amda apontaram que as águas das nascentes do Rio Peruaçu, localizadas dentro do Parque Estadual Veredas do Peruaçu, apesar de estarem totalmente protegidas por vegetação natural, estavam diminuindo drasticamente de volume. Vistoria realizada por equipe técnica da Semad (Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento

MPF/ES entra com ação contra antiga Aracruz Celulose por grilagem de terras públicas

  Empresa conseguiu titulação de terras devolutas no Espírito Santo por meio de fraude. MPF pede condenação por danos morais no valor de R$ 1 milhão     O Ministério Público Federal em São Mateus (ES) propôs ação civil pública contra a Fibria S/A (antiga Aracruz Celulose), o Estado do Espírito Santo e o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para que sejam anulados os títulos de domínio de terras devolutas concedidas

Santa Quiteria, Baixo Parnaíba maranhense, proíbe plantios de eucalipto e soja

    [Por Mayron Régis, em Territórios Livres do Baixo Parnaíba] Ao longo de toda a história, o povo maranhense poucas vezes figurou como personagem principal de qualquer narrativa. A aprovação de um projeto de lei pela câmara de vereadores de Santa Quitéria, Baixo Parnaiba maranhense, que proíbe os plantios de eucalipto e de soja no município propicia uma reflexão sobre como um projeto de lei impacta diretamente as vidas de milhares de

Deserto verde em expansão no Paraná. Entrevista com Roberto Martins de Souza

  “Ao contrário do que anuncia o setor de papel e celulose, sua presença não implica em melhoria nas formas de vida locais. Por quanto esse padrão de acumulação capitalista drena há décadas toda a potencialidade econômica e social local para permitir a construção de um modelo que segue as pegadas de nossa matriz colonial, ainda que se aproprie do discurso da modernidade e da sustentabilidade”, afirma o pesquisador. Foto: http://bit.ly/1433EOP Confira a entrevista. Os

Bombas relógio que ameaçam a Natureza em Minas Gerais, por G. Wilson Fernandes e Newton P. U. Barbosa

    Com um dos patrimônios ambientais mais ricos do país, estado se ressente de negligência e irresponsabilidade pela introdução de espécies invasoras   Por G. Wilson Fernandes e Newton P. U. Barbosa [EcoDebate] A invasão de uma área por espécies animais e vegetais (invasão biológica) é um dos maiores problemas ambientais atuais. Esse processo manifesta-se pela introdução espontânea ou intencional de animais e plantas em locais onde elas não ocorrem naturalmente. As espécies invasoras

Deserto Verde: Plantio industrial de árvores ameaça camponeses no Paraná

  Monocultura de eucalipto. Foto de arquivo     Mais de 300 mil hectares do território paranaense são de propriedade da empresa de papel e celulose Klabin. Cidades onde há cultivo extensivo de pinus e eucalipto têm baixo índice de desenvolvimento humano. A reportagem é de Ednubia Ghisi e Geani Paula Souza e publicada pelo sítio Terra de Direitos, 09-08-2013. O monocultivo de madeira tem se tornado um grande inimigo dos camponeses paranaenses, e não é

A ameaça da expansão do monocultivo de eucalipto no Nordeste

    A chapada do Araripe, por tratar-se de uma região elevada, tem uma importância fundamental na manutenção do microclima local, e na hidrologia da região. Pode-se dizer também que é a fonte da biodiversidade em todo o chamado sertão do Araripe Pernambucano. É nessa região que uma aliança público-privada está empenhada em promover o monocultivo de eucalipto como fonte de energia para a fabricação de gesso. Os órgãos públicos envolvidos são

Florestas artificiais, com cultivo de eucalipto e pinus, ameaçam biodiversidade do Pampa

    Cultivo de eucalipto e pinus para a indústria de papel e celulose já ocupou 25% do bioma, que também sofre com a expansão da agricultura e o manejo inadequado do gado Em estados como Mato Grosso e Pará, a Floresta Amazônica está sendo transformada em pasto. No Rio Grande do Sul ocorre o problema inverso: a vegetação campestre dos pampas – que há séculos convive em harmonia com a pecuária –

As paisagens distintas do Pampa gaúcho estão sendo ‘gradualmente alteradas ou simplesmente perdidas’, entrevista com Marcelo Dutra

  “Precisamos reinventar a política ambiental do Rio Grande do Sul, que precisa ser menos pessoal ou menos baseada nas relações pessoais. O mérito por conhecimento precisa ter mais espaço na política ambiental dos estados, sem prejulgamento de partidos ou regulações impostas por interesses”, diz o ecologista. Confira a entrevista. As paisagens distintas do Pampa gaúcho estão sendo “gradualmente alteradas ou simplesmente perdidas”, alerta Marcelo Dutra em entrevista concedida à IHU

Suzano está em processo de encerramento de produção no Baixo Parnaíba, por Wilson Leite

    [Territórios Livres do Baixo Parnaíba] Com o aumento de negócios nos últimos dez anos da empresa Suzano Papel e Celulose que explora diretamente ou através de terceirizadas o plantio e extração e beneficiamento do Eucalipto (inclusive para produção de carvão) muito tem se discutido sobre os impactos ambientais sobre a plantação dessa monocultura no território maranhense. Essa empresa em suas audiências públicas – verdadeira peça teatral para passar a idéia de

Espécies nativas e monoculturas nas Chapadas, crônica de Mayron Régis

    [Territórios Livres do Baixo Parnaíba] Ele passara muitos dias naquela região. Nem tinha ideia de quantos dias foram em oito anos. Como esses dias se comportavam em sua mente e em seu espirito também não sabia. De tantos dias, o ar empesteado pelas carvoarias se impusera como norma. Contrariar isso de que forma? Quem se interporia entre as áreas de Chapada e os plantios de soja e de eucalipto que

Eucalipto e a religião do progresso, artigo de Rosemeire Almeida

    [Jornal da Ciência] O município de Três Lagoas/MS voltou a ser notícia nacional por meio da reportagem da Folha de São Paulo, em 16/09/2012, intitulada: "Ex-capital do gado, Três Lagoas (MS) vira rainha da celulose". Em resumo, principalmente aos que não leram, destaco que o foco desta matéria é dar relevo ao crescimento econômico e competitividade de Três Lagoas par a passo com uma suposta distribuição da riqueza e, consequente,

Top